José Reis Chaves

A regeneração é do nosso espírito santo
Publicado em: Seg, 15/04/19 - 03h00

Faço esta matéria em atenção a um texto de um leitor no espaço dos comentários desta coluna, no Portal de O TEMPO, e também, em O TEMPO impresso, de 04/04/2019. Para ele, o colunista tenta transformar o cristianismo em espiritismo. Até que ele não está muito longe da verdade, pois o colunista tenta mesmo conciliar o cristianismo com o espiritismo. Sim, pois a doutrina espírita codificada por Kardec é a mais bíblico-evangélica que existe. As outras correntes cristãs são mais é dogmáticas. Quem estudar a fundo as duas doutrinas constatará essa grande verdade que muitos ignoram.

As polêmicas teológicas cristãs provêm das interpretações diferentes dos textos bíblicos. E quando a tradução de um texto bíblico é adulterada, então, é que se acirram mais ainda as polêmicas. É o que aconteceu com o texto: Tito 3: 5, onde a palavra palingenesia grega e portuguesa, que significa retorno à vida, novo nascimento, nascer de novo ou reencarnação, foi traduzida erradamente por regeneração e com outras ideias também erradas. E há mais erros de tradução desse tipo, em Mateus 19: 28. A palavra reencarnação não aparece na Bíblia, porque ela só foi criada por Kardec, mais ou menos em 1850. Portanto, ela não poderia mesmo estar na Bíblia, cujos últimos escritos terminaram antes do final do primeiro século da era cristã. Mas na Bíblia, a reencarnação, como vimos, aparece com seu sinônimo antigo palingenesia. (Recomendamos a consulta aos dicionários de português e grego).

Mas vamos à palavra regeneração que, como já foi dito, é tradução errada da palavra bíblica palingenesia. Na verdade, regeneração quer dizer reabilitação. Embora, como já mostramos em outras matérias, a regeneração ocorra durante o período das palingenesias ou reencarnações, quando o espírito santo nosso vai se depurando, se purificando ou evoluindo até que possa passar pela porta estreita, ela, a regeneração, não é a tradução de palingenesia. E se sabe muito bem por que fizeram essa tradução errada! Quem não sabe que os líderes religiosos cristãos, geralmente, combateram e combatem a reencarnação?

Com todo o respeito ao dogma do Espírito Santo da Terceira Pessoa Trinitária e aos religiosos que o seguem, ele não é bíblico, mas é criação dos teólogos (1 Coríntios 6: 19). Aliás, é por isso que ele é polêmico, e porque é polêmico, virou dogma! E, no passado, ai de quem negasse um dogma!

A regeneração ou o banho de reabilitação do nosso espírito santo é realmente feita por nós mesmos no período da palingenesia e não pelo Espírito Santo Trinitário. Aliás, para os afeiçoados da teologia do sangue, embora também errada, é Jesus Cristo que nos lava ou nos resgata dos nossos pecados com sua morte na cruz, e não o Espírito Santo dogmático da Terceira Pessoa Trinitária!

PS: Recomendo “A História de um Anjo que se fez Átomo”, de Gilson Freire, inspirado em Pietro Ubaldi (Ed.Inede, www.inede.com.br)

(128) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
A. Paulo Almeida 6:58 PM May 11, 2019
Carlos Michalski, não respondeu porque o "espírito santo" não é o mesmo. Tem teólogos evangélicos que dizem ter também o "espírito santo" e que Samuel apareceu em Espírito.. Em qual corrente evangélica acreditar? Todos dizem ter o "espírito santo" e que Ele revela a verdade. Carlos Moisés aparece e conversa com Jesus, logo os Espíritos aparecem sim. Se não houvesse "Espíritos de desencarnados" Jesus não tinha "piada" quando traz a parábola do rico e do Lazaro.. É claro que Jesus ao trazer o exemplo do Rico e Lazaro demonstrou a existência, a comunicação e não negou a reencarnação. quando Lazaro pede para alguém nascer (reencarnar) e comunicar á família que valia a pena seguir as Leis divinas. Com todo o respeito Sr Carlos, mas as suas interpretações nos dias de hoje estão obsoletas.
0
Denunciar

João Frazão 9:54 PM Apr 29, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 6:34 PM Apr 28, 2019, em que você diz:

"Em Mateus 26:51-54 Jesus afirma realmente que A Sua Morte Sacrificial era necessária para cumprimento das Escrituras (Isaías 53:4-11) (Genesis 22:13) (Marcos 10:45).Jesus poderia abortar Sua prisão e Sacrifício,pois tinha 12 Legiões de Anjos para impedir tal evento e recusou ajuda,...VOLUNTARIAMENTE...!! "

Só que você se esquece de um pequeno grande detalhe; em Mateus 26:54 Jesus diz, textualmente:
"54 Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?", ou seja, que e necessário que Ele morra para a profecia sobre a Sua morte se cumprisse.

Ora, meu caro, se Ele sabia que a profecia só se cumpriria se Ele morresse e que Ele recebeu ordem para morrer e tornar a tomar a sua vida de volta, Ele, que é a Verdade, como iria mentir dizendo que se ofereceu para morrer?! Se fosse eu ou qualquer um de nós que dissesse isso você, imediatamente, diria que eu estava sendo  hipócrita; e voce acha que Jesus teria uma atitude dessas!?...
Abraços. Frazão
0
Denunciar

João Frazão 9:52 PM Apr 29, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 6:34 PM Apr 28, 2019, em que você diz:

"Em Mateus 26:51-54 Jesus afirma realmente que A Sua Morte Sacrificial era necessária para cumprimento das Escrituras (Isaías 53:4-11) (Genesis 22:13) (Marcos 10:45).Jesus poderia abortar Sua prisão e Sacrifício,pois tinha 12 Legiões de Anjos para impedir tal evento e recusou ajuda,...VOLUNTARIAMENTE...!! "

Só que você se esquece de um pequeno grande detalhe; em Mateus 26:54 Jesus diz, textualmente:
"54 Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?", ou seja, que e necessário que Ele morra para a profecia sobre a Sua morte se cumprisse.

Ora, meu caro, se Ele sabia que a profecia só se cumpriria se Ele morresse e que Ele recebeu ordem para morrer e tornar a tomar a sua vida de volta, Ele, que é a Verdade, como iria mentir dizendo que se ofereceu para morrer?! Se fosse eu ou qualquer um de nós que dissesse isso você, imediatamente, diria que eu estava sendo  hipócrita; e voce acha que Jesus teria uma atitude dessas!?...
Abraços. Frazão
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 4:21 PM Apr 29, 2019
Amigos. Paz plena.
Cada um tem sim a sua história e eu analiso muito o presente como o futuro em função do que já aconteceu comigo.
No dia 12/01/1980, quando eu estava dentro da Clínica Pinel e considerado como um doente mental, eu recebi um aviso da Espiritualidade de que havia um prazo de 20 anos, aviso que veio sim de uma forma bem enigmática.
No final da década de 1980, o meu irmão, que é um frei franciscano, decidiu ir ser um missionário em Moçambique e para lá ele foi no final do ano de 1989 com a decisão de ficar lá por 10 anos.
Quando estávamos próximo do ano 2000, então comecei a entender o aviso que me foi dado no dia 12/01/1980 e que coincidia com a volta do meu irmão da África. Essa coincidência me fez tomar a decisão de fazer visitas ao meu irmão e conversar abertamente com ele tudo o que estava acontecendo com relação as revelações que passei a receber após janeiro de 1980, pois o meu objetivo era sim trabalhar em prol da Verdade, que liberta e plena (Jo 8,32 e 16,13).
No início do ano 2000 comecei a ouvir boatos de que o meu irmão tinha sido convocado pelo Padre Geral dos Franciscanos para fazer um trabalho na Europa por um período de três anos.
Eu fiquei na expectativa, esperando saber a notícia correta e quando soube, que o meu irmão iria sim ficar três anos na Europa, então decidi fazer essa pergunta ao Espírito Santo de Deus:
“Eu tenho que esperar mais três anos ou existe um outro caminho para ser seguido?”
E recebi essa orientação:
“Você já tem o trabalho pronto. Faz uma apostila com cartas, que você já escreveu e a sua escolha, e envia um exemplar dela para cada um dos 8 cardeais brasileiros”.
Após receber essa orientação do Espirito Santo de Deus, eu levei um grande susto, mas decidi seguir a orientação e no ano de 2000 eu fiz a escolha as cartas que iriam compor a apostila. Inicialmente escolhi as três cartas, que já tinha escrito para o bispo Dom Célio de Oliveira Goulart, com as outras cartas, que foram enviadas para ele, junto com as cartas para ele; depois pequei a apostila que já tinha entregue nas mãos do Cardeal Dom Serafim com uma carta especial para ele, num encontro que tivemos na PUC e depois escolhi mais algumas cartas.
Eu queria enviar para os cardeais algumas experiências místicas ou mediúnicas, que eu já tinha vivido, mas que só tinha escrito para o meu irmão padre e essas cartas eu não queria enviá-las por causa da nossa situação de irmãos, então decidi escrever uma quarta carta para o bispo Dom Célio e colocar nela tudo o que eu queria enviar para os cardeais. Dei um prazo até ao final do ano de 2000 para ver se o Dom Célio iria me responder à minha terceira carta, quando escrevi para ele sobre a revelação explicativa da Espiritualidade, que recebi em agosto de 1983, pois se ele me respondesse eu poderia alterar alguma coisa na quarta carta, que já estava escrita.
O ano de 2000 encerrou e eu não recebi resposta da terceira carta, então enviei para ele a quarta carta, que iria completar a apostila que iria ser enviada para os 8 cardeais brasileiros.
Em março de 2001, eu enviei um exemplar da apostila para cada um dos 8 cardeais brasileiros. Na carta de introdução para cada um dos cardeais eu ainda citei textos da carta, que enviei para o papa João Paulo II, pensando que algum deles iria me pedir cópia desta carta, mas não recebi resposta de nenhum deles.
Paz plena. Rosário.
0
Denunciar

Vicente 11:48 AM Apr 29, 2019
Eu sou a favor do debate, mas para tal faz-se necessário conhecer o assunto a ser discutido. Por isso para se discutir o cristianismo os espíritas antes devem conhecer no mínimo as 5 vias de São Tomás de Aquino e a Escolástica. Assim como os católicos devem conhecer as 5 obras básicas do espiritismo. Aí sim o debate vai para outro patamar.
1
Denunciar

A. Paulo Almeida 9:49 PM Apr 28, 2019
(Mt 5:16 [BÍBLIA DE JERUSALÉM]) Brilhe do mesmo modo a vossa luz diante dos homens, para que, vendo as vossas boas obras, eles glorifiquem vosso Pai que está nos céus.
0
Denunciar

Carlos Michalski 6:34 PM Apr 28, 2019
Só falta essa Frazão,você julgar As Palavras de Jesus.Em Mateus 26:51-54 Jesus afirma realmente que A Sua Morte Sacrificial era necessária para cumprimento das Escrituras (Isaías 53:4-11) (Genesis 22:13) (Marcos 10:45).Jesus poderia abortar Sua prisão e Sacrifício,pois tinha 12 Legiões de Anjos para impedir tal evento e recusou ajuda,...VOLUNTARIAMENTE...!! Frazão,estás embotado pelo kardecismo e perdestes o bom senso,...sinto muito . . .CM . .28-4-019 . . .18:33h . . .
8
Denunciar

João Frazão 5:27 PM Apr 28, 2019
Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 28-4-2019 . .16:37h, em que você diz:

"Jesus afirma em João 10:15-18 e Mateus 26:52-54 a Sua Morte Voluntária e afirma que "Ninguem a tira deMim mas Eu Expontaneamente a Dou".Essa parte você não reconhece porque sabe ter de ser fiel ao Heresiaca de Lyon."

Só que você se esquece de um pequeno grande detalhe; em Mateus 26:54 Jesus diz, textualmente:
"54 Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?", ou seja, que e necessário que Ele morra para a profecia sobre a Sua morte se cumprisse.

Ora, meu caro, se Ele sabia que a profecia só se cumpriria se Ele morresse e que Ele recebeu ordem para morrer e tornar a tomar a sua vida de volta, Ele, que é a Verdade, como iria mentir dizendo que se ofereceu para morrer?! Se fosse eu ou qualquer um de nós que dissesse isso você, imediatamente, diria que eu estava sendo hipócrita; e voce acha que Jesus teria uma atitude dessas!?...
Abraços. Frazão
2
Denunciar

Carlos Michalski 4:38 PM Apr 28, 2019
Frazão,vais continuar com essa discussão tola..? Um kardecista precisa deturpar As Escrituras senão não é kardecista...!! Jesus afirma em João 10:15-18 e Mateus 26:52-54 a Sua Morte Voluntária e afirma que "Ninguem a tira deMim mas Eu Expontaneamente a Dou".Essa parte você não reconhece porque sabe ter de ser fiel ao Heresiaca de Lyon...Não faz diferença Frazão,pois você não muda A Verdade,apenas sofisma por vaidade e Rebeldia.Eu entendo a manha kardecista...!! ..CM.....28-4-2019 . .16:37h . . .
6
Denunciar

João Frazão 9:23 AM Apr 28, 2019
Caro kurov.
Teus comentários de 6:56 PM Apr 27, 2019 e 7:04 PM, em que você diz no de 6:56 PM:

"No texto de João 10:15-18 Jesus mostra claramente A Sua Entrega Voluntária e Soberana e a Sua Reverência ao Deus Santo de Israel.Jesus mostra Poder e Autoridade mostrando que a Sua Entrega é Voluntária mas ainda na condição humana é Reverente ao Pai...", e complementa:
"Você quer enfatizar a "obediência" ao Pai mas não deseja que outros vejam Seu Poder,Soberania e Amor..!! "

Não, meu caro; em João 10:15-18 Jesus não demonstra que fez uma entrega voluntária de Sua vida, mas, ao contrário do que você diz, dá uma clara demonstração de obediência ao Pai, conforme está escrito no verso 18, em relação à Sua vinda e vida como o Messias:
"Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse MANDAMENTO recebi de meu Pai.” (grifei)

Já com referência ao de 7:04 PM, em que você diz:
"Frazão.Você deseja e precisa ocultar em João 10:15-18 a Entrega em Amor Ágape,A Entrega Vicária e necessita enaltecer a "obediência" ao Pai., é bom que se esclareça, não tenho nenhuma pretensão de ocultar a entrega de Jesus em amor ágape, mesmo porque o próprio Jesus disse, repito, que recebeu o MANDAMENTO (ORDEM) do Pai para dar a vida e tomá-la de volta, conforme está escrito no verso 18.

Como se vê, meu caro, não sou eu que quero ocultar o fato, mas você é quem não quer enxergar que Jesus diz que veio cumprir uma ordem do Pai...
Abraços. Frazão
1
Denunciar

Carlos Michalski 7:04 PM Apr 27, 2019
Frazão.Você deseja e precisa ocultar em João 10:15-18 a Entrega em Amor Ágape,A Entrega Vicária e necessita enaltecer a "obediência" ao Pai.Nós Cristãos que somos Evangelistas e sabemos das artimanhas alheias,conseguimos identificar com facilidade a sua intenção de exibir um jesus digno pela "obediência" mas não A Soberana Vontade e o Soberano Poder de Jesus Cristo sôbre a Vida,sôbre a Morte e sôbre qualquer manifestação deamor fraternal.Como já disse,tal conduta é kardecista . . .CM....19:03h..
15
Denunciar

Carlos Michalski 6:56 PM Apr 27, 2019
Frazão.Você obstinadamente só quer vero que satisfaça a tua doutrina forjada na deturpação da Verdade.No texto de João 10:15-18 Jesus mostra claramente A Sua Entrega Voluntária e Soberana e a Sua Reverência ao Deus Santo de Israel.Jesus mostra Poder e Autoridade mostrando que a Sua Entrega é Voluntária mas ainda na condição humana é Reverente ao Pai...Você quer enfatizar a "obediência" ao Pai mas não deseja que outros vejam Seu Poder,Soberania e Amor..!! Afinal,..vc é kardecista..!! CM...18:56h.
14
Denunciar

João Frazão 4:44 PM Apr 27, 2019
Caro kurov.< br/> Teu comentário indicado como de 27-4-2019 . . .06:06h, em que você diz:
"Frazão.Um espirita kardecista pensa como um kardecista e assim precisa pensar e agir para ser um obstinado inimigo da Obra Redentora de Jesus.", e complementa:
"Se Jesus veio “apenas” cumprir um “mandamento”,portanto Jesus era apenas um homem “cumprindo ordens”,como afirmou que “expontaneamente dava” a Sua Vida e ninguém a tirava Dêle...!? Você faz de Jesus um homem tanto soberbo quanto sem vontade e O reduz a servo submisso..!!."

Onde eu disse que Jesus veio "apenas" cumprir um mandamento, se eu, além de dizer que Ele afirmou que veio cumprir ORDEM do Pai, citei outra passagem (Lc 4:43) em que Jesus fala que foi ENVIADO para ANUNCIAR o evangelho do reino de Deus?
Ora, meu caro, se eu mostrei que Ele falou que foi ENVIADO para anunciar o evangelho do reino de Deus (Lc 4:43), como você me vem com essa de "apenas", querendo dar a entender que eu restringi a missão de Jesus?!
Não, meu caro; não se trata de restringir Sua missão; mesmo porque, Ele mesmo foi quem disse que RECEBEU a ORDEM do Pai, para vir morrer e tomar a Sua vida de volta (ressuscitar), conforme consta em Jo 10:18; ou você não sabe interpretar?...
E mais; quanto a você ter dito "Você faz de Jesus um homem tanto soberbo quanto sem vontade e O reduz a servo submisso..!!", gostaria de saber de onde você  tirou essa de eu ter considerado Jesus soberbo e sem vontade, como se soberbo fosse sinônimo de "sem vontade"...
Agora, essa tua "modéstia" de considerar Jesus  Soberano e Senhor,Autor da Vida e Redentor, quando Ele apenas se disse Mestre e Senhor, causa-me espécie, pois Ele, além dele sugerir aos discípulos lavarem os pés uns dos outros, também lavou os deles; quer exemplo de humildade maior do que esse?! E você ainda tem a coragem de pretender chamá-lo de Soberano e Senhor, além de denominá-lo Autor da Vida, se Ele foi criado como todos nós?!!!
Abraços. Frazão
1
Denunciar

Rosário Américo de Resende 11:20 AM Apr 27, 2019
Amigos. Paz plena. Quem realmente quiser compreender bem a Verdade tem sim que ler e estudar de tudo.
No momento estou acabando de ler e estudar o livro: “Uma Vida com Inspiração”, que foi escrito por três rabinos: Yissocher Frand, Paysach J. Kron e Moshe Meir Weiss.
Hoje comecei a ler o capítulo: “Pessach: Uma Festa para as Gerações”, que coincide com o último dia de Pessach do judaísmo.
Até agora não vi nenhuma citação referente ao Novo Testamento, pois este não é aceito pelo judaísmo.
Veja o que escrevi na página 247:
Deus realmente dirige tudo o processo evolutivo da Criação, tanto no aspecto individual como no coletivo e também tanto no aspecto planetário como no cósmico.
Mas Deus sempre respeita plenamente a liberdade de todos...
Muitos Espíritos criados e desencarnados tentaram assumir o lugar de Deus e se apresentaram como se eles fossem o próprio Deus e isso complicou muito o processo para que cada líder religioso pudesse compreender a própria Verdade sobre Deus.
Deus sempre quis, quer e quererá o Bem de todos e não só de uns ou só de um povo... Cuidado com os falsos deuses... O Espírito de Deus Pai sintonizou-se perfeitamente comigo no dia 12/04/1984, após 4 anos e 4 meses do meu nascimento do alto no início de janeiro de 1980. (27/04/2019).
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 11:02 AM Apr 27, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu e 22:37 - 25/04/2019:
“É Grotesco e Ridículo o Rosario Americo comparar a rebeldia do francês com a Negação da Perfeição de Jesus pelo mundo..!! Apenas um a mente corrompida e que perdeu o senso crítico pode postar algo assim.O romaniano espiritista se esquece que o mundo rejeitou e rejeita a Perfeição de Cristo enquanto rejeitamos a Desobediência e a postura Herética de uma francês acovardado frente As Soberanias do Espírito Criador e Perfeito..!! C.Michalski . .25-4-019 . . .22:36h . . .”

Carlos, o que é realmente “Grotesco e Ridículo” para mim hoje é sim aceitar, ensinar e defender que Deus já se satisfez com sangue de animais para resgate de pecados (Lv 1-7) e se satisfez plenamente com o sangue de Jesus derramado na cruz e teve sua ira aplacada e perdoou o gênero humano, que estava condenado por causa da desobediência de Adão e Eva.
Desde janeiro de 1980 eu me transformei num perscrutador da Verdade e depois de 1984, quando compreendi a Verdade, passei a divulgar a Verdade, conforme a recebi da Espiritualidade, incluindo os Espíritos de Jesus e de Deus Pai.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Carlos Michalski 6:11 AM Apr 27, 2019
Frazão.Um espirita kardecista pensa como um kardecista e assim precisa pensar e agir para ser um obstinado inimigo da Obra Redentora de Jesus.Se Jesus veio “apenas” cumprir um “mandamento”,portanto Jesus era apenas um homem “cumprindo ordens”,como afirmou que “expontaneamente dava” a Sua Vida e ninguém a tirava Dêle...!? Você faz de Jesus um homem tanto soberbo quanto sem vontade e O reduz a servo submisso..!!.Tal concepção Frazão é puramente Humanista Iluminista...!! Jesus manifestou-se como homem a serviço,..apresentou-se como Profeta e Messias e também como Divindade na Contextualiidade Biblica..A tua explicação serve para induzir incautos ao engano e afastá-los da Redenção,pois essa a função do kardecismo....Em João 11:25 Jesus afirma . .. EU SOU a Ressurreição e a Vida; quem crê em MIM, ainda que esteja Morto, Viverá e também afirma que . . . Em João 5:18 o Apóstolo afirma:..Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-Lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era Seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus. . . .Assim Frazão, caminha o kardecista,deturpando As Palavras do Soberano e Senhor,Autor da Vida e Redentor .Também o kardecista nega a contextualidade bíblica onde Jesus aparece afirmando e fazendo coisas que só Deus (Divindade) poderia dizer ou exercer....Pense de modo deturpado como espírita mas não invente situações que nunca existiram . . . .Carlos Michalski . . . .27-4-2019 . . .06:06h . . . .
21
Denunciar

João Frazao 10:38 PM Apr 26, 2019
Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 26-4-019 . . .20:55h, em que você diz:

"Frazão mais uma vez confuso.Jesus afirma que "Ninguém tira a minha vida mas eu expontaneamente a dou" e o Frazão afirma que Jesus "cumpria ordens" do Pai...!!"

Não meu caro, não sou eu que afirmo que Jesus "cumpria ordens" do Pai; quem faz essa afirmação é o próprio Jesus, ao dizer em João 10:18, com relação a sua vinda e vida aqui na Terra:
"18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse MANDAMENTO recebi de meu Pai.” (grifei)
E o que é mandamento senão uma ORDEM?!
Logo, meu caro, quem está contrariando Jesus é você, ao afirmar que:
"afirmou Jesus Sua Autoridade e Soberania sôbre Sua vida Frazão..!!"
Ora, meu caro, como Jesus pode ter afirmado "Sua Autoridade e Soberania sobre Sua vida", se Ele mesmo, em João 10:18, afirma que RECEBEU esse Mandamento (ORDEM) do Pai, para entregar sua vida e tornar a tomá-la de volta.
Ou não é isso que está escrito?!...
Abraços. Frazão
1
Denunciar

Carlos Michalski 10:06 PM Apr 26, 2019
Frazão,desde quando você apresentou um argumento contra As Bases da Redenção..? Muitas vezes,obstinadamente..!! Agora me diga quando A Obra Redentora de Jesus foi anulada ou desmentida por algum espírita e baseado em fatos inquestionáveis...??...Nunca...!! Assim Frazão,a doutrina espírita sobrevive na Rebeldia contra o Autor da Vida e Autor da Salvação,O Soberano Redentor Jesus Cristo...!! Assim,não adianta negar, sendo necessário provar o que afirmam os espiritas. . . .CM....26-4-019 .. 22:06h.
21
Denunciar

Carlos Michalski 9:04 PM Apr 26, 2019
Jesus afirma Soberanamente que... "Ninguem tira aSua Vida mas Ele expontaneamente a dá e ninguém a tira Dêle..!!! Jesus fala com Autonomia,Soberania e manifesta a Sua Vontade..Depois Jesus afirma que recebeu tal mandamento do Pai...!! Sim,Perfeito,pois como homem Jesus cumpriu a Missão e como Divindade manifesta Sua Soberana Vontade...Jesus manifesta o Homem e a Divindade mas o Frazão é espírita e não sabe lidar com As Palavras do Redentor e Soberano Jesus,.!! ...CM....26-4-019......21:04h....
19
Denunciar

Carlos Michalski 8:55 PM Apr 26, 2019
Frazão mais uma vez confuso.Jesus afirma que "Ninguém tira a minha vida mas eu expontaneamente a dou" e o Frazão afirma que Jesus "cumpria ordens" do Pai...!! Se Jesus cumpria apenas ordens do Pai,como afirmou Jesus Sua Autoridade e Soberania sôbre Sua vida Frazão..!! Jesus não era um "servinho" do Pai como vcs espiritas querem,mas Jesus falava na Hipostase Deus-Homem...Frazão,leia com mais sabedoria e sem deturpação as Palavras de Jesus..!! 26-4-019 . . .20:55h . . .(não inventa)..!!
16
Denunciar

João Frazão 6:10 PM Apr 26, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 10:44 PM Apr 25, 2019.
Realmente, em parte você tem razão, ao dizer que eu contradigo teus comentários, pois eles não merecem maiores argumentos negando o que neles você diz.
Isso porque enquanto, no caso, em teu comentário de 07:30 - 23/04/2019, com base em João 10:17-18 você afirma que Jesus deu sua vida por nós, em meu comentário de 10:44 PM Apr 25, 2019, eu demonstro que o que Jesus recebeu foi uma ordem para dar Sua vida e tornar a tomá-la de volta, conforme lá está escrito:
"18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse MANDAMENTO recebi de meu Pai.” (grifei)
Só que, nos teus comentários indicados como de 16:12 e 24-4-019....16:22h, em vez de você apresentar os conta-argumentos ao meu comentário, você me veio com esse blá-blá-blá, de pretender estabelecer diferença semântica entre "contradizer" e "Contra argumentar", se você nem sabe como se escreve a palavra "contra-argumentar"...
Desculpe pela indelicadeza, mas, quem sabe, agora você entende que não adianta blá-blá-blá, mas, sim, argumentos reais para contradizer o oponente, como fiz ao demonstrar que Jesus diz que ele morreu em cumprimento a uma ordem do Pai, para depois ser ressuscitado. Ou não foi isso o que aconteceu?...
Abraços. Frazão
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 5:16 PM Apr 26, 2019
Amigos. Paz plena.
Como sempre faço, eis o resumo dos meus comentários, que foram escritos enquanto lia os três livros do papa Bento XVI sobre Jesus: “A Infância de Jesus” (1); “Jesus de Nazaré - Primeira Parte” (2) e “Jesus de Nazaré - Segunda parte” (3) no subtítulo:

Salvação.

Para todos aqueles que defendem a salvação pela graça e não pelas obras, digo que defendo a tese de que quem alcança o céu o faz por merecimento e esforço próprio, pois o céu é um prêmio ou uma conquista. Utilizo do próprio Evangelho para defender esta minha tese, que é conforme os seguintes ensinamentos contidos nos Evangelhos:
“O moço rico” (Mt 19,16 a 22; Mc 10,17 a 22 e Lc 18,18 a 23), é necessário seguir os mandamentos e amar o próximo.
“Parábola dos talentos”, (Mt 25,14 a 30), ganham aqueles que trabalharam.
“Parábola das Minas”, (Lc 19,11 a 27), será colocado sobre muito aquele que foi fiel no pouco.
“Julgamento Final”, (Mt 25,31 a 46), entra para o “Reino dos Céus” aquele que visitou, vestiu, alimentou, ajudou e deu de beber. “Parábola das Virgens”, (Mt 25,1 a 13), entraram para as bodas as virgens que possuíam o azeite em suas lâmpadas.
“Os que têm puro o coração verão a Deus”, (Mt 5,8), é preciso ter puro o coração.
“Portando, deveis ser perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5,48), é preciso buscar o próprio aperfeiçoamento.
“Parábola do bom samaritano” (Lc 10,29 a 37), tem que amar o próximo.
(“Só nesse momento, em que se verifica uma comunhão de direitos e bens em larga escala e em que uma língua universal permite a uma comunidade cultural a compreensão no pensamento e na ação, pode entrar no mundo uma mensagem universal de salvação, um portador universal de salvação: é realmente “a plenitude dos tempos”. Pág. 54 (1)). Se tudo estava tão bem como escreveu o Sumo Pontífice, então para que a salvação?
(“Na pobreza do nascimento de Jesus, delineia-se a grande realidade, em que misteriosamente se realiza a redenção dos homens”. Pág. 61 (1)). Redenção do que? Para redimir ou resgatar teve que existir alguém para dar a redenção ou receber o resgate e quem é esse alguém? Se for Deus, então ele está pagando a ele mesmo ou se não for Deus, então existe outro a quem Deus pagou o resgate? Isso mostra a ignorância de quem defendeu o sacrifício da cruz como um resgate ou uma redenção!
(“A vitória sobre a culpa custa o empenho do coração. Mais: o empenho de toda na nossa existência. E mesmo esse empenho não é suficiente, só pode tornar-se eficiente por meio da comunhão com Aquele que carregou o peso de todos nós”. Pág. 146 (2)). A evolução ou salvação é autorredentora e não heterorredentora. Jesus ensinou o caminho e como é possível que cada um se salve! Cada um terá que seguir o próprio e único caminho, fazendo e praticando o que Jesus ensinou: Perdoando e Amando sempre!
(“Devemos admitir que todos os 12 eram judeus crentes e observantes, que esperavam a salvação de Israel. Mas das suas posições concretas, da sua maneira de pensar acerca da redenção, da salvação, eram homens muito diferentes Podemos assim imaginar como era difícil introduzi-los lentamente no novo caminho misterioso de Jesus”. Pág. 160 (2)). O mesmo sempre aconteceu na história da humanidade e novas ideias são difíceis de serem absorvidas e ou entendidas! Como os líderes de Roma podem aceitar hoje que todos os doze (12) apóstolos e muitos outros personagens do 1º século cristão reencarnaram na terra no século XX. Os 12 apóstolos eram reencarnações dos 12 filhos de Jacó. Jesus os descobriu e os instruiu para enfrentar as feras humanas. Por meio do autoconhecimento cada um fica sabendo quem ele realmente é. (Veja João 3,11; 8,32; 16;13 e 21,20 a 23 e algumas das minhas cartas).
(“Não precisamos aqui analisar a diferença dessas duas versões. Uma coisa é clara: o sinal de Deus para os homens é o Filho do homem, é Jesus. E Ele o é profundamente no seu mistério pascal, no mistério da morte e da ressurreição”. Pág. 191 (2)). A explicação feita pelo Bento XVI ficou tão “sem sal” para mim, pois ele citou salmos e outros estudos de outros sábios do passado, sobressaindo Jeremias. Ficou falando sobre a recompensa futura daqueles que sofrem e o castigo para os ricos. Sobre a Verdade (João 8,32 e 16,13) ele nada explicou de verdade, pois falta para ele a TV; TL; DE e DR. Todos necessitam compreender que a salvação é autorredentora e não heterorredentora.
(“A sua cruz e a sua elevação constituem o dia da Expiação do mundo, no qual a história inteira do mundo, contra toda a culpa humana”. Pág. 81 (3)). A salvação é autorredentora e não heterorredentora: um drama para os ensinamentos da ICAR!
(“Isaías 53,12, com a misteriosa promessa do Servo de Iavé, que carrega o pecado de muitos e, desse modo, obtém para eles a salvação”. Pág. 124 (3)). A salvação é sim autorredentora e não heterorredentora!
(“O sangue dos animais não pudera “expiar” o pecado, nem unir Deus e os homens”. “Ele dá a “Nova Aliança no seu sangue””. Pág. 126 (3)). A salvação é sim autorredentora! Sangue nenhum expia nada perante Deus, pois isso não é perfeito!
(“A resposta de Jesus ultrapassa o pedido. No lugar de um futuro indeterminado, coloca o seu “hoje”: “Hoje estarás comigo no Paraíso” (Lc 23,43)”. Pág. 193 (3)). Se houvesse salvação deste jeito, como defendem a maioria dos líderes cristãos, então a mesma seria injusta para os justos! Por que só o Lucas “escreveu isso”, que é bem diferente dos outros Evangelhos? Lucas não estava presente! Hoje não tenho dúvida em dizer que o famoso diálogo da cruz foi uma invenção de quem o escreveu.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 5:14 PM Apr 26, 2019
Carlos Michalski. Paz plena. Você escreveu em 22:37 - 25/04/2019:
“É Grotesco e Ridículo o Rosario Americo comparar a rebeldia do francês com a Negação da Perfeição de Jesus pelo mundo..!! Apenas um a mente corrompida e que perdeu o senso crítico pode postar algo assim.O romaniano espiritista se esquece que o mundo rejeitou e rejeita a Perfeição de Cristo enquanto rejeitamos a Desobediência e a postura Herética de uma francês acovardado frente As Soberanias do Espírito Criador e Perfeito..!! C.Michalski . .25-4-019 . . .22:36h . . .”

