Havaí

Casal processa empresa de mergulho após ser esquecido em alto-mar

O incidente ocorreu em Maui, ilha do Havaí (EUA), em setembro de 2021, mas só agora o caso e o processo se tornaram públicos

Por O TEMPO
Publicado em 03 de março de 2023 | 13:25
 
 
 

Um casal norte-americano está processando uma empresa de mergulho após eles serem esquecidos em alto-mar pelo líder expedição. O incidente ocorreu em Maui, ilha do Havaí (EUA), em setembro de 2021, mas só agora o caso e o processo se tornaram públicos. 

De acordo com a imprensa local, Elizabeth Webster e Alexander Burckle realizavam um mergulho na costa de Lana'i. No entanto, as águas ficaram agitadas e o catamarã do grupo decidiu que era hora de partir e eles acabaram ficando para trás, há 800 metros da costa. 

De acordo com casal, no momento que avistaram o barco partindo, eles gritaram e tentaram nadar em direção ao catamarã, mas sem sucesso. 

"Foi basicamente um evento traumatizante em que eles pensaram que iriam morrer", afirmou o advogado do casal, Jared Washkowitz. 

“No momento que avistaram o barco partindo, eles gritaram e tentaram nadar em direção ao catamarã, mas sem sucesso. Depois eles tiveram que nadar por 20 minutos para chegar a uma parte remota de Lanai”, completou.

No processo, o casal, que pede uma indenização por danos morais, alega que a equipe da Sail Maui não fez uma contagem adequada dos clientes. 

Além disso, a defesa de Elizabeth Webster e Alexander Burckle cita que a empresa só teve ciência de que eles estavam desaparecidos quando entraram em contato com a empresa de turismo.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!