Raimundo Couto

Teoria e prática
Publicado em: Qui, 18/04/19 - 16h39

É dos bancos da escola que sai o aprendizado que será aplicado para o resto de nossas vidas nas mais diversas áreas em que convivemos. O momento de aprender é fundamental para que possamos aplicar, na vida prática, tudo que, em teste, nos foi ensinado em teoria.

Por isso, toda iniciativa em que está envolvido o exercício do que foi estudado em sala de aula, merece nossa atenção e espaço. Exatamente é o que acontece no CEFET MG – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, que há quase 15 anos criou a Fórmula Cefast, uma iniciativa dos alunos do curso de engenharia mecânica no ano de 2005, com nome de Equipe Atena.  

Após muito trabalho, em 2006 foi criado o primeiro protótipo, o ES-01, que conquistou o 8º lugar na competição realizada no estado do Rio de Janeiro. Os protótipos foram nomeados com a sigla ES, em homenagem ao Professor Eduardo Schirm, que sempre apoiou e ajudou na concepção do projeto e esteve presente nos momentos mais importante da equipe.

Em 2009, já com o ES04-A, a equipe passou a se chamar Fórmula Cefast, adotando o nome já utilizado pelos demais componentes do Núcleo de Engenharia Aplicado à Competições (NEAC – CEFET MG), como Cefast Baja e Cefast Aerodesign, que conquistaram grande sucesso nas competições da SAE. A equipe Cefast era a única em Minas Gerais até 2010, quando surgiu a equipe Fórmula UFMG, grande parceiro da equipe.

No ano de 2017, a equipe obteve a vaga para o mundial de Lincoln (EUA), que foi disputado em junho de 2018, com o ES-09, que foi o melhor carro do Brasil no quesito aceleração. Na disputa internacional com 67 equipes de todo o mundo, esse protótipo alcançou a décima oitava colocação geral e a equipe voltou com o seu primeiro troféu internacional, após conquistar a primeira posição na Apresentação de Negócios.

Em 2018, pela primeira vez em sua história, a equipe obteve a 1ª colocação geral na competição nacional. Esse resultado foi conquistado com o primeiro lugar em Apresentação de Projetos, Aceleração, Autocross e Enduro, além do segundo em Eficiência, quarto em Custos e quinto em Skid Pad e Apresentação de Projetos. Com essa vitória, a equipe obteve uma vaga na competição internacional de Michigan (EUA), que acontecerá de 08 a 11 de maio de 2019.

Atualmente, a equipe conta com dezenas de alunos dos mais diversos cursos de engenharia, como engenharia mecânica, elétrica, produção civil e materiais, empenhados na construção de projetos cada vez mais inovadores. O aluno do sexto período de engenharia mecânica, Lucas Borges, que faz parte da equipe Fórmula Cefast, conversou com nossa reportagem. Segundo ele, a participação na competição em Michigan, nos Estados Unidos, é um reconhecimento ao trabalho por eles produzidos, que demandou muitas madrugadas para conseguirem o primeiro lugar no Brasil, em uma primeira disputa entre escolas e o que lhes carimbou o passaporte para a viagem.

Borges entende importante, também, o fato de participar desta competição no exterior, como uma oportunidade para conhecerem e interagirem com outros colegas estudantes e seus projetos. Ele acrescenta que poder apresentar internacionalmente para engenheiros das mais diversas áreas poderá abrir portas para o futuro de todos estes jovens. Lucas termina seu depoimento relatando que além da competição, muitos workshops acontecerão e os alunos poderão adquirir novos conhecimentos. A turma de alunos da engenharia mecânica apronta os últimos preparativos para o embarque, a competição terá vez entre os dias 08 e 11 do próximo mês de maio. Boa viagem, turma...

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Leia mais
LEIA MAIS
Beleza em Movimento
Educação
Nas redes
Intercâmbio