CASO MARIELLE FRANCO

Maioria das balas do crime é nacional e de uso restrito

Munições calibre 9mm representaram maioria das apreensões no Rio entre 2014 e 2017

PUBLICADO EM 17/03/18 - 09h26

Munições como as que mataram a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes – balas de calibre 9 milímetros da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) – são o retrato do que está nas mãos de criminosos no Rio: produzidas no Brasil e de uso restrito.

Estudo do Instituto Sou da Paz sobre apreensões das polícias fluminenses de 2014 a 2017 mostrou que 27,4% eram de 9 mm e, no ano passado, 70% das munições eram consideradas de uso exclusivo de forças de segurança, como a Polícia Federal e as Forças Armadas. Ontem, o Instituto voltou a reforçar a importância da melhoria de mecanismos que permitam a rastreabilidade da munição para contribuição a investigações criminais. Gerente da área de Sistemas de Justiça do Sou da Paz, Bruno Langeani lembrou que a obrigatoriedade de marcação dos lotes nos estojos adquiridos por forças de segurança pública foi firmada pelo Estatuto do Desarmamento, promulgado em 2003. “O que foi obtido com o estatuto foi um avanço brutal porque antes havia uma resistência”, disse.

Esse tipo de rastreio já havia sido usado, por exemplo, para obter provas contra os policiais que acabaram condenados no caso da juíza Patrícia Acioli, morta em agosto de 2011.

Os três calibres que aparecem em maiores volumes na análise das apreensões no Rio foram 9 milímetros (calibre restrito de pistolas e submetralhadoras), 7,62mm (calibre restrito encontrado principalmente em fuzis) e calibre .38 (calibre permitido predominante em revólveres).

Na soma dos quatro anos em que as apreensões foram analisadas, o predomínio das munições restritas sobre as de calibre permitido para compra por civil autorizado, por exemplo, é 64% ante 36%.

Nacional. Nos números de 2014, único ano em que foi possível observar a marca do material, notou-se que 42% das apreensões se referiam a balas da CBC, em 28% não podia ser identificado e em 7% dos casos vinha do México ou Estados Unidos. 

No total, as polícias tiraram de circulação no período 548.777 munições, o equivalente a 430 balas por dia ou uma para cada 30 habitantes do Estado.

“Enquanto todos ficam falando que (a munição) vem do Paraguai, notamos um elo importante entre o mercado legal e ilegal dentro do País. E, em um momento que a intervenção é liderada por um general, é importante lembrar que a atribuição primeira de fiscalização de armas e munições no País é do Exército”, disse Langeani.

Para o professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Rafael Alcadipani, a informação sobre o lote da munição no caso Marielle deve ser tratada com cuidado. “Ter acesso à munição no Brasil é ilegal, então ela só pode ter vindo de um clube de tiro ou das polícias. O dado por si só não é conclusivo e necessita de mais apuração. O crime vai tentar conseguir munições que um dia foram legais e essa não é uma área extremamente controlada, como deveria ser.”

comentários (24)

Sergio Amaral
Uso restrito de armas tá igual vc precisar de receita de medicamentos em farmacias...basta ter grana e capacidade de convencimento do vendedor....muito bonito no papel e zero a esquerda no efetivo dia a dia.
0 0 Denunciar
10:27 PM Mar 18, 2018

Divino Costa
A sociedade quer saber é quem matou e porque matou e, depois, se a policia técnica quiser informar de onde vem as balas e as armas, tudo bem. A SOCIEDADE QUER SABER QUEM MATOU E O MOTIVO DO ASSASSINATO.
0 0 Denunciar
9:55 AM Mar 18, 2018

Alexandre Ferreira
Então o Brasil não fábrica só porcaria não, também fábrica coisas que funcionam.
3 0 Denunciar
8:20 AM Mar 18, 2018

Claudencio Antonio Ferraz
Ingênua essa Marielli. Projeção publica não confere absolutos poderes e efetiva proteção a quem quer que seja. Foi burra e, agora, foi-se...
0 0 Denunciar
7:57 AM Mar 18, 2018

Rafael Nadal
Maioria das balas do crime é nacional e de uso restrito e dai ????? isso nao significa nada
4 0 Denunciar
8:27 PM Mar 17, 2018

Celso Gomes
Mais fácil furtar balas da polícia do que tomar doce de criança.
5 0 Denunciar
6:25 PM Mar 17, 2018

Laurimar Rosa de Lima
https://www.facebook.com/laurimar.rosadelima/videos/1883121548379766/
0 0 Denunciar
5:50 PM Mar 17, 2018

Laurimar Rosa de Lima
Em breve, bem mais rápido do que o esperado, a Autoria, será apresentada perante Autoridades, Brasil e o Mundo. É questão de tempo; a Polícia Federal, coletou ( colheu ) material genético ( DNA ) nas cápsulas das munições. Os autores? Literalmente, estão ferrados!!! Caiu feio!!!
1 0 Denunciar
3:52 PM Mar 17, 2018

Geral Dino
Não tem como coletar DNA de uma cápsula deflagada. No máximo o que dá pra ter são impressões digitais.
12:28 AM Mar 18, 2018
Marco
Esteves. Vou acreditar que você e muito inocente e desinformado. Vai agora la nos morros do rio e tenta entrar. Tentar ter circulação livre não sendo morador. Se voce quiser vai precisar da autorização do chefe do morro. Ai se voce obtiver vai caminhar entre homems armados e venda de drogas. Isto e fato . Saia do mundo de fantasia e aterrisa no Brasil.
9 0 Denunciar
12:09 PM Mar 17, 2018

