João Vitor Cirilo

Galo: volta à Libertadores e pra casa
Publicado em: Qua, 06/03/19 - 03h00

A Copa Libertadores já começou para o Atlético, mas hoje, de fato, será aberta uma nova competição para o Galo. A partir das 19h15, no Mineirão, o primeiro de seis jogos rumo ao sonho de uma campanha positiva na principal competição continental. Para o torcedor alvinegro, além da volta ao torneio conquistado em 2013, a empolgação tem um motivo extra: o retorno ao Mineirão.

O fato é que o Gigante da Pampulha, historicamente, é a casa do Atlético. Mais do que isso, foi o palco onde as grandes conquistas aconteceram, onde a torcida se acostumou a estar semanalmente e passou a ser respeitada como uma das mais atuantes em todo o país. A Arena Independência teve uma importância belíssima na caminhada recente do time alvinegro, mas, convenhamos, está longe de ser o local ideal para receber os grandes jogos do Galo.

No dia da acertada decisão do presidente Sergio Sette Câmara, publiquei em minhas redes sociais a opinião de que não havia mais nenhum tipo de justificativa para seguir no Horto, seja ela técnica, financeira ou qualquer outra. No gramado, se houver queda de desempenho, certamente não será pelo fator campo.

Fora das quatro linhas, vejo com bons olhos a possibilidade de fazer os números de presença do torcedor voltarem a crescer. A oportunidade com os jogos no Mineirão é de trazer de volta o atleticano ao estádio em um número que corresponda com seu histórico.

Parece-me natural que mandando jogos basicamente nos últimos sete anos em um estádio de 20 mil pessoas a rotatividade de torcedores tenha se tornado menor. Um número limitado de atleticanos manteve o costume de ir ao estádio, enquanto muitos perderam o hábito de ir ao campo.

Talvez isso reflita em uma venda antecipada não tão empolgante para muitos pro jogo de estreia na Libertadores, mas é provável que a presença se aproxime a 40 mil pessoas, número bastante importante.

Em campo, um Atlético que deve ser diferente do duelo da classificação contra o Defensor, já que Zé Welison está suspenso. Minha opção seria pelo retorno de Chará aos titulares, com Adilson e Elias mantidos no meio-campo e uma mudança no esquema. O Galo tem tudo para fazer uma boa estreia e essa é a expectativa. O desempenho contra o Danubio chegou a preocupar defensivamente, mas contra o Defensor veio uma classificação conquistada de maneira inteligente, em minha visão. Sem dar show como muitos insistem em esperar, mas jogando conscientemente as duas partidas e conseguindo o que interessava: a vaga.

Aproveito para convidar o leitor a acompanhar o Show de Esporte da rádio Super 91.7 FM a partir das 18h, ao vivo do Mineirão, com a narração de Hércules Santos, comentários de Lélio Gustavo, reportagens de Roberto Abras e Lohanna Lima, plantão de Rômulo Fegalli e a ancoragem do pré-jogo comigo, João Vitor Cirilo.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
LEIA MAIS
Fala, Cirilo!
Leia mais