Minas

Suicídios de policiais e agentes batem recorde com 31 casos

ONG denuncia que pressão e precariedade no ambiente de trabalho estão entre as principais causas

Seg, 26/08/19 - 03h00

Foi como professor de história, em 2013, que Marcos Pinheiro, 31, decidiu se tornar agente socioeducativo. Parecia uma boa causa trabalhar em projetos de ajuda a adolescentes em processo de ressocialização. Mas, cinco anos depois, após mergulhar em um estágio avançado de depressão, Pinheiro tentou suicídio em uma transmissão ao vivo na internet. Foi salvo por policiais que chegaram a tempo de socorrê-lo.

Entre os motivos da decisão, conta ele, estava o inconformismo com a precariedade que ele enfrentava no ambiente de trabalho: “Estava desesperado e queria que meus amigos entendessem o que eu estava passando”.

Pinheiro é um entre os cerca de 800 profissionais da segurança pública em Minas que afirmaram à ONG Defesa Social terem sido afastados do trabalho, ao longo do ano passado, por algum tipo de transtorno mental resultante da atividade.

As estatísticas da ONG, que atua em ações de segurança pública e inclusão social, são alarmantes: nos oito meses deste ano, já são 31 profissionais de segurança pública – policiais civis e militares e agentes penitenciários e socioeducativos – mortos por suicídio. Número que supera, e muito, os oito casos registrados entre 2015 e 2018.

Somente no último mês, cerca de 400 agentes foram afastados, de acordo com o levantamento da ONG. Entre as principais causas apontadas pelos 2.618 profissionais ouvidos pela entidade estão a falta de valorização e reconhecimento, a alta carga de trabalho e os baixos salários.

O governo não reconhece os números, mas admite o problema. “O Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e das forças de segurança, garante o acompanhamento periódico da saúde de todos seus agentes e reitera que está trabalhando na melhoria das condições dessa assistência e também das condições de trabalho em geral dos profissionais”, respondeu, em nota. A pasta não revela suas estatísticas.

No dia 18 de agosto, um policial militar de 28 anos se matou. “Foram nove anos na Polícia Militar e vos digo, caros amigos: ‘cuidem-se’! A polícia é superestressante e pode ser fatal”, escreveu ele numa rede social.

“A questão da saúde desses servidores precisa ser vista. Eles socorrem a sociedade, mas, neste momento, são 120 mil pessoas pedindo socorro para a sociedade”, denuncia o presidente da ONG Defesa Social, Robert William de Carvalho.

Uma policial civil ouvida pela reportagem, sob a condição de anonimato, afirmou que adoeceu no trabalho. “Fui diagnosticada com depressão. Somos humilhados o tempo todo. O assédio moral é rotina. Nos sentimos bem em ajudar a diminuir a violência, mas nos encontramos nessa situação”, contou.

Tragédia foi gatilho para a depressão

Para o presidente da ONG Defesa Social, Robert William de Carvalho, ocorrências intensas, de grandes tragédias, como foi o caso do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, em janeiro deste ano, contribuíram para o aumento dos índices de depressão entre os profissionais.

Somente no hospital da Polícia Civil são 260 atendimentos na ala psiquiátrica mensalmente. “Os bombeiros tiveram todo o reconhecimento, mas e a Polícia Civil? Só no Instituto Médico-Legal (IML), 80 profissionais trabalharam na necropsia e na liberação dos corpos de forma ágil. Alguns trabalharam mais de 30 horas seguidas. Imagina o psicológico dessas pessoas”, afirma o presidente da ONG.

Ainda segundo Carvalho, profissionais da região metropolitana que notificaram os casos de transtorno mental na pesquisa disseram que a situação ficou mais complicada a partir do rompimento.

Especialista alerta para más condições

Para o psiquiatra Aloísio Andrade, o clima de trabalho dos agentes de segurança é a principal causa dos transtornos mentais. “Eles são sobrecarregados tanto pela insuficiência de pessoal quanto pelas características de risco, associadas à convivência com pessoas de alta periculosidade. O ambiente de trabalho é, em geral, insalubre, e o clima sempre pesado e tenso, além de as condições serem precárias. O desenvolvimento de quadros depressivos e de ideias suicidas é só uma questão de tempo”, afirmou.

Pouco efetivo potencializa risco

Para representantes dos agentes de segurança, os transtornos mentais são potencializados principalmente pela falta de efetivo. Policiais civis, militares e agentes penitenciários e socioeducativos afirmam que as corporações têm operado com a quantidade de pessoal abaixo do recomendado.

A reportagem pediu ao Estado os números de servidores da área, mas foi informada de que os dados só seriam repassados por cada um dos órgãos. A Polícia Militar afirma ter um efetivo de 40 mil homens, enquanto a Polícia Civil não revela os números de seu quadro de pessoal.

Segundo o presidente dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais, Adeilton de Souza Rocha, a quantidade de agentes caiu de 19 mil para 16,7 mil em dois anos. “São muitos agentes com distúrbios psicológicos. Cresceu a população carcerária, e caiu o número de agentes”, afirmou.

Já Heder Martins de Oliveira, presidente da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas (AspraPMBM), disse que o efetivo na PM deveria ser de 50 mil. “É efetivo do ano de 1990. Os policiais vão para o enfrentamento e não encontram respaldo”, afirmou.

A reportagem questionou se o governo do Estado gostaria de se posicionar sobre as denúncias, mas não obteve retorno. (MN/Tatiana Lagôa)

Aplicativo

Centuryon. A ONG Defesa Social lançou o aplicativo Centuryon. Nele os agentes podem pedir socorro, fazer terapia online, denúncias e ver casos de quem venceu a depressão.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

(27) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Assinante Premium
VINICIUS 9:09 AM Aug 26, 2019
TODOS antes de entrar sabiam ou já tinham uma idéia sobre a profissão e a carreira. Então é uma questão de escolha, se não está gostando ou afins, é simples: pede pra sair! Agora não me venha falar de salários baixos e etc, pq não ganham tão mal assim, fora algumas "cortesia da casa".
75
Denunciar

rodrigo_lopez86 3:02 PM Aug 26, 2019
Na minha opinião é por escolha mesmo. Tem gente que faz concurso para ingressar na corporação sendo que nem tem perfil. Se o cidadão trabalhar numa área que tem perfil, caso ao contrário vai ter pessoas assim.
75
Denunciar

Renato Sodre Cunha 12:38 PM Aug 26, 2019
parabéns Stalin,, isso mesmo ..infelizmente, o reconhecimento aos nossos verdadeiros heróis não há...e para aqueles que vivem a margem da lei, adoram criticar ...com certeza a sua explicação técnica e inteligente o rapais ai não irá entender.
75
Denunciar

Stalin Einstein 9:42 AM Aug 26, 2019
Visão simplista essa sua, Vinícius! A questão é bem mais ampla e não se resume ao salário (direito de todo trabalhador). As questões vividas pelos profissionais da área de segurança pública, convivem com o que, de longe, é o mais estressante em todas as profissões: risco iminente de morte. Esse papo de que sabia o risco é balela...ninguém quer morrer ou expor sua família a riscos desnecessários. Se o ambiente de trabalho pode ser melhorado, porque não fazê-lo? Devemos cuidar de quem cuida da gente.
75
Denunciar

Covard-17 12:57 PM Aug 26, 2019
Pesquisem se acontece o mesmo com o alto escalão. ìndice zero de suicídio.
3
Denunciar

Psi Soares 12:46 PM Aug 26, 2019
Pelos comentários abaixo e possível verificar a raiva q a maioria tem da policia.Pois apartir de uma matéria q demonstra uma situação difícil vivendo por profissionais da segurança.O que se ve sao comentário cheios de raiva e estupidez.Pois bem quem nao gosta de policia,gosta de bandido.Deprimente os srs
6
Denunciar

pablo e 12:04 PM Aug 26, 2019
Um soldado,com ensino medio ganha 4;000,um professor com nivel superior 2.000,alem de não pagarem nem o proprio lanche, tão com depressão é porque entopem o rabo na cachaça,cocaina e prostitutas,se estão assim tão depressivos,VAZA
34
Denunciar

Renato Sodre Cunha 3:11 PM Aug 26, 2019
desenformado você viu,é exigido curso superior para entrar na polícia..ultimo concurso de minas deu mais de 150 por vaga ...informe-se antes de falar besteira
34
Denunciar

Stanislaw Altamirando 10:48 AM Aug 26, 2019
Não venham me falar que a depressão está ligada aos salários dos policiais, eles ganham muito bem, mais de 4mil reais para soldado e investigador, fora as vantagens como hospital e escola próprios. Se salário baixo fosse gatilho para depressão 90% dos servidores públicos do poder executivo estavam fazendo terapia.
39
Denunciar

Senso Crítico 9:19 AM Aug 26, 2019
Meu Deus para onde estamos caminhando, independente da classe, profissão, recursos financeiros e etc estamos falando de pessoas que estão adoecendo e até mesmo cometendo SUICÍDIO. "amar ao próximo como a ti mesmo".
4
Denunciar

Carlos henrique 9:17 AM Aug 26, 2019
São trabalhadores iguais a qualquer brasileiro se o ambiente de trabalho não o satisfaz pede para sair,agora falar que muitos se matam por causa dos baixo salario,excesso de serviço e ambiente insalubre ta de brincadeira,antes na década de 80 a policia civil e militar mostra serviço,hoje em dia o que vemos numa delegacia ou viatura e o policial civil e militar agarrado no celular em rede social e deixando o cidadão mofar ou demorando a atender uma ocorrência,ganham bem e ficam com este mimimi
37
Denunciar

Carlos henrique 7:13 PM Aug 26, 2019
O ser humano tem livre arbítrio ,qualquer hora vcs policiais com estabilidade e bons salários,pode chutar o balde e pedir para sair e seguir outra profissão sem estabilidade e péssimo salario,outros brasileiros tem mesmos problemas até pior que vcs não ficam reclamando,sabendo que tem uma crise e tem que manter o emprego para o sustento da familia com o pouco que ganham.Servidores publicos reclama de tudo e sempre querem mais.
37
Denunciar

Renato Sodre Cunha 12:40 PM Aug 26, 2019
já pensou se todos os policiais que se sentem desvalorizados tivesse essa brilhante ideia sua ?
37
Denunciar

Pedro Derrubada 8:38 AM Aug 26, 2019
Muito serviço. Pouco efetivo. Crise financeira dos policiais que estão há 5 anos sem nenhum reajuste. Nem vale alimentação os policiais tem.
35
Denunciar

Covard-17 12:56 PM Aug 26, 2019
Pelo jeito você não vai a nenhuma padaria.
35
Denunciar

pablo e 12:03 PM Aug 26, 2019
pra que vale alimentação? ja comem de graça mesmo
35
Denunciar

Antônio Ramos 7:41 AM Aug 26, 2019
Todos profissionais da área de segurança SABEM PERFEITA E ANTECIPADAMENTE os prós e contras da profissão que por vontade própria escolhem. Sabem, e se dispõem às normas disciplinares, às hierarquias (em todas as polícias e outros órgãos de segurança) , aos enfrentamentos com assassinos, bandidos e loucos. Querem o quê? Enfrentar meninos de colégio interno, monges tibetanos, crianças de 5 anos e ouvir pássaros cantando ? Os números acima são normais.
50
Denunciar

Pedro Derrubada 6:08 PM Aug 26, 2019
Eja é muito importante kkkkkkk desculpe-me por não conhecer kkkkkkkk seja feliz kkkkkkkk Hoje ganhei o dia kkkkkkkk
50
Denunciar

Stanislaw Altamirando 4:06 PM Aug 26, 2019
Pedro Mico vive passando recibo..."Não sabia o que era EJA,," ......
50
Denunciar

Pedro Derrubada 3:56 PM Aug 26, 2019
Nem sabia o que era Eja, fui pesquisar. Vi que você ou é professor ou adepto ao antigo mobral. Sinto muito. segue o jogo....
50
Denunciar

Pedro Derrubada 3:54 PM Aug 26, 2019
põe seu nome verdadeiro ai e vamos ver quantos concursos você foi reprovado. Tá na cara que você nunca conseguiu algo interessante na vida.
50
Denunciar

Stanislaw Altamirando 3:13 PM Aug 26, 2019
kkkkk pedro, concurso de perito, delegado e oficial é moleza, mamão com açúcar. Você já terminou o curso na EJA?
50
Denunciar

Pedro Derrubada 2:47 PM Aug 26, 2019
Um cara que se esconde atrás de nome de Stanislaw querendo lacrar, nem sabe que o mesmo era funcionário público concursado. Esse é o famoso analfabeto funcional e ainda acha que para ingressar nas forças policiais é através de um concurso fácil kkk procure saber. Perito, Delegado e Oficiais da PM são os concursos mais difíceis do executivo e um dos mais do Brasil todo.
50
Denunciar

Stanislaw Altamirando 2:42 PM Aug 26, 2019
Concurso publico para segurança pública é facílimo, só não passa quem não quer.
50
Denunciar

Argentino 1:34 PM Aug 26, 2019
Sociedade hipócrita e adepta da inversão de valores! Se exercemos a função de funcionário público da área de segurança, é porque estudamos e passamos por etapas concorridas e difíceis em uma disputa! Somos seres humanos e adoecemos como qualquer outra pessoa, convivemos com a escória da sociedade e muitas das vezes, corremos risco de contaminação pelas mais diversas doenças oriundas de terceiros que muitos aqui julgando o fato de sabermos das prerrogativas das funções, não teriam a coragem de fazê-las! Somos expostos ao risco eminente de morte todos os dias, somos expostos ao risco de perda de nossas funções para defender àqueles que não conhecemos! Respeitem as forças de segurança que zelam pela tão difícil paz e ordem em nossa cidade e estado!
50
Denunciar

Cesar 9:43 AM Aug 26, 2019
O Pedro, o rapaz acima apenas deu a opinião dele, se a opinião dele não é compatível com a dele, demonstre isso de uma forma mais educada, diga a ele: Antonio Ramos acho que você está errado por isso, por aquilo, isso não assim como você disse, etc. Cara faça um debate saudável e inteligente, pois ao final caso você demonstre estar certo baseado na sua fundamentação o Antonio pode virar para você e dizer, o Pedro você tem razão. Mas com essas palavras que você utiliza e essa falta de educação, cara ninguém vai te respeitar. Pense sobre isso. Reconhecer que errou é uma virtude. Grande Abraço.
50
Denunciar

Pedro Derrubada 8:40 AM Aug 26, 2019
Na sua visão de conformado é ficar calado e aceitar a vida. Nem todos tem o mesmo parâmetro de vida insignificante igual a sua.
50
Denunciar

LEIA MAIS
resgate
Incendiário
rodovias
CRISE
Atenção
Levantamento
alívio
Extensão de prazo
Trânsito lento
Boletim