24°C | Belo Horizonte, 16/06/2019

Reencontro

Galo e Diego Tardelli estarão em lados opostos neste sábado

Atacante enfrenta, pela primeira vez desde 2009, clube em que conquistou seus principais títulos

Tardelli vem de lesão muscular e vai tentar usar a “lei do ex”; Luan, que não atuou no Chile, contra o La Calera, está de volta
PUBLICADO EM 25/05/19 - 07h00

A noite é de reencontro na Arena do Grêmio. De um lado, o Atlético e, do outro, um de seus maiores ídolos: Diego Tardelli, hoje jogador do tricolor gaúcho. O jogo pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro começa às 19h (de Brasília).

Depois de encerrar um vínculo de quatro anos com o Shandong Luneng, da China, clube que contratou Tardelli do Galo, o jogador voltou a namorar com a equipe mineira, mas não houve acordo para reatarem. A pedida do atacante foi alta para os atuais padrões enxutos do Atlético e, no fim das contas, ele acabou desembarcando em Porto Alegre.

Apesar de boa parte da torcida atleticana se sentir traída, Tardelli manteve a postura profissional e não deixou de pregar o respeito pelo Atlético, tanto no momento de sua escolha quanto agora, às vésperas da partida. “Será uma partida especial por tudo que eu vivi no Atlético, pela minha história, pelos títulos que ganhei. Claro que se trata de um jogo especial. Primeira vez que encontro meu ex-clube. Então, é agir naturalmente. Hoje, estou defendendo o Grêmio, e preparado”, destacou Tardelli, que está recuperado de uma lesão na coxa direita.

Com 110 gols, o atacante é o 15º maior artilheiro da história atleticana. São duas passagens pelo Atlético, entre 2009 e 2011 e entre 2013 e 2014, quando participou das conquistas mais recentes do clube, como a Copa Libertadores da América, a Recopa Sul-Americana e a Copa do Brasil. Foram quase 30 prêmios individuais com as cores alvinegras.

A cobertura na rádio Super 91,7 FM começa às 18h com o Show de Esporte. Às 19h, a bola rola com Hércules Santos (narração), Roberto Abras e Lohanna Lima (reportagem), Leandro Cabido (comentários) e Rômulo Fegalli (plantão e ancoragem).

Jogos em Porto Alegre costumam ser um fardo

Jogar em Porto Alegre contra o Grêmio nunca foi tarefa fácil para o Galo. Em 32 jogos em toda a história, foram apenas cinco vitórias – a última, em 2013, gol de Fernandinho. Um ano antes, em 2012, o torcedor alvinegro se lembra de um outro triunfo por causa da bela jogada de Bernard, que chapelou dois adversários e cruzou para Jô fazer o gol do triunfo de 1 a 0. As outras vitórias aconteceram entre anos espaçados: 1982, 1998 e 2004. Considerando o retrospecto como um todo – em jogos no Sul e em Belo Horizonte –, o Atlético venceu apenas uma partida em 12 jogos nos últimos cinco anos. O Galo perdeu oito vezes no período e ainda aconteceram três empates entre os times.

comentários (1)

Ninguém
Esse pessoal deste jornal parece querer dar o rabo para este Tardelli. O cara já é passado, a torcida toda já está cansada de saber como foi a história e não está nem aí para isso mais. Só que o jornal em que encher linguiça com algo repetitivo, para ter matéria.
3 1 Denunciar
8:37 AM May 25, 2019

Enviar Comentário
Leia mais