Tragédia

Corpo de mágico é achado após tentativa de truque de Houdini dar errado

O corpo de Lahiri ainda estava amarrado às correntes e cordas quando foi encontrado cerca de um quilômetro de onde ele tentou o truque

Ter, 18/06/19 - 09h52
Chanchal Lahiri entrou na água com braços e pernas amarrados por cordas e com uma corrente de metal pelo corpo

A polícia indiana encontrou nesta terça-feira (18) o corpo do mágico Cahnchal Lahiri, de 42 anos, que se afogou ao tentar recriar um truque famoso de Harry Houdini em que consegue se jogar amarrado num rio e escapa ileso do pior.

O mágico, que se apresentava com o nome Mandrake, desapareceu no último domingo domingo (16), às margens do rio Hooghly, no estado de Bengal do Oeste, na Índia. O corpo de Lahiri ainda estava amarrado às correntes e cordas quando foi encontrado cerca de um quilômetro de onde ele tentou o truque.

Lahiri tinha como pretensão se soltar de correntes e nadar até a margem do rio. Chegou a dizer ao público que “se eu conseguir abrir, será mágico, mas, se não conseguir, será trágico". Ele tinha como interesse "reavivar o interesse do público pela mágica. Porém, como se sabe, o fim não foi do esperado.

O húngaro-americano Harry Houdini foi um dos maiores mágicos da história. Seu mais célebre truque, feito pela primeira vez em junho de 1912, consistiu em ser colocado em um caixão, com mãos e pés algemados, amarrado e preso a 90 kg de chumbo. Logo após, foi jogado no East River, em Nova York, conseguindo emergir 57 segundos depois. No fim, ao puxarem o caixão, observaram-no intacto, com algemas dentro.

(2) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
CLAUDIO MOREIRA 2:55 PM Jun 18, 2019
A sogra dele trocou a chave achando que era do portão!!!
1
Denunciar

Fernando Cruz 2:05 PM Jun 18, 2019
Pooo o cara se trancou de verdade e não tava com a chave? Que morte besta, gente...
1
Denunciar

Leia mais
LEIA MAIS
Mercado
Reacendido
Culpado
Eleições na UE
Sombra
Chongqing
Brincadeira?
Ministério Público
Inundação
Relatório