Explosão

Incêndio em fábrica de Contagem deixa um homem morto

De acordo com o Corpo de Bombeiros a caldeira do estabelecimento teria estourado

Qui, 13/06/19 - 22h02

A caldeira de uma empresa de materiais de borracha, que fica na avenida João César de Oliveira, em Contagem, região metropolitana, explodiu na noite desta quinta-feira (13) e uma pessoa morreu. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima  estava próxima ao local do acidente. 

A explosão aconteceu dentro da empresa Pollyrubber, no bairro Vila Beatriz. " Os militares foram informados que os funcionários deram falta de uma pessoa. As guarnições iniciaram as buscas e encontraram uma vítima carbonizada", informaram os bombeiros.  

Nas redes sociais, moradores relataram ter ouvido uma forte explosão. "Contagem tá literalmente pegando fogo. Só hoje dois incêndios e agora pouco uma explosão perto do centro", relatou um internauta no Twitter. Em seguida, uma pessoa disse que o pai trabalha no local e, por sorte, não trabalhava no dia. "Explodiu uma caldeira, até agora acharam um corpo. Meu pai trabalha lá, por milagre não foi trabalhar hoje", pontuou. 

A empresa foi procurada na noite desta quinta-feira (13) e na manha desta sexta-feira (14) por telefone, porém as ligações não foram atendidas. 

O Corpo de Bombeiros informou que a estrutura da fábrica foi comprometida e que 2 mil litros de água foram utilizados para apagar o incêndio. 

Segundo incêndio em um dia

Mais cedo um incêndio destruiu uma loja de doces e acessório de confeitaria  no Eldorado, também em Contagem. Geraldo Antônio Pires Ferreira, de 66 anos, fritava salgados para a neta levar a uma festa da escola, na manhã de ontem, quando percebeu incêndio no comércio dele. 

“Por volta das 7h40, fui pegar um tabuleiro e, quando voltei, um monte de isopor tinha pegado fogo, já estava aquela fumaça preta, e não dava para fazer mais nada, foi só gritar por socorro”, revelou.

Ele suspeita que o incêndio tenha começado porque as chamas da fritadeira se alastraram pela cozinha. Ninguém se feriu. 

O prejuízo, segundo Geraldo, foi de aproximadamente R$ 500 mil.

Atualizada às 10h37

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Leia mais
LEIA MAIS
Fique atento
Fatalidade
Previsão do tempo
Cemitério da Paz
Ladainha
Resgate
Minas Gerais
Conteúdo ofensivo
Segurança pública
Arte mediúnica