Os conselhos populares e a sovietização da política

Na União Soviética, eram dominados pela burocracia do PC

Seg, 22/04/19 - 03h00

Nunca imaginei que faria um texto sobre a “sovietização” da política no Brasil. A adoção de um modelo falido e extinto de política parece o mesmo que discutir o impacto da extinção dos dinossauros em uma eleição. Mas eles parecem insistir em tentar brotar do chão, em uma versão político-circense de “Jurassic Park”, em que monstros que destruíram a sociedade em outros tempos e lugares insistem em aparecer no meio de nós. Estou falando da ampliação e da forma de atuação dos conselhos populares.

O nome parece simpático, afinal de contas, “conselho” é sempre um órgão colegiado que discute temas relevantes e deveria, pela capacidade pressuposta de seus membros, oferecer soluções adequadas e coerentes para a solução de problemas complexos. “Populares”, por outro lado, num ambiente democrático, parece evocar a participação da população na condução das questões públicas, o que parece um bom caminho. Mas não é nada disso que temos visto.

Na verdade, os conselhos que continuam a se multiplicar são uma reprodução dos sovietes criados na extinta e falida União Soviética para comandar todos os aspectos da economia e da política. Eram dominados pela burocracia do Partido Comunista, único autorizado a funcionar por lá, para garantir a implementação das soluções que interessavam para a máquina estatal – e não para as pessoas.

Por aqui, o processo de escolha dos conselheiros é sempre obscuro, manipulável e enviesado ideologicamente. Não é por outra razão que, mesmo quando a esquerda é derrotada nas urnas, os conselhos permanecem quase sempre aparelhados como ambiente de hegemonia das ideias e líderes estatistas, na defesa de um governo agigantado, no combate ao livre empreendedorismo e na burocratização da realidade.

Alguns dias atrás, a Câmara votou um projeto que criou mais um conselho – o de trabalho, emprego e renda –, acompanhado de uma conferência municipal que, em última análise, controlará o uso dos recursos do fundo. Com assento garantido nesses órgãos estão os sindicatos escolhidos como os “mais alinhados” com a política de emprego e renda, que, aliás, por meio do FAT, é um dos maiores dutos de desvios de verba do país.

Sobre as conferências, é preciso falar daquela que é convocada para discutir a política urbana da cidade e que acabou gestando o péssimo projeto do novo Plano Diretor, hoje em tramitação na Câmara. Como na maior parte das conferências, os partidos e grupos de pressão de esquerda conseguem mobilizar um maior número de delegados e dominam todas as discussões, como se esse tipo de expediente – que diz respeito mais à capacidade de mobilização e cooptação do que à vontade popular, propriamente – pudesse valer mais do que o voto dado nas urnas.

Toda vez que critico esses conselhos, sou chamado de “antidemocrático” pela esquerda, mas o meu conceito de democracia não passa por essa delegação de funções de quem foi eleito para órgãos dominados ideologicamente e sem voto popular.

Os políticos com mandato a partir de eleições gerais representam uma amostra da variedade de leitura da sociedade sobre a realidade social e podem, melhor do que conselhos formados por uma única corrente, debater e buscar soluções que se aproximem do que é a vontade geral.

Até que se moralize o processo de formação desses órgãos, para lhes emprestar um caráter verdadeiramente democrático, vou continuar a combater a sua expansão e provocar as pessoas que busquem deles participar para coibir os abusos que continuam se repetindo.

(8) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Esteves 5:33 PM Apr 22, 2019
A "Classe Politica" ja causou tanto desgosto no Povo Brasileiro que ate quando aparece Politico sendo contra alguns costumes da Classe acaba tb sendo criticado pelo Povo.
2
Denunciar

Victor Silva 4:59 PM Apr 22, 2019
Mimimi. Ao invés de ficar chorando, vai trabalhar.
7
Denunciar

Alberto 4:44 PM Apr 22, 2019
Mais uma vez jogando para a galera. Esse vereador é esperto, assim fazendo não precisa se esforçar para nada, basta criticar o que está errado e a turma bate palma. Uma festa em cima dos incaltos. Mas explicar o PSDB e PT no governo de Minas, esse aí não fala nada. kkk
2
Denunciar

José Boné 2:36 PM Apr 22, 2019
Vai trabalhar, vereador. Tá precisando. Gosta muito de falar... Fale menos e trabalhe mais.
5
Denunciar

Antônio Jair 12:19 PM Apr 22, 2019
"NÃO FUI ELEITO PARA FAZER AMIGOS". (MATEUS SIMÕES). AINDA ESPERO QUE REALMENTE O VEREADOR CUMPRA O QUE ESCREVEU, ESCLARECENDO ADEQUADAMENTE O QUE INCOMPETENTE E DESQUALIFICADO PIMENTEL FEZ COM OS BILHÕES DOS IMPOSTOS. PRINCIPALMENTE O QUE ROMEU ZEMA FARÁ PARA RETIRAR MINAS GERAIS DO FUNDO DO POÇO DE LAMA FÉTIDA PETISTA, ONDE O LAMENTÁVEL EX-DESGOVERNADOR NOS DEIXOU. NÃO PRECISA FICAR AO LADO D VEREADORES PETRALHAS DA CÂMARA/ BH, PORQUE "DIGA-ME COM QUEM ANDAS, E TE DIREI QUEM TU ÉS." ENTENDIDO?
2
Denunciar

Antônio Jair 12:19 PM Apr 22, 2019
Com máquina pública/dados em mãos, por que S/ AMIGO ZEMA ñ divulga minuciosamente o q TRÁGICO Pimentel fez c/ bilhões de reais MENSAIS d povo, já q ñ repassou às Prefeituras MILHÕES D REAIS a q tinham/têm direito (crime d apropriação indébita, passível d impeachment na época, abafado por deputados cordeirinhos), bem como tb ñ pagou 13º a servidores d Executivo (só d Executivo? Por quê?). POVO QUE EXPULSOU CORJA DO GOVERNO MERECE ESCLARECIMENTOS.12ª VEZ QUE PEÇO SUA EXPLANAÇÃO, E ATÉ AGORA NADA.
1
Denunciar

Moura 11:06 AM Apr 22, 2019
A ocupação dos Conselhos Populares pela esquerda é parte do "Marxismo Gramsciniano", que preconiza a tomada pelo poder por meio do domínio (pela esquerda) das instituições, entidades de classe, clero, mídia, Conselhos Comunitários e entidades similares. A metodologia "Gramsciniana" foi muito praticada nos governos do PT (embora boa parte da esquerda e dos petistas aqui no país nem saiba quem foi Antonio Gramsci)... É notório que as instituições acima citadas estão infiltradas pela esquerda.
8
Denunciar

guilherme batista 8:56 AM Apr 22, 2019
A Câmara de Vereadores é exatamente um conselho popular, eleito pelos munícipes. Qualquer coisa além disso é demagogia, é tentar usurpar o poder conferido pelo cidadão. Ou será que os participantes desses conselhos comunistas foram eleitos por alguém?
8
Denunciar

LEIA MAIS
Leia mais