Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Erudito

Karabtchevsky em BH

Concertos de amanhã e quarta serão regidos pelo maestro

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Tv Cultura/Divulgação
Paulistano é o convidado para reger a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais em composições de Tchaikovsky
PUBLICADO EM 22/05/17 - 03h00

O maestro paulistano Isaac Karabtchevsky, que atuou por 26 anos como regente da Orquestra Sinfônica Brasileira, é o convidado da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais para apresentações no Grande Teatro do Palácio das Artes, que vão trazer a interpretação de duas composições do compositor russo do período romântico Tchaikovsky: “Concerto para Piano e Orquestra Nº 1” e “Sinfonia Nº 5” compõem o programa. Recentemente, Karabtchevsky comandava a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, que foi campeã do Prêmio da Música Brasileira nos anos de 2014, 2015 e 2016.

Os concertos integram as séries Sinfônica ao Meio-Dia, que ocorre amanhã, às 12h, com entrada gratuita, e Sinfônica em Concerto, na quarta-feira, às 20h30, com ingressos a R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

O pianista carioca Aleyson Scopel é o solista convidado para as duas apresentações. Bastante aclamado pela crítica especializada, ele foi vencedor do prêmio Nelson Freire (2003), concedido pela Orquestra Sinfônica Brasileira.

No concerto de amanhã, algumas pessoas serão sorteadas e convidadas a assistirem a apresentação ao lado dos músicos, de cima do palco.

 

Cristóvão Bastos

FOTO: Alonso Martinez / Divulgação
Alonso Martinez / Divulgação
LEGENDA

Vencedor dos prêmios da Música Brasileira, Sharp, TIM e indicado ao Grammy Latino em 2011, Cristóvão Bastos chegou aos 70 anos reconhecido como um dos principais compositores de choro no Brasil e referência para músicos de todos os estilos e idades. Para comemorar, ele trará para a capital mineira o show “Cristóvão Bastos - 70 Anos”, no próximo dia 27, a partir das 19h30, na praça Floriano Peixoto, com a participação especial do acordeonista Célio Balona. No repertório, composições autorais, com canções célebres, como “Todo Sentimento”, parceria com Chico Buarque, e “Resposta ao Tempo”, com Aldir Blanc, e “Choro para o Valdir”, com Paulinho da Viola, além de choros inéditos e recém-compostos.

 

Ava Rocha se apresenta em BH

FOTO: Ana Alexandrino / Divulgação
Ana Alexandrino / Divulgação
LEGENDA

No próximo dia 27, às 21h, Ava Rocha se apresentará pelo projeto Mistura Minas, realizado pela Casulo Cultura, no Teatro Bradesco. A cantora, compositora e cineasta apresentará show inédito em Belo Horizonte, com a participação especial da mineira Juliana Perdigão. Parceiras, Juliana gravou uma composição de Ava em seu segundo disco solo, “Ó”, cujo show também tem direção artística assinada pela cantora carioca. “Ava Patrya Yndia Yracema” é o segundo CD de Ava Rocha, com produção de Jonas Sá e canções autorais e de compositores da nova geração. O trabalho repercutiu no Brasil e no exterior, rendendo à cantora presença na lista Essential of Brazilian Music, do “The New York Times”. Além das canções de seu disco, o repertório terá espaço para releituras de “Iracema”, de Adoniran Barbosa, e “Canoa Canoa”, de Nelson Angelo e Fernando Brant.

 

Miley Cyrus

FOTO: Ethan Miller / AFP
Ethan Miller / AFP
LEGENDA

“No ano que vem nossa amizade fará dez anos. Acho que ela é a amiga que eu conheço há mais tempo, o que é muito estranho.”

Cantora, sobre Katy Perry, e sobre dez anos ser muito tempo em Hollywood.

 

Mateus Solano

“Todo esse cenário é uma ótima oportunidade para apontarmos para nós mesmos. Nós somos os corruptos que colocamos lá.”

Ator, sobre a atual crise política e a culpa de cada eleitor no processo.

 

Coro para Nossa Senhora

FOTO: João Alves / Divulgação
João Alves / Divulgação
LEGENDA

O Ars Nova retorna hoje ao Conservatório UFMG para interpretar, às 19h30, uma série de Motetos Marianos de diferentes compositores que atuaram predominantemente durante o século XX. Motetos Marianos são obras cujos os textos são hinos dedicados a Nossa Senhora, mãe de Jesus. Obras como “A Hymn to the Virgin”, do britânico Benjamin Britten, “Salve Regina”, do francês Francis Poulenc, e “Two Hymns to the Mother of God”, do também britânico John Tavener, estão no programa.

 

Segunda musical

Com obras de Franz Schubert e Bedrich Smetana no repertório, o Quarteto Musik, formado por instrumentistas da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, é a atração do Segunda Musical de hoje, às 20h, no Teatro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O grupo é composto por Rodrigo de Oliveira e Arthur Terto (violinos), William Neres (violoncelo), e Roberto Papi (viola). O quarteto foi formado em 2016, com a meta de popularizar a música erudita.

 

Cinema em Fama

Acontece entre os dias 26 e 28 deste mês a 1ª Mostra de Cinema de Fama-MG. A pequena cidade do Sul do Estado será palco para exibições gratuitas de filmes às margens do lago de Furnas, com mostra competitiva de curtas-metragens nacionais e projeção de quatro longas convidados. Dentre as atividades paralelas, está um curso de atuação com Anselmo Vasconcellos e uma homenagem ao dramaturgo e romancista de cinema e televisão Jovany Sales Rey, natural de Alfenas.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Erudito

Karabtchevsky em BH
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter