Mateus Simões

'Fundo' de R$ 2 bilhões para a campanha de reeleição de Kalil

Prefeitura anuncia recursos para obras até o fim do mandato

Seg, 12/08/19 - 03h00

Lá em Brasília, os deputados do Novo fizeram o que era possível para tentar barrar na Comissão de Orçamento e Finanças o aumento de R$ 2 bilhões ao Fundo Eleitoral para o pleito de 2020. Infelizmente outros deputados acabaram empurrando a proposta, que, aparentemente, vai garantir que os partidos sejam irrigados com mais dinheiro público, chegando a um gasto total de R$ 4,5 bilhões em repasses para serem torrados pelas siglas partidárias, entre Fundo Partidário e Fundo Eleitoral.

O que muita gente não percebeu é que, enquanto isso, Belo Horizonte instituiu um fundo eleitoral exclusivo, informal, para financiar a reeleição do prefeito Alexandre Kalil. E, por triste coincidência, também com R$ 2 bilhões de dinheiro público. Os fatos são evidentes e não permitem qualquer engano: o prefeito assumiu publicamente que é candidato à reeleição ao mesmo tempo em que anunciou que, após a prefeitura guardar dinheiro por 30 meses, vai despejar R$ 2 bilhões em obras até o final do mandato – coincidentemente, no período pré-eleitoral.

Belo Horizonte vem amargando dois anos e meio sem investimentos em infraestrutura, com ruas esburacadas, passeios sujos, parques e praças abandonados, mas evidentemente não era falta de dinheiro, já que o prefeito ficou dois anos sem receber repasses do governador Fernando Pimentel, sem fazer uma única reclamação ou adotar qualquer providência. Começou a gritar agora, sempre no tom de bravata eleitoral, e, mesmo assim, resolveu não aceitar o acordo assinado por mais de 800 municípios e intermediado pelo Tribunal de Justiça. Abriu mão de receber mais rápido, para jogar Belo Horizonte na fila interminável dos precatórios estaduais, cujo tempo médio de pagamento pulou de 11 para 15 anos durante o governo do PT.

A justificativa, aparentemente, é que Kalil queria que BH furasse a fila e recebesse antes de Brumadinho, por exemplo. Aliás, foi o próprio prefeito quem disse estar com o caixa gordo, e o anúncio das obras comprova isso: faltando pouco mais de 12 meses para as eleições, declarou que aplicará R$ 2 bilhões em obras na cidade.</CW>

Nada de errado em se fazerem obras, mas por qual razão elas devem se acumular às vésperas da eleição?
Aliás, Belo Horizonte precisa desesperadamente de obras estruturais, mas de tempos em tempos o que vemos é a realização de obras de perfumaria, para fazer vista diante da proximidade eleitoral, enquanto investimentos de longo prazo continuam relegados. Não estou falando de metrô, mas de qualquer ampliação que fosse, mesmo nas linhas exclusivas… uma reles organização de ciclofaixas… um esforço de promoção de operações tapa-buracos… Isso para não falar nas obras estruturantes dos grandes corredores viários, na falta absoluta de investimento em saneamento básico ou mesmo na revitalização das áreas mais degradadas da cidade.

O problema é que estas são obras que demandam planejamento e não encontram voz entre aqueles que fazem propostas pensando apenas em 12 meses antes da eleição.

As grandes soluções para a capital continuam sendo adiadas em troca de pequenos projetos políticos, mas a conta dessa falta de investimento já bateu à nossa porta: continuamos perdendo empregos e PIB per capita, mesmo quando o resto do Estado já reagiu. Basta ver que Minas foi o Estado que mais gerou empregos no país, enquanto a cidade de Belo Horizonte continua estagnada. Com tanto dinheiro e foco nas eleições, não sobra nem um nem outro para tratar os problemas da cidade.