Carlos, eu não fiz nenhuma comparação entre a Kardec e Jesus, mas entre o Carlos e os líderes religiosos do Sinédrio Judeu.
Os membros do Sinédrio Judeu condenaram Jesus à morte como blasfemo (Mt 26,65-66) e você fica sempre dizendo que gente comete blasfêmia e heresia.
Carlos, a missão salvífica de Jesus foi sim a de nos ensinar a PERDOAR todas as ofensas recebidas e a AMAR a todos, inclusive aos inimigos (Mt 5,44).
Jesus nos deu a meta do nosso aperfeiçoamento:
“Portanto, deveis ser perfeito como o vosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5,48).
Carlos, eu não estou aqui para defender o fantástico trabalbho do Allan Kardec, pois ele desvendou o enigma da Espiritualidade e abriu o caminho para que a Verdade, que liberta (Jo 8,32), pudesse ser revelada, pois Deus não faz revelações contrárias as nossas crenças, pois isso seria sim uma grande falta de AMOR.
Em agosto de 1983 eu recebi a revelação explicativa sobre o dogma do mistério da Santíssima Trindade.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 10:52 PM Apr 25, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
As “mentes corrompidas” são as mentes de todos aqueles que ainda defendem na atualidade que Deus se satisfazia com sangue de animais no passado para resgate de pecados e satisfez plenamente com o sangue de Jesus para perdoar a humanidade.
Carlos, você foi sim enganado por um “falso Cristo” (Mt 24,24), que lhe deu ordens para assentar e julga que foi o próprio Deus.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Carlos Michalski 10:44 PM Apr 25, 2019
Frazão,dizes muito bem quando contradizes minhas postagens...Frazão,contradizer á fácill e vulgar mas Contra argumentar As Escrituras Sagradas e a Verdade não tens como fazer.Desde quando rejeitar é apresentar argumento que desminta..? Desde quando As Escrituras foram desmentidas pelas investidas kardecistas..!?...A resposta é NUNCA...!! C.Michalski . . . .25-4-2019 . . .22:43h . . .
15
Denunciar

Carlos Michalski 10:37 PM Apr 25, 2019
É Grotesco e Ridículo o Rosario Americo comparar a rebeldia do francês com a Negação da Perfeição de Jesus pelo mundo..!! Apenas um a mente corrompida e que perdeu o senso crítico pode postar algo assim.O romaniano espiritista se esquece que o mundo rejeitou e rejeita a Perfeição de Cristo enquanto rejeitamos a Desobediência e a postura Herética de uma francês acovardado frente As Soberanias do Espírito Criador e Perfeito..!! C.Michalski . .25-4-019 . . .22:36h . . .
16
Denunciar

Rosário Américo de Resende 12:12 PM Apr 25, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu em 16:22 - 24/04/2019:
“O Frazão sabe que a codificação de kardec foi um grito de revolta contra os Atos Soberanos de Jesus...O francês precisava cortejar o pensamento Iluminista e Pedante do Século da Luzes,na verdade Trevas,e forjou uma doutrina Humanista e Anticristã,Antiredentora com obstinada negação das Escrituras.O francês preparou uma papinha de Heresias e Blasfemias,uma papinha bem palatável aos espiritos rebeldes.Sem saída Frazão...!! . .C.Michalski . . .24-4-019....16:22h...”

Carlos, Jesus também foi condenado a morte como blasfemo, veja:
“O Sumo Sacerdote então rasgou suas vestes, dizendo: “Blasfemou! Que necessidade temos ainda de testemunhas? Vede: vós ouvistes neste instante a blasfêmia. Que pensais?” Eles responderam: “É réu de morte” (Mt 26,65 e 66)”.
Carlos, essa sempre foi a saída dos líderes religiosos, quando não têm mais como defender os ensinamentos sofistas de suas doutrinas.
O judaísmo tinha a morte pelo apedrejamento, mas os líderes do Sinédrio Judeu temia o povo e por isso acusaram a Jesus perante Pilatos como se Jesus fosse um revolucionário contra Roma e por isso Jesus foi condenado à morte por meio da cruz.
Depois os seguidores de Jesus não tinham como explicar a morte de Jesus na cruz, então passaram a ensinar que foi o Sacrifício Perfeito, que conseguiu aplacar a ira de Deus e assim Deus perdoou o gênero humano.
Todo o ensino doutrinário dos cristãos em torno do sangue e da cruz foi sim fruto da ignorância sobre a Bondade, Perfeição e Misericórdia infinitas de Deus.
Rosário. Paz plena.
1
Denunciar

João Frazão 10:23 PM Apr 24, 2019
Caro kurov.
Teus comentários indicados como de 16:12 e 24-4-019....16:22h.
Deixe de partir para o aspecto subjetivo, conteste os meus argumentos com base em passagens constantes da palavra de Deus, como eu faço para contestar as tuas.
Assim, por favor apresente alguma passagem em que você possa contestar meus argumentos,em que demonstrei que Jesus poderia ter-se “oferecido” para morrer para nos salvar, quando em João 10:17-18, onde consta:
“17 Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. 18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai.”

Veja que, no final do verso 18, Jesus diz “ESSE MANDAMENTO RECEBI DE MEU PAI”, com relação a dar Sua vida e após TOMÁ-LA DE VOLTA, ou seja, morrer e ser ressuscitado, como realmente aconteceu; ou não foi isso o que aconteceu?!...
O gozado é que você ainda tem a coragem de vir me dizer que:
“Para piorar a tua situação publica [de ser pública] ainda dizes que a missão de Jesus foi "pregar" o Evangelho.”
Ora, meu caro, se Ele mesmo diz:
“Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque PARA ISSO FUI ENVIADO.”, quem há de contestar o que Ele diz, como você o faz?
Ou você é daqueles que não entregam a rapadura, porque nem o que é dito por Jesus é capaz de te dissuadir do teu ponto de vista?...
Abraços. Frazão
0
Denunciar

Carlos Michalski 4:22 PM Apr 24, 2019
O Frazão sabe que a codificação de kardec foi um grito de revolta contra os Atos Soberanos de Jesus...O francês precisava cortejar o pensamento Iluminista e Pedante do Século da Luzes,na verdade Trevas,e forjou uma doutrina Humanista e Anticristã,Antiredentora com obstinada negação das Escrituras.O francês preparou uma papinha de Heresias e Blasfemias,uma papinha bem palatável aos espiritos rebeldes.Sem saída Frazão...!! . .C.Michalski . . .24-4-019....16:22h...
20
Denunciar

Carlos Michalski 4:13 PM Apr 24, 2019
Frazão,de nada adiantam as tuas postagens negando A Entrega Perfeita do Cordeiro de Deus,..Seu Sacrifício Eterno para A Redenção de Muitos.Para piorar a tua situação publica ainda dizes que a missão de Jesus foi "pregar" o Evangelho.Assim Frazão,confessas publicamente tua obstinada negação da Graça Redentora e do Sacrificio Perfeito.Tentas reconceituar A Páscoa e te lanças contra Jesus pretendendo poder falar do Autor da Salvação,...que negas...!! Piada kardecista..!! C.Michalski . . .16:12h . .
19
Denunciar

João Frazão 12:37 PM Apr 24, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 07:30 - 23/04/2019.
Nele você diz:
“Frazão,pare com essa adulteração da Verdade.A passagem de João 10:17,18 afirma a Morte Voluntaria de Jesus e você adultera para "ato de obediência"fazendo Jesus um "servo" do Pai...!!”
Eu já vi muito cada de pau, mas igual a você está difícil ver...
Por que digo isso? Simplesmente porque você já levantou esse assunto, em teu comentário de 18:25 - 22/04/2019, fazendo a citação de João 10:15-20, passagem essa onde se encontra a por você aqui citada, que é Jo 10:17-18, com base na qual respondi o teu comentário de 18:25 - 22/04/2019, pelo meu de 23:50 - 22/04/2019, comentário esse que, para não restarem dúvidas, transcrevo na íntegra:

“Caro kurov. Teu comentário indicado como de 22-4-2019 . . . .18:23h.
Esse assunto é abordado por você, aqui na coluna, desde abril de 2015, alegando sempre, com base nessa passagem de João 10, às vezes citando 15-18 e agora 15-20 tendo eu dito em meu comentário de 2:07 PM Apr 24, 2015, onde eu disse:
“Assim, em relação a esse teu comentário repetido, vou reapresentar os mesmos argumentos que utilizei em resposta ao teu anterior, só que seguindo a ordem em que você citou neste último; ei-los: a) Jo 10,15-18 – “Agora, ao texto de Jo 10,15-18: “15 Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas. 16 Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor. 17 Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. 18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai.”
Esse aqui seria o texto mais propenso a ser aceito como Jesus tendo-se oferecido para morrer; mas, um detalhe nos impede de aceitá-lo de pronto, pois o próprio Jesus, em Lc 4,43 diz, textualmente, “Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque para isso fui enviado.” Ora, meu caro, nesse caso é de se perguntar: em qual dos dois textos Jesus está falando qual foi sua verdadeira missão? Morrer ou trazer seus ensinamentos?
Desculpe-me, discordar do teu ponto de vista, mas fico com o que Ele disse em Lucas, pois os seus ensinamentos são permanentes, enquanto a sua morte foi um fato único, momentâneo e normal na vida de qualquer ser humano, variando, apenas, o modo de como cada uma ocorre, já que a própria palavra de Deus estabeleceu um prazo de validade para o homem, ao fixar o seu tempo máximo de vida em 120 anos (Gn 6,3), além da lei que diz que neste mundo é preciso morrer (Eclo 14,12). Para você não vir dizer que não analisei o texto, lembro que pelo verso 10,17, até poderia ser entendido que Jesus se ofereceu para morrer por nós na cruz; entretanto, pelo que diz a parte final do verso 18: “TAL É A ORDEM QUE RECEBI DE MEU PAI.”, a história muda de figura, face a essa expressão que, ao que tudo indica, Jesus informa o que iria acontecer com Ele, por ordem de Deus. Acontece que, como Ele mesmo diz que recebeu Mandamento (ORDEM) do Pai, não há que se falar em oferecimento; o máximo que se pode entender é que Ele, sabendo o tipo de morte que iria sofrer, mesmo assim, aceitou vir ao Planeta Terra, em obediência a uma ORDEM do Pai. Como se vê, a passagem de Jo 10,17-18 demonstra que até Jesus, o Primogênito, deve aceitar os desígnios de Deus. Ou não é isso o que se pode deduzir do que está escrito nessa passagem? Além do mais, não devemos nos esquecer de que o próprio Jesus diz qual a Sua verdadeira missão, que foi a de divulgar o Evangelho, conforme está escrito em Lc 4,43: “Ele, porém, lhes disse: Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque PARA ISSO FUI ENVIADO.” (grifei) Mais ainda; se o fato da Sua morte tivesse essa importância de salvação, pelo menos Ele teria dito no final dessa passagem de Lucas: “porque para isso TAMBÉM fui enviado”; pelo menos para indicar que Ele recebera outra missão semelhante à de nos transmitir os ensinamentos do evangelho do Reino de Deus. Principalmente, considerando, repito, que todos nós temos que morrer, porque o corpo do homem tem um “prazo de validade” fixado em 120 anos. (Gn 6,3)
Consequentemente, qualquer entendimento diverso desse que estou expondo decorre de uma eisegese e não de uma exegese...”

Será que você perdeu o censo do ridículo, para fazer um papel desses, sem demonstrar qualquer acanhamento?!...
Abraços. Frazão
± 12:36 PM – 24/04/2019
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 8:43 PM Apr 23, 2019
BH. 23/04/2019 – Senhor Carlos Michalski, seu silêncio não dirigido a mim, Júlio Maria, me incomoda. // Suas palavras não me ofende, mas, fico curioso EM SABER o que passa na mente dos Evangélicos, Batistas, e até dos Católicos, para que eu, Júlio Maria possa aprender mais. // Tanto é que no espiritismo o lema é “AMAI-VOS E INSTRUI-VOS. // Veja o que o "FREI LUIZ" que JÁ ERA ESPÍRITA SEM O SABER. // Carlos faça um texto nos dando condições o que de ser útil, conta de sua mente, de tanta inteligência pelos ensinos Bíblicos, que se encontram guardados somente para o senhor. // Veja a ideia do que é ser Espírita e faça as suas críticas, das quais, sabes fazer muito bem. // Vamos estudar e aumentar a sua criatividade, // Convido os seus adeptos a fazerem também.

–Ser Espírita é, em primeiro lugar, praticar os ensinamentos de Jesus e não apenas acreditar nele. // O Espírita deve seguir principalmente o ensinamento de Jesus que diz: “Amar a Deus sobre todas as coisas e amar o próximo a ti mesmo”. // O Espírita deve ter como Objetivo Amar a Deus e Amar o Próximo, independente do que lhe ocorra.

–Ser Espírita não é apenas acreditar em Espíritos, acreditar em Mediunidade, acreditar em fenômenos inexplicados.

–Ser Espírita é principalmente acreditar em Deus, na essência da vida, no espírito eterno e imortal que somos e procurar expressar tudo isso em sua vida prática.

–Ser Espírita é procurar ser melhor a cada dia. // É fazer o bem sem olhar a quem. // É dar sem esperar receber em troca. É entender o outro e se colocar em seu lugar.

–Ser Espírita é aceitar suas imperfeições; aceitar nossos defeitos; aceitar nossas limitações; aceitar que ainda temos muito o que aprender.

–Ser Espírita é, tal como disse Jesus, se fazer inocente como as crianças. // É aceitar que não sabemos tudo, que não somos os donos da verdade e que não somos melhores do que ninguém.

–Ser Espírita é entender que nossa religião não é melhor do que qualquer outra, mas sim que qualquer religião é boa desde que faça a pessoa melhor. // Não importa a religião que a pessoa segue, importa apenas ela saber aproveitar os ensinamentos religiosos para evoluir e se elevar.

–Ser Espírita é não tentar convencer os outros a serem Espíritas ou a aceitarem seus princípios, mas sim respeitar a fé de cada e o grau de consciência que a pessoa se encontra. // O verdadeiro Espírita não cultiva dogmas ou verdades prontas, mas mantém sua mente e seu coração abertos, além de não idolatrar ou cultuar a personalidade de ninguém.

–Ser Espírita é não ficar segregando os outros; não ficar dividindo o movimento entre Espíritas ortodoxos e Espíritas liberais; não ficar impondo sua própria visão do que seja o Espiritismo. // O Espírita que fica tentando impor o que é e o que não é o Espiritismo ainda não entendeu a essência da doutrina.

–Ser Espírita é admitir que o Espiritismo pode ser entendido e vivenciado de diversas formas, respeitando a individualidade de cada um, sem imposições, sem censuras e sem proibições de nenhum tipo.

–Ser Espírita é não julgar, não rotular, não tentar encaixar o outro em padrões pessoais de certo e errado. É deixar o outro ser como quiser ser. // O Espírita não condena antes da hora e não fala sem conhecer.

–Ser Espírita é não mentir, não dissimular, não manipular e nem tentar controlar o outro de acordo com sua vontade.

–Ser Espírita é ter humildade, é cultivar a compreensão com todos. // É responder com amor mesmo àqueles que nos fazem mal, é respeitar cada ser da criação, por menor que seja, é ser compassivo com todos, pacífico em cada ato, puro de coração e sincero em suas ações. // Ser Espírita é despertar a equanimidade e ser livre, totalmente livre de qualquer prisão mental e emocional.

–Ser Espírita é não julgar, não rotular, não tentar encaixar o outro em padrões pessoais de certo e errado. // É deixar o outro ser como quiser ser. O Espírita não condena antes da hora e não fala sem conhecer.

–Ser Espírita é não mentir, não dissimular, não manipular e nem tentar controlar o outro de acordo com sua vontade. // Ser Espírita é ter humildade, é cultivar a compreensão com todos. // É responder com amor mesmo àqueles que nos fazem mal, é respeitar cada ser da criação, por menor que seja, é ser compassivo com todos, pacífico em cada ato, puro de coração e sincero em suas ações.

–Ser Espírita é despertar a equanimidade e ser livre, totalmente livre de qualquer prisão mental e emocional. /*/ Júlio Maria da Silva. //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
1
Denunciar

A. Paulo Almeida 6:32 PM Apr 23, 2019
Sepultar Jesus

O Evangelho de Mateus (27: 57) conta como um homem de Arimateia chamado José se dirigiu a Pilatos e obteve dele a permissão para enterrar o corpo de Jesus. “E levando o corpo” (escreve o evangelista) “José envolveu-o num pano de linho lavado e depô-lo num túmulo recente, que mandou cavar na rocha”. O laconismo discreto das palavras de Mateus não deixa espaço para a consideração do estado emocional de José; das duas mulheres (ambas de nome Maria) que o evangelista inclui neste episódio diz-se apenas que ficaram sentadas em frente do sepulcro. Mas facilmente conseguimos imaginar o estado de espírito com que permaneceram ali sentadas: esse estado de choque, decorrente do luto profundo, foi descrito por um poeta em Roma mais ou menos na altura em que Jesus teria 8 anos de idade. A mulher enlutada descrita por esse poeta queda-se, imóvel, com o rosto pálido e sem pinga de sangue, com os olhos parados e a língua congelada dentro da boca (Ovídio, Metamorfoses 6, 303-6). O horror daquilo a que as duas Marias tinham assistido no lugar chamado Gólgota outra coisa decerto não permitiria.

Quanto às emoções de José de Arimateia, essas só 1700 anos depois é que encontrariam quem as soubesse intuir e descrever. Não apenas por palavras, mas acima de tudo por música. “Quero ser eu a enterrar Jesus” canta o solista da última das quatro árias para Baixo da “Paixão Segundo São Mateus” de Johann Sebastian Bach. “Faz-te puro, meu coração”.

Que sentido tem esse “quero ser eu a enterrar Jesus?” De que serviu declarar isto numa igreja em Leipzig mais de 1700 anos após o acontecimento? E de que servirá hoje, quase 2000 anos depois, a um ex-católico como eu a ideia de que continua válido o sentimento de responsabilidade individual experimentado por José de Arimateia no enterro de Jesus? Quero ser eu a enterrar Jesus porquê? Que significado tem para mim esse gesto?

Para o agnóstico, a acção de José de Arimateia – o Enterro de Jesus – é justamente o momento da história pascal que mais apela à sua participação. É um gesto de desvelo, de homenagem a este homem que poderá (ou não) ter caminhado sobre a água, que terá conseguido (ou não) restituir a visão aos cegos e que terá feito (ou não) a multiplicação de pães. Foi um homem que morreu traído por um amigo e renegado por outro; foi um homem que teve a coragem de criticar fariseus, de escorraçar vendilhões e que afirmou “amém vos digo que dificilmente um rico entrará no reino dos céus” (Mateus 19:23). Pregou o amor ao próximo, chamou “filhos de Deus” aos que promovem a paz e prometeu o “reino dos céus” aos que sofrem perseguição por causa da justiça.

Dar, como José de Arimateia, enterro condigno a este homem é – independentemente da religião que se formou em seu nome – homenagear o melhor que existe na natureza humana. Ao mesmo tempo, é voltar ao minuto zero, ao pré-Cristianismo, antes de Jesus ter (ou não) ressuscitado dos mortos: é voltarmos atrás na História, ao último momento em que nos podemos concentrar apenas nele – na sua vida e na sua morte. Antes da sua ressurreição. Antes de outros se terem interposto entre ele e nós e antes da fixação da igreja na figura mediadora de Maria. Pois este momento da deposição no túmulo permite-nos esquecer tanto São Paulo como todos os protagonistas vindouros das lutas assassinas entre seitas cristãs; permite-nos esquecer Constantino, Justiniano, os Reis Católicos, Luís XIV, D. João V, Pinochet e todos os outros ditadores e bilionários a quem a acomodatícia igreja de Cristo sancionou o devaneio de que professavam uma religião inspirada na vida de Jesus; permite-nos esquecer papas e inquisidores, católicos e luteranos, ortodoxos e calvinistas. Permite-nos esquecer dogmas e concílios, teólogos e missionários, conversões forçadas e autos-de-fé, Fátima e outras árvores-das-patacas similares.

Estarmos, uma vez por ano, ao lado de José de Arimateia a enterrar Jesus (e a sentir o luto intenso pela sua morte tão injusta) é homenagearmos a vida dele. E homenagearmos a vida de Jesus é o primeiro passo na percepção de que, em última análise, somos nós que podemos (por meio da forma como vivemos a nossa própria vida) assegurar que a vida admirável deste admirável defunto não tenha sido vivida em vão.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 5:00 PM Apr 23, 2019
Amigos. Paz plena.
Como sempre faço, eis o resumo dos meus comentários, que foram escritos enquanto lia os três livros do papa Bento XVI sobre Jesus: “A Infância de Jesus” (1); “Jesus de Nazaré - Primeira Parte” (2) e “Jesus de Nazaré - Segunda parte” (3) no subtítulo:

SACRIFÍCIO.

(“O segundo acontecimento que se verifica é o resgate do primogênito, que é propriedade incondicional de Deus. O preço do resgate eram cinco siclos, e podia ser pago em todo o país a qualquer sacerdote. Lucas começa por citar explicitamente o direito de reserva que Deus tinha sobre o primogênito: “Todo macho que abre o útero será consagrado (isto é,pertence) ao Senhor” (2,23; cf. Ex 13,2.12-13.15). Pág. 71(1)). Em Lucas 2,22 a 24 fica claro como a Lei exigia sacrifícios de sangue para o caso do nascimento de primogênitos e do sexo masculino e foram sacrificados um par de rolas ou dois pombinhos, pois a família de Jesus era pobre. Toda mulher ficava impura após ter dado a luz a uma criança e tinha que fazer um sacrifício de um cordeiro de um ano para o holocausto e um pombinho ou uma rola em sacrifício pelo pecado; se a mulher era pobre, então em vez do cordeiro eram oferecidos dois pombinhos ou duas rolas (Lv 12). Todos os primeiros seguidores de Jesus eram judeus e por isso foram educados na prática da Lei dos sacrifícios de sangue (Lv 1 a 7).
(“Jesus derrama o seu sangue como o verdadeiro cordeiro”. Pág. 219 (2)). Sangue derramado não salva a ninguém! Sacrifício só é exigido por vingadores, então não é divino!
(“Jesus torna-se homem para a si mesmo se dar e se colocar no lugar dos sacrifícios de animais, que apenas podiam ser um gesto do desejo, mas não a resposta”. Pág. 233 (2)). Que decepção ler isso aqui e ainda mais vindo de um papa, que é o líder da Igreja!
(“A meta final dessa “subida” de Jesus é a oferta de Si mesmo na cruz, oferta que substitui os sacrifícios antigos”. Pág. 16 (3)). Sacrifício de Jesus na cruz para substituir os sacrifícios antigos, mesmo assim continuou sendo um sacrifício de sangue! Para que os sacrifícios? Jesus resgatou a humanidade de quem? Veja o que está escrito Mateus 9,13: “Misericórdia é o que eu quero, e não sacrifício”.
(“Certamente os comerciantes tinham autorização dos chefes judaicos, que daí tiravam grande lucro. Nesse sentido a ação dos cambistas e dos vendedores de animais era legítima dentro das normas em vigor; era compreensível também que se provesse ao câmbio das moedas romanas em uso - consideradas idolátricas por causa da imagem do imperador - pelo dinheiro do templo precisamente dentro do espaçoso átrio dos gentios e que lá se vendessem também os animais para o sacrifício”. Pág. 24 (3)). Os sacrifícios de animais e até de seres humanos (Jz 11,29 a 40) só demonstravam a ignorância, que reinava no seio das comunidades antigas, que Jesus veio instruir e os cristãos continuam defendendo até hoje que a morte de Jesus na cruz foi um sacrifício perfeito para que Deus perdoasse a desobediência de Adão e Eva: que ignorância sobre Deus! Como faz falta até ao papa o conhecimento e entendimento da Verdade!
(“Todavia, Paulo não deixou de lado esse problema; antes pelo contrário, no centro do seu ensinamento está a mensagem de que, na cruz de Cristo, todos os sacrifícios foram levados à perfeição”. Pág. 46 (3)). Mesmo assim o sacrifício continuou sendo um ponto essencial no processo da salvação e esse foi sim o “grande erro” dos ensinamentos do Paulo... “Misericórdia é o que eu quero e não sacrifício” (Mt 9,13).
(“No Dia da Expiação – o Yom Kippur (cf. Lv 16) -, esse lugar sagrado é aspergido com o sangue do novilho imolado como vítima de propiciação expiatória, “cuja vida é oferecida a Deus em lugar da dos homens pecadores, merecedores de morte” (Wilchens II/I, p. 235). A ideia de fundo é que o sangue do sacrifício, no qual foram absorvidos todos os pecados dos homens, fica purificado ao tocar a própria divindade, e assim, por meio do contato com Deus, os próprios homens representados por esse sangue tornam-se puros: esse é um pensamento impressionante e comovente, se visto na sua grandeza e simultaneamente na sua insuficiência; um pensamento que não podia ficar como a última palavra da história da religião nem a última palavra na história da fé de Israel”. Pág. 47 (3)). Ensino ignorante e sofista sobre o sangue do novilho imolado, que foi substituído pelo sangue de Jesus!
(“No fundo, é absolutamente a mesma coisa que Paulo exprime, de uma forma mais difícil de entender para nós, quando diz que somos “justificados no seu sangue” (Rm 5,9; cf. Rm 3,25; Ef 1,7; e outros lugares)”. Pág. 64 (3)). O sangue derramado de Jesus não purificou nada! Sangue derramado representa resgate de tiranos, traição, dor, sofrimento, flagelação, tortura e morte! Jesus veio nos falar sobre a Vida (Jo 10,10), o perdão e o amor.
(“Talvez seja útil sublinhar aqui que a transformação do conceito de pureza, na mensagem de Jesus, demonstra uma vez mais aquilo que vimos, no capitulo 2, a propósito do fim dos sacrifícios de animais, a propósito do culto e do novo templo”. Pág. 65 (3)). Os cristãos, para porem um fim nos sacrifícios dos animais, impuseram o sacrifício do homem Jesus, então continuou sendo sacrifício e de um ser humano! Tudo tem sim uma hora certa, pois tinha sim que por um fim aos sacrifícios de sangue como símbolo de purificação para todos os seguidores da Bíblia, os cristãos passaram a ensinar que todos os sacrifícios de sangue do AT foram encerrados com o sacrifício de Jesus na cruz, mas a liderança judaica continuou com os sacrifícios de sangue no Templo, então foi sim necessária a destruição do Templo para que também os judeus parassem de vez com os sacrifícios de sangue de animais.
(“Mas, se o Pai O “consagrou”, então que significa “eu consagro-Me” (Jo 17,19?... “consagrar para o sacrifício”. “E, nesse contexto, Bultmann cita – aprovando-a – uma frase de São João Crisóstomo: “Consagro-Me, ofereço-Me a Mim mesmo como sacrifício”. “Enquanto a primeira “consagração” se refere à Encarnação, aqui se trata da paixão como sacrifício”. (Pág. 88 (3)). Sacrifício? Não é isso que é a vontade de Deus! (Mt 9,13). A morte de Jesus na cruz, que foi considerada como o sacrifício perfeito pelos primeiros seguidores de Jesus para a redenção do gênero humano foi fruto do pouco conhecimento dos mesmos sobre Deus e sobre a Espiritologia.
Fé! Cruz! Morte! Sacrifício! Saia do labirinto teológico, Ratzinger ou Bento XVI, liberte-se!
(“Com essa cronologia, Jesus morre na hora em que são imolados no templo os cordeiros pascais. Morre como o verdadeiro Cordeiro, que estava apenas preanunciado nos cordeiros”. Pág. 105 (3)). Mas continuou sendo um sacrifício de sangue! Sangue não lava sangue e nem consegue uma redenção de uma suposta condenação! Suposta porque a condenação não existiu por parte de Deus, mas existiu por parte de falsos deuses e que foi aceita pelos líderes religiosos como se fosse do próprio Deus.
(“A objeção principal contra a originalidade histórica das palavras e dos gestos da Última Ceia pode-se resumir assim: haveria uma contradição insolúvel entre a mensagem de Jesus sobre o reino de Deus e a ideia da sua morte expiatória em função vicária. Ora, o núcleo íntimo das palavras da Última Ceia é o “por vós – por muitos”, a autodoação vicária de Jesus e conjuntamente a ideia da expiação”. Pág. 113 (3)). A ideia ou tese da “expiação” ou do “sacrifício verdadeiro de Jesus” para redimir o gênero humano (=heterorredenção) teve sua origem na própria ignorância dos primeiros pensadores cristãos sobre Deus e sobre a missão salvífica de Jesus. Jesus veio salvar o gênero humano por AMOR e por meio dos ensinamentos libertadores em torno do Perdão e do AMOR.
(“Surpreendentemente, uma coisa aparecia clara desde o início: com a cruz de Cristo, os antigos sacrifícios do templo estavam definitivamente superados. Qualquer coisa de novo acontecera”. Pág. 208 (3)). Mas foi sim sacrifício humano e esse ensino nos apresenta um Deus, que se sentiu feliz ou teve a sua ira aplacada com o sacrifício de sangue de Jesus, que foi derramado na cruz e perdoou o pecado de Adão, que caia sobre toda a humanidade, algo bem contraditório do que diz a Lei (Dt 24,16) e os profetas Jeremias (Jr 31,29 e 30) e Ezequiel (Ez 18)!
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Carlos Michalski 12:24 PM Apr 23, 2019
Frazão.A tua tentativa de desconectar O Sacrifício Perfeito de Jesus , O Sangue Aspergido nos Umbrais no Egito e o Cordeiro que foi sacrificado para vestir a Vergonha de Adão e Eva (Gen 3:21) é demontrativa do teu despreparo em ver holisticamente As Escrituras Sagradas.És um kardecista,..assim foge das Escrituras e da tentativa de delas ser juiz. Espiritas kardecistas não suportam a Verdade . . .Carlos Michalski . . .23-4-19 . . .12:23h..
20
Denunciar

Carlos Michalski 12:17 PM Apr 23, 2019
Frazão,você se acha no direito de denominar de "grotesco' algo Apóstolo e base da Redenção em Cristo Jesus.Para mostrar que vc está segurando o punhal do lado errado,eu me permito dizer que nada mais "grotesco"está no mundo que a doutrina do Heresiarca de Lyon...Assim Frazão,o que o Apóstolo Pedro afirma é Verdadeiro e Santo enquanto o kardecismo afirma o "grotesco"Anticristianismo e Antiredentorismo claro e inquestionável . .C Michalski . . .23-4-2019....12:14h . . .
17
Denunciar

João Frazão 10:47 AM Apr 23, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 18:49 - 22/04/2019.
Nele, com a citação de 1Pe 1:18-20, você tenta fazer uma grotesca comparação do derramamento de sangue de um cordeiro, com o do sangue de Jesus, provocado por líderes ciumentos do Judaísmo, que pressionaram as autoridades romanas para condená-Lo à morte na cruz.

