Temporais

Equador enfrenta pior temporada de chuva dos últimos 15 anos

Mais da metade do território está em estado de emergência, segundo informações da Secretaria Geral de Comunicação da Presidência


Publicado em 07 de abril de 2023 | 21:13
 
 
 

O Equador enfrenta a pior temporada de chuva dos últimos 15 anos, informou a Secretaria Geral de Comunicação da Presidência (Segcom). Mais da metade do território está em estado de emergência. 

"A nível nacional, sobretudo na região Litoral e zona Interandina, as chuvas estão acima de suas médias históricas dos últimos 15 anos", informou a pasta em um comunicado. 

Entre janeiro e abril, a Secretaria Nacional de Gestão de Riscos (SNGR) registrou 23 mortes devido aos temporais. As chuvas também atingiram 52.000 pessoas e destruíram inúmeras casas, hospitais, escolas e rodovias. Somam-se a isto 30 mortos e 58 desaparecidos em um deslizamento de terra ocorrido no último 26 de março na localidade andina de Alausí. 

As chuvas e um terremoto que matou 15 pessoas levaram o governo a declarar emergência para 14 das 24 províncias do país. "A época chuvosa causou danos em escala nacional. As províncias de Manabí, Guayas, Los Ríos, Santa Elena, El Oro e Cotopaxi registraram maiores danos", explicou a Segcom. 

No começo de março, o porto de Guayaquil, capital da província de Guayas, enfrentou uma quantidade de chuva equivalente a 7.000 piscinas olímpicas. 

A secretaria acrescentou que o Ministério das Finanças prevê destinar aproximadamente 200 milhões de dólares para responder aos danos ocasionados pelas chuvas. 

Em fevereiro, as fortes chuvas obrigaram a suspensão do bombeamento de petróleo por cinco dias, devido a um oleoduto estar em perigo por causa da queda de uma ponte. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!