guerra

Dirigente de Kherson, região ucraniana ocupada, é ferido em explosão

As forças russas se retiraram da principal cidade de Kherson em novembro, mas seguem controlando a maior parte dessa região do sul da Ucrânia

Por Agências
Publicado em 12 de dezembro de 2022 | 16:44
 
 
 

Um dirigente da região ucraniana de Kherson, ocupada pela Rússia, ficou ferida na explosão do veículo em que viajava, reportaram as agências de notícias nesta segunda-feira (12), citando autoridades instaladas por Moscou.

Médicos das autoridades respaldadas pela Rússia disseram que o subchefe regional, Vitaliy Bulyuk, havia sobrevivido a um suposto atentado. “Ele está ferido, sua condição é estável, de segurança moderada”, noticiou a agência de notícias Interfax, citando o encarregado da Saúde, Vadim Ilmiyev.

“O motorista do veículo morreu na hora. Segundo minhas informações, uma mina explodiu e o carro pegou fogo”, acrescentou.

A autoridade máxima da região vizinha de Zaporizhzhia, também ocupada pela russos, Vladimir Rogov, disse que o automóvel de Bulyuk explodiu na cidade de Skadovsk, no mar Negro, perto da Crimeia e no sul de Kherson.

Indicou que Bulyuk havia sido levado ao hospital de Simferopol, uma das principais cidades da Crimeia, e que se encontrava “estável, mas em situação grave”.

Rogov classificou o ocorrido como “tentativa de assassinato” e afirmou que “os detalhes estavam sendo esclarecidos”.

As forças russas se retiraram da principal cidade de Kherson em novembro, mas seguem controlando a maior parte dessa região do sul da Ucrânia.

(AFP)
                
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!