Pesquisa

Metade da população diz que mulher que aborta deve ser presa

Posicionamento muda quando assunto envolve um conhecido

Ter, 05/12/17 - 03h00

Metade da população brasileira acredita que a mulher que pratica o aborto deve ir para a cadeia. É o que mostra um levantamento conduzido pelo Instituto Locomotiva de Pesquisa e pela Agência Patrícia Galvão feito junto a 1.600 pessoas de 12 regiões metropolitanas – que concentram cerca de 80% da população.

Esse cenário, no entanto, muda completamente quando o problema envolve um conhecido. Questionados sobre qual medida tomariam ao ver alguém próximo fazer aborto, 7% afirmaram que chamariam a polícia. Dos ouvidos, 47% não fariam nada, 19% brigariam com a mulher e 12% dariam apoio.

“Quando se humaniza o tema, os números são outros”, diz a socióloga Maíra Saruê Machado, diretora de pesquisa do instituto.

Um fator positivo, segundo a socióloga, é que oito em cada dez brasileiros acreditam que a discussão do aborto no Brasil é uma questão de saúde pública ou de direitos. Apenas um em cada dez pensa que o assunto é caso de polícia. “É importante ter essa percepção”, afirma Maíra, explicando que, quando o aborto é legalizado, as mulheres não passam a ser obrigadas a interromper a gestação, mas conquistam o direito de escolher levar a gestação adiante.

Polêmica. O aborto é proibido no país, mas pelo menos 45% dos brasileiros acima de 16 anos conhecem alguma mulher que já interrompeu a gestação. Esse índice sobe para 52% entre as mulheres e cai para 34% entre os homens.

Para Maíra, os dados mostram que a mulher está sozinha quando o assunto é saúde reprodutiva. “Ela conta com uma rede de apoio de outras mulheres. Mas a saúde reprodutiva é um problema apenas da mulher, é ela que resolve sozinha, é ela que tem que arcar com a gravidez não desejada”, analisa.

Os dados mostram ainda que, em cada quatro entrevistados, um é favorável ao aborto.

Retirada de direitos. O levantamento é divulgado no momento em que a Câmara dos Deputados discute a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 181, que, se aprovada, pode levar à proibição toda as formas de aborto no Brasil, incluindo situações que hoje dispensam punição.

A socióloga ressalta que oito em cada dez entrevistados são a favor de aborto em um dos seis casos apresentados – gravidez não planejada, falta de condições de criar o filho, meninas com até 14 anos, feto com doença grave ou incurável, risco de vida para a mulher e resultado de estupro.

Quando são considerados apenas os casos de gravidez não planejada, falta de condições da família ou se a menina tem menos de 14 anos, a maioria é contra a interrupção da gravidez. Mas nos outros casos – alguns previstos atualmente na legislação brasileira –, a maioria se diz a favor do aborto.

Para a socióloga, o resultado revela que a retirada dos direitos prevista na PEC 181 não é desejo da maioria.

Diferenças. Até o ensino fundamental completo, 67% afirmam ser contrários ao direito de aborto. O índice sobe para 35% entre o público que tem o ensino superior completo.


Direito à vida será votado nesta semana

A comissão especial da Câmara que discute o aborto deve concluir nesta semana a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 29, que prevê a garantia do direito à vida “desde a concepção”. Na prática, isso pode proibir qualquer forma de interrupção da gravidez, mesmo as previstas por lei.

O aborto, hoje, é permitido nos casos em que a mulher for vítima de estupro, a gravidez representar risco à vida da mãe, ou o feto for anencéfalo. A comissão especial foi criada após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou não ser crime o aborto até o terceiro mês de gravidez (Da redação)

(34) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Jésus 7:36 AM Dec 06, 2017
Victor Silva voce emprega o termo matilha para um grupo de pessoas, outra outra você chama o outro de burro quando discorda de você. SERÁ QUE VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA O DEBATE DEMOCRÁTICO? QUANDO NÃO SE TEM ARGUMENTO É MELHOR FICAR CALADO!
0
Denunciar

Lilou 10:43 PM Dec 05, 2017
Se uma mãe matar o filho no ventre pode-se abolir o crime de assassinato. È simples assim. Usem camisinhas, façam cirurgias, se virem, são muito esclarecidas não depositem a culpa na consequencia de sua inconsequenia.
1
Denunciar

Jésus 10:22 PM Dec 05, 2017
Quem ama e teme a Deus, não faz aborto! Aborto é a mãe assassinar o seu próprio filho(a) dentro da sua barriga! aborto é manipulação da sociedade e um controle populacional do governo, faz parte da agenda globalista esquerdista e tem muito interesse comercial pela legalização do aborto no Brasil. Quem quiser saber mais sobre o aborto é só pesquisar na INTERNET!!! ACORDA POVO BRASILEIRO!!!
2
Denunciar

