Minas S/A

Esforço do governo
Publicado em: 17/06/19 - 03h00

Esforço do governo

O governador de Minas, Romeu Zema, e o prefeito de Betim, Vittorio Medioli, conversaram sobre o endividamento que o governo do Estado tem com os municípios oriundo da falta de repasses constitucionais às prefeituras. Antes de dar entrevista na rádio Super 91,7 FM, Zema reafirmou a Medioli o esforço do governo para abrandar as consequências dessa crise. Zema quer solucionar a questão, mas isso não depende apenas dele: depende de uma negociação em massa com o governo federal, não somente o ajuste de caixa e o corte de despesas, além da austeridade fiscal que o governo do Estado tem conseguido. Agora, falta ao governo federal ajudar os Estados a sair desse quadro de dificuldade.

 

Venda da Cemig

Outra questão que tem tomado sempre as conversas do governador Romeu Zema é a situação da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Da forma como a Cemig está, Zema não retira a ideia de privatizá-la. Tudo por conta dos investimentos que a companhia vai necessitar que sejam realizados e que o Estado, como acionista controlador, não tem condição de fazer diante do cofre combalido. O montante necessário à Cemig é de R$ 21 bilhões envolvendo a renovação de concessões e investimentos no parque elétrico. Entre 2023 e 2024, vencem outras quatro concessões de usinas que estão sob o controle da Cemig. 

André Cabral; prefeito de Betim, Vittorio Medioli; Romeu Zema; subsecretário de Comunicação, Roberto Bastianetto; e o diretor-executivo da Sempre Editora, Heron Guimarães.

CEO Fórum

De acordo com o coordenador regional da Amcham-BH, Matheus Vieira Campos, uma das principais maneiras de ajudar as empresas a tornarem uma realidade a convergência entre legado e inovação é por meio da troca de experiências e cases, como propõe o evento CEO Fórum, que aconteceu em Belo Horizonte. “Reunimos grandes nomes do mercado, que são referências em nível global, para trazer suas experiências para mais perto dos empresários brasileiros, especialmente os de Minas Gerais, com o intuito de conectar pessoas e inspirar negócios”, destacou Campos. 

Matheus Vieira Campos e Marco Antônio Branquinho.

Jovens talentos

Durante palestra no CEO Fórum 2019, evento da Câmara Americana de Comércio de Belo Horizonte (Amcham-BH), o indiano Ram Charan disse que é preciso ter pessoas fantásticas e positivas no local certo. “Mais de 25% dos colaboradores no mundo estão em lugares incorretos, então, é preciso identificar isso e saber realocá-los. E isso precisa ser feito de cima para baixo, principalmente nos primeiros três níveis de poder”, disse Charan, que é autor de 13 best-sellers e professor de Harvard. Além disso, Charan disse que é fundamental ter pessoas jovens em posições que demandam responsabilidade, unindo duas características: a velocidade e a agilidade do trabalho.

Professor Ram Charan e Alexandre Demasi, da Amcham.

BuyPoint

O CEO da BuyPoint, Christiano Passos Toledo, atua no mercado de tecnologia há mais de 20 anos. Mas a criação do aplicativo BuyPoint, de autoatendimento exclusivo para o Mineirão, foi feita em janeiro deste ano e já está recebendo demandas de outros Estados, também focados em estádios de futebol. O objetivo é acelerar o atendimento e eliminar etapas para o cliente. No Mineirão, existem mais de cem totens que foram criados e vendidos pela BuyPoint aos restaurantes. Em outros estabelecimentos de Belo Horizonte são mais de 30 unidades. 

 

Sistema ágil

Em três horas de jogo, por exemplo, o sistema da Buypoint atendeu cerca de 50 mil pessoas na semi final do Mineiro 2019. Foram emitidos aproximadamente mais de 20 mil tíquetes de pedidos sendo mais de 70 tíquetes por minuto. A tecnologia é mineira e exclusiva, adaptada para a demanda volumosa do Mineirão. Para Christiano Toledo, o desafio é traduzir o conceito BuyPoint para os clientes. “Como uma máquina tão simples é capaz de reduzir filas, reduzir custos e otimizar as vendas? Estar aliados a empresas como Cielo Lio e Safra que são administradoras de cartões nos ajuda muito, pois são marcas de credibilidade”, diz o empresário. 

Problemas fundamentais

Sem resolver problemas fundamentais, Dan Kraft – que fundou em Belo Horizonte uma das primeiras butiques jurídicas do país em 1999, a Kraft Advogados Associados – diz que o Brasil continuará sendo ultrapassado por outras nações de crescimento mais acelerado. “O primeiro desses problemas é o equacionamento da dívida pública, que impede investimentos em infraestrutura. O segundo é a Previdência, que obriga o brasileiro a vender o futuro para pagar um passado irresponsável, representado pelos regimes de pensão que transferem renda de pobres para ricos. O terceiro desafio é o regime fiscal, que é bizantina e totalmente desconectada da realidade mundial”, explica.

Fardo Fiscal

Dan Kraft diz que o Brasil arrecada muito bem, mas além do fardo fiscal impõe um peso burocrático ao contribuinte que é absurdo, insuportável. “Não conheço nenhum país que atraia investimentos que exija tanto tempo e custo para gerir impostos como o Brasil. É um absurdo um micro ou médio empresário ser obrigado a pagar contador mensalmente para cuidar dos impostos. Em países desenvolvidos isso é feito trimestral ou anualmente”, critica. Outro problema sério é o Estado altamente ineficiente. “No dia em que não houver mais necessidade de despachante – por mais respeito que tenho pelas pessoas que desempenhem essa função tão necessária nos dias de hoje – será um sinal de que o Estado brasileiro ficou eficiente”, compara. 

Direcional Engenharia

Contagem segue como importante praça para os empreendimentos da Direcional Engenharia em Minas Gerais. Neste primeiro semestre, a empresa totaliza 816 unidades lançadas com os dois novos condomínios. No Jardim Riacho das Pedras, a Direcional construirá o Reserva das Flores com torres de 19 pavimentos e lazer completo. No bairro Pedra Azul, também em Contagem, o Conquista Safira terá torres com quatro pavimentos e lazer completo, enquadrando-se no perfil Faixa 2 do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV). Em março, a empresa já havia lançado o Conquista Arvoredo. 

Métodos contra problemas

Depois de atuar por mais de 23 anos em uma das maiores multinacionais instaladas no país, Robert Braga, CEO do Instituto R2 Coaching Consultoria e Treinamento, tem feito palestras pelo país para mostrar alternativas nas soluções de problemas. “Para solucionar problemas em qualquer área, existem métodos e regras que possibilitam uma análise de fundo técnico e científico. É um método de abordagem de problemas de forma ordenada, disciplinada e científica, visando a sua solução”, ensina. A próxima palestra de Braga acontece amanhã, na sede do Setcemg, na av. Antônio Abrahão Caram, 728, Pampulha. Inscrições no http://setcemg.org.br ou no (31) 3490-0330.

 

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso