Prevenção

Prefeitura de Betim intensifica ações contra dengue e enchentes

Limpeza de córregos, realização de palestras educativas e instalação de armadilhas para capturar e monitorar o vetor são algumas delas

PUBLICADO EM 12/09/19 - 21h18

Além do risco de enchentes, o período chuvoso que se aproxima traz também o risco de epidemias de dengue, zika e chikungunya, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Pensando nisso, a Prefeitura de Betim iniciou, nesta semana, uma série de ações para minimizar os impactos das águas das chuvas e ajudar a prevenir essas enfermidades, como a limpeza de córregos, a realização de palestras educativas e a instalação de armadilhas para capturar e monitorar o vetor.

“Essas ações são executadas durante todo o ano e intensificadas nos meses que antecedem as fortes chuvas”, explicou a presidente da Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transporte e Trânsito de Betim (Ecos), Marinésia Makatsuru.

O córrego da avenida Yacoaba, na região do Icaivera, foi o primeiro a receber os trabalhos de limpeza. A previsão é que até o fim desta semana sejam recolhidas mais de 1.700 toneladas de detritos no local.

“Após a conclusão dos trabalhos, os córregos das avenidas Taparapé e Yete (córrego Água Suja) receberão os serviços de retirada de areia e limpeza manual, com capina, roçada e retirada de lixos. Além dos córregos, temos mantido o trabalho rotineiro de recolhimento de entulho, limpeza e capina das ruas da região”, informou o gerente da regional Icaivera, Hugo Leonardo.

As ações na regional Norte também foram iniciadas. Só do leito dos córregos do Parque Batismal, Teixeirinha e Bibocas, no bairro Nossa Senhora das Graças, foram retiradas cerca de 60 toneladas de resíduos. Já no Citrolândia, um trecho do córrego Goiabinha foi canalizado, e o restante está recebendo um trabalho preventivo de limpeza.

Conscientização

Ações educativas de prevenção à dengue também têm sido feitas com a população. “No Citrolândia, promovemos o treinamento de diretores das escolas sobre ações preventivas que cada cidadão pode realizar em sua casa. O tema vem sendo trabalhado com os alunos que se tornaram multiplicadores”, explicou Marcus Valle, gerente da Regional Citrolândia.

Último levantamento feito pelo Índice Rápido de Aedes aegipty (LIRAa) mostrou que 80% dos focos do mosquito em Betim estão nas residências.

“Recolhemos diariamente uma quantia expressiva de entulhos e lixo descartados incorretamente por todo o município que, além de onerar os cofres públicos, ainda causa transtornos como entupimento de bueiros, enchentes e favorece a proliferação de doenças. Se cada um cuidar corretamente de seu resíduo, nossa cidade vai ficar mais limpa, bonita e livre de algumas doenças”, disse Marinésia. 

Já o diretor de Vigilância em Saúde, Nilvan Baeta, informou que novas ações serão elaboradas por um comitê central, que terá a presença de várias secretarias e órgãos. “Estamos elaborando um projeto de lei, no qual o cidadão que, mesmo após a visita e notificação educativa, ainda mantiver focos de dengue em seu imóvel, será multado”, adiantou.

Armadilha de baixo custo

O Centro de Controle de Zoonoses também está instalando armadilhas para capturar ovos do Aedes aegypti, por meio de um equipamento que simula o ambiente perfeito para a procriação do mosquito. 
Assim, os técnicos conseguem observar de maneira mais rápida e eficiente a quantidade de mosquitos naquela região e aceleram as ações de combate, sem que o inseto se desenvolva.

“Trata-se de uma técnica de baixo custo até mais efetiva para monitorar a infestação de mosquitos da dengue do que a amostragem por larvas, método utilizado hoje no LIRAa”, explicou Nilvan Baeta, diretor de Vigilância em Saúde.

comentários (1)

Eduardo Tavares
A quantidade de lixo que a população joga em toda parte é absurda, reclamam da prefeitura, mas poucos fazem a sua parte. Garrafas podem ser encontradas em toda parte, basta uma chuva para formar um criadouro de dezenas ou centenas de mosquitos. Se a população tivesse bom senso (chamo de vergonha na cara) não teríamos tantos casos dessas doenças.
4 0 Denunciar
7:11 AM Sep 13, 2019

LEIA MAIS
Recreação
Combate
Crise
Saúde
Rombo
Social
Velocidade
Cinema
Dívida
Comédia