Resistência democrática contra a ditadura sutil

Radicalismo manipula informação contra a liberdade

Sex, 19/07/19 - 03h00
“Vocês, neste momento, estão entrando no que eu chamo de ‘ditadura da era da informática’, uma ditadura sutil na qual o imaginário de grande parte da população brasileira está sendo mudado em direções totalmente contrárias aos direitos humanos, ao respeito e à liberdade”. Esse é o alerta feito nesta semana pelo sociólogo espanhol Manuel de Castells, um dos mais respeitados especialistas em comunicação digital da atualidade. Fui ao Rio de Janeiro assistir à palestra de Castells, que veio ao Brasil para participar de seminário organizado pela Fundação Getulio Vargas. E comungo da preocupação do pensador espanhol com o futuro da democracia em nosso país e em outras nações onde há ameaças cada vez maiores ao Estado de direito. Chamou-me a atenção especialmente o conhecimento que ele tem da situação que vivemos e das causas que levaram o Brasil a enfrentar momento institucional tão complicado. A expressão “ditadura sutil”, que Castells usou para definir a atuação de grupos de extrema direita no país que manipulam a opinião pública a partir do uso massivo das redes sociais, define com perfeição os contornos do que vivemos. Ele quis destacar que os movimentos totalitários não precisam mais apelar para golpes militares e guerras civis para tomar o poder. No mundo da informação, dominado pelas mídias sociais, basta manipular a opinião das pessoas para minar a democracia e instalar um governo totalitário. Outra tática para enfraquecer a democracia, de acordo com Castells, é o ataque sistemático às universidades, aos professores, à educação, à cultura e às ciências sociais, para desmantelar instituições que levam as pessoas a refletir sobre o mundo em que vivem. No conceito de ditadura sutil definido pelo sociólogo espanhol, “tudo o que significa pensar é perigoso.” As reiteradas declarações do ex-ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez e do atual ocupante da pasta, Abraham Weintraub, procurando desqualificar e desconstruir o ensino público brasileiro, corroboram, no meu entendimento, a análise de Castells. Ele afirma que, no novo modelo de totalitarismo sutil em andamento no Brasil, as instituições estão preservadas, mas o poder econômico e o poder ideológico são tão manipulados que não se faz necessário lançar mão de tropas. Ele acentua a influência do fundamentalismo religioso na destruição da educação e do livre pensar. Para ele, as religiões pentecostais não se importam com a ciência e a educação, “porque, quanto mais educadas e informadas estejam as pessoas, mais capacidade terão de resistir à doutrinação”. O sociólogo, ao avaliar a guerra digital travada no Brasil, demonstra não acreditar na capacidade da esquerda de se sobrepor ao discurso da direita nas redes sociais. Para ele, “essa esquerda está morta e não só no Brasil. No resto do mundo, o pouco que resta da esquerda está tentando se reestruturar”. Mais um ponto em que concordo plenamente com o raciocínio de Castells. Há uma visível incapacidade da esquerda brasileira de se mobilizar para se contrapor às posições populistas da direita. Está claro que o cenário traçado por Castells tem viés pessimista, mas não fecha as portas para a retomada do caminho democrático no Brasil. “Sempre há maneiras de fugir da coerção”, diz ele, acrescentando que não existem dominações permanentes, pois “os humanos são livres e podem reagir”. Ou seja, como sempre defendi, a resistência democrática é o caminho.

(16) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
mauro 1:29 PM Jul 20, 2019
Esses esquerdinhas são da Frente Democrática Popular. devem ser tratdos pelas iniciais, que é o que são, independentemente de suas mães, que, não raro, acentuam seu caráter criminoso. Em 2022, voto Bolsonaro ou quem ele indicar, se eu não reconhecer a superioridade de alguém que venha a se candidatar. quanto mais linha dura, maiores as chances de levar meu voto. Bolsonaro está meio amarrado. Tem que perder a mania de dar muita atenção à comunidade internacional. É pau na moleira... senão, acaba.
4
Denunciar

mauro 1:22 PM Jul 20, 2019
Extrema direita, fascistas, são todos que não se coadunam com a esquerda criminosa e aproveitadora, assim nomeados pelos próprios bandidos. Buscam constranger quem não comunga das mesma stécnicas de ladroagem, contando, para isso, com pseudo intelectuais, remunerados, com dinheiro público. cada um recebe pelo seu valor venal. Uns valem alguns mihões de dólares, outros, um pedaço de salame, um cargo sem concurso, material de construção e até promessas para o futuro. Ou o Brasil acaba com isso, ou
3
Denunciar

mauro 1:17 PM Jul 20, 2019
Por isso sou a favor de um regime mais forte. Mais que o de 1964, que foi muito humano com ameaças tão sérias e perigosas. Porque ninguém se lembra das ameaças e constrangimentos perpetrados pela esquerda, como Benfedida, Iasi, os Wagners (CUT e PT-BA), Dirceu e tantos outros em movimentos "sociais"? Porque ninguém processa e prende esses marginais, que, pior, não estão à margem de nada, mas entranhados no estado? Qual a solução? Dar uma banana para a comunidade internacional criminosa, a maior.
2
Denunciar

mauro 1:10 PM Jul 20, 2019
O Manuel de Catells aí, é mais um cabo eleitoral da esquerda internacional, com sua tradicional ingerência no país dos outros. Estamos vendo a mais ordinária, vil e sem vergonha campanha eleitoral da esquerda internacional. Recebem por isso em dinheiro, salame, público e mercado cativo, cooperação, quando os ladrões não estiverem no governo de seus países. O povo honesto nõ deve se deixar enganar. Artistas, políticos, cantores, os mais variados ramos, trabalhando para estabelecer gangues comunas
3
Denunciar

