Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Ciência

Reconstituição 3D do rosto derruba fama de galã de Dom Pedro I

Reconstrução a partir de fotografia de crânio revela fratura no nariz

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
 Dom Pedro I
Reconstituição. O verdadeiro rosto de Dom Pedro I teria deformidade no nariz
PUBLICADO EM 24/04/18 - 03h00

São Paulo. Uma inédita reconstituição facial em 3D do rosto do imperador Dom Pedro I derruba a imagem de galã e de sedutor que, até então, tinha-se dele. A reconstrução, feita a partir de uma fotografia do crânio do imperador, revela uma deformidade no nariz em decorrência de uma suposta fratura ocorrida em vida e não tratada. As informações são da BBC Brasil.

A reconstrução da face do imperador é resultado de um projeto idealizado pelo advogado José Luís Lira, professor da Universidade Estadual Vale do Aracaú, do Ceará. Ele adquiriu os direitos sobre uma fotografia feita em 2012, quando os restos mortais do imperador foram exumados da cripta localizada no bairro do Ipiranga, na zona Sul de São Paulo, para um estudo científico realizado pela Universidade de São Paulo (USP).

Devidamente autorizado pela Casa Imperial do Brasil – cujos representantes, herdeiros de Dom Pedro I, zelam por sua memória –, o advogado convidou o designer brasileiro Cícero Moraes para realizar o trabalho de reconstituição.

As imagens foram encaminhadas ao perito legista Marcos Paulo Salles Machado, chefe do Serviço de Antropologia Forense do Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro e ex-presidente da Associação Brasileira de Antropologia Forense (Abraf).

Sem saber que se tratava do crânio de Dom Pedro I, Machado estimou a idade como sendo a de um adulto jovem – o primeiro imperador do Brasil morreu em 1834, pouco antes de completar 36 anos – de origem europeia. E cravou que o mesmo havia sofrido uma fratura no nariz. “O crânio dele tem uma deformação nos ossos nasais que sugere uma lesão, fruto de ação contundente da esquerda para a direita. Ele pode ter batido com o nariz e sofrido uma pequena fratura nessa região”, disse o perito à BBC Brasil.

O processo de reconstrução foi um pouco diferente do convencional, já que Moraes contava com apenas uma imagem. “Entretanto, a superfície que sustenta o crânio é reflexiva, então é como se tivéssemos duas imagens. Com duas imagens podemos fazer triangulações tridimensionais e obter pontos importantes do crânio”, explica ele. “O que fiz foi utilizar um doador virtual, ou seja, um crânio tridimensional de outro indivíduo, e adaptar a estrutura deste doador ao crânio de Dom Pedro I. No fim do processo consegui fazer um ‘match’ entre a foto e o modelo 3D”.

O designer avalia que o imperador “era um homem de aparência agradável”, mas ressalta o “nariz assimétrico”. “Essa assimetria é bastante atenuada quando a captura da face é feita levemente pela lateral”, sugere Moraes.

Flash

Autorização. José Luiz Lira diz que vinha conversando com a família de Dom Pedro I desde 2015.

O que achou deste artigo?
Fechar

Ciência

Reconstituição 3D do rosto derruba fama de galã de Dom Pedro I
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter