João Vitor Cirilo

Ótimo ver o Minas de volta ao topo
Publicado em: Qua, 27/02/19 - 03h00

Para quem não conhece o meu trabalho há mais tempo, antes de entrar efetivamente no dia a dia do futebol, meus primeiros passos na profissão foram acompanhando o cotidiano do chamado “esporte especializado” – termo que não gosto muito de utilizar, mas que ficou comum –, em especial no voleibol, modalidade que já era a que eu mais gostava e com a qual, naturalmente, passei a me envolver ainda mais. E um dos motivadores desse envolvimento foi o Minas Tênis Clube.

Poucas instituições esportivas no mundo têm a tradição e o peso da camisa minastenista, construído com um trabalho sério ao longo de décadas, sendo o voleibol sempre o seu carro-chefe. Também pudera, já falávamos de uma força nessa modalidade desde a passagem da era amadora para a profissional, em um cenário no qual passaram diversas referências no assunto, dentro e fora de quadra, a partir dos anos 1950.

Após se consolidar como um dos principais reveladores e vencedores do vôlei nacional em todos os tempos, o Minas parou de ganhar em alguns anos, seja no feminino ou no masculino. Por isso, é muito positivo ver o momento atual pelo qual passa o clube.

Em temporadas recentes, os bons trabalhos do Minas paravam no máximo em semifinais de Superliga, o que também considero positivo, sobretudo em um cenário sempre comandado pelos times de Rio de Janeiro e Osasco.

O trabalho comandado brilhantemente pelo italiano Stefano Lavarini e a inserção de grandes valores técnicos na equipe feminina fizeram essa situação mudar de patamar, trazendo de volta a força do time ao cenário nacional e continental, conquistando dois Sul-Americanos consecutivos e alcançando também uma campanha bastante positiva no Mundial de Clubes.

É importante ressaltar que, mesmo com a seca de conquistas durante muitos anos, o Minas ainda seguiu apresentando bons valores ao esporte brasileiro e protagonizando bons trabalhos dentro de suas possibilidades.

Aproveito aqui para elogiar o sempre competente Nery Tambeiro, à frente do elenco masculino há várias temporadas e sempre tirando o máximo do potencial de seus atletas, montando equipes extremamente competitivas.

Entretanto, mesmo que tenham sido importantes trabalhos de formação conseguidos, as conquistas são o que marca grandes times, são os títulos que os deixam efetivamente na história, sejam eles de qualquer modalidade. Por isso, é com muita felicidade e orgulho que vemos o Minas voltar a vencer e se posicionar novamente no lugar onde sempre esteve historicamente.

Nesta semana, após o elenco feminino obter êxito no Sul-Americano e garantir o tetracampeonato no último fim de semana, o time masculino, já tricampeão com troféus nos anos 1980 e 1990, busca repetir o feito, em competição que tem como favorito o Sada Cruzeiro, o maior orgulho estadual e nacional nesse esporte há vários anos.

Aos fãs do voleibol, oportunidade importante de comparecer à Arena do Minas Tênis Clube para o torneio, que ocorre até o próximo sábado.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
LEIA MAIS
Fala, Cirilo!
Leia mais