Guerra

Biden faz visita surpresa à Ucrânia e anuncia ajuda de US$ 500 milhões

Pacote incluirá mais equipamentos militares, como munição de artilharia, dardos e obuses

Por Agências
Publicado em 20 de fevereiro de 2023 | 08:44
 
 
 
normal

O presidente dos EUA, Joe Biden, fez uma visita não anunciada à Ucrânia nesta segunda-feira (20) e se reuniu com o presidente do país, Volodimir Zelenski, na capital Kiev, dias antes do aniversário de um ano da invasão da Ucrânia por forças russas.

Em declaração conjunta com Zelenski, no Palácio Mariinsky, Biden refletiu sobre a firmeza da resistência ucraniana num momento em que a guerra entra em seu segundo ano, ressaltando que a comunidade internacional a princípio temia que Kiev sucumbiria à invasão da Rússia, lançada em 24 de fevereiro do ano passado.

"Um ano depois, Kiev se mantém em pé. E a Ucrânia se mantém em pé. A democracia se mantém em pé", disse Biden.

O presidente dos EUA também anunciou US$ 500 milhões em ajuda adicional aos ucranianos e disse que mais detalhes serão divulgados nos próximos dias, mas adiantou que o pacote incluirá mais equipamentos militares, como munição de artilharia, dardos e obuses.

Ao lado de Zelenski, Biden prometeu "apoio inabalável" à Ucrânia e sua soberania e independência territorial. "Achei que era fundamental que não houvesse nenhuma dúvida, nenhuma mesmo, sobre o apoio dos EUA à Ucrânia na guerra", disse o presidente americano. 

(Estadão Conteúdo)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!