Por que digo grotesca comparação? Simplesmente porque o sacrifício de animais fazia parte do ritual Judaico da época, enquanto o de seres humanos era “coisa” de povos pagãos, que não foi o caso da morte de Jesus, pois Ele nasceu, cresceu, viveu e morreu, segundo a lei dos Judeus.

Quanto a você ter dito:
“Naturalmente muitos vão dizer que Pedro e Paulo não “tinham entendimento” tentando desmentir Lucas 1:1,2 e Atos 9:15-17....!!”

Para evitar dúvidas, transcrevo referidas passagens de Lucas 1:1-2: “1 Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram,
2 segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio e foram ministros da palavra,” e Ap 9:15-17:
“15 Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis, e dos filhos de Israel.
16 E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome.
17 E Ananias foi, e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo.”

Daí, eu pergunto:
O que essas passagens têm a ver com a passagem de 1Pe 1:18-20, para você me vir com essa de que não adiante usá-las para tentar desmentir a passagem de 1Pe 1:18-20? E depois você diz que somos nós que enchemos linguiça...

Já quanto a você dizer que;
“A cada dia a Doutrina de Lyon perde credibilidade e precisa confessar o seu caráter Antiredentor e Antiescriturísico.”, é bom que se diga que a cada momento recebemos em nossas casas espíritas mais pessoas oriundas do catolicismo e protestantismo, interessadas em conhecer os princípios da doutrina que professamos, que no decorrer do tempo passam a aceitar os seus princípios e a frequentar normalmente os nossos trabalhos.
Ora, meu caro, se fosse confirmado o que você aqui está afirmando, não entendo o motivo de você se preocupar tanto com uma doutrina decadente. Ou você acredita, “pero no mucho” no que diz a palavra de Deus, a ponto de não acreditar no que disse Gamaliel no Sinédrio aos demais membros que queriam matar os apóstolos, e decidiram soltá-los, conforme consta em At 5?: 38 E agora digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará,
39 mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la, para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus.

Assim, meu caro, deixe o espiritismo em paz, pois Deus, que é onipotente, onipresente e onisciente, sabe o que vai acontecer com o Espiritismo, independente da ação do homem. A não ser que você e os demais antiespíritas não acreditem muito na palavra de Deus e achem que devem dar uma forcinha em favor Dele...
Abraços. porque daqui a pouquinho irei pegar um avião e tirar uma férias na minha querida terra natal, lá na Paraíba.
Abraços. Frazão
P.S. Se tiver oportunidade de lá, acessarei à coluna. ± 10:46 AM – 23/04/2019
0
Denunciar

Luis 10:45 AM Apr 23, 2019
A. Paulo Almeida DISSE EM 19:33 - 19/04/2019: “Ressuscitar é reencarnar. Se não vejamos. Para o Carlos M. nos últimos dias vai haver ressurreição. Certo? Ou seja a alma ou espírito segundo a crença deles vai ter de entrar de novo "no mesmo corpo". Vai tornar a reencarnar.. Voltar á carne. Certo? Se ressuscitar é voltar á carne, a reencarnação é ressuscitar. Não há duvidas. Vejamos o caso de Lázaro. Foi ressuscitado. Ou seja reencarnou de novo, claro no mesmo corpo. Jesus o ressuscitou ou seja o reencarnou de novo. Hb 9:27 diz que pode morrer só uma vez. Parece que aqui há vários casos de ressurreição ou reencarnação que contrariam esta passagem. Morre-se depois vem o julgamento (não o juizo) Para o Carlos M, esse julgamento (ou juizo) faz Deus escolher aquele que vai para o ceu ou para o inferno. Para o Espirita é igual.. Segundo o merecimento de cada um podemos encarnar em lugares infernais ou paradisíacos. Não ha diferença, o que muda são os conceitos. A nossa diferença é só o "TEMPO". Para relaxar: Pergunta o Sr Carlos M.: "Como explicar então o sacrifício de cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo que tomou sobre si todos os nossos pecados?" RESPOSTA «Fez parar holocausto de animais.»” //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////// Então Sr. A. Paulo Almeida, se : “Ressuscitar é reencarnar”, nos dê um sentido logico entre esta afirmação DOUTRINARIA e os ENSINAMENTOS DE JESUS, se não vejamos: Até onde pude entender, a “reencarnação” professada pela “doutrina espirita” é o retorno do espirito ao corpo através de um novo nascimento como um novo ser humano/individuo.//////////////////// Segundo o nobre colunista, em edições passadas: “ Às vezes, ela (a palavra reencarnação) se encontra também na Bíblia com os nomes de geração e ressurreição, a qual é do espírito e não do corpo segundo o ensino paulino (1 Coríntios 15: 44). E Jesus ensinou também que os ressuscitados são como os anjos (Mateus 22: 30). E os anjos não têm corpos! O corpo volta para seu pó, donde veio”./////// Segundo os ensinamentos de Jesus, exatamente no mesmo texto citado pelo colunista em: MATEUS 22:23-33 “23 No mesmo dia chegaram junto dele os saduceus, que dizem não haver ressurreição, e o interrogaram, 24 Dizendo: Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, casará o seu irmão com a mulher dele, e suscitará descendência a seu irmão. 25 Ora, houve entre nós sete irmãos; e o primeiro, tendo casado, morreu e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão. 26 Da mesma sorte o segundo, e o terceiro, até ao sétimo; 27 Por fim, depois de todos, morreu também a mulher. 28 Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será a mulher, visto que todos a possuíram? 29 Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. 30 Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu. 31 E, acerca da ressurreição dos mortos, não tendes lido o que Deus vos declarou, dizendo: 32 Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos. 33 E, as turbas, ouvindo isto, ficaram maravilhadas da sua doutrina.” ///////////// Nos atendo então, apenas a questão da substituição da palavra RESSURREIÇÃO por “reencarnação”, no verso 30 de MATEUS 22 “30 Porque na “reencarnação” nem se casam nem são dados em casamento; mas serão com os anjos de Deus no céu.” COMO É QUE FICA O SENTIDO DESTE ENSINAMENTO DE JESUS???? TODOS OS “REENCARNADOS” NÃO SE CASAM???? E MAIS, ESTARÃO “REENCARNADOS” NO CÉU???? MAS, A “DOUTRINA ESPIRITA” DIZ QUE A “REENCARNAÇÃO” É PARA CUMPRIR PROPÓSITOS E PROGRAMAÇÕES AQUI NA TERRA, INCLUSIVE COM “PROVAS E EXPIAÇÕES”.
0
Denunciar

Carlos Michalski 7:30 AM Apr 23, 2019
Frazão,pare com essa adulteração da Verdade.A passagem de João 10:17,18 afirma a Morte Voluntaria de Jesus e você adultera para "ato de obediência"fazendo Jesus um "servo" do Pai...!! Nada mais covarde e grotesco pois no texto Jesus fala como homem (servo) e como Autoridade Divinal....Parabéns por se afundar a cada semana no lodo espiritista e da negação obstinada da Verdade....Jesus entregou-se e ninguém tira a Sua Vida pois afirma que...ninguém a tira de Mim...!! . .C.Michalski . .07:28h . .
19
Denunciar

Carlos Michalski 7:21 AM Apr 23, 2019
Julio Maria da Silva,espíritas não tem O Espirito Santo pois O negam,escarnecem a adulteraram as Palavras de Jesus...A Promessa de Jesus é de O Espirito Santo,o Espirito da Verdade,entretanto vocês dizem ser a "terceira revelação".Cada vez mais os espíritas agridem Jesus e adulteram Suas Santas Palavras.....O Parakleto é Um Espírito e jamais uma codificação,..não mintam...!! . . .Carlos Michalski . . .23-4-2019 . . .07:19h . . .
17
Denunciar

Júlio Maria da Silva 6:09 AM Apr 23, 2019
- BH. 23/04/2019 - REFLEXÕES – ONDE SE ENCONTRA O ESPIRITO SANTO –

– “Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. // Esse ensinamento ao receber uma Bênção, nos indica como deverá ser “Deus”, “Jesus” e “Um Espírito Santo” a nos abençoar. Procedendo assim: – “O sinal da Cruz” em nosso corpo.

– Em nome do Pai, Deus, do Filho Jesus e do Espírito Santo. // Aqui nos referimos à Deus nosso Criador, e à Jesus, que por sinal, é muito bem direcionado da presença de Jesus, nosso Irmão Maior, e um Espírito Santo, que sempre nos acompanham.

– O Espírito Santo está designado num sentido de que, todos nós o possuímos, “UM” Espirito Santo.

– Na nossa criação, nos longínquos dos Tempos, Deus nos privilegiou “pelo seu sopro”, a Sua essência, a nos fornecer a Vida, ao colocar “Um Espirito Santo” em cada corpo, assim, possuímos “Um Espirito Santo”.

– Agora, quanto as posições que um Espirito Santo se encontra em cada um de nós, está de acordo como se encontra o homem nas suas posições diversificadas, sobrepõem suas ações no espírito que se encontra nele, a deixar marcas.

– Por motivos evolutivos, Deus colocou em cada um de nós, um espirito, com o Seu poder, para que ele pudesse crescer e evoluir. // Por se tratar de ser “Santo”, significa que na sua criação como o “Espírito era Puro”, então “Santo”, no entanto, também o “Espírito era Ignorante de Conhecimentos”.

– Ignorante de conhecimentos, na própria palavra “conhecer” o Espírito teria que passar por algo que o levasse a desenvolver a mente, a inteligência, sendo puro tornar-se-ia evoluído na utilização de corpo físico do homem, onde o Espírito estava alojado.

– Momentaneamente, um Espírito se encontra no corpo de Júlio Maria, apoderou-se dele para galgar mais um passo evolutivo. // No entanto, como o Espírito que se encontra no corpo físico de Júlio Maria não vai conseguir se apurar de acordo com a situação Espiritual evolutiva, e devido não ter tido instruções suficientes das suas necessidades, além de que, não consta ser o primeiro corpo a adquirir conhecimentos, já se passou por vários, continuará ele, o Espirito, a experimentar novos corpos até atender a seu contento, na sua posição evolutiva.

– Como estamos num Planeta de Provas e Expiações, aqui deveremos aprender mais, sendo assim, o Espírito em nós também está aprendendo. // Como o Espírito não regride, sempre evoluindo, não será somente com o Júlio Maria que ele vai conseguir a evolução, terá as suas mãos outros corpos para usar.

– Com isso, dá-se para entender que Júlio Maria terá somente uma vida na Terra. // Seu corpo será destinado a sete Palmos, não o Espírito. // O Espírito viverá sempre, seu destino é Deus. // Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

João Frazão 11:50 PM Apr 22, 2019
Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 22-4-2019 . . . .18:23h.
Esse assunto é abordado por você, aqui na coluna, desde abril de 2015, alegando sempre, com base nessa passagem de João 10, às vezes citando 15-18 e agora 15-20 tendo eu dito em meu comentário de 2:07 PM Apr 24, 2015, onde eu disse:

“Assim, em relação a esse teu comentário repetido, vou reapresentar os mesmos argumentos que utilizei em resposta ao teu anterior, só que seguindo a ordem em que você citou neste último; ei-los: a) Jo 10,15-18 – “Agora, ao texto de Jo 10,15-18: “15 Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas. 16 Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor. 17 Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. 18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai.”
Esse aqui seria o texto mais propenso a ser aceito como Jesus tendo-se oferecido para morrer; mas, um detalhe nos impede de aceitá-lo de pronto, pois o próprio Jesus, em Lc 4,43 diz, textualmente, “Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque para isso fui enviado.” Ora, meu caro, nesse caso é de se perguntar: em qual dos dois textos Jesus está falando qual foi sua verdadeira missão? Morrer ou trazer seus ensinamentos?
Desculpe-me, discordar do teu ponto de vista, mas fico com o que Ele disse em Lucas, pois os seus ensinamentos são permanentes, enquanto a sua morte foi um fato único, momentâneo e normal na vida de qualquer ser humano, variando, apenas, o modo de como cada uma ocorre, já que a própria palavra de Deus estabeleceu um prazo de validade para o homem, ao fixar o seu tempo máximo de vida em 120 anos (Gn 6,3), além da lei que diz que neste mundo é preciso morrer (Eclo 14,12).
Para você não vir dizer que não analisei o texto, lembro que pelo verso 10,17, até poderia ser entendido que Jesus se ofereceu para morrer por nós na cruz; entretanto, pelo que diz a parte final do verso 18: “TAL É A ORDEM QUE RECEBI DE MEU PAI.”, a história muda de figura, face a essa expressão que, ao que tudo indica, Jesus informa o que iria acontecer com Ele, por ordem de Deus. Acontece que, como Ele mesmo diz que recebeu Mandamento (ORDEM) do Pai, não há que se falar em oferecimento; o máximo que se pode entender é que Ele, sabendo o tipo de morte que iria sofrer, mesmo assim, aceitou vir ao Planeta Terra, em obediência a uma ORDEM do Pai. Como se vê, a passagem de Jo 10,17-18 demonstra que até Jesus, o Primogênito, deve aceitar os desígnios de Deus. Ou não é isso o que se pode deduzir do que está escrito nessa passagem? Além do mais, não devemos nos esquecer de que o próprio Jesus diz qual a Sua verdadeira missão, que foi a de divulgar o Evangelho, conforme está escrito em Lc 4,43: “Ele, porém, lhes disse: Também é necessário que eu anuncie a outras cidades o evangelho do Reino de Deus, porque PARA ISSO FUI ENVIADO.” (grifei)
Mais ainda; se o fato da Sua morte tivesse essa importância de salvação, pelo menos Ele teria dito no final dessa passagem de Lucas: “porque para isso TAMBÉM fui enviado”; pelo menos para indicar que Ele recebera outra missão semelhante à de nos transmitir os ensinamentos do evangelho do Reino de Deus. Principalmente, considerando, repito, que todos nós temos que morrer, porque o corpo do homem tem um “prazo de validade” fixado em 120 anos. (Gn 6,3)

Consequentemente, qualquer entendimento diverso desse que estou expondo decorre de uma eisegese e não de uma exegese... Abraços. Frazão
0
Denunciar

Carlos Michalski 6:49 PM Apr 22, 2019
Embora o Frazão e os mestres do kardecismo lancem descrédito aos Apóstolos que Jesus escolheu,.Pedro em sua Epístola afirma com autoridade e conhecimento...: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados(Redimidos) da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, . . . . . Mas com o precioso Sangue de Cristo, como de um Cordeiro Imaculado e Incontaminado, . . . .O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por Amor de vós; . . . .1 Pedro 1:18-20 . . . .Nessa bela passagem o Apóstolo Pedro afirma que A Redenção das almas por Jesus,não ocorre por preço de ouro ou prata ou de nada corruptível (homem) mas pelo Sangue Sacrificial do Cordeiro Perfeito de Deus. . . .A cada dia a Doutrina de Lyon perde credibilidade e precisa confessar o seu caráter Antiredentor e Antiescriturísico.Sabemos que todas as evasivas e artimanhas contra O Sangue Remidor tropeçam na Verdade,mas muitos homens,por vaidade,não se arrependem e endurecem seus corações . . . .Naturalmente muitos vão dizer que Pedro e Paulo não “tinham entendimento” tentando desmentir Lucas 1:1,2 e Atos 9:15-17....!! Agora eu pergunto se o problema é gerado pelo Cristianismo ou pelos espíritas em seus rompantes de sabedoria humana...!!..?? . . . .Carlos Michalski . . .22-4-2019 . . .18:47h .
16
Denunciar

Carlos Michalski 6:25 PM Apr 22, 2019
É muito desagradável ao Frazão ter de viver lutando contra A Verdade...Não adianta Jesus falar,pois o Frazão se diz mais sábio que o Filho de Deus.Nesta passagem de João 10:15-20 Jesus afirma como Servo entre os homens da Sua Morte Voluntária e da Sua Glória com o Pai,o que afrontou os judeus presentes.Afirmou Jesus Cristo,na condição de Servo: . . .Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e DOU A MINHA VIDA pelas ovelhas.Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor.Por isto o Pai me ama, porque DOU a minha vida para tornar a tomá-la.Ninguém ma tira de mim, mas eu DE MIM MESMO a dou; tenho poder para a DAR, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai. . . . . . . Tornou, pois, a haver divisão entre os judeus por causa destas palavras. E muitos deles diziam: Tem demônio, e está fora de si; por que o ouvis? . . . . .João 10:15-20 . . . . . .Assim Frazão,se você pretende contestar as Palavras do Soberano e Senhor Jesus só para encher coluna,não consegues entretanto mudar a Verdade que fragmenta a Doutrina de Lyon edificada na Rebeldia e nas Inverdades . . . .Carlos Michalski . . . .22-4-2019 . . . .18:23h . . . .
17
Denunciar

Carlos Michalski 6:01 PM Apr 22, 2019
Sim Frazão,pois os teus argumentos são fácilmente contestados,pois Jesus é o Autor e você o Deturpador...Não adianta buscar variantes de uma palavra grega pois "didomi" significa dar,conceder,fornecer.Essa bobagem de "dedicar' a Sua Vida,ensina tal coisa para seus filhos e netos,não para homens que conhecem O Evangelho..Marcos 10:45 prova que Jesus veio "servir e dar a Sua Vida em Resgate (Redenção) de muitos ...(polys)...Vc está certo pois Jesus é Exclusivista..!!..C.Michalski . 22-4-019..18:0
22
Denunciar

Júlio Maria da Silva 10:36 AM Apr 22, 2019
BH. 22/04/2019 – Senhores, apresento-lhes uma ideia do que se refere a palavra RESSURREIÇÃO.

– No Mini Dicionário Aurélio consta: – Efeito de ressurgir, ou ressuscitar. // E ressuscitar, é fazer voltar à vida; reviver; tornar a viver. // Então, vou colocar “as minhas dúvidas” no sentido da expressão Ressurreição, colocada referente a “Ressurreição de Jesus” depois de morte do corpo físico, numa cruz.

– Primeiramente, não vou discordar por ter sido colocado essa expressão “Ressurreição”. // Que é “Ressuscitar”. // “Ressurgiu dos mortos”. // “Subiu ao Céus” e mais, como consta na oração do Credo, por se tratar de palavras que chamariam mais a atenção dos povos daquela época. // Foi necessário ser assim.

– No entanto, após algumas análises dos fatos acontecidos, existe uma pequena modificação de raciocínio, surgida da ideia que: – O “corpo” de Jesus, por ter nascido de Mulher, seus pais, José e Maria, de carne e ossos, após a Sua morte na Cruz, seria impossível ter a possibilita de Jesus se encontrar no Mundo Superior no Seu corpo físico. //Além do mais, o corpo do homem, após a morte, ele “veio do pó e ao pó retornará”. // Para lá se foi o Seu Iluminado “Espírito”, que não morreu na Cruz, por ser imortal.

– A sua subida para os Céus, se encontra no sentido de Seu Espírito ter levantado voo para alcançar as alturas. // Como se sabe que o espírito é imortal. // O espírito pode-se transformar num corpo que lhes convier, aqui na Ressurreição, o Espírito que se encontrava em Jesus, após a Sua morte se transformou em Jesus. // As informações destes fatos o Espiritismo tem orientações e explicações como foi feito. // Então, Jesus apareceu para a Madalena, para os Apóstolos, inclusive para Tomé, que lhe certificou a existência das chagas, e depois, com todo o Seu Esplendor, Seu Espírito subiu aos Céus. // Ali se encontrava o Espírito de Jesus, se elevando as alturas.

– Ressurgiu dos Mortos, nesta frase, confundiu ainda mais ao deparar numa equiparação de voltar à vida. // Como já lhes foram ditos, o que morre é só a matéria, o corpo físico. // Tanto é que, Jesus como todos nós, nunca mais voltaremos aqui como seres vivos, vindo por intermédio de nossos pais. // Então posso dizer, Júlio Maria, se encontra agora vivo pelo seu nascimento de seus pais, mas depois dele morrer, o corpo acabou vai a sete palmos, para nunca mais Júlio Maria voltará a Terra.

– Como Jesus, nosso Irmão maior, por ter sido homem, não seria uma exceção e ser diferente de nós. Aqui se encontra a Justiça de Divina em não fazer acepção de Seus Filhos. // O Espírito de Jesus poderá voltar em um novo corpo, mas Jesus em carne e ossos para nunca mais. // Como muitos ainda acreditam no retorno de Jesus, quem sabe se Ele já voltou, porém em um novo corpo, e nós não o reconhecemos. // Mas, isso é outra história.

– Agora o Espírito de Jesus, como o Espírito de Júlio Mara, e de todos nós, que viemos nascer aqui na Terra, esses espíritos somente poderão voltar a viver se for num “Novo” corpo, com novos pais, não como o que se encontrava vivo em algum dos períodos de existências na Terra.

– Complicado não é? // No entanto, Jesus se encontra conosco a todo momento, com o seu elevado Espírito, pelas suas palavras, “Estarei presente a todos os momentos para lhes acompanhar”. // Jesus se encontra conosco por intermédio de seu Espírito, como Deus em Espírito, que nos provê em tudo que necessitamos, para as nossas sobrevivências Terrestre. // Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////////////
1
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:01 AM Apr 22, 2019
BH. 22/04/2019 Senhores, vejam que personalidade possui as pessoas que estamos lidando, Fora Comunas, às 22:10 - 16/04/2019 DISSE ASSIM: – São as Histórias da Carochinha, Alice no País das Maravilhas e Viagens no País dos Baurets do Júlio Maria da Silva! Afff... Argh... Ôxe...

Pela cultura do Fora Comunas, ele deve estar com 90 anos, pois sou mais novo do que ele 10 anos, e, no entanto, só conheci a expressão da História de Carochinha, Alice no País das Maravilhas, e, as Viagens no Pais dos Baurets, não foi do meu tempo. // Penso então, Fora Comunas, cresceu ficou velho mas, não criou juízo, virou um meninão, pois quem o vê, ainda usa calças curtas. // Sem virar homen para honrar as suas calças. Tenho dito. 22/04/2019 08:47 Júlio Maria. /////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 8:51 AM Apr 22, 2019
– BH. 22/04/2019 – Do livro Reflexões V – Dúvidas – Dores e Prazeres da Alma − Senhores eis o meu compromisso semanal, hoje inicio falando sobre: – DORES E PRAZERES DA ALMA – ...Orgulho – Egoísmo Alegria – Amor – Perdão...

– Como uma Alma sente Dores/Doenças?
– São realmente as Dores doenças da Alma?
– A Alma, também, sente o Prazer?
– Os prazeres são inerentes à evolução da alma?

– Assuntos agravantes e sublimes do posicionamento da Alma/Espírito. Não existem dúvidas, a Alma/Espírito é possuidora no íntimo de todos dos elementos de mal grados como de bom grados, registrados na consciência, subtendido, o Ser Humano, enquanto sobrevive na Terra. // É a Alma/Espírito que movimenta o corpo e sem ela o corpo se torna inerte e sem vida. // O assunto foi por mim polêmico, mas, após análises, estudos, então obtive melhores entendimentos.

– Coloco abaixo a base das análises das Doenças e Prazeres da Alma, extraídos das Obras do Autor Francisco do Espírito Santo Neto, dos quais fui agraciado desses esclarecimentos. // Indico, com prazer, a aquisição destas Obras para um melhor estudo.

− Dores da Alma – Sigo alguns tópicos constantes do Livro para melhor acompanhar o raciocínio.

– Crueldade — “De todas as violências que precedemos as que fazemos contra nós mesmos são as que mais nos fazem sofrer”...
– Toda violência gera violência, os ato de violar os direitos humanos, ficam registrados na consciência, e estes, gravados na Alma/Espírito que, por afloramento, apresentando tais crueldades que venham repetir em épocas atuais.
– É preciso levar em conta quando aparece uma ação cruel no homem, deverá ser combatida utilizando virtudes do Amor.

– Orgulho — “A compulsão de querer controlar a vida alheia é fruto do Orgulho”...
– Existem muitos aspectos para determinar o tipo e a qualidade do Orgulho. // Aquele que o possui deverá medi-lo para saber a sua posição.
– Observem o seu sentido. // Quando advém do Ego, do direito que somente a ele pertence e se sente o melhor, desça deste pedestal que lhe está causando transtorno na moral.
– Os que ao fizer obras beneficiando a terceiros, à família, atinge, principalmente, os que estão passando por necessidades, estes se sentem orgulhosos, e este prazer o engrandece.

– Vício — “O vício pode ser um erro de cálculo, na procura da Paz e Serenidade, porque todos querem ser felizes”...

– Seria falta de orientações, falta de diálogo, poderia evitar o filho, um amigo abraçar o Vício? Torna-se uma incógnita. Na Alma/Espírito possui elementos indicando o encaminhamento para tais atitudes? Será por influências? // Sabemos que são fortes esses impulsos, causam manias e vícios em que todos serão prejudicados. // Em se tratando de medicamentos, droga, no primeiro impulso, se provou, vicia, ai torna-se melindroso. // Por ter o vício de “Drogas”, material químico, seria bom se conseguir, pela ciência, um antídoto, contra veneno para neutralizar o efeito do drogado.

– Quem sabe um dia ocorrerá esta inversão. // A não ser que este processo vem prejudicar a comercialização das “Drogas”.

– Nestes três exemplos, Crueldade, Orgulho e Vício, as minhas informações foram sutis e com poucos elementos.

– No Livro – As Dores da Alma −, constam sobre as questões: − Irresponsabilidade – Crítica – Ilusão – Medo − Preocupação – Solidão – Culpa – Mágoa – Egoísmo – Baixa autoestima – Rigidez – Ansiedade – Perda – Insegurança – Repressão – Depressão – Dependência – Inveja −, cujos teores exemplificam as características “Doenças” a frente da Alma, imposta pelo Homem. // Com todos estes aparatos no sentido negativo, os incômodos da Alma/Espírito remói as dores pelas fraquezas humanas.

– Vejamos agora os Prazeres da Alma, como já exposto na Obra do mesmo Autor, fornece a parte que satisfaz a Alma /Espírito no seu crescimento e Evolução.
– Alegria — “A Alegria espontânea realça a beleza e a naturalidade dos comportamentos humanos”...
– No homem a presença da alegria abre muitas portas pela satisfação pessoal. // Essa alegria convicta na área religiosa é valiosa, agrada os sentimentos do homem que alimenta o prazer da Alma/Espírito.
– A satisfação de um trabalho consciencioso transforma uma alegria maior perante Deus, como uma prece fervorosa.

– Paciência — “Sejamos pacientes em tudo que está acontecendo em nossa existência”...
– Uma das virtudes do Amor. // Ensina-nos a maneira moderada para cuidar dos atos que merece cautela a serem resolvidos definidamente.
– Para se apresentar com a paciência é preciso adquirir a compreensão e principalmente atribuir a humildade, que, também, faz parte das virtudes do Amor.
– Tenha paciência com nossos irmãos e consigo também.

– Renovação — “Ao se renovar, o homem transformará o Mundo”...
– Várias cogitações foram colocadas exemplificando o efeito de uma renovação, pela transformação íntima, mudança de hábitos, que são feitos com a finalidade do crescimento.
– Se não renovar as ideias, aquilo que está fazendo, o que está produzindo, na colheita não ocorrerá diferenças que se possa obter. // Ficará paralisado no desenvolvimento da Vida, e com isto a Alma/Espírito fica estagnada sem dar um passo à frente na sua Evolução.

– Conforme observações nos relatos das “Doenças da Alma”, os assuntos sobre os “Prazeres da Alma” abrangem, também, os tópicos de nosso interesse em ter conhecimentos, como saber sobre: − Desapego – Afetividade − Autoconhecimento – Respeito – Liberdade – Lucidez – Naturalidade – Humildade – Compaixão – Coragem – Compreensão – Individualidade − Segurança – Criatividade – Perdão – Amor – Generosidade – Aceitação −.
– Todos os assuntos abordados mostram a satisfação dos prazeres que todos os Homens, carne e osso, tanto a Alma/Espírito aprimoram na sua perfeição e contentamento no caminho da Evolução. // Caso possua interesse em se instruir mais, esses dois livros são pérolas para seus conhecimentos, mostra-nos caminhos para uma vida melhor. // Júlio Maria. ///////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 8:48 AM Apr 22, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu em 16:31 - 21/04/2019:
“A.Paulo Almeida "mete"versículos e até parece que desmente As Bases Cristãs da Redenção..!! Assim também,Kardec "meteu" a palavra reencarnação em sua doutrina particular porque acobardou-se perante os Atos Soberanos de Jesus e do Espírito Santo.O "codificador" "meteu" os pés pela cabeça e agora pretendem "meter" a mentira da reencarnação em algum lugar para tentar honrar o Heresiarca de Lyon...O Almeida tenta "meter" a Mentira a todo custo...!! . . .C.Michalski . .21-4-019 . . .16:29h . . .”

Carlos, quem ““meteu" os pés pela cabeça”” foram aqueles que ensinaram no passado que Deus se satisfez plenamente com o sangue de Jesus derramado na cruz e teve também sua ira aplacado e por isso perdoou o gênero humano.
Sem aceitar e entender bem a reencarnação é sim impossível compreender a Bondade, Perfeição e Misericórdia infinitas de Deus, como também a Verdade.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 8:42 AM Apr 22, 2019
– BH. 22/04/2019 – Do livro Reflexões V – Dúvidas – Dores e Prazeres da Alma − Senhores eis o meu compromisso semanal, hoje inicio falando sobre: – DORES E PRAZERES DA ALMA – ...Orgulho – Egoísmo Alegria – Amor – Perdão...

