Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Calor

Veja algumas das apostas para a moda praia neste verão

Com calor no coração: chegada do período mais quente do ano é certeza de atualização no guarda-roupas

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
d
Calcinha tanga, amarrações, cordas: alguns dos investimentos da Vix para os dias mais quentes
PUBLICADO EM 18/11/18 - 03h00

A roupa é pouca, mas quem disse que não dá para inovar? As tendências 2019 da moda praia brasileira mostram exatamente que a escassez de pano não é problema. Das mentes de diretores de estilo de grifes celebradas do país surgem coleções que prometem elevar ainda mais as temperaturas à beira da praia, da piscina, da cachoeira…

Muito dessa inspiração veio do verão europeu, ocorrido no meio do ano. Por lá, uma modelagem que se destacou foi a asa-delta. O hit dos anos 80 das praias cariocas, entretanto, deve ser tímido aqui. “Lançamos asa-delta no último verão e seguimos com essa tendência, porém, desta vez, em menor quantidade, pois notamos que as nossas clientes ainda não aderiram 100%”, conta a diretora de produtos da Amaro, Anay Zaffalon. “As cavas subiram um pouco, mas não sou adepta ao asa-delta na minha coleção”, pontua a estilista Lenny Niemeyer, da grife homônima. Já a diretora de estilo da Vix, Juliana Leal, acredita no sucesso da tanga. “É o modelo de calcinha mais sexy”, explica, enumerando outros palpites da marca: “top tomara que caia, retrô, com amarração frontal e o corsage”.

O consultor de estilo e apresentador do programa “Esquadrão da Moda”, do SBT, Arlindo Grund, explica que os anos 80 e 90 são as grandes referências do período. “Estamos vivendo um momento de muita tropicalidade, estampas, babados. As influências dos anos 80, com os biquínis cavados, e dos anos 90, com os pequenos, estarão presentes”, diz. Anay conta que as décadas foram exatamente as que mais influenciaram o processo criativo na Amaro, que traz, por exemplo, babados volumosos. Assim como eles, modelagens que fizeram sucesso em outras estações prosseguem. As mangas ciganinhas são um exemplo, e há outros: “Trabalhei mais a presença de franjas e macramês por remeterem ao artesanato brasileiro”, diz Lenny Niemeyer, lembrando itens que fizeram a cabeça de fashionistas em 2018.

Também com olhos voltados para os anos 90, a coleção da grife New Beach traz tecidos tecnológicos, recortes, bordados “e, claro, algumas peças que entoaram nessa década, em tecidos que lembram o veludo no toque e na aparência”, argumenta o diretor Edson Recco Filho.

As peças feitas à mão ainda devem ressurgir na moda praia em crochês, tricôs, amarrações, cordas e cintos.

Retorno. Peça que nos últimos anos voltou aos holofotes, o maiô segue em alta no verão 2019. Agora, não vem apenas com decotes profundos, mas com cavas laterais e muitos detalhes. “A opção de uso casual e composição de looks modernos aumentaram a procura desta tendência. Bodies com recortes diferenciados e estampas ousadas estão em alta”, conta Recco Filho.

“Na Amaro, trabalhamos o maiô de diversas maneiras: escritas localizadas, ombro a ombro, um ombro só, estampado e com textura”, exemplifica Anay. “O maiô ganhou definitivamente lugar no guarda-roupa da mulher que busca um look pós-praia, mas o biquíni continua imbatível nas areias. Tenho a sensação de já ter feito maiôs de todas as maneiras (manga longa, um ombro só, drapeado, plissado, frente única), mas, nesta coleção, explorei bastante o modelo blusado”, diz Lenny.

As peças que transitam para o pós-praia, como disse Lenny, também estão na coleção da ESC, cita o diretor criativo André Lucian. “Podem ser aliadas a outras, como saias e calças de cintura alta”, argumenta. Juliana Leal afiança que a Vix contemplou a mesma ideia, com saias com diferentes comprimentos para serem usadas dia e noite, além de bodies e calças fluidas com fendas.

Cores vão de tons neutros a misturas tropicais, listras e estampas únicas

Em relação às cores e às misturas, a beachwear 2019 promete de tudo um pouco. Além das queridinhas estampas tropicais, há possibilidades para fugir do óbvio, como o color block, tons neutros, terrosos, pastel. O poá, que ao longo do ano passou de tendência a realidade nas vitrines, também migrou para a moda praia. E quem não tem medo de chamar atenção pode ir de neon. “É aquilo que a gente viu muito em 2018, descoloridos, misturas de cores, nenhum ou fluorescente, tons terrosos, e tudo fica bem diferente, bem criativo. Acredito que as estampas florais também continuam presentes”, comenta o consultor de estilo e apresentador do programa “Esquadrão da Moda”, do SBT, Arlindo Grund.

O vermelho e o amarelo, cores que também estiveram em alta, vêm para a moda praia, claro. A ESC, do diretor criativo André Lucian, apostou exatamente em uma dessas tonalidades para mostrar a intensidade e sofisticação da temporada. “A coleção de verão 2019 da ESC fala da feminilidade e transformação. A escolha da cor vermelha traz justamente o significado de desejo e confiança em si mesmo. Além de combinar com diversos tons de pele”, revela Lucian.

“Vermelho e oncinha são clássicos”, corrobora a diretora criativa de Salinas, Jacqueline de Biase, que também faz a defesa dos dois neste ano. “Além da oncinha, temos estampas tropicais, frutas, drinks, piscina, quadras de tênis e as gráficas com listras largas. Nossas cores: muito verde, vermelho, rosa, azul e branco como as principais”, completa.

Diretora criativa da BlueMan, Sharon Azulay revela que foi buscar inspiração caiçara para sua coleção de verão 2019, com uma pegada mais minimalista, mas cheias de nuances. “Apostamos em uma cartela bem diversificada. Começamos o verão com tons mais sóbrios, como o vinho e verde-musgo, depois a coleção foi clareando e trazendo o lúdico nas cores. A nossa aposta são os candy colors com leve brilho na lycra, o nude rosado se contrapondo ao preto, o branco pérola: são peças-chave na coleção”, revela.

O que achou deste artigo?
Fechar

Calor

Veja algumas das apostas para a moda praia neste verão
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter