O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Macadâmias e suas delícias

Pouco conhecida, a oleaginosa é ótima opção para quem busca uma alimentação mais saudável; também é boa alternativa para receitas veganas e vegetarianas

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Macadamia
Macadamia
PUBLICADO EM 26/08/18 - 03h00

Uma das sementes menos conhecidas no universo das oleaginosas – sem a popularidade da castanha-de-caju, da castanha-do-pará, da noz ou do amendoim –, a macadâmia tem chamado a atenção de chefs e nutrichefs, que cada vez mais exaltam seu sabor adocicado e ao mesmo tempo destacado, sua textura amanteigada e seu alto valor nutritivo. A macadâmia pode ser consumida ao natural ou incorporada em diversas receitas.

Suas propriedades fazem da semente uma ótima opção para usos variados, na feitura de pães, tortas, bolos e sorvetes, e também servindo como opção para veganos, substituindo a ricota em receitas salgadas. Mesmo com seu alto teor calórico, a macadâmia pode contribuir para quem quer perder peso. Também é ótima opção para praticantes de esportes, por ter proteínas que ajudam na contração e no relaxamento muscular. Entre seus muitos benefícios, a macadâmia ajuda a prevenir doenças graves como anemia, arterosclerose e câncer. Além disso, ela é boa para os ossos, para o intestino, para a boa aparência da pele e dos cabelos e para o sistema nervoso.

A macadâmia é a semente de uma árvore originária da Austrália. Segundo pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), a produção mundial de macadâmia gira em torno de 160 mil toneladas anuais. O Brasil produz 6.000 toneladas por ano, sendo São Paulo o maior produtor, responsável por 35% do volume nacional, e maior processador da noz. Cerca de metade da produção nacional é consumida internamente, e o restante é exportado.

Nesta edição do Gastrô, vamos mostrar formas variadas de usar a castanha, em pratos que agradam o paladar de pessoas interessadas em uma dieta mais saudável, mas que podem também cair no gosto de quem estiver interessado em uma boa opção para mudar o cardápio e acrescentar um novo e versátil ingrediente à rotina culinária.

A macadâmia é destacada pela nutrichef Pâmela Sarkis por sua textura. “É uma castanha com sabor mais amanteigado, mais aveludado. E assim dá para trabalhar algumas receitas gourmets. Também é uma castanha naturalmente doce, mas que também combina muito bem com receitas salgadas”, destaca.

E é uma receita salgada vegana, o canelone com ricota de macadâmia, que ela ensina a fazer, substituindo a ricota tradicional por uma combinação de macadâmias, suco de limão, espinafre e sementes de chia. “A textura da macadâmia hidratada e triturada fica bem parecida com a da ricota, o limão ajuda a hidratar, e as sementes de chia são uma espécie de ‘cola’ para ajudar a dar liga na receita”, garante ela. Além do recheio peculiar e gourmet, o canelone também pode ser feito evitando o glúten, com folhas de palmito em vez de massa, o que dá um sabor a mais à receita.

Pâmela é cozinheira e também nutricionista e tem trabalhado com programas de reeducação alimentar com pessoas e famílias que se interessam pelos seus préstimos. “A macadâmia tem bastante fibras, proteínas e gorduras boas para o organismo. Por ela ser mais clara, também agrada os olhos, evitando aquela aparência da casca que algumas castanhas têm”, explica nutrichef.

 

Segunda noz mais cara do mundo

Mesmo sendo uma nova queridinha dos chefs, a macadâmia não tem um preço tão acessível. É a segunda noz mais cara do mundo, perdendo apenas para o pinoli, usado para fazer molho pesto. Um quilo de macadâmia natural chega a custar R$ 150. “Eu faço pratos quando eu tenho um convidado especial na minha casa. Dá um resultado muito refinado”, destaca Débora Campos, cozinheira e influencer de gastronomia, responsável pelo blog Viverdequê?, no qual ensina receitas e hábitos saudáveis.

