Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Levantamento

Homicídios sobem em cidades pequenas e Estados do Nordeste 

Segundo Ipea, taxa de assassinatos em Minas Gerais aumentou 61,4% entre 2000 e 2010

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 21/12/13 - 04h00

Rio de Janeiro. A década de 2000 a 2010 foi marcada pela migração da violência no Brasil. Estados do Sudeste, que historicamente lideravam rankings de homicídios no país, deram lugar, no topo das listas, aos do Norte e Nordeste.

São Paulo e Rio de Janeiro registraram quedas de 66,6% e 35,4%, respectivamente, no número de assassinatos por 100 mil habitantes, enquanto os índices mais que dobraram em Estados como Bahia (339,5%), Maranhão (373%) e Pará (258,4%), no período.

Nas cidades houve a interiorização da violência, com quedas em mortes nas capitais e incrementos, em municípios menores. Os dados foram levantados por Daniel Cerqueira, diretor de Estado, Instituições e Democracia do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), que tomou por base, em seu estudo, números divulgados pelo Ministério da Saúde.

No topo das cidades com mais assassinatos estão Simões Filho, na Bahia, e Ananindeua, no Pará. As taxas de homicídios em municípios pequenos (menos de 100 mil habitantes) cresceram em média 52,2% entre 2000 e 2010.

De acordo com o Ipea, Minas Gerais demonstra grande crescimento no número de assassinatos – 61,4%, entre 2000 e 2010. No primeiro ano, as taxas de homicídio por 100 mil habitantes eram de 11,5 contra 18,5, em 2010, afirma o Ipea.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que “é importante frisar que no período considerado no estudo não houve uma curva apenas crescente. A partir de 2004, quando o atual modelo de segurança pública do Estado foi implantado, com foco na integração das polícias e na política de prevenção à criminalidade, a taxa de homicídios em Minas Gerais passou de 19,6% por 100 mil habitantes, em 2004, para 15,9% por 100 mil habitantes, em 2010”.

Segundo a Seds, neste ano, por exemplo, os dados do Boletim Mensal de Criminalidade do Estado, divulgado no site da Seds, mostram uma estabilização dos índices de homicídios em Minas Gerais e na região metropolitana nos 11 primeiros meses deste ano com relação ao mesmo período do ano passado”. A secretaria ainda destaca que, até 2014, serão investidos cerca de R$ 600 milhões na segurança pública de Minas. (Com Raquel Sodré)

O que achou deste artigo?
Fechar

Levantamento

Homicídios sobem em cidades pequenas e Estados do Nordeste 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter