Andrew Tate

Ex-lutador envolvido em polêmica com Greta Thunberg é preso por tráfico humano

Tate, um britânico com cidadania americana que anteriormente foi banido de várias plataformas de mídia social por expressar opiniões misóginas e discurso de ódio

Por Agência
Publicado em 30 de dezembro de 2022 | 16:03
 
 
 

O ex-campeão de mundial de kickboxing e personalidade polêmica das redes sociais Andrew Tate foi detido na Romênia sob a acusação de tráfico humano e estupro. Ele e o irmão, que também foi detido, devem comparecer a um tribunal nesta sexta-feira, 30, em Bucareste. A prisão ocorre após o ex-lutador se envolver esta semana em uma polêmica nas redes sociais com a ativista climática Greta Thunberg.

Tate, um britânico com cidadania americana que anteriormente foi banido de várias plataformas de mídia social por expressar opiniões misóginas e discurso de ódio, foi detido na quinta-feira, 29, junto com seu irmão Tristan na área de Ilfov, ao norte da capital da Romênia.

Ramona Bolla, porta-voz da agência anti-crime organizado da Romênia, DIICOT, confirmou a detenção deles - por 24 horas - e disse que os promotores pediram a um juiz do tribunal de Bucareste para estender o mandado de prisão para 30 dias.

A DIICOT disse em um comunicado na quinta-feira que os quatro suspeitos no caso, que incluem dois cidadãos britânicos e dois romenos, foram presos sob a acusação de fazer parte de um grupo de crime organizado, tráfico humano e estupro.

A agência disse que os cidadãos britânicos recrutaram mulheres que foram submetidas a "atos de violência física e coerção mental", exploradas sexualmente por membros do grupo e forçadas a realizar atos pornográficos com o objetivo de obter "importantes benefícios financeiros".

A declaração não mencionou o nome dos irmãos Tate. Fotografias publicadas pelos meios de comunicação romenos mostram Tate sendo levado algemado por policiais mascarados.

A DIICOT disse ter identificado seis pessoas que foram exploradas sexualmente pelo grupo do crime organizado e que cinco casas foram invadidas na quinta-feira.

A conta no Twitter de Andrew Tate, conhecido por expressar várias visões conspiratórias, publicou um post dizendo que "a Matrix enviou seus agentes", sem dar detalhes.

No início desta semana, Tate postou um vídeo no Twitter de uma região montanhosa da Romênia, o país do Leste Europeu onde ele teria vivido nos últimos cinco anos.

Polêmica

Tate também se envolveu esta semana em uma guerra de palavras com a ativista climática Greta Thunberg, de 19 anos. Na quarta-feira, 28, ele discutiu com a ativista no Twitter depois de se parabenizar por emitir muitos gases de efeito estufa de sua coleção de 33 carros, postando uma foto sua ao lado de um Bugatti.

Thunberg respondeu a ele para que fosse cuidar 'da própria vida', com um tuíte provocador que instantaneamente viralizou.

A polícia disse que 11 carros de luxo foram descobertos nas batidas que pertenciam ou eram usados pelos suspeitos.

Imagens de vídeo da operação policial que acompanham o comunicado da agência anticrime organizado mostram vários carros esportivos borrados, maços de dinheiro e uma pistola.

Durante a noite de quinta-feira, 29, surgiram especulações nas redes sociais de que as autoridades romenas conseguiram localizar Tate depois que ele postou um vídeo em resposta a Thunberg contendo uma caixa de pizza de uma rede local que, de alguma forma, revelaria sua localização.

A ativista, mais uma vez, respondeu com um post provocador: "Isso é o que acontece quando você não recicla suas caixas de pizza".

Bolla negou que isso tenha influenciado a detenção ou seu momento. "Foi um trabalho árduo reunir todas as evidências" na investigação de meses, disse a porta-voz. "As alegações são "engraçadas, mas não (verdadeiras)."

(Estadão Conteúdo com Agências Internacionais) 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!