A dois

Cinco experiências para comemorar o Dia dos Namorados na estrada

Apesar da data cair em plena quarta-feira neste ano, casais já programam viagens no fim de semana

Ter, 21/05/19 - 03h00

Minas é generosa quando o assunto é tornar momentos a dois memoráveis. Têm umas cidadezinhas que parecem ter sido feitas para acolher o casal, embalando-o num clima de romance único. Que o diga Viviana Andrade, de 32 anos, que junto ao namorado Luan Rodrigues, 31, vem desbravando alguns caminhos do Estado. Para celebrar o Dia dos Namorados, em 12 de junho, eles pretendem fazer o caminho velho da Estrada Real, de Ouro Preto a Paraty (RJ). Serão, ao todo, dez dias de viagem.

Em Minas, o casal já viajou para Capitólio, Lapinha da Serra, Morro do Pilar, Ouro Preto, Serra do Cipó, Ibiá e São Gotardo. Eles acabam de voltar de um passeio em Monte Verde, distrito de Camanducaia, na Serra da Mantiqueira - a experiência preferida de Viviana (ao menos, até agora). “Por incrível que pareça, a cidade dá para ser econômica também. Tem opções de pousadas e restaurantes em conta. E tem um clima muito romântico. Lembra a Europa: é gostoso, seguro”, explica Viviana.

Como alternativa à Monte Verde, ela indica uma viagem ao Santuário do Caraça: “por R$ 300 você paga hospedagem e passeios num fim de semana”.

Juntos, ela e Luan já passaram pelo sufoco de quase ficar sem gasolina a caminho de um destino e de perder documentos e dinheiro fora do país, mas souberam lidar bem com os imprevistos. Tanto que hoje eles mantém a produtora de vídeos MonkeyST, com foco em turismo. Segundo Viviana, as viagens são o que mais une o casal.

 

1- Passeio de balão em São Lourenço

Localizada no Sul de Minas, no Circuito das Águas, São Lourenço é uma pacata cidade conhecida por ser uma estância hidromineral. No Parque das Águas, espaço de 430 mil metros quadrados no centro da cidade, há pedalinhos e barquinhos para um passeio fofo (e bem-humorado) a dois. Vale fazer uma caminhada pelos jardins e almoçar no restaurante local com vista para um lago. O spa oferece banhos aromáticos e massagens.

O ponto alto da viagem pode ser conferir o nascer do sol sobre as nuvens, a 500 m de altura, num passeio de balão. Há duas empresas que oferecem o serviço nos fins de semana, e os voos de uma hora saem, em média, a R$ 400 por pessoa. As diárias para casal nas pousadas locais ficam entre R$ 115 e R$ 428.

Como chegar. Saindo de Belo Horizonte de carro, são 384 km de distância. Siga pela rodovia Fernão Dias (BR–381 sentido São Paulo) até o trevo para Caxambu. De lá, pegue a BR–267 e siga instruções para São Lourenço. De ônibus, saindo de BH pelo Expresso Gardênia (expressogardenia.com.br), a passagem sai a R$ 132,51.


2- Ver estrelas na Lapinha da Serra

Coladinho em Belo Horizonte, a apenas 143 km, o distrito de Lapinha da Serra, em Santana do Riacho, pode ser um destino de aventura em grupo ou de paz e namoro para casais apaixonados pela natureza. Com apenas 300 habitantes, a Lapinha tem lagos, cachoeiras, grutas e picos.

A ideia aqui é providenciar um cantinho só para vocês: pode ser um chalé ou uma barraca. Durante o dia, vale fazer canoagem na represa da Lapinha. Ao cair da noite, fiquem a sós, observem as estrelas e tracem planos em conjunto. Há chalés entre R$ 134 e R$ 900 a diária para casal e campings a partir de R$ 20 por pessoa. Inf.: bit.ly/2W3H8Fj.

Como chegar. Saindo de Belo Horizonte de carro, você deve seguir pela MG–424 até Lagoa Santa, onde pegará a MG–010. A Saritur (saritur.com.br) faz o trajeto de ônibus até Santana do Riacho a partir de R$ 42. De Santana do Riacho para Lapinha da Serra, há ônibus na sexta e no domingo.

3- Vinho e lareira em Lavras Novas

Com cerca de 1.500 habitantes, Lavras Novas, distrito de Ouro Preto, é um simpático e tranquilo vilarejo a cerca de 117 km de Belo Horizonte. O destino parece ter sido feito para casais: clima ameno, ruas de pedra, simpáticas casinhas coloniais coloridas, o verde emoldurando a paisagem e excelentes opções de pousadas e restaurantes.

Entre os atrativos locais, estão mirantes naturais, como o da Pedra e o do Salto; ideais para curtir um pôr do sol a dois. Não deixe de visitar a bela e instagramável cachoeira dos Namorados, a 5,5 km de Lavras Novas. O melhor acesso é de quadriciclo ou veículos 4x4.

As pousadas investem pesado para criar um clima especial para os casais. Há quartos com vista para a serra do Trovão, lareiras e jacuzzis de frente a janelões de vidro com vista panorâmica. As diárias para casais no distrito custam entre R$ 120 e R$ 490.

Não deixe de tomar um vinho em um restaurante local num jantar especial a luz de velas.

Como chegar. De carro, saindo de Belo Horizonte, são 98 km de distância. Siga pela BR–040 no sentido Rio de Janeiro. Pegue a BR–356. No KM 95, entre no trevo para Mariana e depois no trevo de Saramenha. Você seguirá pela Estrada Real até Lavras Novas. BH/Ouro Preto, de ônibus, pela Pássaro Verde (passaroverde.com.br), a partir de R$ 35,75. Ouro Preto/Lavras Novas pela Transcotta a partir de R$ 4,40, com saída pela praça da Estação (bit.ly/2LJAQqA).

4- Fondue em Gonçalves

Não tão famosa como sua vizinha Monte Verde, Gonçalves é uma cidade que merece atenção. Localizada na serra da Mantiqueira, é um cantinho de serra, frio e sossego. É o programa ideal para quem não quer fazer outra coisa senão ficar quieto, em boa companhia, entre as cobertas.

Além do aconchego de quartos a 1.450 m de altura, o ponto alto da cidadezinha é a gastronomia, com ingredientes fresquinhos da roça. Até 16/6, é temporada de pinhão (bit.ly/30oogAa), e os restaurantes exploram o ingrediente em suas criações. Uma excelente pedida é também saborear um fondue. O tempo permite e pede. As diárias para casal custam de R$ 204 a R$ 758. Inf.: goncalves.mg.gov.br.

Como chegar. De Belo Horizonte para Gonçalves de carro são 459 km. Acesso pela Fernão Dias no sentido Pouso Alegre. De ônibus, vá para Paraisópolis (R$ 90,29 – expressoadamantina.com.br) e, daí, Gonçalves, a R$ 7,61.

5- Pôr do sol em Carrancas

Considerada a “terra das cachoeiras”, com 70 quedas-d’água, Carrancas é o lugar ideal para encontrar aquele equilíbrio perdido, sabe? É hora pra colocar o pé na trilha, chegar a uma cachoeira, estender a canga e se sentir confortável com o silêncio. Vale visitar o poço da Esmeralda, de águas transparentes e esverdeadas no Complexo Vargem Grande e se jogar no escorregador da Zilda, receita certa de risadas. No fim de tarde, pegue o carro e vá para o Mirante da Serra ver o pôr do sol. Tons laranjas e vermelhos colorem o céu entre o mar de montanhas. É bonito demais! Hospedagem para casal entre R$ 117 e R$ 400.

Como chegar. Saindo de Belo Horizonte de carro, pegue a Rodovia Fernão Dias até a entrada de Lavras, passe por Itutinga e, então, Carrancas. De ônibus, BH/Lavras pela Expresso Gardênia (expressogardenia.com.br), a partir de R$ 52,80. Lavras/Carrancas pela Viação São Cristóvão (vsc.com.br) por R$ 23.

Podcasts Relacionados

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
LEIA MAIS
Ouro Preto
Meta
FESTAS JUNINAS
ARRAIAIS
Centro de Portugal
'Rio Star'
PROCURA
Para as redes sociais
Negócios
Oportunidade
Leia mais