Felipe Tolentin Dias 6:15 PM Dec 05, 2017
Homicídio é crime e dá cadeia (ou pior) em qualquer lugar do planeta.
3
Denunciar

Lucas 7:08 PM Dec 05, 2017
A notícia não é sobre homicídio e sim aborto. Que no mundo civilizado é permitido, aqui nesse buraco é que querem obrigar mulher a ter filho até de estuprador.
3
Denunciar

Cristian Alves 5:42 PM Dec 05, 2017
gravidez indesejada q desculpa esfarapada ,com tantos meios para se evitar a gravidez isso nao cola ! a mulher tem direito sobre o seu corpo e nao sobre outra vida ,use camisinha ,pilula ,diula vazeqtomia a muitos etc .assassinato nao!!!!!
2
Denunciar

Victor Silva 4:42 PM Dec 05, 2017
Uma matilha de otários que não podem engravidar cagando regras sobre os direitos DAS MULHERES, um deles, decidir se querem ou não levar adiante uma gravidez indesejada. Não vi nenhum de vocês, cretinos, comentando na notícia do advogado que chutou a cabeça da mulher porque ela terminou com ele... Vão lá comentar, parças. Aqui é sobre direito das mulheres, a opinião de vocês sobre direito ao aborto é irrelevante.
9
Denunciar

Jésus 11:36 PM Dec 05, 2017
Victor, você deve se achar dono da verdade, mas ninguém é obrigado a concordar com sua opinião, pois diante de uma opinião contrária a sua, você deve saber respeitá-la, mesmo que não concorde com ela, isto é democracia!!!
9
Denunciar

Verdade 7:52 PM Dec 05, 2017
Victor Silva, deixe de querer aparecer rapaz? Homens e mulheres tem que se responsabilizar pelos seus atos. O corpo é da mulher, mas ela carrega uma vida dentro dela. A não ser em caso de estupro ela juntamente com um homem fizeram acontecer a gravidez. É mais digno deixar a criança nascer e entregar para adoção. E pelas suas palavras você deve ser uma mulherzinha, ou só vale a opinião de quem é a favor.
9
Denunciar

mauro 6:25 PM Dec 05, 2017
É tão irrelevante, que é um dos motivos de os otários até hoje não conseguirem liberar geral o aborto. Você é mulher com nome de homem. Tá na cara. Não consegue dissociar as idéias do "disfarce". Victor ou Victoria?
9
Denunciar

mauro 2:28 PM Dec 05, 2017
É, mas a pena é muito baixa. Deveria ser a mesma aplicada nos homicídios qualificados. Evitar filhos é mais fácil que arrumar parceiros. O negócio é que elas querem o direito de corrigir o erro, quando engravidarem e descobrirem que o pai não tem a condição financeira que esperavam.
11
Denunciar

mauro 4:41 PM Dec 05, 2017
Eu não ia falar nada, mas já que você puxou conversa, vou correr o risco. Manera aí. Eu pensei que você fosse parteira, Einstein da Silva.
11
Denunciar

Victor Silva 4:36 PM Dec 05, 2017
E depois que a criança crescer sem condições e se tornar bandido, você quer a pena de morte, certo? "Jênio".
11
Denunciar

Sem Misericórdia 12:22 PM Dec 05, 2017
OLEKSANDER, sua mente socialista-totalitária e demasiadamente sectária demonstra que a esquerda socialista é um similar do fascismo e do nazismo, só que com outro nome. Você apenas reproduz o que sente e deseja. Você deseja dividir a sociedade. Se puder, você seria o algoz e executor dos cristãos, satisfazendo assim seu desejo de maldade. Mandaria os cristãos morrerem nos campos de concentração. Seu ressentimento exala no seu comentário. Você é o verdadeiro sectarista, não os cristãos.
3
Denunciar

Victor Silva 4:40 PM Dec 05, 2017
Você é mulher, "Sem misericórdia"? Se não for, você simplesmente não tem direito a falar de aborto, já que não fica grávido. Simples.
3
Denunciar

Sem Misericórdia 12:16 PM Dec 05, 2017
OLEKSANDER, deixa de ser idiota (tudo bem, sei que é impossível). Eu sou ATEU e não defendo o ABORTO. Assim como muitos ATEUS e AGNÓSTICOS não defendem o aborto, por questões racionais, morais e filosóficas. Como explica isso? Dá tilt no seu cérebro adoentado? Cale a boca, grande palerma.
4
Denunciar

mauro 2:39 PM Dec 05, 2017
Esses caras estão sempre dividindo tudo em dois, dicotomizando. Querem apenas dividir o povo. Se você não é petista, é porque é tucano; se não é gay, é fascista; se é contra o aborto é porque é religioso. Mas, o mais escroto, é que acreditam que os outros têm que defender as causas de seu interesse.
4
Denunciar

