Violência sexual

Brasileiro com 12 acusações de pedofilia é preso nos EUA

Homem de 53 anos não teve o nome revelado e vivia ilegalmente no país

Por Agências
Publicado em 13 de abril de 2024 | 12:19
 
 
 
normal

Um brasileiro de 53 anos foi preso acusado de pedofilia na cidade de Revere, em Massachusetts, região nordeste dos Estados Unidos, segundo um comunicado do grupo americano ERO (Operações de Execução e Remoção, na sigla em inglês) emitido nesta sexta-feira (12).

O ERO Boston afirma que o homem é acusado de 12 crimes sexuais contra crianças. Ele foi preso próximo à sua casa no dia 28 de março.

Este cidadão brasileiro foi acusado de crimes horríveis e perturbadores", disse o diretor responsável pela prisão, Todd M. Lyons. "Este não é o tipo de pessoa com quem queremos que as crianças de nossos bairros interajam livremente."

O nome do homem não foi divulgado, e as fotos da prisão mostram o seu rosto borrado.

Ele vivia ilegalmente nos Estados Unidos e ingressou no país, pela primeira vez, em setembro de 2001 com autorização para permanecer no país até março do ano seguinte. Porém, ele não deixou o local e ficou lá até 2007, quando foi encontrado pelo ERO.

De acordo com o grupo americano, na época ele foi detido, colocado em procedimentos de remoção, pagou uma fiança e saiu da custódia em abril de 2007. Em 2008, um juiz de imigração do Departamento de Justiça em Boston concedeu ao cidadão brasileiro a saída voluntária dos Estados Unidos para o Brasil.

Na ocasião, ele teve até junho de 2008 para deixar o país, o que ele cumpriu. Porém, o brasileiro retornou aos Estados Unidos "em uma data e local desconhecidos sem ser inspecionado, admitido ou liberado por um oficial de imigração dos EUA", diz o ERO.

Em 2021, ele voltou a ser preso por acusações de agressão indecente e estupro de uma criança na cidade de Middlesex, também em Massachusetts. Em abril de 2022, o brasileiro foi acusado pelo Tribunal Superior do Condado de Middlesex de 12 casos de crimes sexuais envolvendo crianças.

"O Tribunal Superior do Condado de Middlesex não honrou o pedido do ERO e liberou o não cidadão brasileiro da custódia em 23 de novembro de 2022", diz o comunicado do ERO Boston. (Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!