Nice

Presidente da França diz que ato com 3 mortes foi 'ataque terrorista islâmico'

Macron anunciou o aumento de 3.000 para 7.000 dos soldados destinados a operação militar de vigilância antiterrorista "Centinela"

Qui, 29/10/20 - 17h15
Macron em Nice nesta quinta-feira
audima

O presidente da França, Emmanuel Macron, chamou de "ataque terrorista islâmico" o assassinato de três pessoas, uma delas decapitada, cometida nesta quinta-feira em uma igreja na cidade de Nice (sudeste). 

"Não cederemos" os valores franceses, disse o presidente à imprensa, que se deslocou a esta cidade da Riviera Francesa após o atentado para expressar seu apoio aos católicos e para divulgar uma mensagem de união nacional.

"Se nos atacam, é pelos nossos valores", disse Macron, que fez um apelo à "união" e a não ceder ao "terror".

Além disso, anunciou o aumento de 3.000 para 7.000 dos soldados destinados a operação militar de vigilância antiterrorista "Centinela" para proteger principalmente os locais de culto em vésperas da festa católica de Todos os Santos no domingo.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
LEIA MAIS
Necessário
EUA
Tratamento
Decisão
Riscos
Avanços
Covax
Violência
Duelo raro
Pandemia