numa trilha

Enganado por aplicativo, cientista russo morre após cair em penhasco

Dmitry Fedyanin já havia ganhado a Medalha da Academia Russa de Ciências e um prêmio europeu

Por O TEMPO
Publicado em 23 de agosto de 2023 | 20:59
 
 
 

Yevgeny Prigozhin não foi o único russo conhecido internacionalmente a morrer de forma estranha neste mês de agosto. Dmitry Fedyanin, um jovem e premiado cientista nascido na Rússia, morreu após cair em um penhasco no Parque Nacional Berchtesgadener Alps, na Alemanha. 

O acidente com o russo de 34 anos aconteceu no dia 12 de agosto. De acordo com o jornal NY Post, ele estaria usando um aplicativo de navegação para descer até Gotzenalm, perto do lago Koenigssee, mas foi direcionado por uma rota sem trilhas. A tragédia teria acontecido depois que o cientista perdeu o equilíbrio em uma saliência rochosa e caiu de uma altura de 150 metros. 

“Nossos investigadores supõem que o indivíduo do sexo masculino escorregou na área rochosa que apresenta alguns trechos de grama”, relatou o porta-voz da polícia da Alta Baviera, Maximilian Maier, em um comunicado.

O desaparecimento de Fedyanin veio à tona depois que o dono do local onde estava hospedado, em Gotzenalm, notou que sua cama estava sem uso e informou a polícia. Um helicóptero avistou o corpo do cientista. 

Dmitry Fedyanin estudava no Instituto de Física e Tecnologia de Moscou, em Moscou. Ele recebeu a Medalha da Academia Russa de Ciências, em 2011, e o Prêmio Jovem Cientista da European Material Research Society, em 2012.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!