Levantamento

BH volta a ter todos os indicadores no nível de alerta; transmissão chega a 1,17

Taxa que contágio do vírus aumentou pelo 14º dia seguido e atingiu o maior patamar desde março

Qui, 30/12/21 - 18h58
Neste momento, 78,4% dos leitos clínicos para a doença estão ocupados | Foto: TARSO SARRAF / AFP

Belo Horizonte voltou a ter os três indicadores da pandemia no nível amarelo, de alerta. O mais recente boletim epidemiológico, divulgado nesta quinta-feira (30), mostra que a ocupação dos leitos de enfermaria, o único índice que permanecia no patamar de controle, subiu e ultrapassou os 50% - assim como a lotação das UTIs.

O levantamento também revela que a taxa de transmissão da Covid-19 registrou o 14º aumento consecutivo e chegou a 1,17. A última vez que o índice atingiu esse patamar foi em 22 de março. O número representa que a pandemia está acelerada na cidade. Significa que cada grupo de 100 infectados transmite o vírus para 117 pessoas. 

Mas, apesar da elevação, o secretário de Saúde de BH explicou, nesta semana, que o aumento pode estar ligado com o crescimento de casos relacionados a influenza (gripe) e outras doenças virais. Segundo Jackson Machado, "muitas vezes um caso é tratado como Covid, mesmo que não tenha tido a comprovação laboratorial, já que o resultado do exame RT-PCR não sai no mesmo dia". 

Lotação dos hospitais

Nas últimas 24h, conforme o boletim da prefeitura, a ocupação das enfermarias saltou de 43,8% para os atuais 51,7%. Já a lotação das UTIs para pacientes internados com o vírus continua em 65,2%.

Apesar da piora de todos os indicadores, no intervalo de um dia BH não registrou mortes por Covid. Os óbitos continuam em 7.086. Com relação aos infectados, foram 255 pessoas com diagnóstico positivo da doença nas últimas 24 horas. Com isso, os doentes desde o início da pandemia chegaram a 295.369. Atualmente, o município tem 1.016 contaminadas.

A vacinação com a primeira dose nos moradores com mais de 12 anos está em 99,7% e, deste total, 86,4% completaram o esquema de imunização. A dose de reforço foi aplicada em 364.549 moradores da capital. 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.