Crise entre os Poderes

Padilha diz que ‘dificuldade de relação’ com o Congresso está ‘superada’

Ministro das Relações Institucionais tem sido criticado publicamente pelo presidente da Câmara

Por O Tempo Brasília
Publicado em 20 de abril de 2024 | 16:36
 
 
Responsável pela articulação política, Alexandre Padilha negou crise com o Congresso Foto: Foto Lula Marques/ Agência Brasil 25.03.2024

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou, neste sábado (20), que “a dificuldade de diálogo está superada”, ao fazer referência às divergências com o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL). “Não tem crise. Qualquer dificuldade de relação, diálogo, está absolutamente superada”, avaliou em entrevista à GloboNews

Padilha esteve em São Paulo, em uma área que receberá unidades do programa Minhas Casa, Minha Vida. “Vamos repetir neste ano o sucesso da dupla governo federal e Congresso Nacional, que trouxe tantos ganhos para o país”, completou o ministro. 

Ainda ao falar sobre o assunto, Padilha disse que está sempre disponível. “Meu gabinete está aberto, meu celular funciona 24 horas por dia. Estou sempre à disposição de qualquer diálogo, conversa, seja com líderes da base ou da oposição”, destacou. 

A crise na articulação política do governo federal envolve uma série de críticas de oposicionistas e do próprio presidente da Câmara dos Deputados ao ministro de Relações Institucionais. 

Arthur Lira já disse mais de uma vez, publicamente, que não concorda com o fato do Executivo ser o único Poder que controla o Orçamento federal. O parlamentar, inclusive, nunca escondeu a insatisfação de ver Alexandre Padilha no cargo de ministro de Relações Institucionais.  

A briga de Lira com o ministro escalou a tal ponto que, na semana passada, ele chamou Alexandre Padilha de “incompetente” e “desafeto pessoal”. Em resposta, o ministro disse que “não desceria a esse nível”. Lula também entrou em campo em defesa do auxiliar e declarou que “só de teimosia” Alexandre Padilha ficaria no cargo.