(15) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Wanderson Douglas de Almeida Dias 8:42 PM Aug 12, 2019
Estou pessimista com o nosso país, estamos fadados ao fracasso! Sempre votei em candidatos da esquerda. Tenho que reconhecer a atuação do vereador Mateus Simões. Torço para que seu partido o lance como candidato a prefeito de BH na eleição de 2020 e emano energia para o momento turbulento que ele está enfrentando na Câmara de BH.
4
Denunciar

Mauro Lúcio da silva 7:12 PM Aug 12, 2019
Nobre Vereador, pergunto se não houve, e se houve, quanto foi os investimentos em saúde, educação e segurança pública?
0
Denunciar

Cristiano 6:47 PM Aug 12, 2019
Começou o desespero da oposição! Vão tentar empurrar quem goela abaixo? Tramonte? João Leite? Ou outro ainda pior?
7
Denunciar

thiago 7:35 PM Aug 12, 2019
Mateus Simões está de bom tamanho
7
Denunciar

Rodrigo silva 7:18 PM Aug 12, 2019
Que tristeza. Oposição ao fracasso kaliu, realmente que ponto BH chegou
7
Denunciar

BH MG 1:33 PM Aug 12, 2019
SÓ NÃO VOTAR MAIS
4
Denunciar

BH MG 1:32 PM Aug 12, 2019
EU NÃO VOTO MAIS, TOMEI VERGONHA NA CARA, ESTES PÓLICOS SAFADOS SÓ QUER $$$$$$$$$$$$$$$$$....EU PAGO MULTA $3,50, REAIS PARA NÃO VOLTAR BOM DE MAIS.
4
Denunciar

José Carlos Patriota 1:14 PM Aug 12, 2019
Acho injusto as críticas a matéria do vereador. Afinal ele é procurador concursado da assembleia mostrando que é competente e não precisar compor grupinhos desonestos na câmara ou mostrar a bunda para o Kalil. Sua matéria desnuda a covardia da política e a gaita de vereadores que realmente fiscalizam. Os 2 bilhões em obras que já deveria ter feito desequilibra a eleição. O povo detesta políticos, vivemos descendo o cacete neles , mas estamos sempre querendo algo deles. Na verdade , os 2 bilhões compram votos da imensa periferia de BH. Kalil está comprando a preço de ouro algumas médias de BH, TVs, jornal falido e injetando outros milhões em institutos de pesquisas fajutos. Enquanto guarda nosso dinheiro, aplicado em bancos onde levam uma beirola dos juros, a cidade está abandonada.
7
Denunciar

thiago 7:37 PM Aug 12, 2019
você fala uma coisa e o contrário ao mesmo tempo
7
Denunciar

Paulo Renato Couto de Carvalho 12:49 PM Aug 12, 2019
Até quando este edil vai continuar falando bobagens como o seu chefe maior, o capitão de plantão. Fora mané
12
Denunciar

BRASIL 20 12:18 PM Aug 12, 2019
Meu caro Vereador de último mandato o seu lindo partido prometeu o fim do jetons para secretários ou seja prometeu o fim das vagas em conselhos de empresas estatais com salários de 20 mil e o senhor vem falar de kallllill, ou será que o nobre está querendo ser prefeito de BH kkkkkkkkk
8
Denunciar

Wesley Gonçalves 9:03 AM Aug 12, 2019
Ou tem alguma coisa errada com o algoritmo do google ou vocês estão usando metatags de maneira ilegal, esse texto não é noticia, é apenas achismo e especulação, não faz sentido pesquisar noticia BH no google e aparecer isso aqui
6
Denunciar

Gustavo Pereira - Chega de corruptos na política 8:39 AM Aug 12, 2019
O kalil não vale nada e você muito menos. :o(
7
Denunciar

Gustavo Pereira - Chega de corruptos na política 8:37 AM Aug 12, 2019
Gordo hipócrita, se você estivesse lá faria a mesma coisa. Você só fica dando lição de moral porque não não tem nenhum cargo executivo, assim como o Zé-Ema do seu famigerado partido. O Zé-Ema quando era apenas um caipira do interior falava assim como você fala: probidade, honestidade, ética, decoro.....Porém depois de eleito vimos muito bem o que é esse partido Novo que de novo não tem nada. Você é farinha do mesmo saco seu gordo hipócrita.
15
Denunciar

thiago 7:39 PM Aug 12, 2019
e você é um especulador sem respeito e raivoso
15
Denunciar

Leia mais
LEIA MAIS
Mateus Simões
Mateus Simões
Mateus Simões
Propostas para administração dos recursos dos cidadãos
Comissionados em estatais e autarquias chegam a duplicar