Oposição

Eleições nos EUA: veja 6 Estados em que é importante prestar atenção nesta terça

Em algumas das disputas, apoiadores declarados de Donald Trump competem contra democratas, do partido de Joe Biden

Por O Tempo
Publicado em 08 de novembro de 2022 | 14:46
 
 
 

Dois anos após as eleições presidenciais dos EUA darem a vitória ao democrata Joe Biden, a influência do candidato derrotado, ex-presidente Donald Trump, continua presente na política norte-americana e pode interferir, inclusive, no mandato de Lula no Brasil, segundo analistas. Nesta terça-feira (8), além de escolherem representantes para a Câmara de Deputados e para o Senado nas eleições de meio de mandato, as midterms, os eleitores também elegerão governadores para 36 dos 50 Estados do país. Em algumas das principais disputas, aliados declarados de Trump competem pela liderança com oponentes democratas. Confira seis Estados em que prestar atenção nesta corrida eleitoral:

1 - Arizona

Estado fronteiriço ao México, o Arizona pode eleger para governadora uma política que já se autodeclarou uma “Trump de vestido”. A republicana Kari Lake é uma ex-âncora de telejornal que endossa a falsa alegação de Trump de que as eleições de 2020 foram roubadas contra ele. Ela concorre contra a democrata Katie Hobbs, atual secretária de Estado do Arizona e, em 2020, defendeu a legitimidade do resultado das urnas. Formada em Assistência Social, Hobbs tem experiência de trabalho em áreas como violência doméstica e pessoas em situação de rua.  

2 - Flórida

Na Flórida, o governador republicano Ron DeSantis tenta a reeleição de olho em uma possível candidatura à presidência em 2024. Ele tem sido um dos principais defensores de pautas conservadoras, lutando contra restrições à economia impostas pela pandemia e limitando discussões sobre questões LGBT em escolas. Do outro lado da disputa, está um ex-republicano, Charlie Crist, que, nas últimas eleições, foi eleito deputado no partido Democrata. Seu foco tem sido apelar aos republicanos moderados que não se sentem confortáveis com a política de DeSantis.

3 - Geórgia

Os EUA podem eleger a primeira governadora negra de sua história caso a democrata Stacey Abrams vença a disputa contra o atual governador do Estado, o republicano Brian Kemp. Em 2018, Kacey já havia tentado ultrapassar Kemp, porém não teve sucesso. Por ora, as pesquisas de intenção de voto demonstram que ele deve ser eleito novamente, em meio a uma economia local fortalecida.

4 - Michigan

O direito ao aborto legalizado é uma das principais pautas em disputa no Michigan. A atual governadora, a democrata Gretchen Whitmer, defende leis que garantem o acesso ao aborto. Por outro lado, seu oponente, o republicano Tudor Dixon, apoiado por Trump, defende restrições mais rígidas contra o procedimento. Hoje, os republicanos já dominam o Legislativo no Michigan. 

5 - Pensilvânia

O candidato republicano a governador da Pensilvânia Doug Mastriano, coronel aposentado e atualmente senador, chegou a ser visto nos arredores do Capitólio durante a invasão em 6 de janeiro de 2021, em que apoiadores de Trump contestaram o resultado das eleições. Já o candidato democrata, Josh Shapiro, é procurador-geral da Pensilvânia, discursa pela democracia e aparece à frente nas pesquisas.

6 - Nova York

Em Nova York, uma das principais discussões entre os candidatos é a criminalidade. A governadora democrata Kathy Hochul tenta se eleger após ter assumido o cargo devido à renúncia do governador Andrew Cuomo, acusado de assédio sexual. Hochul destaca leis que dificultam o acesso a armas e seu oponente, o republicano Lee Zeldin, enfatiza que há uma crise de segurança em Nova York.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!