Oleksander 12:02 PM Dec 05, 2017
Precisam fazer uma lei de modo que os Religiosos sejam obrigados a usar uma faixa escrito "C" (de cristão) no braço. Precisamos também reservar bairros específicos pela cidade, para que eles possam morar longe das pessoas de bem.
8
Denunciar

Verdade 7:54 PM Dec 05, 2017
Alexander, seu burro, direito à vida é assunto secular?
8
Denunciar

Verdade 7:53 PM Dec 05, 2017
Oleksander, você se inclui em "pessoas de bem"? É cada lunático metido a filósofo...
8
Denunciar

Alexander 12:14 PM Dec 05, 2017
Dizem que não são deste mundo mas adoram dar pitaco em assuntos seculares e eleger pastores e bispos na política. Não passam de hipócritas!
8
Denunciar

Alexander 11:31 AM Dec 05, 2017
O aborto masculino (quando o pai não assume o filho) é perfeitamente aceito pela sociedade retrógrada conservadora. Bem vindos ao Afecrentestão!
7
Denunciar

Verdade 7:46 PM Dec 05, 2017
Se o pai não assume o filho, é só fazer o DNA que ele paga pensão. A mulher, depois de ter o filho, pode entregá-lo para adoção também se quiser.
7
Denunciar

mauro 2:32 PM Dec 05, 2017
O problema é jurídico-social e não poético. Pai que vai embora é porque foi enganado. Ou chifrado ou não queria ser pai e a mulher decidiu sozinha.
7
Denunciar

maisumtrouxa 9:27 AM Dec 05, 2017
O maior problema , as mulheres principalmente as novinhas , adoram abrir as pernas .
16
Denunciar

Marim Placável 1:15 PM Dec 05, 2017
E é o mesmo problema seu, idiota, acha que mulher é só isso? O assunto é sério e o problema vai além de pesquisas encomendadas.
16
Denunciar

#LulaLivre 8:51 AM Dec 05, 2017
Crime é crime! Não lutam por igualdade? Então, MATOU, tem que pagar!
15
Denunciar

Sem Misericórdia 8:46 AM Dec 05, 2017
Esses dois institutos de pesquisa são notadamente de viés esquerdista. Inclusive, um dos sócios da Locomotiva é o Marcelo Tas, conhecido por ser esquerdopata. Encontrar credibilidade nas estatísticas apresentadas é mais difícil que achar água no deserto do Saara.
12
Denunciar

Sem Misericórdia 8:35 AM Dec 05, 2017
“Eu queria ver minha mãe biológica principalmente para saber se ela estava bem e para lhe agradecer, porque felizmente não fui abortado. Ela tinha 23 anos e passou por muita coisa para me ter.” (Steve Jobs)
6
Denunciar

Adriana Maria 2:02 PM Dec 05, 2017
Parabéns para está mãe,tenho certeza que vc é uma benção.
6
Denunciar

Jorge Attood 8:27 AM Dec 05, 2017
O resultado desta pesquisa reflete a ignorância e o desrespeito de como este tema é tratado. Aborto deve se protagonizada APENAS POR MULHERES e sem ideologias ou viés religioso mas tão somente argumentos técnicos. A participação de homens deve ser limitada a coadjuvação no assunto...
17
Denunciar

Victor Silva 4:38 PM Dec 05, 2017
Jésus, o raciocínio também serve pra você: se sua mãe tivesse abortado você não estaria aqui falando pra outros que eles não estariam aqui se as mães tivessem abortado. Ou seja, sua mãe nos obriga a aguentar um cara que argumenta uma obviedade e nem percebe a diferença entre a obviedade e um argumento. No popular, você é burro mesmo.
17
Denunciar

Jésus 11:13 AM Dec 05, 2017
O aborto é tão sério que se sua mãe tivesse te abortado quando você estava na barriga dela, você não estaria falando o que você esta defendendo ou falando aqui agora. Pense nisto!!!!
17
Denunciar

Fernando Fulgêncio 8:16 AM Dec 05, 2017
Dessa metade que diz que a mulher deve ser presa, 99% são homens. E desses 99% homens, 100% são religiosos.
19
Denunciar

LEIA MAIS
Protesto
Manifestações
Contingenciamento
São Paulo
São Paulo
Câmara
Educação
EUA
Greve nacional
Foz do Iguaçu
Leia mais