R Alvarenga 2:47 PM Jul 19, 2019
Ultimamente as únicas coisas que as ciências sociais estão levando as pessoas a pensar é em como se drogar mais e usarem seus orifícios corporais como forma de arte e protesto. Esse Gabriel é muito hipócrita.
6
Denunciar

Elios Dunkan 2:42 PM Jul 19, 2019
Este "sociólogo" fatalmente é um esquerdopata que, alçado ao mundo da mídia progressista, tenta desesperadamente reverter o "boom" de desmascaramento das estratégia e agendas da esquerda mundial aqui na América Latina. Inventam factóides para alavancar suas retóricas em prol das melhores práticas nos moldes do comunismo internacional. Vocês dessa phorra de Jornaleco, quando é que vão aprender a fazerem jornalismo sério e com credibilidade? Fica a dica, aprendam com a turma da Jovem Pan.
7
Denunciar

Esteves 10:26 AM Jul 19, 2019
Meteoro Brasil postou no Youtube video sobre Ditafura Sutil.
10
Denunciar

Antônio Ramos 9:34 AM Jul 19, 2019
Quanta demagogia, palhaçada, e "meias verdades" contém o texto desse Gabriel. Não existe ditadura sutil coisa nenhuma. Todos os segmentos de direita e de esquerda usam as redes sociais. A pior ditadura estamos tentando afastar desse país e é a LADROAGEM DESENFREADA DA ESQUERDA FESTIVA, liderada por lula e seus miquinhos amestrados, pelos rogérios correias, pelas gleisy hoffman, pelos fernandos pimentéis e gabrieis azevedos da vida. Gabriel, não venha defender o bando de ladrões COMUNISTAS!
35
Denunciar

joao da silva 8:56 AM Jul 19, 2019
Quanta baboseira esse demagogo escreveu. A mesma rede social que elegeu o Presidente elegeu esse hipócrita.
30
Denunciar

Paul Henrique 8:42 AM Jul 19, 2019
Quanta bobagem...doutrinação,sabotagem do ensino,a destruição da cultura,da economia e outras coisas foram feitas justamente por essa esquerda que o colunista defende,junto com mais um sociólogo esquerdista,com o apoio total da mídia tradicional ao longo dos últimos 30 anos.Onde vocês estavam?Vão querer me convencer que o objetivo não era implantar um regime totalitário no país?Uma verdadeira ditadura,como há hoje em lugares como cuba.A internet veio justamente para DESMASCARÁ-LOS...
29
Denunciar

Esteves 8:40 AM Jul 19, 2019
O moralismo de alguns Eleitores de Direita tem sido uma vergonha. Os cara veem como tem sido pessimo Governo Bolsonarove passam pano pra tudo.
23
Denunciar

mauro 9:43 AM Jul 20, 2019
Ninguém está disposto a passar para o lado da esquerda. Quem votou em Bolsonaro, está satisfeito.
23
Denunciar

Lucas 7:59 AM Jul 19, 2019
Na verdade há alguns países que já superaram isso. Portugal por exemplo, depois de anos sofrendo com as políticas de direita que causam recessão e aumento da desigualdade, há alguns anos passou a ser governado por uma coalizão de centro-esquerda e retomou o caminho do crescimento. Aqui, infelizmente, insistimos no que não funciona, e desde Temer seguimos implementando medidas sabidamente desastrosas. Infelizmente, ainda tem gente que acredita, mesmo que as desculpas sempre se renovem.
19
Denunciar

joao da silva 8:59 AM Jul 19, 2019
Esse Lucas é um pateta que escutou o galo cantar mas não sabe onde. Essa história que ele conta de Portugal é uma mentira deslavada. É mais um fracassado, recalcado e invejoso que não aguenta ver o sucesso dos outros. Provavelmente é da geração que não trabalha e que finge que estuda. Ou nem isso.
19
Denunciar

Paul Henrique 8:44 AM Jul 19, 2019
Como se a esquerda não quisesse implantar uma DITADURA de verdade,nada sutil,assim como foi em cuba e hoje na venezuela...totalitarismo é especialidade dessa gente ,assim como acusar os outros do que fazem...
19
Denunciar

alexon 8:31 AM Jul 19, 2019
então o Brasil vai crescer com um governo alinhado à Esquerda? Lembro ao Lucas que a esquerda que vc. deve adorar quebrou o país. Roubou o país. Usurpou os direitos dos cidadãos de bens. Gerou um caos social nunca visto. Brasileiros que apoiavam esta esquerda foram privilegiados em detrimento aos outros homens sérios do Brasil. Vai te catar e leia mais antes de expressar suas imbecilidades. Quanto ao Gabriel o que ele faz na camâra ao mostrar ao seu eleitorado no twitter e nas colunas é que o safado do kalil é safado mesmo. Vc. então faz parte dessa massa que quer implantar novamente a ditadura sutil da sua esquerda socialista vinda de seu padrinho Aécio Neves.
19
Denunciar

Leia mais
LEIA MAIS
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo
Gabriel Azevedo