Origem árabe

Polícia do Paraguai identifica sete corpos encontrados em container

No entanto, investigador que conduz o caso pede cautela quanto a esta informação para não gerar falsas expectativas

Dom, 25/10/20 - 13h33
Policial observa container onde corpos foram encontrados
audima

O promotor que investiga o caso de sete corpos de migrantes encontrados em um contêiner que chegou no Paraguai vindo da Sérvia revelou neste domingo (25) que recebeu novas informações sobre suas identidades e procedência, mas pediu cautela à espera de confirmar esses dados.

O promotor Marcelo Saldívar, que lidera a investigação do caso dos corpos em decomposição de sete pessoas encontradas em uma embarcação de fertilizantes, confirmou que um cidadão de origem árabe o contatou para fornecer informações e vídeos sobre quem são os mortos.

"É esperançoso, mas não quero gerar falsas expectativas, temos que consolidar a informação com documentos", disse neste domingo o representante do Ministério Público ao canal Telefuturo.

Saldívar admitiu que possui dez dos mesmos nomes e nacionalidades divulgados pelas redes e pelos meios de comunicação da capital paraguaia.

Segundo a informação recebida pelo promotor, trata-se de quatro jovens do Marrocos (Ahmed Belmiloudi, Mohamed Hadoun, Rachid Sanhaji e Said Rachir), dois da Argélia (Sidahmed Ouherher e Zugar Hamza) e um do Egito (Yessa Aymen).

Um argelino identificado pelos jornais locais como Smail Maouchi, residente em Sarajevo (Bósnia e Herzegovina), publicou em sua conta do Facebook uma mensagem em árabe em que detalhava os planos dos imigrantes ilegais para chegar à Itália ou Bélgica em um contêiner transportado em um trem.

"Se esconderam no contenêiner porque se fossem encontrados pela Polícia, seriam torturados", disse Maouchi em declarações ao jornal paraguaio "ABC" após ressaltar que os controles contra imigrantes são "muito rigorosos" na Sérvia.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
LEIA MAIS
Necessário
EUA
Tratamento
Decisão
Riscos
Avanços
Covax
Violência
Duelo raro
Pandemia