Débora sugere uma panna cotta fácil, porém sofisticada, e rápida de se fazer, que combina macadâmias, rapadura (ou açúcar demerara) e fécula de mandioca. “Eu gosto de fazer diversos tipos diferentes de panna cotta, fugindo das tradicionais”, pontua ela. “Além disso, gosto de oleaginosas que trazem benefícios para a saúde, fazem bem para a parte neurológica. Tenho várias receitas com baru, pistache e macadâmia”, ressalta Débora.

Para a chef Denise Godinho, de Montes Claros, um estilo de vida mais saudável tornou-se uma missão de vida quando ela descobriu que seu filho tinha intolerância a lactose. “Desde então, busco receitas criativas para ter uma boa alimentação”, garante Denise. Dentre os muitos ingredientes presentes em sua rotina, ela destaca as oleaginosas, com um carinho especial pela macadâmia. “A macadâmia tem muitos antioxidantes que combatem os radicais livres, que são fundamentais para manter uma boa pele e retardar o envelhecimento. Não é à toa que vemos vários cosméticos com macadâmias”, destaca.

Propriedades

Como toda noz, a macadâmia é rica em gorduras (76%), e seu valor calórico é alto: em média, 700 kcal para cada 100 g. Ela contém diversas vitaminas e minerais, dentre elas vitamina A, tiamina, selênio, ferro e cálcio. As gorduras predominantes são as monossaturadas, excelentes para a saúde e que ajudam a reduzir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o colesterol bom (HDL). São também ricas em proteínas (cerca de 10%), uma ótima opção para veganos e vegetarianos. Outra qualidade da castanha é o alto teor de fibras, 8 g a cada 100 g.

 

Ricota de macadâmia

Ingredientes

100 g de macadâmia

1 colher (sopa) de suco de limão

2 colheres (sopa) de azeite

1 pitada de sal

1 pitada de pimenta do reino

1 ponta pequena de alho

Modo de preparo

Coloque a macadâmia para hidratar em água filtrada de um dia para o outro. Escorra e reserve.

Triture as macadâmias hidratadas no processador e misture o suco de limão, a água morna, o azeite, o sal, a pimenta-do-reino e o alho. Processe tudo junto e acerte o sal. Mantenha na geladeira.

A ricota é uma ótima opção vegana para substituir o queijo em receitas de recheios, patês e tortas salgadas.

 

Tortinha sem glúten

Ingredientes

70 g de manteiga tradicional, ghee ou de coco

½ xícara de açúcar demerara

½ xícara de açúcar mascavo (o açúcar pode ser substituído por adoçante culinário na mesma quantidade)

1 ovo

1 ¼ de xícara de farinha de arroz integral

¾ de xícara de farinha de macadâmia (pode ser triturada no liquidificador ou no processador)

Modo de preparo

Misture numa tigela os ingredientes secos. Coloque a manteiga gelada e misture até ficar com aspecto de farofa. Em seguida, acrescente o ovo à massa (não é preciso sovar). Deixe descansar na geladeira por 30 minutos. Modele as tortinhas usando forminhas para quiche ou para empada. Asse em forno preaquecido a 180ºC por 15 minutos, dependendo do forno. Deixe esfriar para rechear.

Sugestões de recheios

Brigadeiro, creme de limão (leite condensado e limão), brigadeiro branco, etc.

Reserve algumas macadâmias trituradas para salpicar sobre o recheio

 

Panna cotta de macadâmia com rapadura

Ingredientes

1 xícara de macadâmia

4 xícaras de água quente

1 xícara de açúcar demerara

½ xícara de fécula de mandioca diluída em ½ xícara de água fria

Rapadura ralada para decorar

10 unidades de amor-perfeito (flor comestível)

Modo de preparo

Deixe a macadâmia de molho entre oito e 12 horas. No liquidificador, bata a água quente com a macadâmia até que fique bem triturada. Coloque essa mistura em uma panela e acrescente o açúcar demerara. Junte a fécula de mandioca e mexa bem até o líquido engrossar. Coloque o creme em uma forma de silicone untada com óleo de girassol (não se preocupe, não vai ficar com o gosto do óleo) ou coloque em taças individuais. Coloque na geladeira e espere esfriar para desenformar Rale a rapadura em cima. Por último, decore com o amor-perfeito.

Rende até cinco porções

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Macadâmias e suas delícias
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter