Orgulho de ser pai

Dia dos pais: 5 comemorações icônicas de pais para filhos no futebol

O TEMPO Sports relembra comemorações icônicas de jogadores de futebol em homenagem aos filhos que acabaram de nascer ou que morreram

Paula Coura
13/08/23 - 06h00

Quem gosta de futebol com certeza se lembra do ‘embala bebê’ de Bebeto na Copa de 1994. O gol, diante da Holanda nas quartas de final, garantiu o Brasil na semi. Mais do que fazer a alegria de milhões de torcedores naquele momento, a icônica comemoração foi a maneira que o jogador encontrou de estar próximo à esposa Denise, que tinha dado à luz ao filho do casal, o pequeno Matheus, dois dias antes.

Neste Dia dos Pais, O TEMPO Sports relembra essa e outras comemorações de pai para filhos no futebol, eternizadas em imagens:

Bebeto 1994

O embala de Bebeto é copiado até hoje por inúmeros outros jogadores, peladeiros ou entusiastas. Até então, não tinha registro de alguma homenagem em proporções mundiais neste sentido. "Foi em pleno Mundial, emoção à flor da pele. Marcou não só o jogador. Na Espanha (onde moravam), em férias, e em todos os lugares, as pessoas queriam saber do filho. Vi jogador de outro país repetir a comemoração", lembrou Denise Gama de Oliveira passados anos após o fato. 

Germán Cano e o L

O atacante argentino desembarcou no Brasil para jogar no Vasco. E logo deixou claro o amor pelo pequeno Lorenzo não só uma, mas inúmeras vezes. Sempre que fazia gol, Cano fazia o L. Mesmo após deixar o cruz-maltino e partir rumo ao Fluminense, onde foi artilheiro do Brasileirão, o atacante continuou com a comemoração. O jogador está prestes a ser pai de novo e teve torcedor que até brincou: “que venha um nome com ‘L’ para o Cano fazer dois gols por partida”, comentou, pelas redes sociais. 

Fuerza, Santi

Enquanto vestia a camisa do Cruzeiro, o meia Montillo prestou linha homenagem ao filho Santino em 2011. O menino, com um ano à época, precisou passar por uma cirurgia no coração. Como o pequeno ficou internado outras vezes, sempre que marcava, Montillo tirava a camisa e expunha outra com frase “Fuerza Santino”. A homenagem mais marcante aconteceu após Montillo marcar um gol sobre o Guarani, na vitória por 4 a 1, pelo Mineiro, véspera do procedimento cirúrgico de Santino. 

“Foram três anos muito difíceis para a gente. Ele ficou muitos dias na UTI. Eu tinha que continuar jogando. Eu treinava, jogava e voltava para o hospital para acompanhar ele na UTI", contou Montillo, anos após a cirurgia. O jogador é pai de mais dois filhos, Valentin e Emma. Santi, passa bem.

Arana e a tatuagem

Vestindo a camisa da seleção brasileira, o lateral Arana fez questão de homenagear Guilherme, que nasceu em abril de 2021. Em jogo da seleção brasileira olímpica, passados dois meses, visando os Jogos de Tóquio, Arana fez um golaço na vitória por 3 a 0 sobre a Sérvia sub-21. Após cruzamento de Gabriel Menino, Arana finalizou de primeira, sem chances para o goleiro adversário. Na ocasião, aproveitou para mostrar a tatuagem que fez em homenagem ao filho. 

Quando soube que seria pai novamente, Arana estava se recuperando de uma grave lesão. Ainda assim, usou as redes sociais para divulgar a novidade. Ele postou vídeo marcando um gol e comemorando com a bola sob a camisa, ao lado do primogênito, apelidado de 'mini Guissa' e também junto a esposa Gabriela.

 

 

No céu

Cristiano Ronaldo prestou uma linda homenagem a seu filho que morreu em maio de 2022, logo após o nascimento. Um dos filhos gêmeos do jogador com a esposa, Georgina Rodríguez, não resistiu ao parto. O casal retornou para casa com a filha Bella. Na partida, Ronaldo, que defendia a camisa do Manchester United, marcou o único gol da derrota por 3 a 1 para o Arsenal. 

No jogo entre Manchester United e Liverpool, em Anfield, dias antes, a torcida participou de um minuto de aplausos durante o sétimo minuto do jogo em apoio ao pentacampeão da Bola de Ouro e sua família. Cristiano Ronaldo é pai de Cristiano Jr., e dos gêmeos Eva e Mateo, de cinco, que teve antes de conhecer Georgina. Eles são pais de Alana Martina e de Bella. Detalhe: o Liverpool é o maior rival do Manchester United.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.