Esteves
Esta exagerando.
5:28 PM Mar 17, 2018
Laurimar Rosa de Lima
O estado do Rio de Janeiro é uma vergonhaaa!!!
4:00 PM Mar 17, 2018
Marco
Este estatuto do desarmamento e uma piada de humor negro. Cidadão de bem foi proibido de possuir arma. Mas bandido tem arma importada e muniçao a vontade. Ai eu te falo. Esta vereadora caminhava e mantinha contato nas favelas do rio onde você so tem anda livremente com autorização do chefe do morro. E para isto tem que fazer vista grossa para os bandidos armados até os dentes andando pelas ruas e para o comercio de drogas. Uma pessoa que é representante do poder público agir desta forma e imoral, ilegal e extremamente suspeito. Agora quem era amiga de traficante virou exemplo de luta a favor dos pobres. Tem que ter muita cautela tanto pra para comentários contra e a favor porque execução pode ter vários motivos. E ninguém aqui a 500 KM do rio tem condições de avaliar a vida pregressa desta moca, tanto para o bem como para o mau.
8 2 Denunciar
11:49 AM Mar 17, 2018

Esteves
Qual prova vc tem disso que Escreveu??? Ela defendia os Direitos Humanos e uma melhor qualidade de vida pra pessoas mais humildes.
11:55 AM Mar 17, 2018
Esteves
A Direita Brasileira é vingativa, cinica e Hipocritas. A Direita Brasileira só se importa com Policiais Mortos quando convem pra eles manterem o discurso de odio em forma de argumento em debates ou noticias como essas do caso da Marielle.
2 10 Denunciar
11:44 AM Mar 17, 2018

Geral Dino
Procure tratamento Esteves.
12:23 AM Mar 18, 2018
Marco
Não pode haver privilégios em investigação de homicídio. Porque a vida desta moça, a sua, a minha e de qualquer pessoa deve ter o mesmo valor. Mas tanto ela como o policial que voce falou representam o estado. So que a morte de um policial virou banalidade. Esta mesma indignação com a morte dela deveria haver quando um policial e morto em defesa da siciedade. Mas ai as pessoas estão se lixando.
11:58 AM Mar 17, 2018
Mário
Q isso Lucas, como conseguiu falar tanta bobagem em tão pouco espaço.... Ainda n existe nenhuma facilidade de compra de armas, tenta comprar uma p vc ver A tal bancada da bala q vc se refere pouco conseguiu, infelizmente ainda n temos a opção de poder comprar uma arma em franco desrespeito ao referendo
3 2 Denunciar
11:26 AM Mar 17, 2018

Lucas
Tá bem mal informado, colega, é justamente o contrário. A única coisa que está proibida é o porte de arma, mas comprar pra manter em casa qualquer um consegue.
9:06 AM Mar 18, 2018
Gabriel Gomes
Ué!!! Mas o Estatuto do Desarmamento não controla essas munições?? Como isso pode acontecer??? Nâo tem controle do Estatuto ???
6 2 Denunciar
9:40 AM Mar 17, 2018

Lucas
Acabar com o exército seria uma das melhores coisas que poderiam acontecer pro Brasil: gastamos milhões de dinheiro público pra manter esses palhaços, enquanto a polícia está na situação que está, sem falar que é comumente o exército que fornece armas e treinamento para o crime organizado. Quanto à polícia, ela tem que ser bem treinada e bem equipada, que é o contrário do que acontece. A polícia civil está largada às traças, e a polícia militar está infiltrada por criminosos que intimidam os honestos, e são esses últimos que são mortos às dezenas e que os palhaços que apoiam a bancada da bala fingem se importar, mas na verdade não estão nem aí. É por esse pensamento patético de achar que militar resolve alguma coisa (nenhum país sério usa militar pra fazer segurança) que morrem cidadãos comuns e policiais honestos, às vezes pelas mãos daqueles que deveriam fazer a segurança. Isto é, defendendo a banda podre, vocês estão do lado dos bandidos. Por isso que o Brasil é essa desgraça.
8:59 AM Mar 18, 2018
Idiota pagador de impostos
Sabe o que eu queria, queria que as Policias, o Exercito, até os seguranças de esquina cruzassem os braços, não fizesem mais nada... Deixa o crime fuder de vez com o Brasil e dominar totalmente, pra ver se esses retardados igual esse lucas aprendessem alguma coisa... é de dar pena de idiotas com um pensamento desses...
9:54 PM Mar 17, 2018
Alberto
Lucas seu comentário provoca risos nas pessoas esclarecidas!!kkkk
4:15 PM Mar 17, 2018
Lucas
Simples, elegeram uma "bancada da bala" que praticamente acabou com esse estatuto facilitando cada vez mais a vida de quem compra e vende armamento, e aí obviamente os maiores beneficiados são o crime organizado, o narcotráfico e a banda podre do exército e da polícia - não é à toa que eles apoiam Bolsonaro e sua turma.
10:25 AM Mar 17, 2018
Leia mais
LEIA MAIS
Redes sociais
Atentado
Brasil
Luto
Furto
Tiroteio na Catedral
Goiás
Centro
Abuso Sexual
Escândalo