Contas

Cruzeiro precisa vencer duas a cada três partidas para subir, aponta matemático

De acordo com Moacir Martinez, Raposa terá que estabelecer um aproveitamento de 66% a 67% para terminar o torneio entre os quatro primeiros

Raposa acabou perdendo fora de casa para o CSA e complicou sua situação na Série B mais uma vez
Da redação | @otempo
21/09/20 - 08h00
audima

O matemático Moacir Martinez fez, em contato com rádio Super 91.7 FM, uma projeção do que o Cruzeiro precisa hoje para subir à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. De acordo com os números do especialista em projeções esportivas e também de loterias, o aproveitamento da Raposa precisa atiingir de 66% a 67%, com o time vencendo duas partidas a cada sequência de três jogos na segunda divisão. O matemático calcula que para subir, um time precisa de 61 a 67 pontos, tendo como base o desempenho nos últimos 10 anos. Faltam 28 partidas para o encerramento da Série B por parte do Cruzeiro. 

"O Cruzeiro tem uma situção difícil no campeonato. Ele precisa fazer um aproveitamento de agora em diante de 66% a 67%, isso para subir à primeira divisão. Ter um rendimento assim significa que a cada três partidas, o Cruzeiro precisa vencer duas. Se, por acaso, ele fizer três partidas e só venceu uma, na próxima sequência, ele vai ter que vencer os três jogos. Essa é uma média, de cada três partidas, ele precisa vencer duas. A situação não é fácil. Eu estou calculando que a classificação para a primeira vai ficar entre 61 pontos a 67 pontos para subir, porque os 10 últimos anos, você vê que é com essa média que o time fica entre os quatro mesmo, que vão subir", analsou Moacir. 

Apesar de hoje, institutos como o 'Chance de gol' apontarem que o Cruzeiro possui mais chance de queda à Série C do que de acesso (4,5% de rebaixamento contra 4,1% de subir e 0,2% de título), Moacir confia que a Raposa não passará por outro descenso devido ao desempenho da turma que está na parte inferior da tabela. 

"O Cruzeiro tem que trabalhar em cima de subir, pode até ser campeão, mas a meta é subir. O clube sempre foi time de primeira divisão. Não acho que o Cruzeiro caia porque pontuar onde ele está é fácil. É fácilo porque é exatamente lá que ninguém está pontuando. Agora pontuar lá em cima é mais difícil porque você só marca quando pontua e o seu adversário não pontua. Se você pontuar e os seus concorrentes pontuarem, vamos supor, se os quatro primeiros pontuarem, não adiantou nada. Ficou no 0 a 0. E é importante dizer que o Cruzeiro precisa reagir rápdio porque cada vez que tem uma rodada e o time não pontua, fica ainda mais difícil", finalizou o matemático. 

O Cruzeiro volta a campo na próxima sexta-feira, às 21h30, no Mineirão, quando encara o Avaí, pela 11ª rodada da Série B. O time catarinense vem em 12º lugar, com 10 pontos, enquanto a Raposa é a 15º, com oito.  

3 comentários

César Pereira 4:45 PM Sep 21, 2020
Acredito que o pior de tudo foi o clube entronizar o sentimento de time pequeno, o Cruzeiro antes mesmo de começar a competição, já menosprezava o título, time vencedor quer sempre buscar o título da competição em que está, se os dirigentes do Cruzeiro pensassem assim teriam mas chance de subir e preparar um time para o futuro! Se esqueceram que o time caiu dentro de campo !
0
Denunciar
Rogério Luciano 2:39 PM Sep 21, 2020
Fácil, Extremamente Fácil, Dezembro chegando, época de noel, vamos, que vamos, S É R I E CCCCCCC
1
Denunciar
Povão 9:55 AM Sep 21, 2020
Com Fabio e Léo em campo, torna-se quase impossível essa façanha.
5
Denunciar