Facebook
Twitter
Whatsapp
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

+ conteúdo multimídia

  • ícone Instagram
  • ícone YouTube
  • ícone Twitter
  • ícone Facebook

Confira o conteúdo especialmente produzido para nossas redes sociais

Saúde mental e pandemia: um difícil nó a ser desatado

Profissionais de saúde relatam aumento de depressão e ansiedade de pacientes em um contexto de precariedade no atendimento na rede pública

marca oferecimento

Antes da pandemia começar, 300 milhões de pessoas tinham depressão em todo o mundo. Com a chegada da Covid-19, esse buraco ficou maior. Mas qual o tamanho dele agora? No Brasil, um levantamento atual do Ministério da Saúde demonstra que o número de pessoas que se dizem com depressão aumentou de 16% para 39% durante a pandemia, numa comparação feita entre os meses de abril e outubro do ano passado.

Conversamos com psicólogos, psiquiatras e outros profissionais de saúde mental sobre o cenário que estão enfrentando em Minas Gerais. Neste episódio, eles contam como os casos de depressão e ansiedade estão aumentando. Relatam falta de equipes, estrangulamento da rede pública e dificuldades em elaborar o diagnóstico em tempos de isolamento social.

Os psicólogos também informam sobre o esgotamento mental que não tem poupado ninguém, com casos graves atingindo crianças, jovens e idosos, além dos quadros de sofrimento mental entre os profissionais da linha de enfrentamento ao coronavírus.

Ouça onde preferir: 

Produção e reportagem: Izabela Ferreira Alves e Tatiana Lagôa
Roteiro: Rafael Rocha
Sonorização: Gilvan Gandra
Coordenação: Queila Ariadne
Coordenação de Jornalismo da Rádio Super: Rodrigo Freitas
Produção e reportagem: Izabela Ferreira Alves e Tatiana Lagôa

+ conteúdo multimídia

  • ícone Instagram
  • ícone YouTube
  • ícone Twitter
  • ícone Facebook

Núcleo de Projetos EspeciaisJornal O TEMPO - Mar/2021