Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Mutação genética

Álcool altera dois genes que levam a beber mais

O consumo de grandes quantidades da bebida pode causar mudanças no DNA

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Capturar.JPG
Álcool altera genes em um processo chamado “metilação”
PUBLICADO EM 12/02/19 - 03h00

Londres, Reino Unido. O consumo de grandes quantidades de álcool pode causar mudanças no DNA das pessoas, levando-as a ter ainda mais vontade de beber, sugere estudo de pesquisadores da Universidade Rutgers (EUA) e publicado no periódico científico “Alcoholism: Clinical & Experimental Research”.

Os pesquisadores analisaram os genes de consumidores moderados de álcool, de consumidores excessivos (os que bebem constantemente) e dos chamados “binge drinkers” – os que bebem uma grande quantidade de álcool em um curto espaço de tempo.

A conclusão foi que os dois últimos grupos – os consumidores excessivos e os “binge drinkers” – haviam tido dois genes modificados sob influência do álcool, por um processo chamado “metilação”.

Nesses grupos, as mudanças genéticas levam a mudanças no relógio biológico do corpo, no sistema de resposta ao estresse e – o que é mais grave – na vulnerabilidade ao próprio álcool: as pessoas passam a buscar mais a bebida quando estão estressadas. Cria-se assim um círculo vicioso: quanto mais se bebe álcool, maior será a necessidade de ingerir a bebida.

“Descobrimos que pessoas que consomem muito álcool podem estar mudando seu DNA de uma forma que as faz querer beber ainda mais”, disse em comunicado da universidade Dipak K. Sarkar, principal autor do estudo. “Isso pode ajudar a explicar por que o alcoolismo é um vício tão poderoso. Também pode, algum dia, contribuir para novas formas de tratá-lo ou para ajudar a prevenir que as pessoas se tornem viciadas”, afirmou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Mutação genética

Álcool altera dois genes que levam a beber mais
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter