Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Cursinho para renovação política tem vereador de BH como palestrante

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM 28/01/18 - 02h00

Cursinho para renovação política tem vereador de BH como palestrante

Um grupo de empresários e ativistas criou o projeto RenovaBR, com o intuito de auxiliar e treinar pessoas com interesse em participar e renovar a política brasileira. O treinamento vem sendo realizado em São Paulo desde a última segunda-feira. As palestras são de temas variados e vão de marketing eleitoral a disciplinas de conteúdo do direito.

O vereador de Belo Horizonte Gabriel Azevedo (PHS) é um dos organizadores do RenovaBR e ministrou painel sobre teoria do Estado. Na próxima quarta-feira, quem aparece para falar sobre estratégias nas redes sociais na eleição é o assessor especial da Prefeitura de Belo Horizonte, Alberto Lage. Ele foi um dos coordenadores da comunicação online da campanha de Alexandre Kalil (PHS) à prefeitura da capital em 2016. Lage defende a ideia de uma mudança de postura para que os novos políticos atinjam públicos fora da redes sociais. “É preciso que o candidato tenha uma postura não só para conquistar likes e compartilhamentos, mas para repercutir fora das redes, gerar discussões e reflexões fora da internet”, explica.

Os cem alunos foram selecionados entre mais de 4.000 inscritos dispostos a renovar a política nacional. De Minas, são seis bolsistas. Entre eles estão a arquiteta e ativista política Juliana Sales, que deve tentar uma vaga na Assembleia Legislativa de Minas (ALMG), e o ex-presidente da Fundação Estudar e da Confederação Brasileira de Empresas Juniores, Tiago Mitraud, uma das apostas do Novo à Câmara Federal neste ano.

“São pessoas com potencial e coragem para romper com as velhas práticas e desenvolver políticas públicas que melhorem efetivamente a vida do cidadão”, garante Eduardo Mufarej, cofundador do RenovaBR. Os participantes recebem uma bolsa mensal para que possam se dedicar com exclusividade à formação.

Para seguir no projeto até julho, prazo final do curso, os bolsistas terão de cumprir carga horária mínima de 200 horas e ter 80% de aprovação das avaliações feitas ao longo do semestre, além de seguirem alinhados com o propósito do RenovaBR de trabalhar por ética, democracia e vontade de servir a sociedade.

Também participando da edição, o empresário mineiro Lucas Garcia, que pretende lançar uma candidatura à Câmara dos Deputados, diz que a iniciativa é válida para tentar resgatar valores e preparar interessados em participar da vida política. “Atualmente, estamos vendo uma falta de comprometimento e preparo dos políticos com o país. Iniciativas como o RenovaBR são extremamente importantes para o surgimento de novos candidatos, com novas formas de se pensar e fazer política”, argumenta. (Lucas Ragazzi e Angélica Diniz)

FOTO: Leon Rodrigues/ Prefeitura de São Paulo/divulgação

Postulante. O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse ontem que não há a menor hipótese de o PSDB não ter candidato próprio ao governo do Estado de São Paulo. “A hipótese é zero”, afirmou. Questionado sobre declaração do governador Geraldo Alckmin da possibilidade de apoio a Márcio França (PSB), vice-governador, Doria afirmou que não iria fazer comentários sobre as palavras de Alckmin, a quem respeita e admira. “Mas como membro do PSDB, como prefeito da cidade de São Paulo, eu posso afirmar pessoalmente que o PSDB terá candidato ao governo do Estado de São Paulo. Não há a menor hipótese do partido que ocupa o governo há tantos anos abrir mão desta condição pra quem quer que seja”, declarou.

Neymar com a bola toda

O Instituto Mapa/MrPredictions – empresa de pesquisa de opinião e análise de mercado – tem examinado os fluxos de dados sobre o impacto das redes sociais na eleição presidencial brasileira, extraindo uma série de inferências com aplicabilidade no universo político. Gravitam ao redor desse tema questões, como transferência de prestígio, publicidade subliminar e influência das mídias sociais no cenário eleitoral. Segundo levantamento recente, a personalidade com maior poder de influência no Brasil é o craque Neymar, com mais de 180 milhões de seguidores. Sozinho, ele tem mais poder de influência do que o dobro de todos os presidenciáveis somados. Mas a questão é: as pessoas que seguem jogadores estão dispostas a compartilhar seus ideais políticos? Pensando nisso, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho (segundo lugar na lista) anunciou a possibilidade de ele próprio disputar um cargo eleitoral.

FOTO: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

“Já há vozes dizendo que a Lei da Ficha Limpa foi um tiro no pé. É um paradoxo a questão do maior nome popular (Lula) poder ser enquadrado, mas isso não deve levar a achar que a lei não vale nada.”

Chico Alencar (PSOL-RJ)

Deputado federal

Vazamento para a Venezuela

A Procuradoria Geral da República (PGR) informou ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) que solicitou à Polícia Federal a instauração de inquérito para apurar o vazamento de trechos da delação da Odebrecht para a ex-procuradora geral da Venezuela Luísa Ortega Díaz. O pedido da PGR segue uma solicitação feita pela própria Odebrecht, em outubro de 2017, para que fosse apurado o vazamento. A empreiteira apontou que o material estava sob custódia da PGR sem compartilhamento com qualquer outra pessoa. A empresa também chegou a pedir que a ex-procuradora fosse proibida de divulgar a delação. A Venezuela é um dos países em que a empreiteira enfrenta dificuldades para assinar um acordo de cooperação. Ao firmar a delação premiada, a Odebrecht e a PGR acertaram que o conteúdo sobre crimes praticados no exterior da delação ficaria sob sigilo.

O que achou deste artigo?
Fechar

Cursinho para renovação política tem vereador de BH como palestrante
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Log View