Recuperar Senha
Fechar
Entrar

EXPLICAÇÕES

Brasileiro do polo aquático diz que sexo com jovem foi consensual

Em Kazan, na Rússia, para a disputa do Mundial, Thye estaria preparando seu retorno ao país para se defender das acusações

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
thye ventura polo aquatico
Thye teve seu nome envolvido em escândalo sexual em Toronto
PUBLICADO EM 24/07/15 - 20h27

Acusado de abusar sexualmente de uma jovem, de 22 anos, durante sua estada em Toronto, no Canadá, para a disputa dos Jogos Pan-Americanos, o goleiro da seleção brasileira de polo aquático, Thye Matos, confirmou seu envolvimento no caso, mas negou que tenha cometido qualquer tipo crime. Muito pelo contrário.

Segundo Ricardo Cabral, supervisor e técnico do combinado brasileiro, a relação foi consensual.

"Nós fomos pegos de surpresa. O atleta nega. Nós estamos tomando as devidas providências. O próprio Comitê Olímpico Brasileiro está com advogados em Toronto. Ele está muito abalado. Ele afirma que não foi isso. Nós estamos preocupados e é mais seguro para ele neste momento não ficar exposto", afirmou o dirigente em entrevista ao Globoesporte.com.  

"Ele falou que realmente esteve com a menina, mas que foi consensual. Ele está surpreso, muito abalado. Está muito preocupado, não sabe o que pode acontecer. Ele vai entrar em contato com a família para tranquilizar a todos. Ele está sendo investigado, já estão acusando ele. É uma coisa bem ingrata. Vai ter de ser forte", complementou Cabral. 

Em Kazan, na Rússia, para a disputa do Mundial, Thye estaria preparando seu retorno ao Brasil. Enquanto isto, no Canadá, Jonna Beaven, chefe do departamento de crimes sexuais de Toronto, deixou claro que a polícia local trabalhe para que o brasileiro volte ao Canadá para responder sobre as acusações. 

Rádio Super

O que achou deste artigo?
Fechar

EXPLICAÇÕES

Brasileiro do polo aquático diz que sexo com jovem foi consensual
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Ou conecte-se com:
Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Log View