transferência

EUA destina fortuna confiscada de oligarca russo à reconstrução da Ucrânia

Cerca de US$ 5,4 milhões foram apreendidos das contas do magnata russo Konstantin Malofeyev

Por Agências
Publicado em 10 de maio de 2023 | 20:20
 
 
 
normal

Os Estados Unidos transferiram pela primeira vez milhões de dólares confiscados de um oligarca russo a um fundo para a reconstrução da Ucrânia, anunciou o Departamento de Justiça americano nesta quarta-feira (10).

Cerca de 5,4 milhões de dólares (aproximadamente 26,7 milhões de reais, na cotação atual), apreendidos do magnata russo Konstantin Malofeyev, foram entregues ao Departamento de Estado para serem usados para "remediar os danos da guerra injusta da Rússia", afirmou, em nota, o procurador-geral Merrick Garland.

Malofeyev, que fez fortuna no setor bancário, de telecomunicações e mídia, foi indiciado, em abril de 2022, por violar sanções relacionadas com a guerra de secessão na região do Donbass ucraniano, apoiada pela Rússia, e a ocupação da Crimeia por Moscou.

Para os Estados Unidos, Malofeyev é uma importante fonte de financiamento dos separatistas pró-russos no leste da Ucrânia.

Juntamente com a acusação, o governo dos  Estados Unidos confiscou 5,4 milhões de dólares (26,7 milhões de reais) em bens do oligarca, principalmente a partir de um investimento que ele fez em um banco do Texas.

Washington determinou o embargo dos ativos de vários magnatas russos vinculados com ações da Rússia em 2014 e a invasão da Ucrânia em 2022.

"Embora represente a primeira transferência americana de fundos russos confiscados para a reconstrução da Ucrânia, não será a última", afirmou Garland.

(AFP)
                
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!