– Como uma Alma sente Dores/Doenças?
– São realmente as Dores doenças da Alma?
– A Alma, também, sente o Prazer?
– Os prazeres são inerentes à evolução da alma?

– Assuntos agravantes e sublimes do posicionamento da Alma/Espírito. Não existem dúvidas, a Alma/Espírito é possuidora no íntimo de todos dos elementos de mal grados como de bom grados, registrados na consciência, subtendido, o Ser Humano, enquanto sobrevive na Terra. // É a Alma/Espírito que movimenta o corpo e sem ela o corpo se torna inerte e sem vida. // O assunto foi por mim polêmico, mas, após análises, estudos, então obtive melhores entendimentos.

– Coloco abaixo a base das análises das Doenças e Prazeres da Alma, extraídos das Obras do Autor Francisco do Espírito Santo Neto, dos quais fui agraciado desses esclarecimentos. // Indico, com prazer, a aquisição destas Obras para um melhor estudo.

− Dores da Alma – Sigo alguns tópicos constantes do Livro para melhor acompanhar o raciocínio.

– Crueldade — “De todas as violências que precedemos as que fazemos contra nós mesmos são as que mais nos fazem sofrer”...
– Toda violência gera violência, os ato de violar os direitos humanos, ficam registrados na consciência, e estes, gravados na Alma/Espírito que, por afloramento, apresentando tais crueldades que venham repetir em épocas atuais.
– É preciso levar em conta quando aparece uma ação cruel no homem, deverá ser combatida utilizando virtudes do Amor.

– Orgulho — “A compulsão de querer controlar a vida alheia é fruto do Orgulho”...
– Existem muitos aspectos para determinar o tipo e a qualidade do Orgulho. // Aquele que o possui deverá medi-lo para saber a sua posição.
– Observem o seu sentido. // Quando advém do Ego, do direito que somente a ele pertence e se sente o melhor, desça deste pedestal que lhe está causando transtorno na moral.
– Os que ao fizer obras beneficiando a terceiros, à família, atinge, principalmente, os que estão passando por necessidades, estes se sentem orgulhosos, e este prazer o engrandece.

– Vício — “O vício pode ser um erro de cálculo, na procura da Paz e Serenidade, porque todos querem ser felizes”...

– Seria falta de orientações, falta de diálogo, poderia evitar o filho, um amigo abraçar o Vício? Torna-se uma incógnita. Na Alma/Espírito possui elementos indicando o encaminhamento para tais atitudes? Será por influências? // Sabemos que são fortes esses impulsos, causam manias e vícios em que todos serão prejudicados. // Em se tratando de medicamentos, droga, no primeiro impulso, se provou, vicia, ai torna-se melindroso. // Por ter o vício de “Drogas”, material químico, seria bom se conseguir, pela ciência, um antídoto, contra veneno para neutralizar o efeito do drogado.

– Quem sabe um dia ocorrerá esta inversão. // A não ser que este processo vem prejudicar a comercialização das “Drogas”.

– Nestes três exemplos, Crueldade, Orgulho e Vício, as minhas informações foram sutis e com poucos elementos.

– No Livro – As Dores da Alma −, constam sobre as questões: − Irresponsabilidade – Crítica – Ilusão – Medo − Preocupação – Solidão – Culpa – Mágoa – Egoísmo – Baixa autoestima – Rigidez – Ansiedade – Perda – Insegurança – Repressão – Depressão – Dependência – Inveja −, cujos teores exemplificam as características “Doenças” a frente da Alma, imposta pelo Homem. // Com todos estes aparatos no sentido negativo, os incômodos da Alma/Espírito remói as dores pelas fraquezas humanas.

– Vejamos agora os Prazeres da Alma, como já exposto na Obra do mesmo Autor, fornece a parte que satisfaz a Alma /Espírito no seu crescimento e Evolução.
– Alegria — “A Alegria espontânea realça a beleza e a naturalidade dos comportamentos humanos”...
– No homem a presença da alegria abre muitas portas pela satisfação pessoal. // Essa alegria convicta na área religiosa é valiosa, agrada os sentimentos do homem que alimenta o prazer da Alma/Espírito.
– A satisfação de um trabalho consciencioso transforma uma alegria maior perante Deus, como uma prece fervorosa.

– Paciência — “Sejamos pacientes em tudo que está acontecendo em nossa existência”...
– Uma das virtudes do Amor. // Ensina-nos a maneira moderada para cuidar dos atos que merece cautela a serem resolvidos definidamente.
– Para se apresentar com a paciência é preciso adquirir a compreensão e principalmente atribuir a humildade, que, também, faz parte das virtudes do Amor.
– Tenha paciência com nossos irmãos e consigo também.

– Renovação — “Ao se renovar, o homem transformará o Mundo”...
– Várias cogitações foram colocadas exemplificando o efeito de uma renovação, pela transformação íntima, mudança de hábitos, que são feitos com a finalidade do crescimento.
– Se não renovar as ideias, aquilo que está fazendo, o que está produzindo, na colheita não ocorrerá diferenças que se possa obter. // Ficará paralisado no desenvolvimento da Vida, e com isto a Alma/Espírito fica estagnada sem dar um passo à frente na sua Evolução.

– Conforme observações nos relatos das “Doenças da Alma”, os assuntos sobre os “Prazeres da Alma” abrangem, também, os tópicos de nosso interesse em ter conhecimentos, como saber sobre: − Desapego – Afetividade − Autoconhecimento – Respeito – Liberdade – Lucidez – Naturalidade – Humildade – Compaixão – Coragem – Compreensão – Individualidade − Segurança – Criatividade – Perdão – Amor – Generosidade – Aceitação −.
– Todos os assuntos abordados mostram a satisfação dos prazeres que todos os Homens, carne e osso, tanto a Alma/Espírito aprimoram na sua perfeição e contentamento no caminho da Evolução. // Caso possua interesse em se instruir mais, esses dois livros são pérolas para seus conhecimentos, mostra-nos caminhos para uma vida melhor. // Júlio Maria. ///////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 8:36 AM Apr 22, 2019
BH. 22/04/2019 – JESUS – Senhores, – Como é bom ter conhecimentos de que JESUS, no qual constou UM ESPÍRITO DE LUZ, nos transmitiu instruções de alto poder de persuasão...

– Jesus teve uma MISSÃO com o poder que lhe conferiu para fazer um encargo, de nos trazer a missão Cristã. Foi o Messias a quem Deus comunica algo de seu poder e autoridade a nos informar que “Os Reinos dos Céus estão próximos” ...

– Jesus é “O Caminho a Verdade e a Vida”. // Àquele que o seguir nos caminhos colocados por ELE, alcançará mais rápido o seu destino, que é Deus...

– Jesus, o filho do homem, possuidor de “Um Espírito” iluminado que nos condiz totalmente no Bem. // É O nosso irmão maior em Deus, que nos trouxe magníficos ensinamentos pelo “Seu Evangelho” ...

– Jesus, numa passagem foi claro em dizer que, “Quem quiser o Reino de Deus deverá Nascer de Novo”. // Ficou claro que foi nas Mudanças íntimas se melhorando nossa moral. // Nem sempre se consegue fazer mudanças, assim nos deu oportunidades de voltar à Carne, pelas Reencarnações para assim, se melhorar...
– Jesus, nos deixou muitas lições, nas quais, alegou que a Bondade e Misericórdia de Deus nosso Pai, não quer perder nenhum de Seus Filhos. // Nos instruiu que, “Aqueles que persistirem no “Bem” até o fim, verão a Deus...

– Jesus, nos disse que, aqueles que seguirem os seus ensinamentos, pelo Seu Evangelho” terão a facilidade de uma Vida melhor aqui na Terra, e na Eternidade...

– Jesus, deixou nos seus ensinamentos pelo Evangelho, ditados pelos seus Apóstolos, dos quais, por muitas traduções ocorreram divergências de pensamentos, nisso devemos observar que conforme citam que, “Se as instruções são de Deus”. // A favor da prática do Bem, no Otimismo...

– Jesus nos seus ensinamentos nos instruiu o caminho a seguir para o bem, dando-nos lições pela sua moral, da qual devemos seguir...

– Jesus utilizou a prática dos ensinos por parábolas, narrando passagens a serem observadas e analisadas o seu conteúdo. // Assim, dentro deste contexto utiliza a moral na sua aplicação, não utilizou as palavras para que sejam lidas ao pé da letra, são simbolizados assuntos a serem interpretados dentro de sua moral. // Assim: – A Fé remove montanhas”, se deve raciocinar que á Fé tem por si uma força descomunal que por uma razão e a Fé raciocinada, equipara ao seu poder... // Júlio Maria. ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 10:28 PM Apr 21, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu em 20:25 - 20/04/2019:
“Frazão,quem adultera e distorce as palavras são vocês espiritas.Como sobreviveriam se assim não fôsse desde a tal de "codificação"..? Desde quando vocês entendem a hipostase da Unicidade de Poder,Virtude ,Amor e justiça nas 3 Pessoas..? Desde quando Frazão,a obra de Uma Pessoa não é extensiva á Tres se são Coesas,Coeternas,Consonantes e Cogloriosas.As tuas palavras não são apenas de desconhecimento mas precipuamente de evasiva e retórica pueril.?? . . .Carlos Michalski . . .20-4-019 . . .20:24h.”

Carlos, é sim impossível três Pessoas serem um só Deus.
Isso só foi ensinado no passado por causa da ignorância de quem defende tal princípio dogmático sobre quem realmente é Deus: Um só Espírito Incriado, plenamente Bom, Perfeito e Misericordioso.
Muitos Espíritos criados e desencarnados agiram no passado, exigindo obediência e sangue de animais (como está em vários textos bíblicos), e foram sim considerados como se fossem o Único, Perfeito e Bom Espirito de Deus.
O trabalho do Allan Kardec, que você tanto condena, foi sim essencial para desvendar o enigma da Espiritualidade e assim abrir o caminho para que a Verdade pudesse ser realmente estudada e compreendida, pois estamos sim vivendo a Era da Verdade, como está profetizada em João 16,13.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Carlos Michalski 4:31 PM Apr 21, 2019
A.Paulo Almeida "mete"versículos e até parece que desmente As Bases Cristãs da Redenção..!! Assim também,Kardec "meteu" a palavra reencarnação em sua doutrina particular porque acobardou-se perante os Atos Soberanos de Jesus e do Espírito Santo.O "codificador" "meteu" os pés pela cabeça e agora pretendem "meter" a mentira da reencarnação em algum lugar para tentar honrar o Heresiarca de Lyon...O Almeida tenta "meter" a Mentira a todo custo...!! . . .C.Michalski . .21-4-019 . . .16:29h . . .
19
Denunciar

A. Paulo Almeida 3:52 PM Apr 21, 2019
(Jo 1:1)
No princípio era o verbo e o verbo estava com Deus e Deus era o verbo.

Muitos neste texto querem afirmar a trindade e que o verbo é Jesus. Não tem respaldo nem sustentação. "palavra ou verbo" muitas traduçoes metem com letra grande como se tratasse de uma entidade que neste caso seria divina. O que não é o caso.

No principio era a "o verbo ou a palavra"
(Gn 1:3)
Disse Deus: Haja luz; e houve luz.
«Haja luz» é "a palavra o verbo". O pensamento divino que se materializa.

a "palavra" estava com Deus

(Jo 14:6)
Jesus disse: "Eu Sou o caminho e a verdade e a vida. Ninguém chega ao Pai, a não ser através de mim.

Quando Jesus traz o evangelho, orienta a humanidade para entenderem as Leis divinas. Chegar ao Pai é evoluir e chegar á "perfeição".

Tudo se fez e se faz pela "palavra"
2
Denunciar

A. Paulo Almeida 2:19 PM Apr 21, 2019
(Jo 13:34 [BÍBLIA DE JERUSALÉM])
Dou vos um mandamento novo:que vos ameis uns aos outros. Como eu vos amei, amai vos também uns aos outros.

(Jo 13:35 [BÍBLIA DE JERUSALÉM])
Nisto reconhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns pelos outros".
1
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:45 AM Apr 21, 2019
- BH. 21/04/2019 Senhores comentaristas, este não é o último capítulo que falamos sobre as Reencarnações, esporadicamente surgirão outros. // Veja então: ─ Um dos motivos para uma reencarnação é para se evoluir. // Então, veja a ─ REENCARNAÇÃO, EVOLUÇÃO ─

─ Por não se interessar saber sobre, O QUE É A REENCARNAÇAO? e O QUE É A EVOLUÇÃO? Alguém me questionou: ─ “É justamente por isso que não existe reencarnação!
─ Cadê a tal da evolução se o homem não parar de pecar?
─ As dívidas serão saudadas, de uma vez por todas”?

─ Amigos, no meu entendimento, talvez não esteja de acordo com o que muitos pensam, mas mesmo assim, vou elucidar algumas das Ideias.

─ NO GLOBO TERRESTRE, NA TERRA, se utiliza para viver os corpos de carne e ossos, no qual se encontra uma Alma destinada a algo, acredito que seja para se evoluir....

─ AQUI, na Terra, existe a palavra e o conceito de RELIGIÃO. “Em outros Planos não existem Religiões” ... Porque Religião é para se ligar a Deus, e lá já nos encontramos com ELE. // DEUS.

─ AQUI é um lugar que se usa a expressão REENCARNAR, pois aqui o espírito volta à carne. // O Espírito retorna a carne.

─ A expressão “Pecado” é utilizada para diferenciar de um “erro” cometido de uma coisa certa. // Como disse Jesus: ─ “Atire a primeira pedra aquele que não tem pecado”. // Aquele que não comete erros.

─ Aqui é um lugar de aprendizado, e com isso o ser humano não leva muito a sério a vida, pois querem é se divertir, gozar, pela expressão da palavra, quer é aproveitar os desejos carnais e adquirir poderes, ser prepotente no emprego do Orgulho, egoísmo, assim se sente que a vida é só isso.

─ Quanto ao pagar seus débitos, pelos erros cometidos, quer dizer “pecados”, são como se limpar, tirar todas as sujeiras da terra para poder penetrar num novo mundo, utilizar as roupas limpas, pois na espiritualidade se estiver sujo não entra, nem com muito dinheiro.

─ Não é pela religiosidade, intelectualidade, conhecimentos, que se justificam a sua presença nos Mundos Espirituais. // Lá a acomodação é pela MORAL, consciência limpa. // Então, tem que se limpar a SUA MORAL, como se fosse um banho higiênico para se transpuser às Esferas Superiores.

─ Um dos motivos de uma reencarnação é devido que, nem todos conseguem, depois da morte física, estarem limpos, como disse acima, para se penetrar nos mundos Superiores, pois, ocorrem mortes inesperadas, assassinatos sem prevenção, assim, estes podem estar com as roupas sujas, não deu tempo de lavá-las e passá-las para estar com uma roupa “Nupcial”, como consta no Evangelho.

─ Pelas justificativas das “reencarnações”, devemos observar que, não é a primeira vez que estamos a passar com estas experiências da carne, e com isso, dá-se para observar que cometemos muitos “pecados”, muitos erros, em vidas anteriores, ou, será que serão de nossas faltas do momento que foram cometidas, que as nossas dívidas por pecados, teríamos condições de saldá-los, enquanto permanecemos nesta estadia? // Faça o bem sem dizer a quem, que se consegue amenizar boa parte de suas faltas, tanto daqui, como de vidas passadas. // Não saberemos se conseguiremos quitá-las todas, mas valeu a intenção, nisso se faz necessária a reencarnação, ou seja, o retorno de mais uma vida. // Quanto a quitação, um dia chegaremos lá.

─ Quanto aos esquecimentos do passado, de não termos lembranças do que se passou, nós estamos impossibilitados de obter tais informações, como já lhes foram explicados muitas vezes, o que aconteceu não haverá o interesse ter o entendimento. // Pois, poderá nos prejudicar saber, quem foi vítima, ou quem foi o algoz, sabe-se que ele se encontra no meio de nós para os devidos acertos numa reconciliação. // Prejudicaria a ação no bem.

─ EVOLUÇÃO, palavra difícil de se entender. // Aqui na Terra purgamos os nossos pecados, pelos erros cometidos, limpamos a nossa consciência, melhoramos a nossa moral, ai, ao se transpor pela morte do corpo físico, ocorrem os degraus de uma evolução, que por sinal estamos com dificuldades de conseguir entendimentos.

─ A evolução, propriamente dita, ocorre somente nos Mundos Superiores, aqui, purgamos os nossos pecados.

─ Senhores hão de convir que, na realidade seja difícil dar uma freada em nossos erros, assim, constantemente estamos a pecar, então vai ser um “vai e vem”, sair da Terra indo para o mundo espiritual, e ao chegar lá, não nos aceitarão pelas nossas imundices dos pecados, teremos que voltar sim, pois aqui é um lugar exatamente para tais exercícios em se melhorar.

─ Agora isso é para quem quer se melhorar, e deixar de ter a boa vida na ociosidade, e se fizer um esforço em melhorar na sua dignidade, aprimorar a sua moral, assim, numa determinada época, sairá da Terra e não será preciso voltar mais, por que, as suas condições de moralidade estão superadas. // Resumindo tudo em poucas palavras: Como parar de Pecar? - O pecado se faz por ignorância, em outras palavras, por falta de conhecimentos, a escolha é sua.

─ Existe ou não a reencarnação? // Faz, por uma acaso, diferença em saber se a reencarnação, existe ou não? // Se houver a reencarnação, são desígnios de Deus. // Se não houver as reencarnações, poderemos tirar muito proveito em se melhorar na nossa moralidade, que faz muito bem, também para a nossa saúde.

─ Evolução: ─ Sinônimo de crescimento, que pode acontecer ter aqui na Terra, porém a predominação Evolutiva se caracteriza somente nos Mundos Espirituais, pois são de lá que se consegue alcançar os voos dos crescimentos desconhecidos por nós, e tão pouco, teremos a ideia de como seja.



─ Como saldar as “Dívidas” espirituais? ─ Por que esta preocupação de saber a quem deve, por que quanto se deve, observe o que Jesus nos elucidou a ideia de que se deve: “FAZER O BEM SEM SABER A QUEM” e Pedro exemplificou muito bem, “O AMOR AMENIZA MUITOS PECADOS” com isso, é muito simples pagarmos as nossas dívidas, principalmente sem precisar saber a quem. // Depende de cada um, e é simples a quitação. // Ame sempre, que estarão a quitar aos poucos as SUAS DÍVIDAS, seus pecados, seus erros, sem saber a quem. // Júlio Maria. //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

João Frazão 8:02 AM Apr 21, 2019
Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 21-4-2019 . . . .05:53h.
Gostei da tua “modéstia”, ao contrariar até o que está no dicionário! Como todos nós sabemos, a qualquer momento podem ser criados neologismos, para nominar determinado ato ou fato, como a palavra reencarnação, criada por Kardec, ou atribuindo novo sentido a palavra já existente; entretanto, atribuir sentido diametralmente oposto, só agora, com essa tua atitude de contrariar (se fosse um dia normal eu diria dicionário), mas como se trata do domingo de páscoa e do dia em que se celebra a morte de Tiradentes, resolvi dizer léxico, pois história também é cultura; desculpe-me pela ironia.
Para que você não me venha com nhem-nhem-nhem, transcrevo o que diz o dicionário Michaelis Uol:
“3 TEOL Cada uma das três pessoas da Santíssima Trindade, ENQUANTO VISTAS COMO SUBSTANCIALMENTE DISTINTAS.” (destaquei)

Fiz isso para ser evitada a dúvida sobre se em outra edição é dito diferente, como acontece em relação ao que você chama de palavra de Deus, quando se usa uma edição (versão) que diz uma coisa e outra que diz outra, como a palavra “anōthen” em Grego, que foi traduzida em umas por “do alto” e em outras por “de novo”, justamente por ter ela no Grego dois sentidos, conforme o contexto em que se encontra, o que é bem diferente do que você apresentou, com essa empáfia, como se “dynastēs” fosse...

Abraços, e boa páscoa com seus familiares. Frazão
± 8:02 – 21/04/2019
1
Denunciar

Carlos Michalski 6:01 AM Apr 21, 2019
Frazão,nem a Páscoa te concede discernimento.Não sabes o que é Hipostase,buscas no Dicionario,defines e assim mesmo corrompes o que eu disse.Posso ver que as tuas postagens,além de evasivas e sofismáticas são de alguém que tenta contrariar.Muito bem Frazão,o que escreví está mantido pois é correto,pois A Obra de Um é A Obra dos Tres e lamento que a tua racionalidade kardecista,a propalada,te afaste tanto da Verdade.Está mantido o que escreví. . .Carlos Michalski . . . .21-4-2019 . . . .05:53h .
11
Denunciar

João Frazão 11:40 PM Apr 20, 2019
Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 20-4-019 . . .20:24h.
Como estamos falando de religião e você me veio com essa de hipóstase, lembro que esse termo tem duas acepções em termos teológicos, segundo consta no dicionário Houaiss-UOL, que são?
7. cada uma das pessoas da Santíssima Trindade; e
8. união das naturezas humana e divina na pessoa de Cristo.

Como se vê, meu caro kurov, essa tua pretensão de dar a entender que o termo “hipóstase” representa a Unicidade de Poder, Virtude, Amor e justiça nas 3 Pessoas, está diametralmente contrária às acepções acima indicadas, o que implica dizer que você, ao assim agir, está hipostasiando, ou seja, querendo transformar uma ficção em realidade.
E depois você vem dizer que sou eu parto para evasiva e retórica pueril...
Abraços. Frazão
± 23:39 – 20/04/2019
1
Denunciar

Carlos Michalski 8:25 PM Apr 20, 2019
Frazão,quem adultera e distorce as palavras são vocês espiritas.Como sobreviveriam se assim não fôsse desde a tal de "codificação"..? Desde quando vocês entendem a hipostase da Unicidade de Poder,Virtude ,Amor e justiça nas 3 Pessoas..? Desde quando Frazão,a obra de Uma Pessoa não é extensiva á Tres se são Coesas,Coeternas,Consonantes e Cogloriosas.As tuas palavras não são apenas de desconhecimento mas precipuamente de evasiva e retórica pueril.?? . . .Carlos Michalski . . .20-4-019 . . .20:24h
12
Denunciar

João Frazão 8:07 PM Apr 20, 2019
Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 20-4-019 . . .16:07h.
Desde quando uma ação de uma só das três pessoas da trindade, o Espírito Santo, pode ser considerada como uma ação Trinitariana?!

Se tivesse sido tomada por Deus (pai), até que se poderia entender como sendo uma ação trinitariana, pois nenhum dos outros dois deuses (filho e espírito santo), teria autoridade para discordar do Pai.

Além do mais, você faz uma inserção da frase do autor onde ele diz:

“Aliás, para os afeiçoados da teologia do sangue, embora também errada, é Jesus Cristo que nos lava ou nos resgata dos nossos pecados com sua morte na cruz, e não o Espírito Santo dogmático da Terceira Pessoa Trinitária!”, seguido do comentário:

“Frazão,o homem mais pseudo sábio do Universo,o autor nega a Redenção Trinitariana pois Jesus é autor e consumador da Obra Redentora,atualmente exercida pelo Espirito Santo.Ainda mais ,agora o autor confessa Jesus como Redentor com Sua Morte na Cruz.Podemos ver que o autor brinca com A Obra Redentora de Jesus,negando em um momento e afirmando em outra..!!”

Como se vê, mais uma vez você está tentando distorcer as palavras dos outros, pois da forma que o autor escreveu, o que ele disse foi que, AINDA QUE ERRADA, para os afeiçoados da teologia do sangue, é Jesus que nos lava ou nos resgata dos nossos pecados com a sua morte na cruz e não o Espírito Santo dogmático da Terceira Pessoa Trinitária.

Ora, meu caro kurov deturpador das palavras dos outros, onde o autor nega em um momento e afirma em outro?

Só não vale vir dizer que estou usando de evasivas, pois quem está fazendo isso é você, ao tentar deturpar o que os outros dizem... Abraços. Frazão
±20:06 – 20/04/2019
1
Denunciar

Rosário Américo de Resende 7:12 PM Apr 20, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu em 13:48 - 19/04/2019:
“Frazão,de nada adiamtam as tuas evasivas.Deus não faz acepção de pessoas na disposição de levar a Verdade a todos,judeus e gentios, e que muitos rejeitam mormente o espírita kardecista.Vamos agora inverter as coisas,afirmando que vc faz acepção de Deus quando Ele fala do Espirito da Verdade e da Morte Voluntaria para a Redenção de muitos (Marcos 10:45).Assim Frazão,vocês e a doutrina do francês FAZEM acepção da Palavra pois não toleram A Verdade....19-4-019....13:47h....”

Carlos, o grande problema de quase todos os cristãos é que Jesus tornou-se Deus para eles. Jesus não é Deus, pois Deus é só a Primeira Pessoa da Trindade Santa.
Eu não estou aqui para defender a Doutrina Espírita, pois quem quiser estudá-la tem à disposição dele todo o trabalho realizado pelo Allan Kardec. Eu estou aqui para falar, explicar e divulgar a Verdade, que liberta e plena (Jo 8,32 e 16,13).
Rosário. Paz plena.
1
Denunciar

Rosário Américo de Resende 6:59 PM Apr 20, 2019
Amigos. Paz plena.
O Jose Reis Chaves escreveu:
“Com todo o respeito ao dogma do Espírito Santo da Terceira Pessoa Trinitária e aos religiosos que o seguem, ele não é bíblico, mas é criação dos teólogos (1 Coríntios 6: 19). Aliás, é por isso que ele é polêmico, e porque é polêmico, virou dogma! E, no passado, ai de quem negasse um dogma!”

Quem já se libertou dos princípios doutrinários do passado, entende que a terceira Pessoa da Trindade não é um só Espírito, mas o conjunto de todos os Espíritos criados e que estão desencarnados.
Esse dogma foi sim criado porque os teólogos cristãos sentiam as aproximações dos Espíritos desencarnados da Igreja Triunfante e julgaram que eles fossem um só e por isso criaram o dogma sobre a Santíssima Trindade.
Deus é só a Primeira Pessoas da Trindade Santa.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 6:53 PM Apr 20, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu em 21:52 - 19/04/2019:
“O autor colabora imensamente ao confessar que a Regeneração não provém de ação Trinitariana.Assim,ficamos ainda mais respaldados quando afirmamos o carater Anticristão,Antiredentor e Antiescriturístico da doutrina rebelde de Lyon.Assim,a tal de codificação foi elaborada para contrariar As Soberanias de Cristo e do Espírito Santo para tentar premiar o Humanismo Iluminista de uma França que depositava a Esperança no homem falho,mas não em Cristo...CM....19-4-019.......21:51h.....”

Carlos, todo o ensino em torno da Trindade foi sim fruto da ignorância sobre a Espiritologia e Teologia de todos os que o defenderam.
Na atualidade quem aceita o dogma da Trindade é porque está sim baseado no mistério da fé. Mistério não explica nada e fé só cega aquele que crê na próprio fé, pois por meio da fé ninguém irá conhecer e compreender a Verdade, que liberta e plena (Jo 8,32 e 16,13).
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 6:42 PM Apr 20, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu em 22:02 - 19/04/2019:
“O Almeida completamente perdido,lança versículos e textos biblicos na coluna para parecer que "prova" a tal de reencarnação...!!Pior que um cego que não quer ver é um cego que não ouve nem discerne...!! Converta-se Almeida ou tenha mais cuidado ao inutilmente ferir A Doutrina da Graça......C.Michalski.....19-4-019.....22:01h.....”

Carlos, sem aceitar, entender e compreender a reencarnação é sim impossível compreender bem a Bíblia; a Bondade, Perfeição e Misericórdia infinitas de Deus.
Deus nunca se satisfez com SANGUE.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 6:36 PM Apr 20, 2019
Carlos Michalski. Paz plena.
Você escreveu:
“Almeida,deixa de postar bobagens.Se vc não tem competência para tentar provar a mentira,..não lute conta A Verdade da Redenção...Reencarnação é Heresia e Blasfemia,fruto de um frances acovardado e anticristão . . . .Carlos Michalski . . . .20-4-019.......07:36h .....”

Carlos, a grande mentira foi todo o ensino de que Deus já se satisfez com sangue no passado.
Deus nunca se satisfez com sangue.
Quem gosta de sangue é vampiro.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Carlos Michalski 4:32 PM Apr 20, 2019
Uma grande piada é o sonho Sincrético do autor,direcionado aos leitores ingênuos que não conhecem nem a doutrina humanista espírita e muito menos o Cristianismo Apostólico.O autor ousa afirmar:... “Até que ele não está muito longe da verdade, pois o colunista tenta mesmo conciliar o cristianismo com o espiritismo”. Absurdo,pois o Cristianismo é Plano Eterno de Deus para A Salvação,enquanto a codificação é artimanha temporal para negar as bases Cristãs da Salvação...!! O autor sabe que o espiritismo e o Cristianismo são antagonicos,sendo um,o Cristianismo, Eterno e Perfeito proveniente do “coração” de Deus enquanto o outro advém da rebeldia de um francês. . . . .O autor quer enxertar qualquer coisa no Cristianismo e talvez ouse chamar tal Quimera de “ecumenismo” ou “espiritismo redivivo”...!! ...só falta essa...!! . . .Carlos Michalski . . . .20-4-2019 . . .16:31h . . .
5
Denunciar

Carlos Michalski 4:09 PM Apr 20, 2019
Frazão querendo passar como grande investigador,questiona a veracidade das palavras do Carlos.Aí está Frazão : . .”A regeneração ou o banho de reabilitação do nosso espírito santo é realmente feita por nós mesmos no período da palingenesia e não pelo Espírito Santo Trinitário. Aliás, para os afeiçoados da teologia do sangue, embora também errada, é Jesus Cristo que nos lava ou nos resgata dos nossos pecados com sua morte na cruz, e não o Espírito Santo dogmático da Terceira Pessoa Trinitária! . . . . .Frazão,o homem mais pseudo sábio do Universo,o autor nega a Redenção Trinitariana pois Jesus é autor e consumador da Obra Redentora,atualmente exercida pelo Espirito Santo.Ainda mais ,agora o autor confessa Jesus como Redentor com Sua Morte na Cruz.Podemos ver que o autor brinca com A Obra Redentora de Jesus,negando em um momento e afirmando em outra..!! Agora eu pergunto se a coluna não se transformou em um festival de vaidades,usando sem escrúpulos o Nome Jesus..!? O autor que se diz reencarnacionista ,agora cita Jesus para vender matéria....!! Incoerência e Incostância..!! Frazão,acaba com essa mania de querer ser Juiz do Carlos e vá julgar os teus atos e a essência dos teus que têm muito a explicar. . . . .Carlos Michalski . . .20-4-019 . . .16:07h . .
6
Denunciar

João Frazão 2:56 PM Apr 20, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 21:52 - 19/04/2019, em que você diz:

“O autor colabora imensamente ao confessar que a Regeneração não provém de ação Trinitariana.”

