O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Reconhecimento

Belo Horizonte é eleita Cidade Criativa da Unesco pela gastronomia

As cidades de Diamantina e Cataguases (pelo campo da música e do cinema, respectivamente) também concorreram, mas não foram contempladas

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
GASTRO
PUBLICADO EM 30/10/19 - 16h56

Belo Horizonte foi eleita, nesta quarta-feira (30), para integrar a rede de Cidades Criativas da Unesco, na área de gastronomia.

O anúncio foi feito pela diretora geral da Unesco, Audrey Azoulay, e contemplou mais 65 cidades em sete campos – artesanato e artes folclóricas, design, cinema, literatura, artes midiáticas, música, além de a já citada gastronomia.

A Rede de Cidades Criativas da Unesco é uma plataforma criada em 2004, para promover a cooperação entre localidades que identificam a criatividade como fator estratégico para o desenvolvimento sustentável. Segundo o órgão, essas cidades trazem uma contribuição por meio de pensamento e ação inovadores. “Em todo o mundo, essas cidades, cada uma a seu modo, fazem da cultura o pilar, e não um acessório, de sua estratégia”, disse Audrey Azoulay ao anunciar as escolhidas. “Isso favorece a inovação política e social e é particularmente importante para as gerações jovens”, completou.

A Rede de Cidades Criativas da Unesco conta agora com um total de 246 cidades.

“BH é, de fato, a síntese de uma gastronomia mineira rica e que deve ser conhecida por todo mundo. Esse título representa um orgulho de algo que faz parte de todo o mineiro, que é a nossa gastronomia. Além disso, representa um trabalho que foi construído de forma coletiva: foram meses de engajamento, e vários atores que conseguiram resumir nossos atributos e singularidades”, disse o presidente da Belotur, Gilberto Castro, ao citar a produção do dossiê que embasou a candidatura de BH.

Presidente de uma das organizações envolvidas na produção de um dossiê que embasou a candidatura de Belo Horizonte ao título, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel–MG), Ricardo Rodrigues comemorou a designação. “Deram um título de algo que já éramos”, brincou. “Isso representa um reconhecimento em nível mundial para cidades que despontam em determinadas atividades. A gente passa a estar incluído em um ‘guia’ do turismo internacional, além de pertencermos a uma rede de troca de boas práticas de informações”, disse ele, ao valorizar o fato de que a candidatura da capital culminou com a união de entidades do setor. “Poder público, órgão, festivais: é muito gostoso ver a forma como o dossiê foi construído, a muitas mãos”, afirmou. Atualmente, BH é o segundo destino mais bem avaliado quando o critério é o paladar pelos turistas estrangeiros que visitaram o país entre 2016 e 2017, como aponta o Ministério do Turismo (Belém, o primeiro destino, é Cidade Criativa desde 2015).

Castro explica que o reconhecimento é motivo de “mais trabalho”. “Vem reforçar a manutenção de projetos. Ao participar da rede, todas as cidades se comprometem a compartilhar práticas, desenvolver parcerias”, observou. Para Rodrigues, o próximo passo é cuidar da “materialidade do título”. “Cuidar da gastronomia para que esse título tenha a reverberação que deve. Essa rede traz oportunidade de a gente criar novas ações em cima de ideias de sucesso de outras cidades criativas pela gastronomia pelo mundo”, observou.

Mais Brasil

Além de Belo Horizonte, como já era previsto, apenas mais uma cidade brasileira passou a integrar a rede: Fortaleza, na área de Design. As cidades de Diamantina e Cataguases (pelo campo da música e do cinema, respectivamente) também concorreram à rede neste ano, mas não foram contempladas.

Números

Para dimensionar a força da gastronomia, pode-se recorrer a expressivas cifras: o setor movimenta R$ 4,5 bilhões a cada ano, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) – e absorve quase 40% dos postos de trabalho da economia criativa total, com cerca de 54 mil postos, empregando formalmente 21 mil pessoas, de acordo com dados do Cadastro de Empregados e Desempregados (Caged).  (com Alex Bessas)

Veja a lista com as 66 novas Cidades Criativas da UNESCO

Afyonkarahisar (Turquia) - Gastronomia
Ambon (Indonésia) - Música
Angoulême (França) - Literatura
Areguá (Paraguai) - Artesanato e Arte Folclórica
Arequipa (Peru) - Gastronomia
Asahikawa (Japão) - Design
Ayacucho (Peru) - Artesanato e Arte Folclórica
Baku (Azerbaijão) - Design
Ballarat (Austrália) - Artesanato e Arte Folclórica
Bandar Abbas (Irã [República Islâmica do]) - Artesanato e Arte Folclórica
Bangkok (Tailândia) - Design
Beirute (Líbano) - Literatura
Belo Horizonte (Brasil) - Gastronomia
Bendigo (Austrália) - Gastronomia
Bérgamo (Itália) - Gastronomia
Biella (Itália) - Artesanato e Arte Folclórica
Caldas da Rainha (Portugal) - Artesanato e Arte Folclórica
Cebu City (Filipinas) - Design
Essaouira (Marrocos) - Música
Exeter (Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte) - Literatura
Fortaleza (Brasil) - Design
Hanói (Vietnã) - Design  
Havana (Cuba) - Música
Hyderabad (Índia) - Gastronomia
Jinju (República da Coréia) - Artesanato e Arte Folclórica
Kargopol (Federação Russa) - Artesanato e Arte Folclórica
Karlsruhe (Alemanha) - Media Arts
Kazan (Federação Russa) - Música
Kırşehir (Turquia) - Música
Kuhmo (Finlândia) - Literatura
Lahore (Paquistão) - Literatura
Leeuwarden (Holanda) - Literatura
Leiria (Portugal) - Música
Lliria (Espanha) - Música
Mérida (México) - Gastronomia
Metz (França) - Música
Muharraq (Bahrain) - Design
Mumbai (Índia) - Filme
Nanquim (China) - Literatura
Odessa (Ucrânia) - Literatura
Overstrand Hermanus (África do Sul) - Gastronomia
Porto de Espanha (Trinidad e Tobago) - Música
Portoviejo (Equador) - Gastronomia
Potsdam (Alemanha) - Filme
Querétaro (México) - Design
Ramallah (Palestina) - Música
San José (Costa Rica) - Design
Sanandaj (Irã [República Islâmica do]) - Música
Santiago de Cali (Colômbia) - Media Arts
Santo Domingo (República Dominicana) - Música
Sarajevo (Bósnia e Herzegovina) - Filme
Sharjah (Emirados Árabes Unidos) - Artesanato e Arte Folclórica
Slemani (Iraque) - Literatura
Sukhothai (Tailândia) - Artesanato e Arte Folclórica
Trinidad (Cuba) - Artesanato e Arte Folclórica
Valladolid (Espanha) - Filme
Valledupar (Colômbia) - Música
Valparaíso (Chile) - Música
Veszprém (Hungria) - Música
Viborg (Dinamarca) - Media Arts
Viljandi (Estônia) - Artesanato e Arte Folclórica
Vranje (Sérvia) - Música
Wellington (Nova Zelândia) - Filme
Wonju (República da Coréia) - Literatura
Wrocław (Polônia) - Literatura
Yangzhou (China) - Gastronomia

O que achou deste artigo?
Fechar

Reconhecimento

Belo Horizonte é eleita Cidade Criativa da Unesco pela gastronomia
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter