Tristeza

Com 31 anos, morre cachorro mais velho do mundo em Portugal

Bobi entrou para 'Guinness' em 2023 e superou em 18 anos a expectativa de vida de cães da raça mastim

Por O TEMPO
Publicado em 23 de outubro de 2023 | 13:24
 
 
 

Morreu, aos 31 anos, o cachorro Bobi considerado o “mais velho do mundo”, na cidade de Leiria, em Portugal. A informação foi confirmada, nesta segunda-feira (23/10), pelo Guinness World Records. O animal, da raça Rafeiro do Alentejo, entrou para o livro dos recordes em fevereiro deste ano e estava internado há dias.

Segundo o jornal português SIC, Bob teve complicações de saúde, chegou a realizar tratamentos, mas não resistiu. Tutor do animal desde os 8 anos, Leonel Costa revelou que a luta do cão pela vida foi “dura”, e apenas “um guerreiro poderia tera aguentado”.

O cachorro nasceu em 11 de maio de 1992. Quando completou 30 anos e 266 dias, em fevereiro deste ano, recebeu o título do Guinness de cachorro mais velho do mundo.

Nascido em uma ninhada de outro animal da família, os pais de Leonel Costa pensaram que Bobi fosse morrer. O tutor, no entanto, decidiu ficar com o cão, sem que o pai soubesse, a princípio. Segundo ele, o segredo da longevidade pode estar ligado ao fato dele nunca ter ficado preso.

“Ficam as melhores memórias de uma longa vida onde foi feliz e principalmente fez muita gente feliz, principalmente a sua família que hoje sente que um dos seus pilares ruiu”, declarou o tutor, que não cogita doar o corpo de Bobi para a ciência.

Antes de Bob, o recorde de cão mais longevo, era de Bluey um pastor australiano que viveu 29 anos entre 1910 e 1939.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!