Imóvel comercial

Para se livrar de condomínio e IPTU, dono não cobra aluguel  

Crise faz proprietários oferecerem descontos e até um ano de locação “grátis”

Ter, 10/03/15 - 03h00
Sem dono. No quarto andar do BH Shopping há uma sequência de lojas fechadas e ainda sem identificação de quem ocupará o espaço

A crise chegou ao mercado de aluguéis comerciais em Belo Horizonte na forma de tapumes espalhados pelos corredores dos shoppings para tampar as lojas vazias e negociações inusitadas entre proprietários e locatários nas lojas e salas em geral. “Para conseguir alugar, os proprietários estão concedendo descontos de até 50% ou renovando os contratos por valores menores do que os anteriores”, diz a gerente de locação da Sancruza Netimóveis, Evânia Martins.

Em um caso mais extremo, ela conta que o proprietário de um conjunto de andares comerciais na avenida Barão Homem de Melo deu 12 meses de carência no aluguel dos espaços. Isso significa que no primeiro ano, os locatários pagarão apenas condomínio e IPTU. “Pelo menos o proprietário não tem que arcar com esses custos”, explica ela.

Já nos shoppings, as lojas vazias estão tanto nos centros comerciais novos, quanto nos antigos. O diretor de relações institucionais da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Luis Augusto Ildefonso da Silva, diz que a vacância reflete o atual momento da economia.

“Acontece sempre que a economia está morna”, diz. Ele completa que os shoppings mais novos são os que mais sofrem. Há três anos, os novos empreendimentos inauguravam com 8% a 9% de lojas fechadas. Hoje, o índice chega a 25%.

Negociação. Negociar a redução dos aluguéis e dos condomínios, quando for o caso, é uma das sugestões das entidades representativas dos lojistas para enfrentar a crise. “Os aluguéis que foram pagos em 2013 e 2014 não cabem na realidade de 2015”, diz o presidente do Sindicato do Comércio Lojista de Belo Horizonte (Sindilojas-BH), Nadim Donato. O ideal, segundo ele, seria uma queda de 20%.

Negociação

Curso. Em abril, a Aloshopping vai realizar um treinamento para ensinar os lojistas a negociar com os shoppings. O curso deve ter 12 horas de duração e abordar o atual momento econômico. 

Venda menor, cenário pior

Aluguel e condomínio são os grandes vilões dos shoppings. Segundo a Aloshopping e a Alshop, esses custos são calculados pela média ou pela expectativa de faturamento das lojas. Como o movimento despencou nos últimos meses – o Natal, por exemplo, foi o pior dos últimos oito anos para o setor – os lojistas não conseguem mais arcar com os valores. “As vendas estão diminuindo e o lojista continua pagando o mesmo”, diz o superintendente da Aloshopping, Alexandre França. (APP)

(11) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
La Bestia Negra 5:55 PM Mar 10, 2015
Segundo os OTIMISTAS, não existe crise, é verdade, crise como? Com trezentos reais da BOLSA FAMÍLIA, mais um vale gás aqui e outro ali...Crise que nada, o TREM tá é bão de mais!
2
Denunciar

Luis Eduardo 4:28 PM Mar 10, 2015
Sou comerciante e confirmo esta situação pois a cada dia a negociação com proprietários fica mais difícil para alugar novas lojas.Se aparecer uma loja nestas condições alugo na hora.
1
Denunciar

Lula(rápio) Sincero 2:48 PM Mar 10, 2015
O antonihenrique tem razão: há muito que algumas pessoas vêm alertando para essa crise imobiliária. Um deles é o Observador do Mercado.
2
Denunciar

Thiago 2:40 PM Mar 10, 2015
Os preços dos alugueis estão totalmente fora da realidade. Os proprietários estão cobrando fortunas e reclamam da Dilma pelo fato de agarrar com os imóveis. É ridículo, todos sabiam que uma hora o mercado imobiliário iria desacelerar e nada mais justo.
2
Denunciar

Lula(rápio) Sincero 2:37 PM Mar 10, 2015
O Freedom Always foi muito feliz em em seu comentário! Se os donos de imóveis comerciais não deixarem de lado o "zóião", e passarem ser parceiros de quem produz, vão à bancarrota (e nesse caso, não adianta culpar a Dilma). Quem tem imóvel para locação, seja comercial ou residencial, deve enxergá-lo como um patrimônio que pode lhe permitir uma "renda extra", e não como uma forma de viver sem trabalhar, explorando o trabalho alheio (conheço gente que largou emprego para viver disso), pois são estes que, como bem disse o comentarista acima citado, ficam espoliando quem corre o risco do negócio, e gera emprego e renda.
3
Denunciar

antoniohenrique 1:38 PM Mar 10, 2015
É só abrir uma loja dos Supermercados BH no 4º piso do BH Shopping que garanto a todos que o shopping irá bombar. hahahahahahaha Em tempo: tem uma turminha bacana que já havia previsto esta situação. Pesquisem por bolhaimobiliariabrasil na internet e acompanhem.
3
Denunciar

AtletiCORNO 12:46 PM Mar 10, 2015
EM 2012 O QUERIDO PREFEITO MÁRCIO LACERDA DOBROU O IPTU DOS DONOS DE IMÓVEIS EM BH, E INVESTIU ESSE DINHEIRO SUPERFATURANDO EM VIADUTOS QUE CAEM, EM MOVE QUE NÃO FUNCIONA, E PARTE DESSE DINHEIRO O GOVERNO ESTADUAL GASTOU MAIS DE SEISCENTOS MILHÕES NO MINEIRÃO, EQUIVALEM AO ESTÁDIO NOVOS DE GRÊMIO E PALMEIRAS JUNTOS. POLÍTICO NÃO VALE NADA.
0
Denunciar

Paulo 11:08 AM Mar 10, 2015
Este comentário não foi aprovado por não se enquadrar nos termos de veiculação desta seção
(Confira os termos no final da página, junto ao formulário de envio de comentários)

Thiago Lobato 10:15 AM Mar 10, 2015
Estranho ver tantas lojas fechando, passei na Silviano Brandão, na Caetés e vi um monte de lojas fechadas. Mas no pronunciamento da Dilma ela diz que esta fazendo tudo para melhorar e manter o emprego e o salario das pessoas? Será que é mentira? Uai, eu não sei, eu acredito piamente em tudo que ela diz.
8
Denunciar

eduardo mello 9:28 AM Mar 10, 2015
Por causa da Dilma! :)
21
Denunciar

Freedom Always 8:30 AM Mar 10, 2015
Felizmente os donos de imóveis terão que ser parceiros de quem produz, ao invés de espoliá-los mensalmente.
3
Denunciar

Leia mais