Como você não informou com o que ou com quem a confissão do professor Chaves colabora, gostaria de saber o que você quis dizer com essa tua afirmação de que ele confessa que “a Regeneração não provém de ação Trinitariana”. Primeiramente, me informe onde está escrito que ele disse isso no presente artigo, para você me vir com essa de que ele confessa o que você afirma; caso contrário, como se pode acreditar no que você diz? Abraços. Frazão
± 14:55 – 20/04/2019
0
Denunciar

Carlos Michalski 7:36 AM Apr 20, 2019
Almeida,deixa de postar bobagens.Se vc não tem competência para tentar provar a mentira,..não lute conta A Verdade da Redenção...Reencarnação é Heresia e Blasfemia,fruto de um frances acovardado e anticristão . . . .Carlos Michalski . . . .20-4-019.......07:36h .....
10
Denunciar

Carlos Michalski 10:02 PM Apr 19, 2019
O Almeida completamente perdido,lança versículos e textos biblicos na coluna para parecer que "prova" a tal de reencarnação...!!Pior que um cego que não quer ver é um cego que não ouve nem discerne...!! Converta-se Almeida ou tenha mais cuidado ao inutilmente ferir A Doutrina da Graça......C.Michalski.....19-4-019.....22:01h.....
10
Denunciar

Carlos Michalski 9:52 PM Apr 19, 2019
O autor colabora imensamente ao confessar que a Regeneração não provém de ação Trinitariana.Assim,ficamos ainda mais respaldados quando afirmamos o carater Anticristão,Antiredentor e Antiescriturístico da doutrina rebelde de Lyon.Assim,a tal de codificação foi elaborada para contrariar As Soberanias de Cristo e do Espírito Santo para tentar premiar o Humanismo Iluminista de uma França que depositava a Esperança no homem falho,mas não em Cristo...CM....19-4-019.......21:51h.....
9
Denunciar

A. Paulo Almeida 8:03 PM Apr 19, 2019
REENCARNAÇÃO NA BIBLIA

Mateus 11:12-15
12Desde o tempo de João Baptista até hoje, o reino dos céus tem sido assaltado com violência e os violentos procuram apoderar-se dele. 13Com efeito, até ao tempo de João, tudo isso foi anunciado pela Lei de Moisés e pelos profetas. 14Podem acreditar que é ele o Elias que havia de vir. 15Quem tem ouvidos, preste atenção!»

Mateus 16:13-17
13Jesus chegou à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos discípulos: «Quem diz o povo que é o Filho do Homem?» 14E eles: «Uns dizem que é João Baptista; outros, que é Elias; e outros, que é Jeremias ou algum dos outros profetas.» 15«E vocês?», insistiu Jesus. «Quem acham que eu sou?» 16Simão Pedro respondeu: «Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo.» 17Jesus exclamou: «Feliz de ti, Simão, filho de Jonas, porque não foi o entendimento humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está nos céus.

Mateus 17:10-13
10Eles então perguntaram-lhe: «Por que é que os doutores da lei dizem que Elias tem de vir primeiro?» 11Jesus respondeu: «É verdade que Elias vem pôr tudo de novo em ordem. 12Mas digo-vos mais: Elias já veio e não o reconheceram, mas fizeram contra ele tudo o que quiseram. E da mesma maneira o Filho do Homem vai ser maltratado por eles.» 13Os discípulos compreenderam então que Jesus se referia a João Baptista.

Marcos 6:14-15
14Estas coisas chegaram aos ouvidos do rei Herodes, pois o nome de Jesus tornou-se muito conhecido. Uns diziam: «Este é João Baptista que ressuscitou e por isso tem poder para fazer milagres.» 15Outros diziam: «É Elias.» E outros ainda: «É um profeta como os de antigamente.»

Lucas 9:7-9
7​Herodes, o governador da Galileia, teve conhecimento de tudo o que se estava a passar e ficou muito confuso, porque havia quem dissesse que era João Baptista que ressuscitara. 8Outros diziam que era Elias que tinha aparecido, e outros afirmavam que era um dos profetas antigos que tinha ressuscitado. 9Mas Herodes exclamou: «A João Baptista mandei eu cortar a cabeça. Quem será então este de quem me vêm contar estas coisas?» E procurava ver Jesus.

João 3:1-12
1Havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, que era um dos chefes dos judeus. 2Durante a noite foi ter com Jesus e disse-lhe: «Mestre, sabemos que Deus te enviou para nos ensinares. Ninguém pode realizar os sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.» 3Jesus respondeu-lhe: «Fica sabendo que ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo.» 4Nicodemos perguntou-lhe então: «Como é que um homem idoso pode voltar a nascer? Pode entrar no ventre de sua mãe e nascer outra vez?» 5Jesus respondeu: «Fica sabendo que só quem nascer da água e do Espírito é que pode entrar no reino de Deus. 6O que nasce de pais humanos é apenas humano, o que nasce do espírito é espiritual. 7Não te admires por eu te dizer: é preciso nascer de novo. 8O vento sopra onde quer; ouves o seu ruído, mas não sabes donde vem nem para onde vai. Assim acontece também com aquele que nasce do Espírito.» 9Nicodemos insistiu: «Como é que isso pode ser?» 10Jesus respondeu: «Tu és um dos mestres do povo de Israel e não sabes estas coisas? 11Repara bem no que te vou dizer: quando falamos é porque sabemos e quando afirmamos alguma coisa é porque vimos, mas não querem aceitar o que eu vos digo. 12Se não acreditam em mim quando vos falo das coisas deste mundo, como podem crer quando vos falar das do Céu?
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 7:33 PM Apr 19, 2019
Ressuscitar é reencarnar.
Se não vejamos.

Para o Carlos M. nos últimos dias vai haver ressurreição. Certo?
Ou seja a alma ou espírito segundo a crença deles vai ter de entrar de novo "no mesmo corpo".
Vai tornar a reencarnar.. Voltar á carne. Certo?
Se ressuscitar é voltar á carne, a reencarnação é ressuscitar. Não há duvidas.

Vejamos o caso de Lázaro.
Foi ressuscitado. Ou seja reencarnou de novo, claro no mesmo corpo. Jesus o ressuscitou ou seja o reencarnou de novo.
Hb 9:27 diz que pode morrer só uma vez. Parece que aqui há vários casos de ressurreição ou reencarnação que contrariam esta passagem.

Morre-se depois vem o julgamento (não o juizo)
Para o Carlos M, esse julgamento (ou juizo) faz Deus escolher aquele que vai para o ceu ou para o inferno.

Para o Espirita é igual.. Segundo o merecimento de cada um podemos encarnar em lugares infernais ou paradisíacos.
Não ha diferença, o que muda são os conceitos.
A nossa diferença é só o "TEMPO".

Para relaxar:

Pergunta o Sr Carlos M.:
"Como explicar então o sacrifício de cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo que tomou sobre si todos os nossos pecados?"

RESPOSTA «Fez parar holocausto de animais.»
0
Denunciar

João Frazão 7:33 PM Apr 19, 2019
Repetindo, por ter saído com erro. Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 19-4-019....13:47h, em que você cita Marcos 10:45, para “contestar” o meu comentário em que mostro que você foi exclusivista ao “determinar” só haver salvação para os cristãos.
Ora, meu caro, como uma passagem em que consta que Jesus diz que vai dar (dedicar) sua vida (didōmi ho autos psychē) em perdão de muitos tem o sentido de morrer por muitos?
E cito como contradição ao teu argumento, a passagem de Marcos 13:12, onde consta como correspondente ao substantivo “morte” em Português, o substantivo grego “thanatos” e o verbo grego “thanatoō” correspondente a “morrer”, em Português.
Portanto, meu caro, sem essa de querer “vender gato por lebre” a quem tem um pouco de discernimento, pois esse tipo de procedimento só cola perante pessoas de fé cega...
Abraços. Frazão
± 19:27 – 19/04/2019
1
Denunciar

João Frazão 7:28 PM Apr 19, 2019
Carlos Michalski 4 horas atrás Frazão,de nada adiamtam as tuas evasivas.Deus não faz acepção de pessoas na disposição de levar a Verdade a todos,judeus e gentios, e que muitos rejeitam mormente o espírita kardecista.Vamos agora inverter as coisas,afirmando que vc faz acepção de Deus quando Ele fala do Espirito da Verdade e da Morte Voluntaria para a Redenção de muitos (Marcos 10:45).Assim Frazão,vocês e a doutrina do francês FAZEM acepção da Palavra pois não toleram A Verdade....19-4-019....13:47h.... Caro kurov.
Teu comentário indicado como de 19-4-019....13:47h, em que você cita Marcos 10:45, para “contestar” o meu comentário em que mostro que você foi exclusivista ao “determinar” só haver salvação para os cristãos.
Ora, meu caro, como uma passagem em que consta que Jesus diz que vai dar (dedicar) sua vida (didōmi ho autos psychē) em perdão de muitos tem o sentido de morrer por muitos?
E cito como contradição ao teu argumento, a passagem de Marcos 13:12, onde consta como correspondente ao substantivo “morte” em Português, o substantivo grego “thanatos” e o verbo grego “thanatoō” correspondente a “morrer”, em Português.
Portanto, meu caro, sem essa de querer “vender gato por lebre” a quem tem um pouco de discernimento, pois esse tipo de procedimento só cola perante pessoas de fé cega...
Abraços. Frazão
± 19:27 – 19/04/2019
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 6:56 PM Apr 19, 2019
João Frazão não querendo desrespeitar o Carlos M., a do conhaque e charutos é que o denunciou.. Se Nunca falasse em tal situação até que podia "engolir" esta mentira, agora com esta denuncia fica difícil. Eu lembro-me á muito tempo até lhe tinha perguntado qual o centro espirita que frequentava e isso foi sempre vedado.. Infelizmente não é só ele que faz esse confusão "provocatória". A ignorância não tem limites.
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 6:48 PM Apr 19, 2019
João Frazão, verdade. Infelizmente o Sr Carlos meteu o pé na poça. Mentiu a dizer que foi Espirita. A partir daí eu desconfiei sempre. Reparei que o Sr Carlos não é cristão mas sim anti-espirita.

vamos de ter de orar por Ele.
0
Denunciar

João Frazão 5:46 PM Apr 19, 2019
Caro kurov.
Teu comentário de 21:04 - 18/04/2019, em que você diz:

“O autor escarnece dos próprios participantes quando afirma que a doutrina de kardec é a mais biblica..!! Todas as pessoas estudiosas que conhecem as bases do Cristianismo e do kardecismo sabem que a codificação espírita é anticristã,antiredentora e antiescriturística.”
Em função dessa tua afirmação, pergunto:
Com base em que você afirma que o Espiritismo não é a religião mais bíblica de todas as religiões cristãs? Só porque você não admite que ela negue que a morte de Jesus não nos salvou?

E mais; baseado em que você conclui que “Todas as pessoas estudiosas que conhecem as bases do Cristianismo e do kardecismo sabem que a codificação espírita é anticristã,antiredentora e antiescriturística.”?

Faço essa indagação, tendo em vista o fato de você ter demonstrado que não conhece nada do que seja espiritismo, pois você mesmo, de viva voz, afirmou que chegou a servir conhaque e charutos a espíritos, fato esse que pode ser constatado lá pelos 5 minutos e 15 segundos do vídeo postado no link https: //www.youtube.com/watch?v=vUHymjBgzDA.

Ora, meu caro, quem conhece espiritismo sabe muito bem que em nenhuma casa espírita se serve bebidas ou fumo a espíritos, pois esse tipo de atitude ocorre em religiões de raiz afro, e não em casas que seguem a Doutrina Espírita. Logo, você não tem condição de fazer qualquer análise sobre se o espiritismo ser cristão, ou não, pois desconhece os rudimentos da doutrina a que você se propõe detratar; seria a mesma coisa de eu querer me pronunciar sobre Medicina, se só sei espetar uma agulha com uma seringa de aplicar injeção receitada por um médico. Abraços. Frazão ± 17:44 – 19/04/2019
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 5:10 PM Apr 19, 2019
5º Congresso Espírita do Distrito Federal (19/04/19 - sexta-feira)

://www.youtube.com/watch?v=tmgUCjju_Ak
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 5:09 PM Apr 19, 2019
Parabéns Rosário, pelo teu aniversário. Que Jesus nos abençoe a todos.
0
Denunciar

João Frazão 5:02 PM Apr 19, 2019
Parabéns Rosário, pelo teu aniversário.
0
Denunciar

Carlos Michalski 1:48 PM Apr 19, 2019
Frazão,de nada adiamtam as tuas evasivas.Deus não faz acepção de pessoas na disposição de levar a Verdade a todos,judeus e gentios, e que muitos rejeitam mormente o espírita kardecista.Vamos agora inverter as coisas,afirmando que vc faz acepção de Deus quando Ele fala do Espirito da Verdade e da Morte Voluntaria para a Redenção de muitos (Marcos 10:45).Assim Frazão,vocês e a doutrina do francês FAZEM acepção da Palavra pois não toleram A Verdade....19-4-019....13:47h....
16
Denunciar

Carlos Michalski 1:38 PM Apr 19, 2019
O autor há muito perdeu o constrangimento publico,tanto que manda examinar o dicionario para ver o significado de Pallingenesia.Acontece que Pallingenesia nunca aparece como "reencarnação" e nem poderia...Jamais a Obra Redentora de Jesus exige duas ou mais vidas,mas Uma só Vida (Hebreus 9:27,28)..O texto fala da Unicidade da Vida e da Unicidade da Oblação de Cristo.Assim,...A Verdade bíblica desmente as alegações espíritas . .Carlos Michalski...19-4-019......13:36h....
16
Denunciar

João Frazão 12:21 PM Apr 19, 2019
Caro Kurov.
Teu comentário de 17:15 - 18/04/2019.
Na tentativa de contestar o que diz o professor Chaves, você me vem com essa de que “Todo homem ou mulher é Cristão e Redimido por ter seu espírito santificado,pois ninguém tem “um espírito santo”.” e continua:
“O Espirito Santo de Deus,Um Só Espírito conforme Romanos .Portanto o espírito é santificado,só no caso dos Cristãos pois aceitam A Obra Redentora de Jesus e Os Atos Soberanos do Espírito Santo (Monergismo)”.
Como se vê, você aqui afirma um exclusivismo em relação aos cristãos, seita que não existia na época, além de contrariar as passagens de Mt 22:15-22, Lc 20:20-26 e Mc 12:13-17, conforme demonstram os enviados dos fariseus e herodianos que, após afirmarem a Jesus que Ele não distinguia pessoas pela aparência, Lhe perguntam sobre o pagamento de tributos a Cesar; sem esquecer o que Pedro diz em At 10:34 e que o teu apóstolo preferido, Paulo, repete em Rm 2:11, Ef 6:9, Col 3:25 e até Tiago em 2:1-13...
Ora, meu caro, se Deus não faz acepção de pessoas, conforme as notícias (evangelho e epístolas) da época nos informam, como um pobre mortal como nós (mesmo sendo o SuperMichalski), vem pretender contrariá-las 2000 anos depois?! Menos, meu caro kurov, menos!... Já quanto à opção de renunciar à Doutrina Espírita ou a conversão à fé cristã, é bom que se esclareça que há uma grande diferença entre converter-se e convencer-se, pois o “converter-se” decorre de um ato de vontade no querer mudar, às vezes até para agradar alguém; já o “convencer-se” ocorre pela aceitação de algo, decorrente de uma análise crítica acurada, envolvendo o discernimento, para se aceitar como verdade, e não em decorrência do simples fato de aceitar algo porque determinada pessoa assim entende, o que, para mim, tem um nome: fé cega. Abraços. Frazão ± 12:21 – 19/04/2019
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 8:32 AM Apr 19, 2019
BH 19/04/2019 – Senhores, A SEMANA SANTA SEGUNDO O ESPIRITISMO.

– O Espiritismo não condena nenhuma crença e respeita todas as religiões, inclusive a Semana Santa e a Páscoa que são rituais católicos, porém não segue a mesma linha de pensamento. // Com isso, ninguém está desrespeitando o sacrifício do Mestre em prol da Humanidade. // Preferimos sim ficar com seus exemplos, inclusive o da imortalidade, do que ficar a reviver a tragédia a que foi levado pela precipitação humana.

– O Espiritismo encara a chamada Sexta-feira Santa como uma sexta-feira normal, como todas as outras, embora reconhecendo a importância dela para os católicos. // Também indica que não há procedimento especial algum para os dias desses feriados. // E não há porque preocupar-se com o Senhor Morto, pois que Jesus vive e trabalha em prol da Humanidade.
– A mesma situação ocorre quando na chamada quaresma de nossos irmãos católicos, espíritas ficam preocupados em comer ou não comer carne, ou preocupados se isto pode ou não. // Ora, ou somos espíritas ou não somos! // A Doutrina Espírita nada tem a ver com isso. // São práticas de outras religiões, que repetimos respeitamos muito, mas não adotamos, sendo absolutamente incoerente com o espírita
– Não existe páscoa na doutrina espírita, a qual não mantém a prática de cultos, rituais ou adoração de imagens.

– Na Doutrina, sabemos que a morte é conseqüência do processo reencarnatório, que não tem nenhuma conotação especial a não ser a volta para o mundo espiritual, e, portanto, não há necessidade de se relembrar sempre com tristeza a data.

– Jesus tinha uma missão quando reencarnou na Terra, e ao cumpri-la retornou à pátria espiritual, e, para isso, passou pelo processo desencarnatório chamado de morte (vide o cap. XV de “A Gênese”, de Allan Kardec). // Quanto a Páscoa, ela é comemorada como a ressurreição de Jesus por algumas religiões, mas sabemos que isso é impossível. // O corpo carnal uma vez morto, jamais retorna à vida. // Desde que haja o desligamento do perispírito e consequentemente do espírito, a matéria se torna inerte e não mais adquire vida. // Jesus apareceu a seus apóstolos após a sua morte em um fenômeno chamado materialização, onde seu perispírito se tornou visível para todos que estavam presentes.

– OBS: Esta abordagem está direcionada AOS ESPÍRITAS. // Se algum irmão católico nos ler, esperamos nos compreenda o objetivo de argumentação da questão, internamente, para os próprios espíritas. // Nada a opor ou qualquer atitude de crítica a práticas que julgamos extremamente importantes no entendimento católico e para as quais direcionamos nosso maior respeito e apreço.

– Vemos com ternura a dedicação e a profunda fé católica que se mostram com toda sua força durante os feriados da chamada Semana Santa e é claro, nas demais atividades brasileiras que o Catolicismo desenvolve. // Matéria de autoria da Amiga Jussara Dondoni. // Júlio Maria da Silva. ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 10:08 PM Apr 18, 2019
(Jo 14:26)
Mas o auxiliador , o espírito santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

Carlos Michalski, o espírito santo não é pessoa da trindade, nem tem letra grande.
Jo 14:28 "...., porque o Pai é maior do que eu."

Trindade com o Pai ser maior que o Filho, o ungido pelo Pai ser igual ao Pai? ..
Aprende a ler e entender traduçoes corretas..
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 9:20 PM Apr 18, 2019
Amigos. Paz plena.
Numa certa vez eu fiz essa pergunta ao meu Espirito Mentor:
“Por que existem tantas religiões oriundas do cristianismo?”

E ele me deu essa explicação:
“Como iriam ser reeducados todos os Espíritos que desencarnaram nas Grandes Guerras da primeira metade do século XX e de todos os Espíritos, que desencarnam nas diversas guerras que os seres humanos ainda fazem, irmãos matando irmãos e ou violentando irmãs. Esses Espíritos terão de reencarnar em religiões, que exigem obediências cegas e até absolutas aos seus pastores, pois quando o pastor fala os fiéis obedecem.”

No ano de 1984 eu conversava muito com a faxineira do prédio, do qual eu era o síndico. Numa certa vez eu falei para ele assim:
“Dona Maria, Deus ficará muito mais satisfeito se você comprar leite e pão para os seus filhos do que doar o dízimo na Igreja!”
E ela me respondeu:
“Não o dízimo é de Deus e se eu não o entregar lá na Igreja, então eu estou sim roubando de Deus!”.
Vejam como os fiéis seguem cegamente aquilo que os pastores falam.
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Carlos Michalski 9:04 PM Apr 18, 2019
O autor escarnece dos próprios participantes quando afirma que a doutrina de kardec é a mais biblica..!! Todas as pessoas estudiosas que conhecem as bases do Cristianismo e do kardecismo sabem que a codificação espírita é anticristã,antiredentora e antiescriturística.Ela deturpa a Missão do Cristo,nega A Cruz de Redenção e tenta tirar o Cetro de Poder e Justiça de um Espirito Soberano e colocá-lo nas mãos de espíritos escarnecedores....CM...18-4-019.....20:55h..
22
Denunciar

Carlos Michalski 5:15 PM Apr 18, 2019
Absurdo..!! O autor afirma que a Regeneração,Ato Soberano do Espírito Santo é a Regeneração do “nosso espírito santo”.Tal balela kardecista objetiva encobrir a Verdade e induzir os Humanistas a crer que já temos “o espírito humano santo”..!! Todo homem ou mulher é Cristão e Redimido por ter seu espírito santificado,pois ninguém tem “um espírito santo”. . .O Espirito Santo de Deus,Um Só Espírito conforme Romanos .Portanto o espírito é santificado,só no caso dos Cristãos pois aceitam A Obra Redentora de Jesus e Os Atos Soberanos do Espírito Santo (Monergismo)....O Cristão pode afirmar que seu espírito é santo,santificado por Ato Soberano do Espírito Santo de Deus.Como a codificação do século XIX corrompeu A Pessoa do Espírito Santo,o Espírito da Verdade (João 14:26),corrompendo assim A Promessa de Jesus Cristo,agora aos espíritas só cabe renunciar á doutrina do Heresiarca de Lyon ou a conversão verdadeira á Fé Cristã . . . . .Carlos Michalski . . .18-4-2019 . . . .17:13h . . . .
30
Denunciar

Júlio Maria da Silva 3:51 PM Apr 18, 2019
- BH. 18/04/2019 ...Senhores, Inúmeros são os motivos de uma reencarnação, hoje em dia, constam dificuldades encontrar vagas para os Espírito se encarnarem, muitos se encontram na fila.

Motivos simples, início de um Mundo regenerado, assim preparem-se, porque se não se melhorar na sua moral, não terá o ingresso de acesso ao Mundo Regenerador.

Por que? ─ No Mundo regenerado, que será o Globo Terrestre, seus habitantes estiveram que passar por uma malha fina, de moralidade. // Muitos, mas muitos mesmos, terão que enfrentar Mundos de Provas e expiações iguais a Terra, ou serão selecionados para mundos inferiores de acordo com a sua posição neste momento, é claro que, é pela sua Moral. Veja então...

─ QUAL A FUNÇÃO DA REENCARNAÇÃO? ─

Eis um exemplo: ─ Sou um ser humano igual a todos que existem no Globo terrestre. // Com um detalhe, utilizo o meu interesse próprio na certeza de usar o meu orgulho para atender o meu egoísmo, por ser fanático, ambicioso, malandro de toda espécie, aproveitador das oportunidades ao meu alcance. // Larápio, cometendo todos os tipos de atrocidades, sem olhar a quem, e mais, mais, mais. // Com tudo isso, sem ser observado por aqueles que me acompanham. // Considero-me bom marido, um bom pai, e até consigo enganar, a mim mesmo, e alguns que me avaliam como amigos. // Sei o que estou fazendo e “nem tô aí”. // Reconheço que tenho cometidos muitas faltas, e algumas com certas gravidades.
- Por outro lado eu sou estudioso, adquiri muitos conhecimentos, sou possuidor de uma grande Fé. // Os que me conhecem, dizem que sou uma pessoa de alto teor, pela minha moral, por ser instruído.

Questiono-lhes, então: ─ Quem será que vai se responsabilizar pela minha pessoa, me bajular e, apoiar a minha personalidade a pagar os meus deslizes, no entender, os meus pecados?
- Com isso, estaria eu apto de ser digno das Graças de Deus, ser perdoado pelos meus males praticados, e assim, serei Salvo? // Misericórdia é natural que eu a tenha pelas bênçãos de Deus, mesmo sendo tudo aquilo que constei acima.

Aqueles que puderem me ajudar e me acudir, me indicaria uma pessoa capacitada, que poderá ser um padre, ou até o Papa, e demais membros do Catolicismo, um pastor Evangélico, pois sendo Cristão, ou quaisquer que tenham a competência em perdoar a me ajudar, perdoando os meus pecados? // Não coloco neste assunto Jesus e nem Deus, porque as partes Deles já foram feitas e muito bem, seria então seguir as leis de Deus, e colocar em prática o que Jesus nos deixou pelo Evangelho.
- Quem, então deverá pagar pelos meus atos e ações? // Mesmo sendo só “umazinha” das faltas? // Nem o meu pai, nem a minha mãe teria competência de pagar aquilo que o seu filho fez, consciente ou inconscientemente, sendo responsável para quitar as suas dívidas.

Aqui é que entra a “função” da Reencarnação. // Como foi colocado, ninguém tem a capacidade, condições de assumir e, tão pouco, quitar as imoralidades de outrem. // Deus, Jesus e seus Anjos, torcem no intuito de que cada um faça a sua parte, se se sujou, limpa-se a se mesmo.
- Se não for pela reencarnação aceitaria, de bom grado, a indicação de outra maneira para se salvar. // Somente pela Fé, não creio. // Somente pelo arrependimento, também julgo ser muito fácil. // Porque eu quero ser salvo, como se usa a expressão, porém não sou possuidor das Graças de Deus que veem do Alto.
-Conclusão, hão admitir que não estamos aqui na Terra pela nossa primeira vez, pois fomos saídos pelas mãos de Deus na nossa criação ao longo dos tempos.

Pelas adversidades dos acontecimentos com todos nós, sem distinção, mesmo sendo ricos, pobres, sadios, doentes e nos demais sentidos, representam motivos coerentes dos estados de cada um. // Dentro dessas possibilidades, Deus usando a Sua Misericórdia nos condiz do direito de pagarmos os males cometidos, sendo que, não se extrai das mentes materializadas que, pelas dívidas financeiras obedecem a um critério, do ser humano, deverão ser pagas pelos devedores, porém, como? // Isso é outro assunto.
- As dívidas, a serem quitadas, correspondem somente daquilo que sai de nossa moralidade.

Muito bem, foi idealizada uma maneira de nos ajudar a pagar um pouco do que devemos que foram determinados pelas Leis de Deus, utilizou-se daquilo que é justo, atendendo a todos sem exceção. // No entanto, se não obtiver alternativas para pagarmos os nossos males, pois, por muito religioso que seja, é difícil considerar possuidor da humildade, e se não o é, estará cometendo um dos piores meios de maldades pela sua moral.
- Aqui se apresenta muitas alternativas para se tornar uma pessoa humilde, do qual é um meio caminho para merecer as portas do “Céu”, que é a nossa intenção.

Ficamos então, numa dúvida inicial da qual a função que se origina a presença da REENCARNAÇÃO.
- Deus na utilização de Sua Misericórdia de Seus atributos nos dão oportunidades, maneira de como deveremos nos portar, para assim, pelo nosso trabalho procurar sanar aquilo que por nós, pelo nosso livre arbítrio, aderimos pelos caminhos que nos satisfez, porém à revelia, criando manchas em nosso Espírito, pelas faltas cometidas.
- A propósito, quando fomos criados, o nosso espírito era alvejado pela sua clareza, e de acordo com os atos cometidos de impurezas, pensamentos nas maldades, e aquilo que foge do brilho de uma moral, o espirito se adere das cores escuras tornando densa de tantas atrocidades. // Então, o alvejante, o sabão em pó, para lavá-lo, limpá-lo é de marca AMOR, acompanhado de uma boa dose de CARIDADE, aí sim, o espírito passa-se a obter o claridade, brancura, conforme foi criado para merecer a presença de Deus.
- Por intermédio do regresso à carne, estando seguro e determinantes e escolher os melhores caminhos, principalmente estando em companhias daqueles de necessidades perdoarem, procedem-se os pagamentos, destes, nas atitudes do amor sem ostentação.

Um detalhe: ─ Pelos nossos familiares constam os principais adversários, algozes e vítimas, sendo que não há possibilidade distingui-los, com isso, a melhor maneira é distribuir o amor e a caridade, sem saber a quem. // Se topar fica a alerta, deverá fazer alguma coisa. // No entanto, hão de convir que, não são somente familiares que podem ser devedores ou credores, nesta vida, devemos ficar de olho, pois, não existe o “acaso”, se ocorreu um contato, use a técnica da humildade, educação, da boa vontade, quem sabe, será uma boa moeda e está pagando algo que deve. // Dívidas, Ofensas, não são contraídas somente em vidas passadas, ocorrem muito ser do presente, nesta estadia na Terra.

Tivemos notícias de que, muitos credores se encontram espalhados neste mundão a fora, não somente ao nosso redor, estes estão em outras dimensões, nas moradas da Casa de Meu Pai, citado por Jesus. // Então não será somente numa vinda, numa reencarnação, que conseguiremos sucessos, são necessárias de muitas. // Pois, ocorre muito, que ao invés, de se limpar estamos sujando ainda mais, costuma se disser, “um passo para frende e dois para traz” pelas nossas atitudes do dia a dia.
- Como a Alma/Espíritos é milenar, possibilidades existem de ter ocorridos vários, milhares de reencarnações, e muitas irão acontecer, nos longínquos dos tempos. // Não se entristeça por ter conhecimento dos fatos aqui citados, lembre-se que, já estivemos piores na nossa evolução, e com isto estamos dando mais um passo evolutivo, e em cada reencarnação, tendo boa vontade, cresceremos neste sentido.

Não se precisa ter tantos argumentos para entender a reencarnação, basta proceder a uma análise do que estamos passando hoje, 2016, para saber que existe uma evolução e não conseguirá evoluir num tão pequeno espaço de tempo. // Devem-se ter outras oportunidades.

Nas famílias, como disse acima, veja nos olhos de seus filhos, Esposa/Marido, que existem muitas maldades praticadas contra eles, que gostariam de perdoar ou ser perdoados. // O remédio para pagar quaisquer dívidas, ofensas é simplesmente o AMOR, utilizando o perdão, e nas práticas da Caridade.
- Por este motivo, necessário é da Oração, das Preces, no intuído de adquirir forças, compreensão, entendimentos do que estamos passando, pois, as energias recebidas são salutares em fornecer a nossa alma, contidos ao Espírito que se utiliza dos recursos do corpo para se purificar.
- Espero que tenham um pouco de entendimento e assim, ficarem mais tranquilos pelo que estão fazendo. // Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 1:14 PM Apr 18, 2019
O lava-pés

A Quinta-Feira Santa remete-nos para o homem que instituiu a Eucaristia e lavou os pés dos seus discípulos. Quando eu era criança e adolescente, estes dois actos de Jesus, lembrados neste dia, eram para mim um todo inseparável, pois era assim que me tinha sido explicada a Quinta-Feira Santa em casa e na catequese. Devido ao fenómeno bem conhecido de todos os leitores dos Evangelhos – se lermos os quatro de seguida temos a impressão de estarmos a ler mais do mesmo e sempre a mesma coisa – levou algum tempo até que caísse a ficha, por assim dizer, no que toca a este facto fundamental: em Mateus, Marcos e Lucas, Jesus institui a Eucaristia, mas não lava os pés dos discípulos. Em João, Jesus lava os pés dos discípulos, mas não institui a Eucaristia.

