Polêmica

Gucci anuncia primeira chefe de diversidade após acusações de racismo

O objetivo, segundo a empresa, seria implementar uma estratégia para formar um ambiente de trabalho mais inclusivo e diverso

Qua, 31/07/19 - 13h53
Em fevereiro, a marca gerou repercussão negativa ao anunciar esse suéter com gola alta preta
audima

A grife Gucci nomeou Renée Tirado como diretora global de sua divisão de diversidade, equidade e inclusão. O objetivo, segundo a empresa, seria implementar uma estratégia para formar um ambiente de trabalho mais inclusivo e diverso.

A divisão de diversidade foi criada em fevereiro, mesmo mês em que a marca tirou de circulação uma balaclava preta com desenhos de lábios vermelhos, encarada nas redes como referência ao personagem Sambo. Na cultura americana dos séculos 19 e 20, ele servia de caricatura da suposta malandragem e preguiça dos negros, e deu origem ao black face adotado no teatro dos Estados Unidos.

Um dia após a polêmica se instaurar nas redes sociais, a Gucci foi às suas contas na internet pedir profundas desculpas pela ofensa causada pela peça e que a retirou de suas lojas online e física. 

Renée Tirado desempenhou o mesmo papel na liga americana de basquete. Na nova posição, ela estará baseada em Nova York e responderá a Marco Bizzarri, CEO da grife italiana.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
LEIA MAIS
BELEZA
‘Faça Você Mesmo’
Mundo fashion
Começa na segunda (28)
Premiação
INICIATIVA
EM CASA
VEJA A PROGRAMAÇÃO
Reação
BOA AÇÃO