Saúde

Com queda na incidência da dengue, Betim manterá uma unidade de hidratação

Segundo boletim epidemiológico, notificações e confirmações da doença reduziram 80% nas últimas semanas

Pessoas infectadas e com suspeita de terem sido contaminadas podem ir a UPA Teresópolis
PUBLICADO EM 09/05/19 - 21h07

Um boletim epidemiológico divulgado nesta semana pela Secretaria de Saúde de Betim mostra que houve redução de 80% na incidência dos casos confirmados e notificados de dengue no município – foram 6.101 registros, entre os dias 24 de março e 13 de abril, contra 1.198 registros, entre os dias 14 de abril e 4 de maio.

Com isso, a procura dos pacientes à Unidade de Hidratação Venosa aberta na Clínica da Asmube, no bairro Espírito Santo, desde fevereiro, também caiu em quase 40% – foram atendidos, em média, 140 pacientes por dia na unidade, na primeira semana de abril, contra uma média de 90 usuários acolhidos por dia, na primeira semana de maio. 

Diante desta redução, a prefeitura decidiu manter apenas a Unidade de Hidratação Venosa na Unidade de Pronto -Atendimento (UPA) Teresópolis, que está em funcionamento desde o dia 8 de abril. A partir desta sexta-feira (10), a unidade na Clínica da Asmube não receberá mais pacientes. 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho, qualquer pessoa que apresentar os sintomas da doença, como febre, fortes dores de cabeça e no corpo, dor atrás dos olhos, manchas, náuseas e vômitos, deve procurar, inicialmente, o atendimento nas UBSs. Para os casos mais graves, em que o paciente apresentar sintomas como dor abdominal intensa e sinais de hemorragia, a orientação é procurar a UPA mais próxima.

“Com a entrada do outono e do inverno, o plano de contingência da secretaria se volta para as doenças respiratórias, como asma, bronquite e H1N1. Mas vamos manter um médico a mais nas escalas das quatro UPAs para garantir o atendimento. Além disso, resolvemos continuar a receber pacientes na Unidade de Hidratação Venosa no Teresópolis, já que na região o aumento da incidência de casos começou mais tarde e deve baixar mais tardiamente”, esclareceu o secretário.

LEIA MAIS
Festa
Promovido
Sustentável
Opinião
Social
Balanço
Inverno