Pelo Twitter

Alberto Fernández anuncia que não concorrerá à reeleição na Argentina

Reeleição do chefe do executivo argentino era considerada improvável devido à grave crise econômica que o país enfrenta

Por Agências
Publicado em 21 de abril de 2023 | 11:18
 
 
 
normal

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou na manhã desta sexta-feira (21) em um vídeo na sua conta no Twitter, que não concorrerá à reeleição no país, que escolhe seu próximo presidente em outubro.

Sua reeleição era considerada improvável devido à grave crise econômica que o país enfrenta. Ele é desaprovado por 71% dos argentinos, a maior rejeição de um presidente na série histórica de 17 anos da consultora Poliarquía, que divulgou o número nesta quinta (20).

A desistência ocorre quase um mês após o ex-presidente Mauricio Macri fazer o mesmo movimento na aliança de oposição Juntos pela Mudança.

Com a decisão, Fernández não participará das primárias em agosto e abre espaço para seus concorrentes dentro da coalizão peronista Frente de Todos. Entre os nomes considerados presidenciáveis está o da atual vice, Cristina Kirchner, com quem ele frequentemente tem desconfortos.

Cristina tem feito um mistério sobre sua candidatura, usando a narrativa de que estaria inelegível após ter sido condenada por corrupção em dezembro. Isso só ocorrerá, porém, caso a decisão da Justiça argentina em primeira instância seja confirmada pelas instâncias superiores.
A ex-presidente afirma que é vítima de "lawfare", quando o Judiciário persegue um investigado por razões políticas, e sustenta que a condenação estava escrita desde o início do processo.

Outro possível candidato pela aliança é o ministro da Economia, Sergio Massa, porém ambos também estão em queda na aprovação popular.

(Júlia Barbon/Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!