Mineração renovada

Mon, 13/05/19 - 03h00

Minas S/A

Mineração renovada
Publicado em: 13/05/19 - 03h00

Mineração renovada

A intenção de Wilson Brumer, novo presidente do Conselho do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), de transferir a sede da entidade de Brasília para Belo Horizonte, mexeu com o ânimo dos executivos das mineradoras, oscilando entre apoios e resistências. Fontes ouvidas pela coluna dizem que tem muita mineradora que está contra, devido a uma associação histórica do Ibram com a Vale, algo que admitem que precisa de mudar. “A Vale não é o Ibram”, defendem a nova visão.

Indústria aceitável

No mercado da mineração, muitos apoiam a continuidade da sede do Ibram em Brasília, próximo à Agência Nacional de Mineração (ANM). Outros discordam e dizem que tem que ser tudo diferente. “Temos que modernizar a gestão e reconhecer nossos problemas. Só assim vamos ser uma indústria aceitável aos olhos da sociedade”, diz uma das vozes favoráveis à mudança de endereço para Belo Horizonte da entidade que representa as mineradoras.

Decisões emocionais

A situação em Brasília, dizem executivos do setor, merece muita atenção pelas mudanças que vão ocorrer na legislação. “Temos que estar lá e não deixar que decisões emocionais sejam tomadas. Mas a presença do Ibram em Minas Gerais é muito importante para o setor e para Minas Gerais. Nosso Estado não sobrevive sem mineração, e a mineração aqui em Minas precisa se reinventar”, advertem.

Na Fundação Dom Cabral, lideranças políticas e empresariais participaram recentemente do Seminário Técnico Internacional sobre Barragens de Rejeitos e o Futuro da Mineração em Minas Gerais

Globalbev

A mineira Globalbev assumiu a distribuição da Trio Alimentos e ampliou o portfólio de distribuição de alimentos e bebidas. Para o CEO da Globalbev, Bernardo Fernandes, a parceria reforça a atuação da empresa como uma gestora de marcas no segmento de alimentos e bebidas. “Entramos com o pé direito na categoria de barras. A Trio é uma das maiores referências do segmento no Brasil e, com a expertise da Globalbev, acreditamos que podemos explorar e ampliar a inserção de seus produtos no mercado de alimentos saudáveis, que segue em expansão”, explica Fernandes.

Pontos de venda

Fundada em 2000, a Globalbev comercializa seus produtos em todas as redes de supermercados do Brasil, em mais de 100 mil pontos de venda. Em 2019, a Globalbev prevê um investimento de cerca de R$ 8 milhões em ações de marketing e trade de suas marcas. O valor supera em 50% os investimentos realizados no ano passado. Entre as marcas que recebem o aporte estão Iracema, Amazoo, Extra Power, Marathon e Flying Horse.

CEO da Globalbev, Bernardo Fernandes levou novidades para a Apas

Telex

A Telex Soluções Auditivas inaugurou seu novo conceito de loja em Belo Horizonte, seguindo o padrão internacional da rede Audika num investimento de R$ 950 mil na reforma. “Fizemos todo o projeto pensando no bem-estar dos nossos clientes”, conta Fábio Gonçalves, diretor da Telex em Minas Gerais. A empresa oferece uma linha de aparelhos premium – alguns invisíveis no ouvido – para todos os que têm dificuldades para ouvir. No portfólio de 25 modelos, estão preços que variam de R$ 2.500 a R$ 16 mil.

Mercado

Com 66 lojas próprias no Brasil, a Telex Soluções Auditivas tem 11 unidades em Minas Gerais. “Não trabalhamos com franquia, somos hoje licenciados da marca”, explica Fábio Gonçalves. Sobre a expansão do mercado para a venda de aparelhos auditivos, o diretor da Telex em Minas conta que ele está em alta. “Hoje em dia as pessoas estão mais informadas sobre os cuidados auditivos, e esse cuidado deve ser colocado na nossa rotina de check-up de saúde, e o quanto antes procurarmos ajuda melhor serão os benefícios”, afirma.

Diretor da Telex em Minas Gerais, Fábio Gonçalves, trouxe para a loja de BH um espaço altamente tecnológico e automatizado

Yeva Cosmétiques

Com fábrica em Itaúna, no Centro-Oeste de Minas Gerais, a Yeva Cosmétiques prepara uma nova expansão da unidade industrial. O investimento é de R$ 2,5 milhões na planta. Uma das fundadoras da Yeva e diretora comercial da marca, Carina Soares, explica que ao menos R$ 1,5 milhão serão investidos em desenvolvimento de novos produtos com inovações tecnológicas, principalmente em correlatos ao Sanctio – produto contra queda capilar – e nanotecnologia. O número de funcionários – 40 diretos e cem indiretos – deve dobrar até 2020, considerando que a mão de obra a ser investida será de grande capacidade técnica.

TechDay New York

A Yeva Cosmétiques esteve entre as dez empresas brasileiras selecionadas para participar do TechDay New York, nos EUA. A seleção foi feita pelo consulado geral do Brasil em Nova York. O evento reuniu milhares de membros da comunidade tecnológica e expositores para conhecer as soluções inovadoras nas mais diversas áreas. Durante a feira, a Yeva Cosmétiques apresentou o Sanctio – exclusivo tônico capilar que combate a queda dos cabelos, desenvolvido por pesquisadores do INCT Nanobiofar, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Fundadora da Yeva, Carina Soares; o chefe da Secretaria de Educação Tecnológica no consulado de Nova York, André Bueno; e o pesquisador da UFMG Robson Santos

Grupo Esquadra

O Grupo Esquadra – de segurança, com base em nove Estados e no Distrito Federal – planeja para este ano um crescimento de 20% em relação a 2018. Uma das principais alavancas é a ampliação de suas atividades em outras regiões do Brasil, como a Norte. “Mesmo com a crise na economia, que ainda não teve uma melhora significativa, não mudamos nossa maneira de fazer negócios. Sempre investimos e procuramos oferecer soluções alternativas para a nossa cartela de clientes”, avalia Marcos Vinícius Ferreira, sócio e diretor-presidente da mineira Esquadra.

Ampliação

Neste ano, a Esquadra foi certificada com o ISO 9001-2015, sendo uma das primeiras empresas do setor a obter esse selo, que vai padronizar os serviços oferecidos. Além disso, com atuais 7.000 colaboradores, os executivos da Esquadra já planejam chegar até o fim do ano com 10 mil funcionários. “Inovação sempre foi a nossa marca. Com essa certificação, ganhamos em produtividade e, claro, o principal, podemos oferecer ao cliente serviços padronizados em qualquer parte do país onde atuamos”, explica Marcos Vinícius.

Marcos Vinícius Ferreira, diretor-presidente da Esquadra

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Leia mais