A lavagem dos pés ocorre no início do Capítulo 13 de João. É um momento extraordinário deste evangelho que é, simultaneamente, uma obra-prima literária, porque João consegue por meio dele apontar prolepticamente para a fraseologia que empregará para relatar a Paixão. O acto preparatório da lavagem dos pés é o de Jesus despir as suas roupas (em grego «tà himátia», τὰ ἱμάτια). Esta palavra para roupas é usada por tudo e por nada pelos outros evangelistas, mas João usa-a apenas na lavagem dos pés e na crucificação de Jesus. O desnudar, o despir das roupas, é portanto altamente simbólico. Simbólico de quê? De exposição, de fragilidade, de rebaixamento. Antes de ser crucificado, Jesus será despido das suas roupas, que serão divididas pelos soldados (pormenor único do Evangelho de João, ausente dos outros Evangelhos). Antes de lavar os pés dos discípulos, é o próprio Jesus que toma a iniciativa de assim se expor, rebaixar e humilhar, para desempenhar um trabalho que, na expressão de Rudolf Bultmann (o mais brilhante de todos os comentadores do Evangelho de João), é «Sklavendienst», isto é, «trabalho de escravo». E não há dúvida de que «escravo» é uma das palavras-chave deste lava-pés, surgindo explicitamente no v. 16.

Antes de voltarmos a considerar o sentido de «escravo», frisemos outro ponto de contacto verbal entre a lavagem dos pés e a Paixão: é que a lavagem dos pés é introduzida pela afirmação de que Jesus amou os seus «até ao fim» («eis télos», εἰς τέλος); a Paixão descrita por João termina com Jesus a dizer, antes de morrer, «tetélestai» (τετέλεσται), «está cumprido» ou «foi levado até ao fim». Trata-se do verbo correspondente ao substantivo «télos», que introduz a narração do lava-pés.

A narração propriamente dita inicia-se com simplicidade desarmante: «levanta-se do jantar e despe as roupas e, tomando um “léntion”, pô-lo à volta da cintura. Depois atira água para uma bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e enxugar com o “léntion” que tinha à volta da cintura».

Este lavar e enxugar não são actos quaisquer. É imensamente expressiva a circunstância de o verbo para «enxugar» («ekmássō») ser o mesmo usado por Lucas (7:38) no episódio em que a mulher lava os pés de Jesus com lágrimas e os enxuga com os seus cabelos. Aqui Jesus não enxuga os pés dos discípulos com os seus cabelos, mas sim com um «léntion».

O que será este «léntion»? A palavra surpreende, não só por ter aqui a sua única ocorrência no Novo Testamento, como também pelo facto de ser um latinismo. Não é uma palavra grega. É a helenização da palavra latina «linteum», que designa um pano de linho. Vergílio usa a palavra para designar a vela de uma nau; Catulo e Petrónio usam-na com o sentido de «guardanapo» ou «toalha». Sabemos, graças à epigrafia grega, de um nome de profissão em grego formado a partir desta palavra: «lentários», que era quem nos ginásios e nos balneários tratava das toalhas. O contraste entre a categoria de Cristo e o desprestígio de papel por ele assumido de escravo de balneário está patente no vocativo com que Pedro reage, chocado, ao que Jesus acabou de fazer: «Kúrie» (Κύριε, ou seja «Senhor», mas também a versão grega do nome do Deus do Antigo Testamento) «tu lavas-me os pés?!»

A cena prossegue, até Jesus oferecer a explicação do que aconteceu. Tratou-se de um «hupódeigma» (ὑπόδειγμα), dado por ele: de um «exemplo» (e a palavra tem aqui a sua única ocorrência no conjunto dos quatro Evangelhos). «Para que tal como eu fiz vós também façais. Amém amém vos digo: um escravo não é maior do que o seu Senhor nem um apóstolo é maior do que quem o enviou. Se sabeis isto, sois bem-aventurados – se fizerdes estas coisas».

No que toca ao vocabulário distintivo deste episódio do lava-pés, chama também a atenção a palavra «apóstolo», aqui usada pela única vez no Evangelho de João. E é claro que a palavra «escravo» não pode ficar sem comentário. Pois João é o único evangelista que usa «escravo» em sentido não-denotativo, ou seja, dando-lhe um segundo sentido que não é o literal. É só João que põe na boca de Jesus a frase «quem comete o erro é escravo do erro» (8:34). Por outro lado, Jesus dirá aos discípulos em João 15:15 que «já não vos chamo escravos, porque o escravo não SABE o que faz o seu Senhor. Chamei-vos amigos, porque todas as coisas que ouvi do meu Pai vos dei a CONHECER».

A palavra «escravo» pode ser entendida nestas passagens de João como designando a pessoa desconhecedora das palavras de Jesus e, ao mesmo tempo, como antónima não de «homem livre» mas sim como antónima de «amigo». E a escolha de cada um de nós é, portanto, entre sermos «escravos» (fazendo o erro, 8:34) e sermos «amigos» («se fizerdes as coisas que vos preceituei»: 15:14). E que coisas são essas que Jesus nos preceituou? «Se eu vos lavei os pés, sendo o Senhor e o Mestre, também vós deveis lavar os pés uns dos outros» (8:14).
0
Denunciar

A. Paulo Almeida 1:10 PM Apr 18, 2019
Em “O Evangelho Segundo o Espiritismo” capítulo VIII, Kardec esclarece o objetivo da religião:

“O objetivo da religião é conduzir o homem a Deus; ora, o homem não chega a Deus senão quando está perfeito; portanto, toda religião que não torna o homem melhor, não atinge seu objetivo; (…) A crença na eficácia dos sinais exteriores é nula se não impede que se cometam homicídios, adultérios, espoliações, calúnias e de fazer mal ao próximo em que quer que seja. Ela faz supersticiosos, hipócritas e fanáticos, mas não faz homens de bem. Não basta, pois, ter as aparências da pureza, é preciso antes de tudo ter a pureza de coração”.
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:31 AM Apr 18, 2019
- BH. 18/04/2019 – Senhores, ainda existem muitos que não acreditam que haja a Reencarnação. // No entanto, exponho uma lógica de sua necessidade para assim termos condições de melhorar um pouco nossa moral e assim, ter uma posição evolutiva satisfatória para se aproximar de Deus. // Vejam o “Propósito da Reencarnação”

O Espírito encarna e reencarna inúmeras vezes com a finalidade de progredir. // Gradualmente, ele sai da ignorância e cresce em conhecimentos e em moralidade. // Esse processo é vasto e demanda incontáveis existências.
- Nesse longo caminhar, vagarosamente o Espírito inteira-se do teor das Leis Divinas, que se encontram inscritas em sua consciência. // As Leis Divinas constituem um roteiro de felicidade.

Quem consegue adaptar sua vontade e seu proceder aos estatutos divinos, apressa e ameniza sua evolução para Deus. // Todo ato contrário às leis soberanas gera desequilíbrio, a exigir reparação. // Conforme a extensão das consequências, o ato de reparar pode demandar inúmeras encarnações.
- Muitas vezes um homem consegue ignorar e sufocar a própria consciência durante um tempo. // Não raro, grandes criminosos terminam seus dias terrenos na abastança. // No plano espiritual, tudo muda de figura.

Entre as encarnações, o Espírito contempla, no cenário da própria consciência, os atos que praticou. // Ele vislumbra todas as consequências que advieram de seu proceder. // E se vê tal qual é, sem ilusões ou desculpas.
- Alguns recalcitram no reconhecimento da própria realidade. // Entretanto, permanecem desequilibrados e sofredores, enquanto isso não se dá. // Não existe a figura do Espírito culpado, mas feliz.

Os pensamentos e os sentimentos do Espírito desencarnado são muito intensos e claros. // O corpo físico funciona como um quebra-luz, que diminui a agilidade mental e abafa as percepções e sensações. // Sem o corpo, tudo se torna muito vívido e vibrante.
- Um Espírito delinquente padece enormemente por conta do remorso. // Seus sofrimentos morais possuem uma pujança impossível de ser concebida por quem está encarnado. // Para atenuá-los, ele se decide pelas mais dramáticas e sofridas encarnações, sem titubear.

Tudo parece preferível a suportar tão angustiantes impressões. // Isso bem evidencia a sabedoria do preceito evangélico segundo o qual devemos nos acertar com os inimigos, enquanto estamos ao lado deles. // É prudente resolver imediatamente as pendências que temos com o próximo, sem acumular dívidas na consciência.
- Por outro lado, como tudo é muito intenso no plano espiritual, isso também ocorre com a felicidade. // A alegria do dever bem-cumprido, de estar em perfeita paz, tudo se multiplica ao infinito. // O Espírito devedor percebe a diferença entre sua condição e a de quem cumpriu o próprio dever.
- Para passar de um estado a outro, decide-se a enfrentar algumas dificuldades na terra. // Por isso, quando o Espírito programa sua existência futura, age com lucidez. // Posteriormente, esquecido do que o moveu, muitas vezes reclama das agruras da vida. // Mas as dificuldades são desafios destinados a fazer surgir o melhor que existe no ser. // Elas se destinam a promover a reparação do passado de enganos e gerar novos conhecimentos.
- Seu corajoso e digno enfrentamento descortina um amanhã luminoso, pleno de paz. // Assim, não reclame de sua vida. // Seja digno e correto, em todas as circunstâncias.

Não se preocupe com os equívocos alheios. // Cada qual dará contas de seus atos à própria consciência. // Sua tarefa consiste em melhorar-se, sempre e cada vez mais. // Para isso você nasceu.

Colaboração da amiga Jussara Dondoni, edição da Equipe de Redação do Momento Espírita. // Júlio Maria. ///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

João Frazão 8:37 AM Apr 18, 2019
Como estamos na semana em que o cristianismo comemora a morte de Jesus na cruz, eis o que escrevi lá pelos idos de 2010
A VIA SACRA ESTÁ NA BÍBLIA?
E QUEM CARREGOU A CRUZ?

Todos os anos, por época da “semana santa”, sempre são mostrados filmes sobre a vida de Jesus, dando ênfase à sua “paixão”. Numa dessas ocasiões, minha filha estava assistindo a um desses, quando passei à frente da TV, justamente no momento em que se desenrolava a “via sacra”, onde nos mostram Jesus sendo chicoteado e achincalhado durante o percurso até o Gólgota, local de sua crucificação. Como ela sabe que sou contra determinadas passagens descritas na Bíblia, só para me provocar, ela perguntou o que eu poderia dizer sobre a caminhada de Jesus para sua crucificação, oportunidade em que lhe disse que a “via sacra”, como toda peça teatral, foi montada para que a Igreja Católica pudesse transmitir uma mensagem aos seus fiéis sobre os fatos supostamente ocorridos nos momentos próximos à execução de Jesus, já que na Bíblia não há nenhuma descrição do que aconteceu no trajeto entre o Pretório e o local onde Jesus foi crucificado.
Sei que o que estou dizendo vai chocar a muita gente, principalmente àqueles que só entendem da Bíblia o que os padres ou os pastores dizem nas suas pregações e não se dão ao trabalho de ir lá “conferir” para ver o que, realmente, diz a “palavra de Deus”. E a “via sacra” é uma dessas coisas que falam, mas que não há nenhuma narrativa dela na Bíblia.
Vejamos o que dizem os quatro livros do Evangelho, na versão da SBB - Almeida Revista e Corrigida, edição 1995, relativamente ao trajeto que veio a ser considerado como “a via dolorosa”:
Mateus 27:
31 E, depois de o haverem escarnecido, tiraram-lhe a capa, vestiram-lhe as suas vestes e o levaram para ser crucificado. 32 E, quando saíam, encontraram um homem cireneu, chamado Simão, a quem constrangeram a levar a sua cruz.
Marcos 15:
20 E, havendo-o escarnecido, despiram-lhe a púrpura, e o vestiram com as suas próprias vestes, e o levaram para fora, a fim de o crucificarem. 21 E constrangeram um certo Simão Cireneu, pai de Alexandre e de Rufo, que por ali passava, vindo do campo, a que levasse a cruz.
Lucas 23:
25 E soltou-lhes o que fora lançado na prisão por uma sedição e homicídio, que era o que pediam; mas entregou Jesus à vontade deles. 26 E, quando o iam levando, tomaram um certo Simão, cireneu, que vinha do campo, e puseram-lhe a cruz às costas, para que a levasse após Jesus. [na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, da SBB e em algumas católicas é dito atrás de]
João 19:
16 Então entregou-lho, para que fosse crucificado. E tomaram a Jesus, e o levaram. 17 E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Calvário, que em hebraico se chama Gólgota,” (grifamos)
Pelos textos acima transcritos não é preciso fazer muito esforço para se verificar que em Mateus e Marcos as narrações do fato foram de forma semelhante, até em relação ao ato de Simão, de Cirene, ter sido forçado a carregar a cruz em lugar de Jesus, indo, em Marcos, até ao detalhe de indicar os nomes de quem Simão era pai.
Em Lucas e João o mesmo fato é narrado de forma diferente entre si, sendo que, entre a narração de Lucas e a dos dois primeiros, só houve uma “pequena” mudança quanto ao fato de Simão ter carregado a cruz após (na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, da SBB e em algumas católicas é dito atrás de) Jesus.
Já em João fica clara a diferença na narração do fato, pois neste livro é dito que foi Jesus quem carregou a cruz.
Continua...
0
Denunciar

João Frazão 8:36 AM Apr 18, 2019
...Continuação
Como há uma corrente de entendimento de que os evangelhos se completam, não é lógico, pelo menos nesse ponto, querer justificar essa contradição dizendo que os Evangelhos se completam, pois narrações antagônicas sobre o mesmo fato não podem se completar. Logo, tal entendimento não pode servir de argumento, dado que os seus autores não os escreveram numa mesma época; além do mais, somente mais tarde é que esses escritos vieram compor o segundo tomo da Bíblia, denominado de Novo Testamento.
Aqui, peço a atenção do leitor para a possibilidade de os dirigentes do então incipiente Cristianismo terem incluído entre os seus objetivos o estabelecimento de determinados “pilares” doutrinários, visando dar-lhe uma estrutura de instituição sólida e duradoura, a exemplo do Judaísmo, de onde ele se originou. Daí a introdução, pelo Catolicismo, do ritual do “sacrifício” de Jesus na cruz, por analogia ao “cordeiro imolado” do Judaísmo, para justificar o perdão dos pecados cometidos por toda a humanidade durante a vigência do Antigo Testamento como, também, a introdução da cultura da aceitação do sofrimento, a exemplo do suportado por Jesus na cruz, como um dos caminhos da nossa salvação.
Eis aí, no meu entender, o motivo da narração de João ter ficado divergente das constantes em Mateus, Marcos e Lucas, sobre o trajeto de Jesus, entre o Pretório e o local onde Ele foi crucificado. Convém esclarecer ao leitor que em nenhum dos quatro Livros é mencionado qualquer fato acontecido nesse trajeto, exceto quanto ao relativo a quem levou a cruz, igual nos três primeiros, mas diferente no de João.
Daí eu ter feito as duas interrogações que dão título a este trabalho; isso porque, creio, o texto de João deve ter sido elaborado, visando dar suporte doutrinário à instituição da via dolorosa, conhecida como “via sacra”, com suas estações de tortura e sofrimento, culminando com a execução de Jesus na cruz, tendo por motivação o afloramento de uma grande emoção nos fiéis que assistem a tais espetáculos, especialmente nas proximidades e durante as “comemorações” da “semana santa”. Convém repetir que, tendo o Cristianismo surgido no seio do Judaísmo, não pode ser desprezada a “conveniência” da implantação de rituais para que essa então nova doutrina, pregada por Jesus, fosse facilmente assimilada como uma nova religião pelos fiéis do Judaísmo, no seio do qual Jesus nasceu e pregou sua Doutrina. Daí a Sua morte na cruz, por analogia ao cordeiro imolado do Judaísmo, ter sido transformada, pelos dirigentes do Catolicismo de então, e adotada pelos demais seguimentos cristãos dele originários, direta ou indiretamente, como um sacrifício mais “refinado” e duradouro do que o do ritual Judaico, já que neste eram utilizados apenas animais para perdão dos pecados cometidos por seus fiéis durante o ano anterior.
Nesse ponto, peço a atenção do leitor para as passagens descritas em:
Mateus 10,38 “E quem não toma a sua cruz e não segue após mim não é digno de mim.” e
16:24 “Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me;”

Marcos 8,34 “E, chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.”

Lucas 9,23:“E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. e
14,27 E qualquer que não levar a sua cruz e não vier após mim não pode ser meu discípulo.”
Continua...
0
Denunciar

João Frazão 8:35 AM Apr 18, 2019
...Continuação
Como o leitor poderá notar, nesses três livros consta que Jesus manda cada um dos seus seguidores carregar a sua cruz; daí, surge a seguinte pergunta: Que ensinamento podemos tirar desta passagem, se Ele não carrega a Sua própria cruz?! E não se venha dizer que, aqui, se trata de um caso típico de aplicação de sentido figurado, pois em João consta Ele carregando a Sua e não consta Ele mandando os seus seguidores carregarem as deles; já nos outros três consta Ele mandando seus seguidores carregarem as suas e não consta Ele carregando a Sua própria.
Em consequência desses textos bíblicos, só se pode:
1) deduzir que:
a) como em Mateus, Marcos e Lucas, Jesus mandou cada um dos seus seguidores carregar a sua cruz, mas como nesses mesmos três livros não consta que Ele tenha carregado a Sua, esse fato põe por terra o que neles está escrito, já que, aí, Jesus não deu o exemplo; portanto “tornou-se necessário” “suprir-se” tal lacuna, ainda que no momento extremo de Sua vida, o que foi feito com a inclusão dessa tarefa em Jo 19,17, “harmonizando”, assim, os textos bíblicos; ou
b) por constar em Jo 19,17 que Jesus carregou a sua cruz, e nos outros três não constar a descrição desse mesmo fato narrado em João, houve “necessidade” em se “incluir” tal hipótese neles, ainda que sob a forma de Jesus sugerindo aos outros, em algumas passagens (por coincidência, semelhantes neles três), a exemplo das semelhanças ocorridas nos textos descrevendo o carregamento da cruz por Simão. e,
2) concluir que a “via sacra” não existiu, por não constar da Bíblia.
Como o leitor poderá notar, essas dedução e a correspondente conclusão têm a sua lógica, porque baseadas naquilo que está escrito, ou que não está escrito na “palavra de Deus”.
São divergências como essas, sobre o que está escrito, ou não está escrito na Bíblia, que impedem de aceitar tudo o que dizem os profissionais da religião estar explícito ou implícito na palavra de Deus. E não venham os adeptos da sua inerrância dizer que ela não contém erros, por ter sido escrita por inspiração divina...
Por que há de se dizer isso? Por ter sido escrita por homens como nós, suscetíveis a erros; e mais: porque a inspiração não depende só de quem a transmite, mas, principalmente, de quem a recebe; é como o rádio e a TV que, para serem perfeitas a transmissão e a recepção, tem que haver compatibilidade (sintonia) entre o transmissor e o receptor, sob pena de a mensagem não ser recebida com a mesma clareza da sua transmissão; tanto é verdade, que Jesus nos alerta em Mt 24,24 e Mc 13,22 para o surgimento de falsos messias e de falsos profetas, mostrando que estes tentarão seduzir até os escolhidos, alerta esse confirmado por Pedro e João (2Pd 2,1 e 1Jo 4,1). Ora, o que serão falsos messias e falsos profetas? São aqueles que se apresentam dizendo-se portadores das mensagens do plano divino (o que está cheio deles por aí), procurando enganar os incautos com seus “milagres”, ou suas pregações em nome Dele, mas sempre mediante o pedido de contribuições para divulgação do evangelho de um je$u$, diverso daquele em nome de quem eles se apresentam como representantes aqui na Terra. Estão aí os exemplos dos grupos de comunicação “religiosos” (verdadeiros impérios econômicos), criados e mantidos por contribuições solicitadas com a desculpa de que são para divulgar o “evangelho” de um “$enhor je$u$”; só não os vê quem não quer, ou são daqueles que acreditam que, com essas suas contribuições, estarão garantindo suas “vaguinhas” no céu...
Abraços. Frazão
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:35 PM Apr 17, 2019
- BH. 18/04/2019 – Senhores, Na nossa infância fomos muitas vezes advertido, sobre o pecado e sobre o Inferno. // Qualquer pecado, principalmente o mortal, levaríamos aos fundos dos infernos. // E até hoje ainda dizem assim. // Agora pelos andamentos da carruagem, pelos aprendizados, temos informação que o inferno não existe, se somos julgados seremos pela nossa própria consciência. // Então encurtando o assunto, consta por meios viáveis de informação que, houve uma substituição de nomes, para UMBRAL, no qual será um lugar para todos nós devemos passar, por cometermos erros, será uma estadia, por menor que seja, para todos nós passássemos por lá depois da morte do físico, no qual o espírito, por ser imortal, se alojaria para ficarem cientes de suas posições no seguimentos de sua evolução. // Verifica-se que: – Nenhum Espírito humano, atualmente, ficará isento de uma passagem no ─ UMBRAL ─ depois da morte do corpo físico.

– Agora vou lhes fornecer uma ideia do que seja, do que se passa no UMBRAL. “Equivalente aos citados Infernos”.

– Os senhores hão de convir que, ainda, até o presente momento temos muitas dúvidas sobre a nossa vida no Globo terrestre, pelas dificuldades de sabermos “De onde viemos”, o que estamos fazendo aqui, e o mais difícil é discernir para onde vamos. // Sabemos muito pouco do que se passa por meios materiais que se encontram bem a nossa vista. // Então, como deveremos saber no que se passa nos Mundos Espirituais, e uma definição sobre o Umbral?

– Uma boa maneira de ter certas ideias é por intermédio de fazer comparação, como então, identificar a palavra Umbral, conhecida a pouco por mim, por intermédio do Espiritismo, que se refere a um Inferno, sendo amenizado, equiparando a um Purgatório. // No entanto, o que é o INFERNO? // Por interpretações contidas na Bíblia, sendo registradas em várias religiosidades, é um “local” destinado para as almas que cometeram o Pecado Mortal, ou simplesmente cometem, sem se preocupar, em fazer correções por indicações de cada religião, resolvendo a sua situação de não ir para “os meios dos infernos”. // Para muitos o inferno é um local em brasa de sofrimento para o extermínio da Alma, subtendido o Homem. // Porque O corpo do homem vai para sete palmos, é a Alma que terá o destino nos meios dos infernos, conforme ensinamento Bíblico.
– Veja, então, o que significa “Inferno”, pelo Mini Dicionário Aurélio: “Lugar subterrâneo onde as almas dos mortos, segundo o cristianismo, lugar, ou situação pessoal em que se encontram os que morreram em estado de pecado: Tormento, Martírio”. // Purgatório: “Lugar de purificação das almas dos justos, antes de admitidas na bem aventurança”. E purificação: “Ato ou efeito de se purificar”. // Neste conceito de “quem tiver pecado”, precinto que todos nós iremos para os infernos, pois exceto Jesus, todos nós somos pecadores. // Esses ensinamentos estão bem claros na Bíblia Sagrada. // Aqui não expressa nenhuma individualidade de crença, de religião, de profissão, de categoria, é mais nomenclaturas de Humanos existenciais no Globo Terrestre, principalmente para todos nós que atualmente estamos tendo as oportunidades desta Reencarnação bendita nos oferecida por Deus.
– Mas, não vamos mudar o foco do assunto... O QUE É UMBRAL? // O ser humano se encontra num patamar de conhecimentos dos quais, nós os humanos estamos sendo iludidos com certas interpretações dos religiosos, que nos fazem uma limpeza “Cerebral”, impondo-nos seus conceitos de suas “verdades”. // Reconhece-se por todos citados humanos que aqui a vida na Terra, se vive num caus. // Existem explicações? // Sim, porém, elas são contrárias aos ensinamentos das religiões, por estes motivos ainda não estamos preparados para as suas aceitações. // Numa delas, como são muitas, é o reconhecimento da retirada de Céus e Infernos por constar numa outra palavra amenizada que é o “Umbral”, local este, existente nos Mundos dos Espíritos. // Aqui com esta ideia, muitos engolem seco, pela não aceitação. // Vejamos então...
– Como dito, todos nós estamos cometendo, a cada segundo, pecados por pensamentos, palavras e obras. // Cientes, estamos, de que Jesus não condena o pecador, e sim os pecados. // Aqui se tem algo que ainda não tínhamos pensado, quando o ser humano passa pelo processo de cometer erros, faltas, com o sentido de “pecar”, estes momentos ficam registrados no seu corpo perispiritual, no qual será transferido para o espírito/Alma, pois por intermédio do Espírito é que se cometem os pecados. // O ser humano, ou seja, o homem é comandado por um espírito, caso queira ou não. // Então, no Espírito traz consigo todas as manchas das falhas do homem, e ali fica predestinado a fazer a sua limpeza, porém, se não houver a ação do ser humano no bem, não há possibilidade de limpeza. // Como a carne fala mais alto, pelas suas sensibilidades e emoções, os prazeres afloram e ai o espírito se descamba, fica tudo perdido.

– O Espírito quer se mudar, mas, mas o corpo quer só “gozar”, no sentido que lhes provém o seu entendimento, colocando-se que está tudo bem. // Então, então vai tudo por água a baixo a conquista de um Céu tão prometido pelas religiões e fica mais claro que os Infernos estão próximos.
– As Orações às preces, os arrependimentos, as mudanças de hábitos, atitudes, são ótimos, inclusive daqueles que acreditam que tendo Fé, é o bastante para se salvar, mas no fundo existem fatos desconhecidos por muitos, pelas “Dificuldades Ocultas” de nossas vidas, com isso, não nos livraremos de uma passagem no “Umbral”, e por lá, existem as soluções de todos esses problemas.
– Não nos garantimos a salvação, simplesmente, pelo que aprendemos nas religiões, e tão pouco seremos salvos como consta no Catolicismo, nos Evangélicos, nas suas crenças das “Graças”, adquiridas, e em muitas religiões, o principal quando nos referimos aos Espíritas pelos seus conceitos, pois, por sermos humanos, também cometemos faltas, e algumas delas são graves, por demais.
– Então, como se fica? - Senhores, Umbral é um lugar que substitui ao Inferno, ou ao purgatório, que é um lugar de se purgarem de tudo aquilo que nos causa à dor da consciência, pois os registros de nossas ações, tanto pelos pensamentos, pelas palavras ficam arquivados na nossa consciência, com isto, ela se encontra bem suja. // Com a mente pesada estamos conscientes de que não iremos para os Céus? // Deus e Jesus não vão consentir a nossa presença pelo simples bel prazer, levando toda a nossa sujeira, sendo que, quando saímos de lá, pela nossa Criação fomos feitos Puros, sem mácula?

– Os critérios adotados pelas organizações nos Mundos Espirituais, subentendido que no UMBRAL são vastos, existe um princípio a ser adotado de acordo com “cada um” com exigências de suas posições, numa das bases, pela Moral, conhecimentos, que pela moral baseia-se das necessidades para assim, dar continuidade dos tratamentos. // Em muitos, aqueles já, com uma boa evolução, seguem o itinerário de progresso. // Os considerados capazes de uma recuperação gradativa, pelas suas boas vontades, no exercício de trabalhos, das Obras do bem, alcançam patamares evolutivos com facilidades.
– Os irmãos que se encontram por momentos de dificuldades, e principalmente de que, a sua recuperação se trata na dependência de sua pessoa, depois de analisadas das suas necessidades individuais, terão as oportunidades de recomeçar tudo de novo, vindo para um planeta, de acordo com ele, por intermédio das “Reencarnações”.

– Cientificando de que todos nós seremos tratados de iguais condições e assim, muitos, mas muitos mesmos, dos atuais habitantes desta Terra passaram por tudo isso, que por méritos de oportunidades se encontram Reencarnados, nos locais certos, nas famílias propícias juntamente com aqueles que passaram por desavenças para uma reconciliação. // Com todos esses esclarecimentos e muitos ainda desconhecidos, é o UMBRAL, que muitos temem que na realidade o temor seja para aquele de consciência pesada pelas suas maledicências.

– Em obras literárias, constam assimilações de condições físicas iguais o da Terra, no Umbral. // Em todos os aspectos.
– Narro então, um obreiro se apresentou ao trabalho no Umbral, citando o seguinte.
– “Quero muito ajudar a todos no que for preciso”! // Nisto ocorreu um esclarecimento no local. “Aqui no Umbral é um lugar de muita dedicação e trabalho. // Nós não paramos de investir nosso tempo em nossa evolução um segundo sequer. // É preciso que você auxilie nas aulas ministradas para as crianças. // Você será profundamente útil nos ensinamentos, ensinando-as a ler e escrever, elas precisam aprender... // As crianças foram mostrar o obreiro toda a colônia: “Os galpões, as alas e enfermarias, as salas, teatros e cinemas, os parques e jardins”. // Aqui ocorreu também, uma semelhança com a Terra. // “O tempo estava totalmente fechado no umbral. // Parecia que tudo estava ainda pior, com raios, trovões e muita chuva”.

–Senhores estes simples fatos demonstram que “a vida continua” em tudo que estamos passando na Terra. // Um lembrete a parte... // Deus é Justo e Misericordioso, não fazendo acepção do ser humano, ou melhor, acepção de seus filhos, os espíritos para que cada um faça a sua parte e volte limpo, puro ao seu Seio que é todo Amor. // Como a matéria é vasta, fica sem condições dos pormenores. // Júlio Maria. //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 4:23 PM Apr 17, 2019
Amigos. Paz plena.
Eis o meus comentários sobre o livro “O eu e o inconsciente” 7/2, do Carl Gustav Jung, que escrevi após a leitura e estudo do mesmo:
Após ler este livro digo que o autor tem sim razão da existência do Eu, pois “Eu Sou” e todos também são e cada um pode dizer: “Eu Sou”; como também existe o Inconsciente, que se divide em Individual e Coletivo (Ver pág. 1).
O autor criou um labirinto mental em torno do Ser humano e do Inconsciente e não conseguiu encontrar a saída do tal labirinto, criado por ele.
O autor fala do Eu, do Consciente, do Inconsciente, da Persona, da Psique, a pessoa; da Anima e do Animus; da Individuação, do Indivíduo e etc.
Na minha opinião julgo que se o Carl Gustav Jung tivesse estudado e compreendido a verdade da reencarnação digo que o trabalho dele teria sido muito mais útil para que todos os psicólogos e psiquiatras pudessem compreender com mais lucidez e clareza os Seres Humanos.
Todo Ser Humano é sim a união de um Espírito encarnado ou reencarnado num corpo físico, que traz muito bem arquivado no seu inconsciente individual e em total segredo toda a história da sua caminhada evolutiva cósmica, como também o planejamento que dever ser realizado na atual vida física.
Como o Ser Humano já possui o livre arbítrio, então o planejamento a ser executado pode sim ser alterado ou até mesmo abortado, pois poderá ser totalmente alterado com relação ao aspecto coletivo, pois este só poderá ser bem executado se a linha reencarnatória ou do nascimento não foi rompida...
O planejamento no aspecto individual pode ser bem executado em qualquer lugar ou em qualquer egrégora, mas o coletivo não, pois este depende do lugar e da condição onde o Ser Humano reencarnou, pois ele nasceu num certo lugar familiar por decisões superiores, que foram tomadas antes do nascimento do mesmo...
Cada caso deve ser analisado e compreendido nos mínimos detalhes.
Lembro-me muito bem, quando fiz uma consulta espiritual no Centro Oriente no início da minha frequência no Centro Espírita Irmão Mateus e recebi essa orientação:
“Você já está orientado. Você deve começar a fazer o que foi planejado antes da sua reencarnação”. (02/02/2018).
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 4:19 PM Apr 17, 2019
Amigos. Paz plena.
Eis o meus comentários sobre o livro “O eu e o inconsciente” 7/2, do Carl Gustav Jung, que fiz na página 13:
(“Parte I – Efeitos do inconsciente sobre a consciência”. Pág. 13). Ouvi de um psiquiatra no início de 1980 que a mente é semelhante a um iceberg, pois todos veem o que está acima d´água e ninguém sabe o que está abaixo; eu desenvolvi o que ouvi e passei a explicar que entre o consciente e o semiconsciente, que estão à tona d’água e o inconsciente, que está abaixo d’água, existe uma linha divisória, para proteger o arquivo individual profundo de cada ser humano...
Ouvi de outro psiquiatra essa explicação, também no ano de 1980, logo depois que deixei o primeiro:
“A mente humana é como um balão, no qual vão sendo colocados todos os assuntos que a pessoa vai aprendendo e nele tudo fica muito bem arquivado. Quando alguém vai falar sobre um assunto ele o busca muito bem arquivado no balão por meio de um filtro, que fica na boca do balão e tudo sai perfeito.
No seu caso (no meu é lógico) esse filtro rompeu e quanto você fala sobre um certo assunto, então vem outros assuntos no meio e tudo vira uma confusão e por isso você perdeu o controle da sua mente... Você tem que tomar remédio para fazer o efeito do filtro que foi rompido”.
Como eu já tinha ouvido a explicação conforme a página 11, então desenvolvi esse raciocínio, pois aceitei a verdade da reencarnação no dia 05/01/1980:
1 - Consciente e 2 - Semiconsciente, o que está acima d’água.
3 – 4 – 5 – Inconsciente Individual, o que está abaixo d’água.
Esse tal filtro é sim a “linha divisória” entre o consciente e semiconsciente do inconsciente individual, no qual todo o passado do Espírito está muito bem arquivado (nº 3) e também está arquivado o que o Espírito viveu no plano espiritual entre as vidas físicas (nº 4), e, tem o arquivo do planejamento para ser executado na vida presente (nº 5), esse planejamento pode ser modificado...
Como todo Espírito encarnado possui uma escala específica de guias, só os Espíritos mais evoluídos da escala de guias sabem o segredo maior daquele Ser Humano, que é a Identidade Cósmica dele. Os outros Espíritos da escala de guias só sabem que o Espírito encarnado veio de um nível mais alto e eles têm como principal função a proteção do Espírito reencarnado (ver a 2ª carta escrita para o Rafael em 05/04/1993).
Por um processo que só os Espíritos Superiores da escala sabem quando chega a hora certa a linha divisória rompe e o Espírito encarnado vivi o nascimento do alto dele (Jo 3,3 e 7) e assim começa a tomar conhecimento dele mesmo (= o autoconhecimento). Nesse momento também outros Espíritos descobrem o nível evolutivo do Espírito encarnado e se aproximam entrando em seu campo mental e fazendo intuições para aquele Ser Humano conforme o conhecimento e vontade deles... Isso gera sim uma confusão louca na cabeça ou na mente do Espírito reencarnado...
Deus está sempre no leme de todo o processo evolutivo do Cosmo, incluindo Galáxias, Sistema Solares e Planetários, até chegar a cada Ser Humano, pois tudo o que um Ser Humano descobre depois passa a ser propriedade da coletividade. (06/01/2018).
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Bíblia Sagrada 12:26 PM Apr 17, 2019
(Jo 14:6)
Diz-lhe Jesus: "Eu Sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém CHEGA ao Pai a não ser através de mim.

O anti-cristão da extrema-direita com problemas mentais (que são a maioria dos que votaram bolsonaro), chamou de mentiroso ao querido Amigo Júlio Maria, usando uma tradução enganosa e tendenciosa.
Querem dar relevo a essa passagem para dizer que Jesus é Deus é como se repara numa tradução correta, não tem nada a ver.

0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 11:28 AM Apr 17, 2019
- BH. 17/04/2019 – Senhores, essas instruções de desligamento é muito complexa, no entanto, posso acrescentar que, tudo aquilo que consta na nossa consciência, subtendido no espirito, fica no períspirito, é transportado junto com o espírito, como emoções, sentimentos para serem julgados pela nossa consciência, porém o que for material não, o desligamento somente após o espírito se desprender dos interesses dos bens materiais, assim, o processo de desligamento, nesse caso, pode demora horas, dias, meses, anos e até séculos para se desligar. // Isso é meio complicado, então põe a mente a funcionar pensando nisso. Vejam como...

QUANDO O CORPO MORRE, DEMORAMOS PARA NOS DESLIGAR? PORQUE?

Morte física e desencarne não ocorrem simultaneamente. // O indivíduo morre quando o coração deixa de funcionar. // O Espírito desencarna quando se completa o desligamento, o que demanda algumas horas ou alguns dias. // Basicamente o Espírito permanece ligado ao corpo enquanto são muito fortes nele as impressões da existência física.
- Indivíduos materialistas, que fazem da jornada humana um fim em si, que não cogitam de objetivos superiores, que cultivam vícios e paixões, ficam retidos por mais tempo, até que a impregnação fluídica animalizada de que se revestem seja reduzida a níveis compatíveis com o desligamento. // Certamente os benfeitores espirituais podem fazê-lo de imediato, tão logo se dê o colapso do corpo. // No entanto, não é aconselhável, porquanto o desencarnante teria dificuldades maiores para ajustar-se às realidades espirituais. // O que aparentemente sugere um castigo para o indivíduo que não viveu existência condizente com os princípios da moral e da virtude, é apenas manifestação de misericórdia. // Não obstante o constrangimento e as sensações desagradáveis que venha a enfrentar, na contemplação de seus despojes carnais em decomposição, tal circunstância é menos traumatizante do que o desligamento extemporâneo.

Há, a respeito da morte, concepções totalmente distanciadas da realidade. // Quando alguém morre fulminado por um enfarte violento, costuma-se dizer: - "Que morte maravilhosa! // Não sofreu nada!" // No entanto, é uma morte indesejável.
- Falecendo em plena vitalidade, salvo se altamente espiritualizado, ele terá problemas de desligamento e adaptação, pois serão muito fortes nele as impressões e interesses relacionados com a existência física.
- Se a causa da morte é o câncer, após prolongados sofrimentos, em dores atrozes, com o paciente definhando lentamente, decompondo-se em vida, fala-se: Que morte horrível! Quanto sofrimento!" // Paradoxalmente, é uma boa morte.

Doença prolongada é tratamento de beleza para o Espírito. // As dores físicas atuam como inestimável recurso terapêutico, ajudando-o a superar as ilusões do Mundo, além de depurá-lo como válvulas de escoamento das impurezas morais. // Destaque-se que o progressivo agravamento de sua condição torna o doente mais receptivo aos apelos da religião, aos benefícios da prece, às meditações sobre o destino humano. // Por isso, quando a morte chega, ele está preparado e até a espera, sem apegos, sem temores.

Algo semelhante ocorre com as pessoas que desencarnam em idade avançada, cumpridos os prazos concedidos pela Providência Divina, e que mantiveram um comportamento disciplinado e virtuoso. // Nelas a vida física extingue-se mansamente, como uma vela que bruxuleia e apaga, inteiramente gasta, proporcionando-lhes um retomo tranquilo, sem maiores percalços.
- Do Livro: Quem tem medo da Morte – Autor: Richard Simonetti. // Júlio Maria. //////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 11:03 AM Apr 17, 2019
17/04/2019 senhores, a matéria abaixo é bem explicativa, mas os que não pensam, assim, nesse sentido, podem tirar o cavalinho da chuva, porque, Júlio, Carlos, Irineu, Rosário, Décio, Armando, Fora Comunas, estando encarnados ou desencarnados, depois dos sete palmos, porque morreu acabou, o Júlio e demais, não voltaram, nem que a vaca tussa. Então senhores aproveitem bem o agora porque, como falei eu e os demais para nunca mais. Nós não nasceremos mais. pela segunda vez. Deu para entender? OK?
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 10:32 AM Apr 17, 2019
BH. 17/04/2019 – Senhores, é reconhecido que, para aqueles que possuem um bom entendimento da necessidade de possuirmos o direito das reencarnações, no entanto, se vê claramente que: “BILHÕES DE ESPÍRITOS DISPUTAM UMA VAGA POR UM CORPO FÍSICO”

– Neste período de transição planetária em que vivemos, a Fila da Reencarnação está enorme. // Bilhões de Espíritos disputam vaga por um corpo físico… Algumas seitas sempre falam no fim do mundo, no final dos tempos. // O Espiritismo explica que estamos vivendo um período de transição. // Deixaremos de ser um mundo de Prova e Expiação para sermos um mundo de Regeneração.
– Temos até casos ocorridos no nosso Grupo: “Um Irmão desencarnado, depois de bater em muitas portas, não conseguindo êxito, manifestou-se pedindo desesperadamente ajuda, fato que tocou o coração de uma Irmã, presente nos Trabalhos, que se prontificou recebê-lo como Filho. // O fato tornou-se realidade, Ele Reencarnou na Casa dela e hoje está com mais ou menos 12 anos.

–A fila para reencarnar está enorme. // Bilhões de espíritos esperam pela oportunidade de um corpo físico. // A estimativa é de que haja em torno de 30 bilhões de espíritos na Terra, entre encarnados e desencarnados. // Há espíritos que não reencarnam há séculos, e precisam apressar-se se quiserem permanecer no planeta. // Os que não se adequarem às novas diretrizes serão deportados…
– Os avós paternos e maternos do seu pai e os avós paternos e maternos da sua mãe, mais os pais do seu pai e os pais da sua mãe, mais seu pai e sua mãe.
– Se os avós de seus pais (os seus bisavós) dependerem de você para nascer, são 8 espíritos disputando uma vaga e meia. // Viu como isso vai longe?
– Um outro tipo de vida nos espera, com mais responsabilidades, com participação direta sobre os destinos daqueles que nos são caros e que ficaram para trás.

–Ao longo de séculos e milênios, vamos formando afeições e vínculos de toda espécie com muitos espíritos. // Formamos grandes grupos, sobre os quais exercemos influência e pelos quais somos influenciados. // Uns progrediram mais, outros menos, alguns estacionaram há tempo.
– Não conseguiremos usufruir de uma condição melhor sabendo que seres de quem gostamos estão afastados de nós por tempo indeterminado.
– Também não deve ser agradável constatar que espíritos com quem não simpatizamos estão numa situação muito difícil graças, em parte, aos erros que cometemos em relação a eles no passado.

–Que vamos demorar para reencarnar é praticamente certo. // Por mais que isso pareça apocalíptico, é hora de abandonarmos questões vãs, mágoas, recalques, ódio, sentimento de vingança, ambição desmedida, desejo exacerbado. // Tudo o que nos ligue à animalidade é sempre prejudicial, mas num período como o que vivemos não é só prejudicial, é decisivo.
– Nosso maior esforço será em relação ao nosso próximo. // Todos nós conhecemos pessoas que não são exatamente elevadas mas pelas quais temos algum sentimento que fará com que nos responsabilizemos por elas.
– Não temos mais tempo para brincadeiras. // Não podemos mais nos dar ao luxo de nutrir magoazinhas ridículas. // Se realmente levarmos alguns séculos para reencarnar novamente, encontraremos este planeta mudado.

–Serão outros valores, outros padrões de pensamento e comportamento para com o próximo – FONTE: // Júlio Maria. //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:11 AM Apr 17, 2019
- BH. 17/04/2019 Senhores, será uma incógnita dizer a realidade. // Dentro do conceito de que A VIDA CONTINUA, o que deveremos pensar... Tive uma ideia: Se o falecido (a) se encontrar com a consciência tranquila, vai despertar tranquilo. // Agora se estiver com problema de consciência, vai acordar atordoado sem, saber o que está acontecendo. // Então vejam... – COMO É O DESPERTAR DO ESPÍRITO DEPOIS DA MORTE DO CORPO FÍSICO? –

– Ensina o Espiritismo que por ocasião da morte tudo, a princípio, é confuso.
– O Espírito desencarnado precisa de algum tempo para entrar no conhecimento de si mesmo.
– Ele se acha como que aturdido, no estado de uma pessoa que despertou de profundo sono e procura orientar-se sobre a sua situação. // A lucidez das ideias e a memória do passado lhe voltam aos poucos, à medida que se apaga a influência da matéria que ele acaba de abandonar e se dissipa a espécie de névoa que lhe obscurece os pensamentos.

–O processo de desprendimento espiritual é lento ou demorado, conforme o temperamento, o caráter moral e as aquisições espirituais de cada ser. // Não existem duas desencarnações iguais. // Cada pessoa desperta ou se demora na perturbação, conforme as características próprias de sua personalidade. // A perturbação pode, pois, ser considerada o estado normal no instante da morte, e perdurar por tempo indeterminado, variando de algumas horas a alguns anos, de conformidade com o estado evolutivo do Espírito.
– Breve, no caso das almas elevadas, pode ser longa e penosa no caso das almas culpadas. // Para aqueles que já na existência corpórea se identificaram com o estado que os aguardava, menos longa ela é, porque compreendem imediatamente a posição em que se encontram. // As peripécias do que ocorre na agonia, na desencarnação e na readaptação do Espírito à vida espiritual podem ser vistas no livro Voltei, obra psicografada por Chico Xavier. / / (Astolfo Olegário de Oliveira Filho) // Que acontece com o espírito, quando morre seu corpo?
– André Luiz nos mostra que esse outro lado da vida é muito parecido com o lado de cá. // Há muitas semelhanças. // Ninguém fica vagando no espaço como alma penada, nem tocando harpa no beiral de uma nuvem. // O mundo espiritual, para os espíritos, é tão real e dinâmico quanto o mundo físico é para nós. // É por isso que muitos espíritos não sabem, ou não conseguem acreditar que já morreram. // São daqueles que pensam que ao morrer irão para o céu, o purgatório ou mesmo para o inferno, ou então, que a morte irá apagá-los de vez. // Mas, ao invés disso, encontram-se quase como antes. // Muitos voltam para o lar, para os ambientes do trabalho ou do lazer. // Veem as pessoas, falam com elas, mas as pessoas não lhes dão a menor atenção. // Alguns pensam que ficaram loucos, ou que estão vivendo um pesadelo interminável. // Muitos assistem ao próprio velório e sepultamento, mas não aceitam a ideia de que aqueles funerais sejam os seus. // Espíritos nessa condição são popularmente conhecidos como sofredores.
– Uma das atividades dos centros espíritas é o esclarecimento a esses irmãos tão necessitados. // Eles se incorporam ao médium e o doutrinador conversa com eles explicando-lhes a realidade. // O grupo todo envolve o irmão sofredor em vibrações de paz e de amor. // É como ele se alivia e consegue melhorar a própria frequência vibratória. // Essa elevação vibratória é necessária para que ele possa ser socorrido e levado para tratamento em local adequado. // Mas, há também aqueles que retornam à dimensão espiritual mais ou menos conscientes do que está ocorrendo, ou seja, sabem, ou mesmo desconfiam que desencarnaram, ou “morreram”.
– Quando alguém desencarna é muito importante que receba vibrações de paz, em vez das manifestações de desespero que geralmente acontecem nessas situações. // Muitos espíritos têm relatado através da mediunidade seus dramas, sofrimentos e aflições, por causa do desespero e desequilíbrio dos parentes e amigos, após seus desenlaces. // Eles dizem que as lágrimas dos entes queridos que ficaram na Terra, suas vibrações angustiadas, chegam a eles com muita intensidade, provocando-lhes sofrimentos e aflições sem conta.
– Por isso, diante da morte, a atitude dos presentes deve ser de respeito, serenidade, equilíbrio e, acima de tudo, prece. // O recém-desencarnado necessita de paz e de muita oração.
– Fonte: DESCONHECIDA. Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 10:30 PM Apr 16, 2019
Amigo Fora Comunas, é para mim uma satisfação de seus comentários, significa que leu o que eu escrevi, a minha finalidade é esta. Quem sabe um dia... não perca a esperança... Abraços Júlio Maria da Silva. Aguarde, tem mais. OK ?
0
Denunciar

Fora Comunas 10:12 PM Apr 16, 2019
Júlio Maria da Silva, Jesus Cristo disse: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14:6 - PARE DE MENTIR!
12
Denunciar

Fora Comunas 10:10 PM Apr 16, 2019
São as Histórias da Carochinha, Alice no País das Maravilhas e Viagens no País dos Baurets do Júlio Maria da Silva! Afff... Argh... Ôxe...
13
Denunciar

Fora Comunas 10:08 PM Apr 16, 2019
Júlio Maria da Silva é o campeão brasileiro, sul-americano, mundial, asrtral e galático de MITOMANIA. Vai mentir assim nos quintos dos infernos! O Lula tá preso, babaca!
13
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:30 PM Apr 16, 2019
- BH. 16/04/2019 – Senhores, vejam como constam os prazos de existências de nossas vidas numa situação normal, claro que suicídios, matados, acidentes, e mais, são exceções nestes casos porém, se está no horário certo, no conteúdo da – Matéria colocada pelo, Luiz Sergio Castro, (Fonte: Chico de Minas Xavier) “TEMOS DATA E HORA PARA DESENCARNAR”?

– Quando encarnamos, recebemos uma carga de fluido vital (fluido da vida). // Quando este fluido acaba, morremos.
– Somos como a pilha que com o tempo vai descarregando. // Chegamos ao ponto que os remédios já não fazem mais efeito. // Daí não resta outra alternativa senão trocar de “roupa” e voltar para a escola planetária. // Mas a quantidade de fluido vital não é igual em todos seres orgânicos. // Isso dependerá da necessidade reencarnatória de cada um de nós.

– Espírito revela como foi seu desencarne?
– Quando chegamos á Terra cada um tem uma “estimativa de vida”. // Vai depender do que viemos fazer aqui. // A pessoa que está estimado viver em torno de 60 anos receberá mais fluido que a pessoa que está estimado viver 20 anos.
– André Luiz, através da psicografia de Chico Xavier, explica que poucos são completistas, ou seja, nascemos com uma estimativa de vida e, com os abusos, desencarnamos antes do previsto, não completamos o tempo estimado, isso chama-se suicídio indireto.
– Se viemos acertar as pendências biológicas por mau uso do corpo, como o suicídio direto ou indireto, nós vamos ficar aqui pouco tempo. // É só para cobrir aquele buraco que nós deixamos. // Exemplo: - Se nossa estimativa de vida é 60 anos e nós, por abusos, desencarnamos aos 40 anos, ficamos devendo 20 anos. Então, na próxima encarnação viveremos somente 20 anos. // Mas há outros indivíduos que vem para uma tarefa prisional. // E daí vai ficar, 70, 80, 90, 100 anos. // Imaginamos que quem vira os 100 anos está resgatando débitos. // Porque vê as diversas gerações que já não são as suas. // E o indivíduo vai se sentindo cada vez mais um estranho no ninho. // Os jovens o olham como se ele fosse um dinossauro. // Os da sua idade já não se entendem mais porque já faltam certos estímulos (visuais, auditivos, etc.). // Já não podem visitar reciprocamente, com raras exceções. // Tornam-se pessoas dependentes dos parentes, dos descendentes para levar aqui e acolá. // Até para cuidar-se e tratar-se. // Então, só pode ser resgate para dobrar o orgulho, para ficar nas mãos de pessoas que nem sempre gostam dela. // Alguns velhos apanham, outros são explorados na sua aposentadoria, outros são colocados em asilos onde nunca recebem visitas.

– Plástica no corpo é conservada após o desencarne?
– Em compensação, outros vêm, cuidam da família, educam os filhos em condição de caminhar, fecham os olhos e voltam para a casa com a missão cumprida com aqueles que se comprometeu em orientar, impulsionar, a ajudar. // Por isso, precisamos conversar com os jovens. // Dizer a eles que é na juventude que a gente estabelece o que quer na velhice, se chegar lá. // E que vamos colher na velhice do corpo o que tivermos plantado na juventude. // Se ele quiser ter um ídolo, que escolha alguém que esteja envolvido com a paz, com a saúde, a ética, ao invés de achar ídolos da droga, do crime, das sombras.
– E aqueles que não tem jovens para orientar e que estão curtindo a própria maturidade, avaliar o que fizeram da vida até agora. // Se a morte chegasse hoje, o que teriam para levar? // Se chegarem à conclusão que não tem nada para levar lembrem que: - HÁ TEMPO.

– Por que alguns espíritos continuam na terra após o desencarne?
– Enquanto Deus nos permitir ficar na Terra, HÁ TEMPO, para fazermos algum serviço no Bem seja ao próximo ou a nós mesmos: estudar, aprender uma língua, uma arte, praticar um esporte. // Enquanto respirarmos no corpo perguntemos: “O QUE DEUS QUER QUE EU FAÇA?” Usemos bem o fluido que nos foi disponibilizado. // Mas atenção: a vida bem vivida pela causa do Bem pode nos dar “MORATÓRIA”, ou seja, uma sobrevida, uma dilatação do tempo de permanência do Espírito no corpo de carne. // Por isso vemos muitos trabalhadores do BEM desencarnando com idade bem avançada. // Porque estes receberão uma carga extra de fluido vital para estender seu tempo no corpo físico. // Então, há idosos em caráter expiatório e em caráter de moratória.
– Matéria colocada pelo, Luiz Sergio Castro, (Fonte: Chico de Minas Xavier) // Júlio Maria. //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Fora Comunas 10:13 PM Apr 16, 2019
São as Histórias da Carochinha, Alice no País das Maravilhas e Viagens no País dos Baurets do Júlio Maria da Silva! Afff... Argh... Ôxe... Júlio Maria da Silva é o campeão brasileiro, sul-americano, mundial, asrtral e galático de MITOMANIA. Vai mentir assim nos quintos dos infernos! O Lula tá preso, babaca!
0
Denunciar

CELSO DANIEL SILVA 5:08 PM Apr 16, 2019
Amigos comentaristas, não sei se está ocorrendo com vcs: abro a página do José Reis e logo vem anúncios comerciais que cobrem os textos dos comentários e sem opção de fechar essas janelas. Alguma ideia de como agir? Abraço.
0
Denunciar

LulaTaPresoBabaca 9:28 PM Apr 16, 2019
NO MEU computador isso não acontece. COMPREENDA que isso que você vê está no SEU computador (ou smartphone), que está INFESTADO de "malware" e "adware". Você precisa APRENDER sobre isso, pois está PENSANDO que são coisas aqui dessa página, enquanto estão AÍ COM VOCÊ. Use o Malwarebytes.
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 10:41 AM Apr 16, 2019
- BH. 16/04/2019 Senhores, Matéria da amiga Jussara Dondoni, sobre: – SAIBA COMO É A VIDA APÓS A MORTE FISICA: Desculpe-me pela postagem abaixo, agora terão melhores entendimentos, neste estilo. // - Para assim, entender um pouco daquilo que não se encontra em nossa visão, que poderá ser uma realidade. Veja...

– Como é a vida no mundo espiritual?
– Como é o mundo dos espíritos?
– Os espíritos trabalham?
– Comem?
– Dormem?
– Se encontram com os entes queridos também já desencarnados?
– Visitam os parentes na Terra?

— Senhores, o texto está grande, mas contém muitos ensinamentos. // Não deixem de ler. Obrigado.
– Ao desencarnar, o espírito é atraído para determinadas regiões no plano espiritual.
– A vida no mundo espiritual “não” é muito diferente do que acontece no plano físico.
– O espírito desencarnado é arremessado ao plano espiritual, despertando em um novo estado de consciência. // Mas, a definição do lar do recém-desencarnado dependerá de suas atitudes enquanto encarnado.
– Pessoas de bem normalmente são atraídos para as colônias de resgate e amparo, outros, cuja conduta não foi pautada no bem e no equilíbrio, são atraídos para regiões do umbral ou perambulam próximos a crosta terrestre, aguardando o momento de buscar a proteção e o amparo divino em seu próprio benefício.

— COLÔNIAS:
– As cidades espirituais se localizam fisicamente acima das cidades terrenas em um universo paralelo.
– Normalmente são encaminhados para estas cidades espirituais os que são das proximidades e desencarnam, e é claro, de acordo com o merecimento de cada um.
– As cidades são construídas através do trabalho de espíritos mais evoluídos e abnegados ao bem comum, que usando a força do pensamento e a manipulação do fluído cósmico universal, levantam edificações como as bases da cidade.
– Estas cidades ou colônias espirituais tem uma estrutura muito próxima à estrutura de nossas cidades físicas, e servem, como um tipo de cidade cenográfica para os exercícios de aprendizagem de atividades de espíritos de evolução mediana.
– Para você ter noção de como são essas cidades, pense em uma cidade muito bem administrada, bonita e bem cuidada aqui na Terra, então saibam que são muitas vezes melhor lá.
– Estas cidades possuem edificações próprias que servem como hospitais, escolas, moradias, fabricas, espaço para lazer, órgãos administrativos, etc.
– Uma bem conhecida é Nosso Lar, localizada próxima ao Rio de Janeiro. Outra é Alvorada Nova que é uma pequena colônia de aproximadamente 250 mil habitantes localizada acima da cidade de Santos, em São Paulo.
– Lá existem hospitais como também postos de socorro, e estão equipados com a mais alta tecnologia para atuar no perispírito ( corpo espiritual), e atender os espíritos recém-chegados, e aqueles que precisam de tratamentos. // Normalmente trabalham médicos, enfermeiros e profissionais como nos hospitais da Terra. // Lá espíritos que foram profissionais de saúde, tem a oportunidade de aprimorarem seus conhecimentos na área de forma a ajudar nos trabalhos de amparo aos necessitados.
– Todos os espíritos que habitam as colônias espirituais, após refazerem o bem-estar e o equilíbrio psíquico, são convidados ao trabalho edificante. // Ninguém nas colônias cultiva o ócio, e a maioria que lá habita se sente envergonhada de nada fazer, dado que a sua permanência nesta região visa o aprimoramento e aperfeiçoamento moral e intelectual. // Normalmente a jornada de trabalho acompanha a nossa aqui na Terra, isto é, oito horas diárias de serviço.
– As residências nas colônias possuem repartições iguais às casas da Terra como sala e quartos, e são mobiliadas com moveis e utensílios como camas, mesas, cadeiras, televisores e comunicadores que servem de contato entre as colônias e seus departamentos, além de manter contato também com a Terra. // Porém, todas as moradias são decoradas com muita simplicidade e sem apego ao luxo.
– No plano espiritual o lazer é tão importante para os espíritos como o estudo e o trabalho. // Praticamente todas as colônias estão equipadas com espaços próprios para descanso e lazer. // Como aqui, lá existem parques e áreas verdes, teatros, bibliotecas, cinemas e locais reservados aos casais apaixonados como o Bosque das Águas, reservatórios do Rio Azul, na cidade de Nosso Lar.
– Os cônjuges, ao desencarnarem, nem sempre são encaminhados para o mesmo local. // É muito comum um dos dois habitar esferas elevadas enquanto o outro ainda esteja perdido no umbral ou em áreas próximas a terra. // Mas quando são espíritos elevados, normalmente o primeiro parceiro a desencarnar prepara o terreno para a chegada dos demais familiares, e até mesmo o auxiliando automaticamente após o desenlace físico.
– A locomoção no espaço espiritual é feita através da volitação ( voando, flutuando). // Os espíritos que já detém este conhecimento, certamente se deslocam desta forma, porém algumas colônias usam veículos específicos para transporte coletivos, principalmente para espíritos resgatados no umbral e para transito nas colônias. // Muitos dos espíritos hospedados nas colônias, espíritos andarilhos, perdidos e habitantes do umbral, sentem fome e são alimentados, porém, de formas e ingredientes diferentes. // Os habitantes das colônias aprendem que o amor é o alimento universal das almas, e que o correto é diminuir gradativamente o uso da alimentação fluídica mais densa.
– Nem todos os espíritos já se encontram com equilíbrio emocional para contatar pela via mediúnica seus entes queridos encarnados. // Para os que ficam desde lado de existência, é natural sentir saudade. // Quando isto acontecer, a recomendação é fazer preces, com pensamentos pacificados e sem inconformismos, solicitando a Deus o amparo a este irmão ou irmã que se encontra no plano espiritual.// O efeito da oração de quem ficou surte imediatamente alívio ao desencarnado, que recebe a oração como um remédio a acalmar suas feridas espirituais.
– Para quem fica é importante buscar a normalidade da rotina. // É recomendável ocupar o tempo com atividades produtivas como o trabalho voluntário, estudo ou artes. // Evite pedir ajuda ao desencarnado quando em dificuldades, pois ele provavelmente deve estar se adaptando à vida no mundo espiritual, e nem sempre está em condições de ajudar.

–Assim como temos receio de desencarnar, os espíritos também ficam apreensivos na hora de reencarnar. // A volta à carne para os espíritos mais evoluídos, é como uma prisão para eles que gozam de liberdade maior quando estão no plano espiritual. // Matéria da amiga Jussara Dondoni. // Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Fora Comunas 10:13 PM Apr 16, 2019
Júlio Maria da Silva é o campeão brasileiro, sul-americano, mundial, asrtral e galático de MITOMANIA. Vai mentir assim nos quintos dos infernos! O Lula tá preso, babaca!
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 10:30 AM Apr 16, 2019
BH. 16/04/2019 Senhores, Matéria da amiga Jussara Dondoni, sobre: – SAIBA COMO É A VIDA APÓS A MORTE FISICA: Para assim, entender um pouco daquilo que não se encontra em nossa visão, que poderá ser uma realidade. Veja... – Como é a vida no mundo espiritual? – Como é o mundo dos espíritos? – Os espíritos trabalham? – Comem? – Dormem? – Se encontram com os entes queridos também já desencarnados? – Visitam os parentes na Terra? — Senhores, o texto está grande, mas contém muitos ensinamentos. // Não deixem de ler. Obrigado. – Ao desencarnar, o espírito é atraído para determinadas regiões no plano espiritual. – A vida no mundo espiritual “não” é muito diferente do que acontece no plano físico. – O espírito desencarnado é arremessado ao plano espiritual, despertando em um novo estado de consciência. // Mas, a definição do lar do recém-desencarnado dependerá de suas atitudes enquanto encarnado. – Pessoas de bem normalmente são atraídos para as colônias de resgate e amparo, outros, cuja conduta não foi pautada no bem e no equilíbrio, são atraídos para regiões do umbral ou perambulam próximos a crosta terrestre, aguardando o momento de buscar a proteção e o amparo divino em seu próprio benefício. — COLÔNIAS: – As cidades espirituais se localizam fisicamente acima das cidades terrenas em um universo paralelo. – Normalmente são encaminhados para estas cidades espirituais os que são das proximidades e desencarnam, e é claro, de acordo com o merecimento de cada um. – As cidades são construídas através do trabalho de espíritos mais evoluídos e abnegados ao bem comum, que usando a força do pensamento e a manipulação do fluído cósmico universal, levantam edificações como as bases da cidade. – Estas cidades ou colônias espirituais tem uma estrutura muito próxima à estrutura de nossas cidades físicas, e servem, como um tipo de cidade cenográfica para os exercícios de aprendizagem de atividades de espíritos de evolução mediana. – Para você ter noção de como são essas cidades, pense em uma cidade muito bem administrada, bonita e bem cuidada aqui na Terra, então saibam que são muitas vezes melhor lá. – Estas cidades possuem edificações próprias que servem como hospitais, escolas, moradias, fabricas, espaço para lazer, órgãos administrativos, etc. – Uma bem conhecida é Nosso Lar, localizada próxima ao Rio de Janeiro. Outra é Alvorada Nova que é uma pequena colônia de aproximadamente 250 mil habitantes localizada acima da cidade de Santos, em São Paulo. – Lá existem hospitais como também postos de socorro, e estão equipados com a mais alta tecnologia para atuar no perispírito ( corpo espiritual), e atender os espíritos recém-chegados, e aqueles que precisam de tratamentos. // Normalmente trabalham médicos, enfermeiros e profissionais como nos hospitais da Terra. // Lá espíritos que foram profissionais de saúde, tem a oportunidade de aprimorarem seus conhecimentos na área de forma a ajudar nos trabalhos de amparo aos necessitados. – Todos os espíritos que habitam as colônias espirituais, após refazerem o bem-estar e o equilíbrio psíquico, são convidados ao trabalho edificante. // Ninguém nas colônias cultiva o ócio, e a maioria que lá habita se sente envergonhada de nada fazer, dado que a sua permanência nesta região visa o aprimoramento e aperfeiçoamento moral e intelectual. // Normalmente a jornada de trabalho acompanha a nossa aqui na Terra, isto é, oito horas diárias de serviço. – As residências nas colônias possuem repartições iguais às casas da Terra como sala e quartos, e são mobiliadas com moveis e utensílios como camas, mesas, cadeiras, televisores e comunicadores que servem de contato entre as colônias e seus departamentos, além de manter contato também com a Terra. // Porém, todas as moradias são decoradas com muita simplicidade e sem apego ao luxo. – No plano espiritual o lazer é tão importante para os espíritos como o estudo e o trabalho. // Praticamente todas as colônias estão equipadas com espaços próprios para descanso e lazer. // Como aqui, lá existem parques e áreas verdes, teatros, bibliotecas, cinemas e locais reservados aos casais apaixonados como o Bosque das Águas, reservatórios do Rio Azul, na cidade de Nosso Lar. – Os cônjuges, ao desencarnarem, nem sempre são encaminhados para o mesmo local. // É muito comum um dos dois habitar esferas elevadas enquanto o outro ainda esteja perdido no umbral ou em áreas próximas a terra. // Mas quando são espíritos elevados, normalmente o primeiro parceiro a desencarnar prepara o terreno para a chegada dos demais familiares, e até mesmo o auxiliando automaticamente após o desenlace físico. – A locomoção no espaço espiritual é feita através da volitação ( voando, flutuando). // Os espíritos que já detém este conhecimento, certamente se deslocam desta forma, porém algumas colônias usam veículos específicos para transporte coletivos, principalmente para espíritos resgatados no umbral e para transito nas colônias. // Muitos dos espíritos hospedados nas colônias, espíritos andarilhos, perdidos e habitantes do umbral, sentem fome e são alimentados, porém, de formas e ingredientes diferentes. // Os habitantes das colônias aprendem que o amor é o alimento universal das almas, e que o correto é diminuir gradativamente o uso da alimentação fluídica mais densa. – Nem todos os espíritos já se encontram com equilíbrio emocional para contatar pela via mediúnica seus entes queridos encarnados. // Para os que ficam desde lado de existência, é natural sentir saudade. // Quando isto acontecer, a recomendação é fazer preces, com pensamentos pacificados e sem inconformismos, solicitando a Deus o amparo a este irmão ou irmã que se encontra no plano espiritual.// O efeito da oração de quem ficou surte imediatamente alívio ao desencarnado, que recebe a oração como um remédio a acalmar suas feridas espirituais. – Para quem fica é importante buscar a normalidade da rotina. // É recomendável ocupar o tempo com atividades produtivas como o trabalho voluntário, estudo ou artes. // Evite pedir ajuda ao desencarnado quando em dificuldades, pois ele provavelmente deve estar se adaptando à vida no mundo espiritual, e nem sempre está em condições de ajudar. –Assim como temos receio de desencarnar, os espíritos também ficam apreensivos na hora de reencarnar. // A volta à carne para os espíritos mais evoluídos, é como uma prisão para eles que gozam de liberdade maior quando estão no plano espiritual. // Matéria da amiga Jussara Dondoni. // Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Fora Comunas 10:13 PM Apr 16, 2019
Júlio Maria da Silva é o campeão brasileiro, sul-americano, mundial, asrtral e galático de MITOMANIA. Vai mentir assim nos quintos dos infernos! O Lula tá preso, babaca!
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 10:26 PM Apr 15, 2019
- BH.15/04/2019 Extra, Extra – Amigos, na ampliação das ideias podem surgir algo que ainda se encontra longe de uma aceitação, não tão de longe de obter tais conhecimentos, assim, o amigo, senhor D. Werneck, com todo o meu respeito, se posicionou esse assunto que vão desmoronar àqueles de conceitos conservadores, assim, vejam no que ele consta sobre as religiões, para a atualidade próxima, porque na Espiritualidade não existe a Religião...,

– Agora que estamos no fim das religiões, a tal ponto que podemos toca-la, já não cabe este tipo de informação.

– Não adianta mais, não tem volta, só vai restar a Espiritualidade, e Ela só define o AMOR, a LUZ e a VERDADE. E disto tudo, dependem as interpretações de texto, das colocações e das informações.

– Então não cabe essa informação, pois ela não está no Amor, nem na Luz e por fim, nem na Verdade. // No tempo do Agora, onde se evolui na Ascensão Espiritual, isso não condiz com a evolução, é perda de tempo e energia.

– É melhor que todos saibam das VERDADES Ocultas nas linhas escritas na Bíblia, e nos seguidores, do que na Salvação ou na Reencarnação/regeneração.

– Ninguém, nenhum ser humano, precisa de salvação, já que a matéria morre/desintegra, e o ESPÍRITO volta a sua origem, para novas tarefas. // Nós que viemos, fizemos um acordo de protocolo, para que vençamos o mau, com o AMOR/LUZ/VERDADE. // E nenhuma religião, seita ou afins, segue essa Tríade Espiritual, que foi confirmada por Jesus, e lhe dando crédito, mas com a ressalva de que todos, Leis e Profetas, devem-lhe obediência.

– E EU agora pergunto a vocês, tem neste contexto alguma parte dessa Tríade? // Não tem e muito menos os comentários lhe dão crédito, já que vão pelo caminho da ILUSÂO, e não dizem a VERDADE. // Enquanto ficarem no escuro, não enxergarão a VERDADE. // Enquanto ficarem sem discernir, e rever sua posição espiritual, não evoluem. // O tempo urge rever o conhecimento Espiritual. // Autoria de D. Werneck, // Júlio Maria. /////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 4:58 PM Apr 15, 2019
Amigos. Paz plena.
Como sempre faço, eis o resumo dos meus comentários, que foram escritos enquanto lia os três livros do papa Bento XVI sobre Jesus: “A Infância de Jesus” (1); “Jesus de Nazaré - Primeira Parte” (2) e “Jesus de Nazaré - Segunda parte” (3) no subtítulo:

Paulo de Tarso.

Ver ou entender que um resgate pelo sangue de Jesus derramado na cruz foi sim um dos maiores erros do autor de Hebreus! O resgate foi pago a quem? Deus não podia perdoar sem o tal resgate de sangue?
O apóstolo Paulo teve uma imensa importância para o desenvolvimento do cristianismo ou catolicismo no primeiro século da Era Cristã, mas ele também foi um dos responsáveis por ensinamentos dogmáticos e não corretos da Doutrina Cristã, como a salvação pela graça, a redenção por meio do sangue de Jesus derramado na cruz, a condenação de toda a humanidade por causa da desobediência de Adão e Eva e a salvação pelo sacrifício perfeito de Jesus. Os ensinamentos de Paulo influíram intensamente nos ensinamentos dogmáticos de todos os cristãos. Nestes livros do papa Bento XVI os ensinamentos contidos nas epístolas de Paulo foram citados 169 vezes, sendo 5 vezes no livro ‘A Infância de Jesus’, 79 vezes no livro ‘Jesus de Nazaré, do Batismo no Jordão à Transfiguração’ e 85 vezes no livro ‘Jesus de Nazaré, da entrada em Jerusalém até a Ressurreição’.
(“A partir dos anos 1950, a situação alterou-se. A cisão entre o “Jesus histórico” e o “Cristo da fé” tornou-se cada vez mais profunda, afastando-se ambos rapidamente cada vez mais um do outro”. Pág. 9 (2)). O “Jesus histórico” e o “Cristo da fé” são realmente inconciliáveis. Essa falta de conciliação só veio complicar ainda mais a busca e compreensão da Verdade por causa do labirinto, que foi criado em torno de Jesus, da Bíblia, de Deus e da Verdade. O “Cristo da fé” foi sim uma criação construída nos primeiros séculos depois da vida humana do Jesus histórico. Quem primeiro idealizou o “Cristo da fé” foi sim o apóstolo Paulo, que foi convertido pelo Espírito de Jesus (Atos 9,1 a 18). As epístolas de Paulo só podem ser bem compreendidas por quem já viveu ou vive o que o Paulo viveu, quando estava próximo de Damasco e nos dias seguintes, pois o Paulo ficou cego e sem comer por 3 dias (Atos 9,9).
(“Os paradoxos que Jesus apresenta nas bem-aventuranças exprimem a verdadeira situação dos crentes no mundo, descrita por S. Paulo repetidamente com base na sua experiência de vida e de sofrimento como apóstolo”. Pág. 77 (2)). O sofrimento é uma prova e demonstração da falta de perfeição e como tudo continuou, então não houve a tal redenção pelo sangue de Jesus. Paulo foi o único discípulo de Jesus que foi convertido pelo “Espírito” de Jesus (Atos 9,1 a 18), pois os 12 apóstolos e muitos outros foram chamados e ou convertidos pelo homem Jesus. Após a morte os 11 apóstolos e todos os outros seguidores de Jesus levaram a “boa nova” do Reino de Deus para multidões do tempo deles e do futuro. E assim é até hoje.
(“Esta frase dos gregos – “Senhor, queremos ver Jesus!” – recorda-nos de certa maneira a visão que São Paulo teve do Macedônio, que lhe disse: “Vem para a Macedônia, e ajuda-nos” (At 16,9)”. Pág. 29 (3)). Mediunidade ostensiva de Paulo, que foi iniciada por Jesus! (Atos 9,1 a18). Há uma imensa diferença entre o que foi escrito em João 12,21: “Senhor, queremos ver Jesus”, pois aqui se tratou sim de comunicações entre pessoas físicas e no texto de Atos 16,9 o assunto já foi mediúnico, pois está escrito: “Ora, durante a noite, sobreveio a Paulo uma visão. Um macedônio, de pé diante dele, fazia-lhe este pedido: “Vem para a Macedônia, e ajuda-nos” (Atos 16,9)”.
(“É uma obrigação que me foi imposta. Ai de mim se não anunciar o Evangelho!” (1Cor 9,16). Pág. 51 (3)). O que é imposto não é divino e nem perfeito e por isso o Paulo cometeu graves erros de interpretação com relação à fé e à crucificação e morte de Jesus na cruz. Ele também não compreendeu bem a ressurreição de Jesus!
(“O que conta é a inserção do nosso eu no d’Ele (“Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim”: Gl 2,20)”. Pág. 68 (3)). Paulo em Gl 2,20 disse uma grande verdade, mas só a compreendi após aceitar a reencarnação no dia 05/01/1980 e viver intensamente a mediunidade. Paulo foi médium do Espírito de Jesus e por falta de conhecimento de como agem os Espíritos, ele disse: “Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim”, isso é sim mediunidade, pois o médium julga que o Espírito que sintoniza com ele passa a viver no lugar dele ou no corpo dele. Para compreender bem todo esse processo é sim necessário estudar a Espiritologia.
(“Em 1Tm 2,6, fala-se de Jesus como o único mediador entre Deus e os homens, “que se deu em resgate por todos” (1Tm 2,6)”. Pág. 129 (3)). As epístolas de Paulo foram as que iniciaram a criação do labirinto mental e teológico em torno da missão de Jesus, de Deus e da Verdade! Paulo aceitou sim que a morte de Jesus na cruz foi sim um sacrifício para conseguir o perdão de Deus para toda a humanidade por causa da desobediência de Adão e Eva em comer do fruto da árvore do conhecimento (Gn 2,16 e 17 e 3,1 a 7).
(“Em nome de Cristo suplicamos-vos: reconciliai-vos com Deus” (2Cor 5,19-20). Pág. 208 (3)). Continuou defendo o sacrifício de sangue: um grande erro de Paulo.
(“Além do mais, é impossível que o sangue de touros e bodes elimine os pecados” (Hb 10,4). Pág. 210 (3)). O Paulo aceitou o sacrifício de Jesus na cruz como o sacrifício perfeito para eliminar os pecados: um absurdo! Os teólogos cristãos não conseguiram e nem conseguem ainda entender a Verdade nua e crua, então a ignorância de Paulo com relação à heterorredenção continua sendo uma verdade indiscutível e absoluta, e, muitos se satisfizeram e como ainda se satisfazem com o do mistério da fé!
(“Exorto-vos portanto, irmãos, pela misericórdia de Deus, a que ofereçais vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus (Rm 12,1)”. Pág. 213 (3)). Sacrifício! Paulo não entendeu a missão de Jesus sem o sacrifício!
(“Por isso, no centro do ministério apostólico e do anúncio do Evangelho que conduz à fé, deve estar o ingresso no mistério da cruz. Consequentemente, se na celebração da Eucaristia, na participação sempre nova no mistério sacerdotal de Jesus Cristo, podemos ver o centro do culto cristão, contudo há que ter sempre presente a sua extensão total: o objetivo constante é atrair para dentro do amor de Cristo todo indivíduo e o mundo, de modo que todos s tornem juntamente com Ele “uma oferta agradável a Deus, santificada pelo Espírito Santo” (Rm 15,16)”. Pág. 215 (3)). Como gostaria de ver o original deste texto e não como se encontra escrito na atualidade! Espírito Santo: ver a 3ª carta para o bispo Dom Célio! Ou foi uma interpretação imperfeita de Paulo?
(“Paulo distinguiu com grande clareza as suas experiências místicas – por exemplo, a sua elevação até o terceiro céu, descrita em II Coríntios12,1 - 4 – do encontro com o Ressuscitado no caminho de Damasco, que era um acontecimento na história, um encontro com uma pessoa viva”. Pág. 244 (27)). Falta da TV; TL; DE e DR, como também da Espiritologia para quase todos.
Nestes três livros existem 169 citações das epístolas de Paulo e também em todos os livros sobre estudos bíblicos e teológicos existem muitas citações das epístolas de Paulo de Tarso, que antes era conhecido pelo nome de Saulo (Atos 7,58 e 9), que passou a ser chamado de Paulo (Atos 13,9). Ele, o Paulo, foi educado na lei de Moisés, na qual constavam os rituais de sacrifícios de sangue (Lv 1 a 10; 1Sm 1,21; 1Rs 8,62 e 63; Lc 2,23 e etc.) e Paulo passou a considerar a morte de Jesus na cruz como o sacrifício perfeito para redimir o gênero humano do poder do pecado.
Para Paulo de Tarso todos os homens morreram em Adão e receberam a vida em Cristo (1Cor 15,21 e 22); Jesus entregou-se por nós a Deus como sacrifício (Ef 5,2); Cristo morreu por nossos pecados (1Cor 15,3) como um sacrifício único pelos pecados (Hb 10,12). A função do sacerdote para o Paulo era a de oferecer dons e sacrifícios pelos pecados (Hb 5,1). Como se vê Paulo, que foi educado na lei do sacrifício, aceitou e ensinou que a morte de Jesus foi sim um sacrifício perfeito. Por meio das epístolas de Paulo foi iniciada a construção do labirinto mental e teológico sobre a missão salvífica de Jesus, como também sobre Deus, a Vida e a Verdade.
A maior parte da doutrina do apóstolo Paulo é sim anticristã!
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Rosário Américo de Resende 4:54 PM Apr 15, 2019
Amigos. Paz plena.
Como sempre faço, eis o resumo dos meus comentários, que foram escritos enquanto lia os três livros do papa Bento XVI sobre Jesus: “A Infância de Jesus” (1); “Jesus de Nazaré - Primeira Parte” (2) e “Jesus de Nazaré - Segunda parte” (3) no subtítulo:

Paulo de Tarso.

Ver ou entender que a redenção do gênero humano por meio do sangue de Jesus derramado na cruz foi sim um dos maiores erros do autor de Hebreus! O resgate foi pago a quem? Deus não podia perdoar sem o tal resgate de sangue?
O apóstolo Paulo teve uma imensa importância para o desenvolvimento do cristianismo ou catolicismo (no início só existia a Religião Católica, que era a universal) no primeiro século da Era Cristã, mas ele também foi um dos responsáveis por ensinamentos dogmáticos e não corretos da Doutrina Cristã, como a salvação pela graça, a redenção por meio do sangue de Jesus derramado na cruz, a condenação de toda a humanidade por causa da desobediência de Adão e Eva e a salvação pelo sacrifício perfeito de Jesus. Os ensinamentos de Paulo influíram intensamente nos ensinamentos dogmáticos de todos os cristãos. .
Nos três livros do papa Bento XVI, que foram escritos sobre Jesus, os ensinamentos contidos nas epístolas de Paulo foram citados 169 vezes, sendo 5 vezes no livro ‘A Infância de Jesus’, 79 vezes no livro ‘Jesus de Nazaré, do Batismo no Jordão à Transfiguração’ e 85 vezes no livro ‘Jesus de Nazaré, da entrada em Jerusalém até a Ressurreição’.
Nestes três livros existem 169 citações das epístolas de Paulo e também em todos os livros sobre estudos bíblicos e teológicos existem muitas citações das epístolas de Paulo de Tarso, que antes era conhecido pelo nome de Saulo (Atos 7,58 e 9), que passou a ser chamado de Paulo (Atos 13,9). Ele, o Paulo, foi educado na lei de Moisés, na qual constavam os rituais de sacrifícios de sangue (Lv 1 a 10; 1Sm 1,21; 1Rs 8,62 e 63; Lc 2,23 e etc.) e Paulo passou a considerar a morte de Jesus na cruz como o sacrifício perfeito para redimir o gênero humano do poder do pecado.
Para Paulo de Tarso todos os homens morreram em Adão e receberam a vida em Cristo (1Cor 15,21 e 22); Jesus entregou-se por nós a Deus como sacrifício (Ef 5,2); Cristo morreu por nossos pecados (1Cor 15,3) como um sacrifício único pelos pecados (Hb 10,12). A função do sacerdote para o Paulo era a de oferecer dons e sacrifícios pelos pecados (Hb 5,1). Como se vê Paulo, que foi educado na lei do sacrifício, aceitou e ensinou que a morte de Jesus foi sim um sacrifício perfeito. Por meio das epístolas de Paulo foi iniciada a construção do labirinto mental e teológico sobre a missão salvífica de Jesus, como também sobre Deus, a Vida e a Verdade.
A maior parte da doutrina do apóstolo Paulo é sim anticristã!
Rosário. Paz plena.
0
Denunciar

Gustavo 3:17 PM Apr 15, 2019
Senhores, nesta Páscoa, deixo-vos um presente: https://www.youtube.com/watch?v=q_UEWeO95m4&t=863s
0
Denunciar

D Werneck 12:05 PM Apr 15, 2019
3-que foi confirmada por Jesus, e lhe dando crédito, mas com a ressalva de que todos, Leis e Profetas, devem-lhe obediência. E EU agora pergunto a vocês, tem neste contexto alguma parte dessa Tríade? Não tem e muito menos os comentários lhe dão crédito, já que vão pelo caminho da ILUSÂO, e não dizem a VERDADE. Enquanto ficarem no escuro, não enxergarão a VERDADE. Enquanto ficarem sem discernir, e rever sua posição espiritual, não evoluem. O tempo urge rever o conhecimento Espiritual.
13
Denunciar

D Werneck 12:01 PM Apr 15, 2019
2-perda de tempo e energia. É melhor que todos saibam das VERDADES Ocultas nas linhas escritas na Bíblia, e nos seguidores, do que na Salvação ou na Reencarnação/regeneração. Ninguém, nenhum ser humano, precisa de salvação, já que a matéria morre/desintegra, e o ESPÍRITO volta a sua origem, para novas tarefas. Nós que viemos, fizemos um acordo de protocolo, para que vençamos o mau, com o AMOR/LUZ/VERDADE. E nenhuma religião, seita ou afins, segue essa Tríade Espiritual,...
12
Denunciar

D Werneck 12:00 PM Apr 15, 2019
1-Agora que estamos no fim das religiões, a tal ponto que podemos toca-la, já não cabe este tipo de informação. Não adianta mais, não tem volta, só vai restar a Espiritualidade, e Ela só define o AMOR, a LUZ e a VERDADE. E disto tudo, dependem as interpretações de texto, das colocações e das informações. Então não cabe essa informação, pois ela não está no Amor, nem na Luz e por fim, nem na Verdade. No tempo do Agora, onde se evolui na Ascensão Espiritual, isso não condiz com a evolução, é ....
13
Denunciar

Júlio Maria da Silva 9:24 AM Apr 15, 2019
BH. 15/04/2019 – Senhores comentaristas, dentro do assunto apresentado pelo Professor Chaves, sobre “A Regeneração é do nosso espirito santo”.
- Nesse sentido farei uma exposição, já conhecida pelos senhores, me posicionando numa situação que identifica: “o espirito santo em um espírito em nós”, e “o ser humano é um homem de carne e ossos”.

Darei um exemplo citando o meu nome, Júlio Maria.

Primeiramente farei algumas questões dirigida a mim mesmo, e eu mesmo responderei. // Vamos lá.
– Quem é o Júlio Maria? Resposta: – Eu sou uma criatura gerada nesta “encarnação” para usufruir da vida para um aprendizado, e em outros sentidos também, pois pretendo crescer, me desenvolver com todos os direitos que me convém, tanto intelectual e como na minha moral.
– Consta em mim uma Alma/Espirito que “Reencarnou” no meu corpo, corpo de Júlio Maria, com a finalidade de se aprimorar pelas passagens diversificadas do Mundo, Globo Terrestre, assim, se tiram as arestas que se encontram na Alma/Espírito, com o sentido de se melhorar na situação do espírito em evolução, no intelectual e na moral para almejar “um” degrau no seu sistema evolutivo.
– Após ter conseguido a sua elevação, pelos conceitos adquiridos de Júlio Maria, sendo que ainda não foi o suficiente nesta “reencarnação” do espírito em mim, tendo assim esse espírito nessa oportunidade de vir, voltar novamente, numa nova Reencarnação, porém, na utilização de um “OUTRO” corpo, porque o corpo de Júlio Maria, já era, quando veio a falecer, desapareceu, “veio do pó e do pó retornou” assim, será apresentado um novo corpo, de acordo com a situação do espírito, na sua evolução, no qual receberá um corpo mais sutil, com melhores conceitos que lhes facilitar, a vir nessa nova Reencarnação à Terra.
- O corpo dessa próxima vinda, terá melhores condições do que o corpo de Júlio Maria, para assim, ser mais bem aproveitado.

Vindo em outra reencarnação com um corpo equivalente ao de Júlio Maria, dificultaria a sua posição evolutiva, porque no corpo de Júlio Maria, existia algo que não foi possível evoluir mais. // E nesse novo corpo, o espírito terá melhores possibilidades de crescimentos, assim, ele crescerá mais rápido. // – Estas são as características das REENCARNAÇÕES dos espíritos, sendo que, a evolução se trata somente do espírito, em cada reencarnação, pegando um corpo melhor.

Como fica então, o Júlio Maria que esteve neste corpo da atualidade? Resposta: -Júlio Maria que nasceu em 1939, teve um corpo do qual foi necessário para a REENCARNAÇÃO, desse espírito, do qual ele, o espírito se aproveitou tudo daquilo que Júlio Maria pode oferecer. // Se foi pouco não sei, mas dentro dos conhecimentos adquiridos e executados na intelectualidade e da sua moralidade, creio eu, que o Júlio Maria tentou dar o melhor para a evolução desse espírito.

Mas, uma dúvida maior, como fica a situação de Júlio Maria em relação ao seu corpo depois da morte? – Resposta: – Após a morte do corpo físico de quaisquer seres humanos, irão para determinadas lugares, de acordo como foi o óbito. // A maioria à sete palmos.

E daí? – Resposta: – Bom, em primeiro lugar depois da morte física, morreu acabou, no caso, consta em relação a pessoa de Júlio Maria. // Para os seus familiares e amigos ficou a saudade, lembranças de como ele passou, principalmente se foram boas, mas Júlio Maria, corpo vivo, “já era”, “pra nunca mais”. // Júlio Maria mesmo para os parentes e amigos não existe “fisicamente falando” para nunca mais.

Existe um ditado que: – “O espírito do Demônio pode ser apresentado em várias formas, tanto no bem como no mal.
– Então, como faremos para reconhecer o Júlio Maria depois de sua morte? – Resposta: – Certo, o citado no ditado acima, além de que, os demônios foram espíritos iguais a nós, seus espíritos, tendo eles mais utilizados as maldades pelas suas ignorâncias, ignorância de conhecimentos, ficaram denominados com este nome, que significa, tanto do bem como do mal. // Mas, não vem ao caso.

Mesmo assim, estou recebendo uma orientação de que, se os demônios, como os espíritos, podem se transformar naquilo que lhes convém, o espírito que se apropriou do corpo de Júlio Maria, lá nos planos espirituais, como aqui para nós ainda vivos, podem-se se transformar em quaisquer um de suas reencarnações, aqui no caso ele, o espirito se apresentará em forma idêntica de Júlio Maria.

Complicado não é? // Pois bem, como se sabe, nunca se deve tirar uma conclusão de algo lido, se não conseguir entender o que leu, releia, assim, poderá tirar as suas conclusões. – Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

Fora Comunas 10:14 PM Apr 16, 2019
Júlio Maria da Silva é o campeão brasileiro, sul-americano, mundial, asrtral e galático de MITOMANIA. Vai mentir assim nos quintos dos infernos! O Lula tá preso, babaca!
0
Denunciar

Júlio Maria da Silva 7:55 AM Apr 15, 2019
– BH. 15/04/2019 – Do livro Reflexões V – Dúvidas – DEUS É AMOR. − Senhores eis o meu compromisso semanal, hoje inicio falando sobre: – DEUS É AMOR – ...Criador – Justo – Bom – Fiel – Misericordioso...

Deus utiliza o Castigo como correção?
- Ele nos envia só coisa agradável?
- Quais os meios que tiramos melhor proveito?

Bendito foi o momento que nasceu em nós este grande Sentimento, o Amor. // Deus representa o Amor. // Sua manifestação simboliza a grandeza de Suas Virtudes, pelo Seu Amor, Ele é Misericordioso, reconhece nossas fraquezas e procede todo Amparo. É Justo nas aplicações dos amparos e oportuno nas escolhas. A Sua Justiça é Infinita, porém, ainda não possuímos a sua total aceitação pela nossa vaga compreensão. Pela Bondade sentimos satisfação pela Sua presença. As Virtudes de Suas Indulgências são inúmeras.

Mas “O que é Deus”?// Por que o questionamento em dizer “O Que”, ao invés de “Quem”?
- Não há possibilidade de compará-Lo com um Ser Humano de Carne e Osso. // A Sua designação é abstrata, porém, Sua presença é Real e Constante.

Existem teses de que Ele não existe. // Os nossos Sentidos são fracos e frágeis para esta distinção.

Deus é Energia, Deus é Força. // O Seu potencial sobrepõe nossa pequena inteligência. // Então, poderemos ter uma ideia de que esta Inteligência existe, mas não é palpável. // Conclui-se, que, Deus é “Inteligência Suprema”.

Se Deus é Amor, encontramos a Sua Presença nas coisas Simples demonstrada nas ações da Natureza, sentimos Sua Harmonia no Amor, no Sorriso de uma criança, na amamentação de uma mãe, mostrando o sublime ato de Amor. // Deus não castiga e sim, nos dá Oportunidades. // Com o Seu Amor nos apresenta sempre a esperança. // Alguns ainda desconhecem Sua Existência por estarem enraizados na matéria. // Não acreditam. // O principal é que Ele acredita em nós. // Pode não saber “que” é Deus, mas Deus sabe quem nós somos. // Como entender o Amor de Deus nos acontecimentos de nossas vidas?

Pelos nascimentos, distinguimos incoerências de vários tipos. // Uns nascem em “berços de Ouro”, ricos, muitos, surgem pobres. // Alguns Sadios, outros Doentes. // Uns aparentemente belos aos olhos dos homens e outros nem tanto. // A origem, locais de nascimentos divergem muito de um para o outro, há lugares propícios para uma vida mais fácil e para outros locais desconfortantes. // Assim, constam várias diferenciações em muitos aspectos.

Se Deus é Amor, não há descriminação, existem conceitos e explicações viáveis, porém, muitos desconhecem a sua aplicação. // Acima citei o que é Deus. // Por quê? // Na nossa infância, no aprendizado, nos ensinaram que Deus é Um Velho de barbas brancas comandando os homens. // Fez sentido para nós que naquela época tínhamos escassez de informações e, também, elementos de que Deus “Castiga”, tinha “Ira”, sentia “ódio” pelas atitudes dos homens. // Era determinante para impor respeito.

Vejamos alguns dados constantes na Bíblia Sagrada, que amedrontam aqueles que a levam ao pé da letra: − Os perversos serão lançados no inferno e todas as nações que se esquecem de Deus – Salmos 9:17.
− Ora, se Deus não poupou a “anjos” quando pecaram antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas, reservando-os para juízos. II - Pedro: 4.
− Vide agora “que” Eu Sou. Eu somente e mais nenhum Deus além de mim: eu mato, e eu faço viver; eu firo, e eu saro; e não há quem possa livrar de minha mão. - Deuteronômio. 32:29.

Como Deus é Amor não há possibilidade de usar meios de castigos para com seus filhos. // É claro que estes trechos foram empregados para os que estavam atravessando períodos de poucos esclarecimentos. // Fez-se necessário. // Hoje a visão é outra. // Sendo sacrifícios, são fatos de que se faça justiça de Deus pelos seus merecimentos. // Cada um cava o que merece. // A Justiça de Deus é infinita.
- Como já citei, não são castigos, e, assim, Misericórdia que Deus sente por toda a humanidade; os incômodos, os sofrimentos, as dores e as enfermidades são resultados das más atitudes dos procedimentos individuais pelas ações e reações executadas pelo próprio “Autor”.
- Quanto às situações dos nascimentos, locais, famílias, estados físicos, e, tudo que se refere às diferentes posições servem para o aprendizado. // Cada caso é um caso. // Parte deste assunto consta em outros capítulos a título de explanação. // Júlio Maria. ////////////////////////////////////////////////////
0
Denunciar

CELSO DANIEL SILVAAVARÉ 7:28 AM Apr 15, 2019
Caro Chaves, entendo que JESUS nos salva com seus ensinamentos de uma vida reta de conformidade com o Sermão do Monte . Estou com o saudoso José Herculano Pires quando assevera: morte na cruz, sacrifício infamante..
0
Denunciar

LEIA MAIS
Leia mais