Siga-nos nas redes sociais:

Opiniões e artigos eventuais de representantes dos diversos campos da política, economia, academia e sociedade

Artigos

Hub de gastronomia e turismo para Minas Gerais

Publicado em: Qui, 19/05/22 - 15h32
Artigo Hub de gastronomia e turismo em Minas Gerais, de Karla Cristina da Silva | Foto: Infografia O TEMPO

O Brasil possui mais de 13 mil startups, de acordo com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), e os chamados hubs de inovação estão ganhando cada vez mais notoriedade, já que desempenham papel importante para o crescimento de todo um ecossistema.

Eles ajudam a fomentar ideias inovadoras e impactam diversos setores, como empresas, indústrias, universidades e investidores. A sociedade, por sua vez, é a principal beneficiada, pois grande parte das soluções geradas visa solucionar problemas latentes da população.

Dominamos o ecossistema latino-americano de startups. Com 17.987 empresas do tipo, o país representa 77% do mercado e concentra 70% dos investimentos na região. Os dados são do relatório da Sling Hub, startup que reúne dados sobre a inovação na América Latina, tendo como base sete países: Brasil, México, Chile, Colômbia, Argentina, Peru e Uruguai. De acordo com o report desenvolvido pela plataforma de inovação aberta Distrito, Minas Gerais é o segundo Estado com mais startups no Brasil, atrás apenas de São Paulo, sendo que 60% delas se concentram em Belo Horizonte.

Isso é um reflexo do que vem ocorrendo mundialmente, já que é nítida a transformação de todos os setores da economia, devido a diversos fatores, como má gestão econômica, inflação e casos inimagináveis que nos afetam, como a pandemia e a guerra entre a Rússia e Ucrânia, por exemplo. As pessoas e as organizações estão tendo que se reinventar e apostar na criatividade, na inovação e na tecnologia para superar esses momentos de adversidade.

Com o turismo brasileiro, esse cenário não foi diferente. Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC) mostraram que o ramo deixou de faturar cerca de R$ 214 bilhões em 2021 devido ao isolamento social imposto pela Covid-19. O Senac em Minas, com tradição no fomento ao turismo, possui papel estratégico no crescimento e desenvolvimento do setor. Esse desafio uniu um time multidisciplinar, com diferentes experiências e conhecimentos para a construção de um plano para ofertar soluções para de alavancar os negócios em nosso Estado.

Assim, inaugura, no segundo semestre de 2022, o primeiro hub mineiro de inovação em turismo e gastronomia, na cidade de Tiradentes: o hub.s. O local escolhido para abrigar o espaço foi a unidade do Senac na cidade, que possui tradição internacional no turismo e na gastronomia. Além disso, possui grande representatividade por fazer parte de grandes festivais da cidade e formar inúmeros profissionais na região.

Porém, agora ela se ressignificará como uma unidade ativa no trade de Minas Gerais. A proposta é que conecte, apoie, inspire, forme e capacite o turismo e a gastronomia por meio de ações de educação, empreendedorismo, inovação e tecnologia, com base em seis pilares: capital humano, cultura da inovação, acesso à capital, acesso a mercados, suporte e experimentação.

O hub.s chegará com a missão de contribuir para o reconhecimento de Tiradentes como modelo central da culinária e turismo mineiro. Queremos, portanto, que o hub.s seja um espaço compartilhado de trabalho, pesquisa e de vivência. Muitas ações estão por vir!

(

) Karla Cristina da Silva é especialista em inovação educacional do Senac

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.