Recuperar Senha
Fechar
Entrar

CGE vai investigar se carro comprado com recursos públicos foi usado pelo MST

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM Fri Nov 10 03:00:00 BRST 2017

Pavimento suspeito

O governo de Goiás está pavimentando o trecho de uma estrada, a um custo de R$ 65,8 milhões, que corta uma fazenda de propriedade do vice-governador do Estado, José Eliton (PSDB), pré-candidato ao governo do Estado em 2018. O trecho das obras tem quase 30 quilômetros, dos quais “de dois a três quilômetros” passam no meio e ao lado da propriedade rural, segundo o próprio vice-governador. O Ministério Público (MP) de Goiás instaurou um inquérito civil público para investigar a obra e um suposto benefício ao vice de Marconi Perillo (PSDB). Em recomendação expedida nessa quinta-feira (9), o MP pediu a imediata suspensão do convênio que garante o asfaltamento da rodovia, por entender que “resta clara a inexistência de melhoria direta no acesso ao Parque Estadual de Terra Ronca”. O acesso ao local é o objeto inicial do convênio, o que, na visão do MP, não está contemplado na execução das obras.

Frase do dia

“A medida pretende retirar os jogos da ilegalidade, permitindo que os operadores sejam empresários e contribuam com a atividade econômica brasileira.”
Benedito de Lira (PP-AL)
Senador, sobre o projeto que legaliza os jogos de azar

Após acerto, Embraer fica

Surtiu efeito a denúncia feita pelo Aparte, na edição do dia 11 de outubro, sobre os repasses anuais que o Estado deixou de fazer para manter em Minas o escritório de engenharia da Embraer. A dívida do governo ultrapassava os R$ 12 milhões, o que ameaçava a permanência da Embraer no Estado. Nessa quinta-feira (9), o governador Fernando Pimentel (PT) recebeu, no Palácio da Liberdade, o presidente da empresa, Paulo César de Souza e Silva. “Este encontro com o governador é importante porque existe uma relação muito profunda entre a Embraer e o governo do Estado. A presença da Embraer em Minas é uma parceria que está dando certo. Nós temos aqui hoje por volta de 150 engenheiros trabalhando, desenvolvendo as aeronaves em várias áreas. Belo Horizonte se tornou um polo de desenvolvimento e inovação, colocando Minas sempre à frente”, afirmou o executivo.

O que achou deste artigo?
Fechar

CGE vai investigar se carro comprado com recursos públicos foi usado pelo MST
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter