Orçamento

Governo de Minas revisa déficit em 2019 de R$ 11,4 bi para R$ 15,2 bi

Diante da situação do caixa, o Estado estuda ingressar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), criado para Estados em grave crise fiscal

Qua, 15/05/19 - 18h06
Minas Gerais está impedida de contrair empréstimos com garantia do Tesouro até agosto de 2019

O governo de Minas Gerais revisou o déficit orçamentário previsto para este ano de R$ 11,4 bilhões para R$ 15,2 bilhões. Em nota, o governo informou que a administração anterior considerou, no Orçamento, receitas extraordinárias "que não condiziam com a realidade", além de despesas "superorçadas". 

Entre essas receitas estão R$ 2 bilhões em recursos do Fundo Especial de Créditos Inadimplidos e Dívida Ativa (Fecidat) que deveriam ser destinados para pagamento de inativos, R$ 1,5 bilhão de direitos creditórios (referentes à securitização da dívida), R$ 580 milhões em recursos de operações de crédito que iriam para o pagamento de precatórios, além de R$ 347 milhões a mais em receitas de contribuição previdenciária.

Diante da situação do caixa, o governo de Minas Gerais estuda ingressar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), criado para Estados em grave crise fiscal e que, até hoje, só teve adesão do Rio de Janeiro.

(5) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Maria Silva 9:21 AM May 20, 2019
Faça uma reforma no legislativo e judiciário. O que não pode é querer tirar do executivo que já está há cinco anos com o salário congelado. Atrasado e parcelado há 3 anos!
0
Denunciar

Luciano 5:22 PM May 20, 2019
Minha filha, não diga besteira. Quem te disse que servidor do judiciário ganha bem? Se vc falar de magistrados eu até concordo. Agora incluir servidor no mesmo pacote vc só pode estar de palhaçada e vomitar sobre o que desconhece
0
Denunciar

HUDSON FERNANDES SILVEIRA 11:04 PM May 17, 2019
Mas se o orçamento e de 100 de receita tem que ser 100 de despesa e o legislativo e Judiciário tem que caber no orçamento junto com o executivo e ministério público.
0
Denunciar

HUDSON FERNANDES SILVEIRA 10:56 PM May 17, 2019
Está passando da hora de trabalhar com números reais. O percentual do legislativo e judiciário tem que se adequar à receita real e nada de aprovar orçamento com déficit.
0
Denunciar

André Rosenweiss 6:54 PM May 15, 2019
Uma coisa que eu não canso de perguntar e ninguém me responde: E o 'Choque de Gestão' que o atual deputado de Cocabacana e o Fofo e Serelepe Naná fizeram a alguns anos atrás?
0
Denunciar

LEIA MAIS
Oportunidade
No bolso
Desburocratização
Congresso Nacional
Tempo Hábil
Tradição
Salto
Combustível
Reforma
IPC
Leia mais